boletim municipal                                          127                                   Novembro | Dezembro | 201...
2 boletim municipal                                                                                                       ...
Palmela 3População debateuGrandes opções do Plano 2012Durante o mês de Novembro, a Câmara Municipal de Pal-          ra, e...
4 boletim municipalLoteamentos em Pinhal NovoTrabalhos de conclusão de infra-estruturasem Val´Flores estão em cursoA empre...
Palmela 5Milhares de habitantes                            Valorizaçãoabrangidos                                        de...
6 boletim municipalIntervenções na rede viáriamunicípio investiu 720 mil euros em 2011Desde Janeiro deste ano, a Câmara Mu...
Palmela 7Programa de RecuperaçãoCâmara lança concurso para empreitada                                                     ...
8 boletim municipal2º Convívio Intergeracionalseniores inauguraram rede wireless no Centro Histórico   No âmbito das comem...
Palmela 9Recepção à Comunidade Educativa 2011Programa sublinha Ano Europeu do Voluntariado,Cidadania Activa e os ODM A    ...
10 boletim municipal                                                       Tradição e identidade                          ...
Palmela 11                                                                       Dia Europeu do Enoturismo em Palmela     ...
12 boletim municipal                                                              Torne este Natal especial               ...
Boletim Municipal n.º127 | Novembro / Dezembro 2011
Boletim Municipal n.º127 | Novembro / Dezembro 2011
Boletim Municipal n.º127 | Novembro / Dezembro 2011
Boletim Municipal n.º127 | Novembro / Dezembro 2011
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Boletim Municipal n.º127 | Novembro / Dezembro 2011

1.792 visualizações

Publicada em

Boletim Municipal n.º127 | Novembro / Dezembro 2011

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.792
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
479
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Boletim Municipal n.º127 | Novembro / Dezembro 2011

  1. 1. boletim municipal 127 Novembro | Dezembro | 2011 www.cm-palmela.pt II Série | Ano XI Distribuição GratuitaÁgua, um bem de todosNatal anima comércio local
  2. 2. 2 boletim municipal Candidatura da Arrábida INFoRMAÇõES ÚTEIS Palmela defende a Património Mundial Gestão Pública da Água Castelo acolheu Paços do Concelho................................212 336 600 Por ocasião do Dia Nacional da Água (1 de outubro), a Câmara Cerimónia de Instalação ATendimenTos (mediante marcação prévia) Presidente Ana Teresa Vicente Municipal de Palmela, aprovou, por unanimidade, no dia 6 de ou- tubro, uma moção pela gestão pública da água, onde manifesta a da Comissão de Honra Coordenação Geral; Cooperação Internacional; Participação e Acção Local; sua «total oposição à intenção de privatização da água em todas as A Igreja de Santiago, no Castelo de Palmela, recebeu, no Desenvolvimento Estratégico; Protecção Civil; suas componentes e, em particular, no que se refere aos sistemas dia 28 de outubro, a cerimónia de instalação da Comis- Recuperação do Centro Histórico; de abastecimento e saneamento, através da venda da AdP – Águas são de Honra da Candidatura da Arrábida a Património Modernização Administrativa. sextas-feiras, tarde de Portugal». No documento, o Município defende o direito de Mundial que integra, entre outras personalidades da vida Gabinete da Presidência.......................212 336 652 acesso à água para todas as pessoas, com a continuidade do servi- pública regional e nacional, a Presidente da Câmara Mu- Vereadora Adília Candeias (Vice-Presidente) ço de abastecimento de água, de elevada qualidade, com controlo nicipal de Palmela, Ana Teresa Vicente. Recursos Humanos e organização; Saúde ocupacional; Formação; Projectos e obras Públicas; Logística e gestão pública local, e «expressa a total oposição à retirada de A cerimónia - mais um passo na afirmação da Arrábida e Conservação. competências aos municípios, nomeadamente, em matéria de água a Património Mundial - contou com um momento conce- sextas-feiras e saneamento, bem como a qualquer tipo de processos integrado- bido pelo Grupo de Teatro o Bando, que aliou a música Dep. Projectos e obras Públicas...212 336 606 res impostos ao arrepio dos interesses das populações. Esta tomada de Jorge Salgueiro aos textos de autores como Alexan- Vereador Adilo Costa Educação; Acção Social e Saúde; Juventude; pública de posição surge em resposta às declarações de intenção dre Herculano, Fialho de Almeida, José Saramago, Raul Cultura, Desporto e Tempos Livres. efectuadas pelo actual Governo - que prevê o início do processo de Brandão e Sebastião da Gama, com interpretação a cargo sextas-feiras privatização do Grupo Águas de Portugal S.A. (AdP) para o pró- de Guilherme Noronha, Paula Só, Raul Atalaia e Sara Dep. Educação e Intervenção Social.........................212 338 520 ximo ano - reforçadas com as intenções da retirada do sector da Castro. Vereador Álvaro Amaro esfera municipal, de acordo com o “Documento Verde da Reforma Este momento contou, ainda, com a harpista Ana Isabel Administração Urbanística; Habitação; da Administração Local”. os Municípios associados da AIA – As- Dias, a percussão de Pedro Araújo e Marco Fernandes e Ambiente e Infraestruturas; Transportes e Comunicações; Equipamentos sociação Intermunicipal de Água da Região de Setúbal (Palmela, as vozes do Coro Infantil de Setúbal, dirigido pelo maes- e Espaços Exteriores Urbanos. Alcochete, Almada, Barreiro, Moita, Seixal, Sesimbra e Setúbal) já tro Nuno Batalha. sextas-feiras, 9h00 às 12h00 haviam apresentado, no dia 30 de Setembro, uma Declaração Con- A Candidatura da Arrábida a Património Mundial da Dep. de Administração Urbanística..212 336 660 junta em que se pronunciavam sobre a situação actual do sector da UNESCo é um projecto da Associação de Municípios do Vereador Luís miguel Calha água. Foi, também, anunciada a adesão à campanha “A Água é de Distrito de Setúbal, em conjunto com o Instituto da Con- Administração e Finanças; Fiscalização Municipal; Comunicação e Atendimento; Todos” e a adjudicação do Estudo de Concepção Geral do Sistema servação da Natureza e Biodiversidade e as autarquias de Desenvolvimento Económico e Turismo Intermunicipal de Água em Alta da Península de Setúbal. Palmela, Setúbal e Sesimbra. sextas-feiras, 10h00 às 13h00 Paços do Concelho.........................212 336 600 Vereador António Fonseca Ferreira Vereadora natividade Coelho matriz da Água do Concelho apresentada no Auditório municipal de Pinhal novo Sem pelouros Quartas-feiras, 10h00 às 13h00..212 330 135 departamento de Administração Urbanística (atendimento pelos técnicos mediante marcação prévia) Terças-feiras, tarde...............................212 336 660 No âmbito do Dia Nacional da Água, a Câmara apresen- metros de distribuidoras. o abastecimento de água é assegu- Piquete das Águas tou, em outubro, no Auditório Municipal de Pinhal Novo, rado pela existência de 34 captações de água subterrâneas 212 336 679 a Matriz da Água do Concelho de Palmela, uma sessão que dispersas por todo o concelho, 23 Estações de Tratamento Recolha de monos e resíduos de jardim contou com a participação da Presidente da Câmara Muni- de Água (ETA) e 26 reservatórios, totalizando uma capaci- 212 336 624 cipal de Palmela, Ana Teresa Vicente, do Vereador Álvaro dade de armazenamento de 27.440 m3. Este conjunto de Falhas na iluminação Pública edP 800 506 506 (24 horas - chamadas grátis) Amaro e de Aida Soares, Chefe da Divisão de Águas de infra-estruturas encontra-se distribuído por 20 sistemas de Atendimento municipal Abastecimento e Residuais. abastecimento e 18 zonas de abastecimento de água. PALMELA e QUINTA Do ANJo Na ocasião, a Presidente sublinhou tratar-se de «um traba- o sistema de drenagem de águas residuais compreende 19 Segunda-feira das 8h30 às 14h00 lho que, não sendo obrigatório, qualifica a nossa interven- Estações Elevatórias exploradas pela autarquia e 11 em ex- Terça a Sexta-feira das 8h30 às 15h30 PINHAL NoVo - Loja do Cidadão ção e desempenho ao serviço da água enquanto bem públi- ploração pela empresa multimunicipal Simarsul. Existem Segunda a Sexta-feira das 9h00 às 16h00 co essencial que queremos defender (…). A gestão rigorosa 189.235 metros de rede de drenagem doméstica, 54.118 Prolongamento do horário PALMELA Quarta-feira até às 19h00 através da adopção de medidas que permitam que todos metros de emissários em gestão pela Simarsul, 15.477 me- PINHAL NoVo Terça-feira até às 19h00 os cidadãos tenham acesso à água como bem público em tros de condutas elevatórias e 144.637 metros de rede de Contactos: quantidade, em qualidade e a preços acessíveis é essencial drenagem pluvial. Tel.: 212 336 600 ao desenvolvimento sustentável do concelho, é essencial à A sessão encerrou com a exibição do documentário “Thirst”, serviços on-line atendimento@cm-palmela.pt qualidade de vida das populações», concluiu. sobre a resistência global à privatização da água. www.cm-palmela.pt o documento - enquadrado pelas metas estabelecidas no Programa Nacional para o Uso Eficiente da Água, pelas orientações do Plano Nacional da Água, pelos objectivos Ficha Técnica delineados na Lei da Água e no Plano Estratégico do Abas- Propriedade e Edição: Câmara Municipal de Palmela Periodicidade: Mensal tecimento de Água e Saneamento de Águas Residuais - per- Direcção: Presidente da Câmara mitirá, futuramente, definir estratégias e acções prioritárias Coordenação: Cláudia Novais a adoptar, visando uma utilização sustentável e uma gestão Redacção: Liliana Nascimento, Paula Esteves, Pedro Silva e Sofia Afonso eficiente da água, enquanto recurso precioso e escasso. Fotografia: Paulo Nobre A Matriz da Água identifica os principais fluxos de água Design: PCB, Comunicação Visual que existem no território e caracteriza os seus sistemas de Impressão: Belgráfica abastecimento e de drenagem. São, também, divulgadas Tiragem: 4.000 exemplares Código de Edição: CMP/DC-635/11 informações sobre os tipos de consumos, caracterizando os Depósito Legal: 36098/90 seus utilizadores e fins a que se destinam. ISSN 0876-7363 Palmela dispõe de 522 quilómetros de rede de distribuição Distribuição Gratuita de água, com uma taxa de cobertura de 100% nos aglomera- Impresso em papel 100% reciclado e-mail: boletim.municipal@cm-palmela.pt dos populacionais e de 97% para a generalidade do conce- www.cm-palmela.pt lho. Existem 46.432 metros de condutas adutoras e 521.985
  3. 3. Palmela 3População debateuGrandes opções do Plano 2012Durante o mês de Novembro, a Câmara Municipal de Pal- ra, económica e social e por medidas governamentais quemela promoveu um conjunto de debates públicos em cada comprometem a capacidade de trabalho do Poder Local.uma das freguesias do concelho, no âmbito da preparação o Executivo apresentou, também, um balanço da activida-do orçamento e Grandes opções do Plano 2012. Inseri- de desenvolvida ao longo do ano, bem como a evolução dasdos na política de gestão participada defendida pela autar- receitas municipais e outros dados importantes para a com-quia, os debates tiveram como principal objectivo informar preensão e conhecimento mais aprofundado da actividadee debater as prioridades da intervenção municipal, num municipal. A participação da população é determinanteano marcado pelo drástico agravamento da crise financei- para a definição das prioridades para o próximo ano. Vivemos a pior crise financeira, económicae social das nossas vidas, e sei que muitos dos que vivem e trabalham no concelho de Palmela o sentem de forma muito especial. Durante os debates públicos que realizámos, em Novembro, com os nossos munícipes, deixei clara a minha opinião sobre uma crise que resulta da falência de políticas neoliberais que têm sido aplicadas em Portugal e outros países ditos desenvolvidos, e de uma forma de organizar a economia em que o lucro é a lei suprema, acima dos direitos e do bem estar das pessoas. Este mês de Dezembro, a Câmara e a Assembleia Municipal de Palmela vão debater o mais difícil orçamento de sempre para o nosso Município. Vamos ter que reprogramar muitas obras importantes, reduzir apoios às nossas instituições locais, reorientar muitas das nossas prioridades. Mas, como dissemos nos debates com a população, não vamos deixar de garantir os serviços públicos indispensáveis à qualidade de vida das nossas populações. Vamos apostar naMunicípios da Região qualidade dos trabalhadores da Administração Local e na parceria com todas as instituiçõespreocupados com situação actual locais para construir a nossa resposta a estes tempos difíceis. Comemoramos, este ano, 35 anos de poder localÉ com «extrema preocupação» que os Municípios da Re- sões que lhe dizem respeito. o desinvestimento crescente, democrático. Foi a 12 de Dezembro de 1976gião de Setúbal têm vindo a acompanhar «a evolução da ao longo das últimas décadas, da Administração Central na que se realizaram as primeiras eleições livressituação do país, o aprofundamento da crise económica e Região de Setúbal, aprofundou assimetrias no quadro da para a escolha directa dos autarcas do nossosocial e as suas dramáticas consequências». Numa decla- Área Metropolitana de Lisboa e não permitiu potenciar o país. Sabemos todos como era este concelhoração conjunta a Associação de Municípios da Região de trabalho realizado pelas autarquias e pelos agentes regio- (e como era o país) antes da Revolução deSetúbal sublinhou o facto de a autonomia dos municípios nais. Abril. Sabemos todos o que foi feito, nestesestar a ser posta em causa, ao mesmo tempo que a sua situ- A Plataforma Logística do Poceirão, a linha de alta veloci- anos, pelas autarquias que contribuíramação financeira se degrada, designadamente, pela redução dade entre Lisboa e Madrid e o Novo Aeroporto de Lisboa, indiscutivelmente para a qualidade de vidada sua participação nas verbas do orçamento do Estado. com importância directa para o concelho de Palmela, mas das populações, investindo em equipamentosA AMRS considera «um profundo erro que um Governo, também a Terceira Travessia do Tejo, o Projecto do Arco culturais e desportivos, em escolas, garantindonum momento de crise, decida travar o investimento repro- Ribeirinho Sul, a conclusão da CRIPS – Circular Regional o abastecimento de água, os espaços verdes,dutivo, porque não é normal suspender para reavaliação Interna da Península de Setúbal, o Hospital do Seixal, ou a abrindo estradas, tantas vezes acompanhadas do trabalho voluntário das pessoas e dasinvestimentos e projectos estudados e identificados como extensão do Metro Sul do Tejo são investimentos que, pela associações.necessários e imprescindíveis ao desenvolvimento da Re- sua importância estratégica, correspondem ao interesse na- E é essa mesma força, que foi capaz de vencergião e do País» e declarou que os Municípios da Região cional e devem ser encarados como prioritários, enquanto o atraso em que vivíamos, que me faz ter ade Setúbal continuarão a assumir-se como promotores do instrumentos de dinamização e potenciação do desenvolvi- certeza de que venceremos, também, a crisedesenvolvimento, a defender os interesses da região, numa mento económico da Região e do País. A AMRS qualifica actual!óptica de defesa do interesse nacional, a exigir a concreti- como «incompreensíveis» as decisões que conduzem à suazação de investimentos fundamentais para a superação da indefinição e suspensão, bem como o facto de essas deci-crise e a reclamar a sua participação, enquanto legítimos sões serem tomadas pelo Governo sem ouvir os Municípiosrepresentantes das populações da Região, em todas as deci- e os agentes regionais de desenvolvimento.
  4. 4. 4 boletim municipalLoteamentos em Pinhal NovoTrabalhos de conclusão de infra-estruturasem Val´Flores estão em cursoA empreitada de conclusão/rectificação das obras de infra-estruturas no loteamento Val´Flores, em PinhalNovo, está a decorrer.os trabalhos, adjudicados por 1.294.100,97 euros (mais IVA), contemplam, nesta primeira fase, a remode-lação da rede eléctrica na totalidade do empreendimento, o arranjo dos espaços exteriores, no arruamentocentral, incluindo a conclusão da ciclovia, a execução de colectores domésticos e conduta de águas em algunsarruamentos do loteamento e a pavimentação da Rua G. Perímetro Urbano de Fernando Pó alterado A Câmara Municipal aprovou, em outubro, a proposta de alteraçãoempreitada de conclusão do PDM – Plano Director Municipal para o Perímetro Urbano de Fer-de Praceta em monte novo nando Pó e a abertura do período de discussão pública pelo prazo de 30 dias, contado após a publicação do aviso em Diário da RepúblicaA autarquia prevê que os trabalhos de conclusão e rectificação da Praceta na Urbanização Monte Novo, entre e afixação de edital nos lugares de estilo.a Rua Sophia de Mello Andersen e a Rua orlando Ribeiro - um investimento de 45.873,67 euros (mais IVA) o procedimento teve início em Junho, com a abertura do período de- iniciem em Novembro. audição pública dos interessados e de dispensa de realização de Ava-o projecto conjuga espaços de circulação, lazer e estadia e integra uma zona central pavimentada, com mobi- liação Ambiental Estratégica, não tendo acolhido qualquer reparo ouliário urbano de apoio (bancos e papeleiras), enquadrada por zonas verdes e os trabalhos deverão ser execu- sugestão. No dia 27 de Setembro realizou-se a reunião de Conferên-tados num prazo de 45 dias. cia de Serviços com as Entidades com Responsabilidades Ambien- tais Específicas (ERAE) e Entidades Representativas dos Interesses Públicos (ERIP).Arranjos dos espaços exterioresna Urbanização nogueira de matos adjudicados município aprova delimitaçãoA empreitada de arranjos de espaços exteriores na Urbanização Nogueira de Matos foi recentemente adju- da Reserva ecológicadicada. A recuperação deste espaço, que deverá ser executada em 45 dias, possibilitará uma fruição maisconfortável e segura e inclui alterações ao nível dos percursos e pavimentos, espaço infantil, estrutura verde nacionale iluminação pública. No âmbito do processo de revisão do Plano Director Municipal, emTrata-se de um investimento da autarquia no valor de 93.443,40 euros. curso, e face à existência de um novo Regime Jurídico, a Câmara Municipal aprovou, em Setembro, uma proposta de delimitação da Reserva Ecológica Nacional (REN Bruta) para o Município de Pal- mela. Plano de Pormenor do Museu da Música A proposta, agora tornada pública e sujeita a comentários dos inte- Publicação para breve ressados, de acordo com a legislação, foi desenvolvida tendo por base um documento de trabalho designado por “ Harmonização de defi- o período de discussão pública do Plano de Pormenor do Museu da Música, que decorreu entre 4 de nições e critérios de delimitação para as várias tipologias de áreas Agosto e 8 de Setembro, foi concluído sem reclamações, sugestões ou pedidos de esclarecimento. integradas em REN”, documento que só se tornará vinculativo para o processo foi concluído pela autarquia com uma sessão pública de esclarecimento sobre o plano de a delimitação da REN Municipal quando for publicado em Diário da pormenor, no dia 8 de Setembro, na sede do Grupo Desportivo de Valdera. República. A área de intervenção do Plano de Pormenor do Museu da Música em Arraiados, freguesia de Pinhal A proposta foi formalmente remetida, para parecer e enquadramento Novo abrange exclusivamente um prédio, propriedade de Luís António Cangueiro, detentor de uma por parte das entidades competentes da Administração Central e, no colecção de instrumentos de música mecânica com mais de 400 peças, única em Portugal. Com este caso de concordância, seguir-se-á a identificação e justificação das Plano de Pormenor pretende-se viabilizar a implementação do projecto museológico, disponibilizan- situações passíveis de exclusão e a elaboração da proposta de delimi- do-o à comunidade e ao público, em geral. tação da REN Final. os documentos constantes da proposta podem ser consultados em www.cm-palmela.pt.
  5. 5. Palmela 5Milhares de habitantes Valorizaçãoabrangidos de óleos alimentares usados Câmara facilita procedimento para abate de veículosnovas eTAR Pontos de recolhareforçam saneamento no concelho vão aumentar A Câmara Municipal está a facilitar o procedimento para abate de veículos em fim de vida. Como incentivo, o Mu-básico o Município de Palmela prepara-se para superar as metas defini- nicípio disponibiliza-se para encetar todo o procedimen-A Simarsul – Sistema integrado Multimu- das na legislação sobre valorização do óleos alimentares usados, to de forma gratuita. Ao invés de procurar um centro denicipal de Águas Residuais da Península que obriga os concelhos com população superior a 50 mil habi- desmantelamento credenciado, os proprietários de veícu-de Setúbal, do qual o Município de Palme- tantes a disponibilizarem, até ao final deste ano, 20 equipamentos los podem, agora, dirigir-se ao Atendimento Municipalla é um dos accionistas, está a construir as para a deposição destes óleos. A informação foi revelada pelo Ve- (Palmela, Quinta do Anjo, Pinhal Novo e Loja Móvel),ETAR - Estações de Tratamento de Águas reador Álvaro Amaro, em reunião pública do Executivo, realizada entregar a documentação referente ao veículo e assinarResiduais de Aires, Águas de Moura e Po- a 6 de outubro. Na sequência de um projecto iniciado pela autar- uma declaração de intenção de abandono e entrega daceirão, uma intervenção essencial para a quia em 2008, em parceria com a ENA – Agência de Energia da viatura para abate, passando a autarquia a desenvolverpreservação dos recursos hídricos e para a Arrábida, e com a adjudicação da recolha dos óleos para os pró- todo o procedimento burocrático.melhoria da qualidade do ambiente e de vida ximos três anos à empresa Biosys, a custo zero para a autarquia, Com esta medida, a autarquia presta um serviço aos mu-da população. passarão a estar disponíveis 68 equipamentos para deposição de nícipes que economizará tempo e dinheiro e espera vir aAs empreitadas de construção das ETAR de óleos alimentares usados - 46 de pequena dimensão e 22 de di- contribuir para a diminuição de veículos abandonados naAires e Águas de Moura foram consignadas mensão maior. Nas palavras do Vereador, «este reforço permitirá via pública e para a preservação do ambiente.em Março de 2011 e actualmente estão a responder às necessidades dos munícipes, cada vez mais interes-ser executados os edifícios e órgãos de trata- sados em dar correcto destino a este tipo de resíduo, como tam-mento. A ETAR de Poceirão, consignada em bém prevenir e minimizar os riscos ambientais, contribuindo paraAbril passado, também se encontra em cons- reduzir a quantidade de óleos alimentares usados introduzidos nostrução, estando previsto o início da monta- sistemas de drenagem e tratamento de águas residuais e contri-gem dos equipamentos em Novembro. buindo, ainda, para reciclar óleos para a produção de biodiesel,A conclusão dos trabalhos de construção e estimulando o consumo de biocombustíveis reduzindo, assim, asinício da fase de testes e verificação de ga- emissões de Co2 associadas aos transportes».rantias e ensaios da instalação destas três A Câmara Municipal prevê receber uma percentagem do biodie-infra-estruturas deverá ocorrer no segundo sel produzido para utilização na frota municipal, bem como apoiotrimestre de 2012. financeiro para a realização de acções de sensibilização nestaAs novas ETAR substituirão as actuais, pas- matéria. Neste momento, estão a ser definidos os locais públicossando a garantir o cumprimento das exigên- para a colocação, em todas as freguesias, dos 22 oleões com 240cias legais aplicáveis às descargas de efluen- litros de capacidade. Serão, também, substituídos os 46 mini-ole-tes de forma fiável e continuada e reforçando ões existentes no interior de escolas do ensino público, Juntas de ser amigo do Ambiente é simpleso sistema de saneamento do concelho, com Freguesia e outras entidades que participam, desde 2008, neste Viver uma vida mais ecológica implica encontrar soluções maiscapacidade para servir 17.500 habitantes. projecto. ecológicas que evitem a produção de resíduos e a poluição do meio ambiente. Alguns artigos de limpeza doméstica são constituídos por com-Semana Europeia da Mobilidade 2011 postos químicos perigosos para a saúde e para ambiente.município de Palmela promove mobilidade saudável Receitas domésticas do tempo das nossas avós são comuns, mas acabaram em desuso e foram substituídas por uma infi-o Município de Palmela associou-se à Semana Europeia da Mobilidade 2011, celebrada de 16 a 22 de Setembro, nidade de soluções industriais. Contudo, vale a pena apren-sob o lema “Mobilidade Alternativa”. der um pouco mais sobre alguns produtos que podem ajudar aNesse sentido, a Câmara Municipal implementou um conjunto de acções de promoção da acessibilidade para todos, conservar a sua casa mais saudável, na economia doméstica ede incentivo à partilha do automóvel, à promoção da utilização dos transportes públicos e da bicicleta e à utilização causar menos danos à natureza.de biodiesel. Quando se fala em limpeza, um dos aliados mais poderosos éDo programa que assinalou a iniciativa, destacou-se o facilmente encontrado em qualquer cozinha – o vinagre bran-Circuito Experimental de autocarro, efectuado pelos TST co. Elimina a sujidade e cheiros desagradáveis, podendo ser(Transportes Sul do Tejo), ligando a Estação Ferroviária usado como desengordurante e anti-manchas.da Penalva ao Bairro Alentejano, Bairro Assunção Pieda- o bicarbonato de sódio, com as suas propriedades desodori-de e Bairro dos Marinheiros e a continuidade do trabalho zantes e abrasivas tem a mesma acção dos saponáceos indus-já iniciado de implementação de medidas de melhoria de trializados e pode ser usado na limpeza de sujidades e odoresacessibilidades identificadas no diagnóstico Plano Local de de recipientes de plástico.Promoção das Acessibilidades no Município de Palmela,com uma intervenção na EN 379, Rua João Parrantónio, Dicas Úteisem Palmela. Foi executada, no local, uma valeta espraia- desentupir canos:da em calçada grossa. A autarquia procedeu, também, à • Junte meio copo de sal, meio copo de vinagre e meio copo deremarcação e extensão da faixa ciclável existente na Rua bicarbonato de sódio e deite no cano entupido, seguido de umaInfante D. Henrique, em Pinhal Novo e instalou calhas para circulação de bicicletas na passagem inferior da Estação panela de água a ferver.Ferroviária de Pinhal Novo, por forma a melhorar a acessibilidade à estação. • Junte um copo de vinagre, meio copo de bicarbonato de sódioAinda no âmbito do programa, a autarquia aproveitou para sensibilizar para uma condução segura e ecológica, atra- e duas a três colheres de sopa de sal; deite no cano entupido evés da divulgação de conselhos que promovem a redução do consumo de combustíveis e da emissão de gases com cubra o ralo durante cerca de 30 minutos. Para terminar, deixeefeito de estufa. correr um pouco de água morna.Estimular a mudança de comportamentos relativos à mobilidade, nomeadamente, no que diz respeito à utilização de Limpar vidros e janelas:veículo individual foi o objectivo central da Semana Europeia da Mobilidade. A mobilidade sustentável tem vanta- Vinagre branco, água e jornal:misture duas colheres de vinagregens directas para a competitividade da região, com reflexos no crescimento económico e na equidade social. É, por branco com litro e meio de água e coloque numa garrafa comisso, urgente abordar este conceito numa nova perspectiva, encontrando formas de reduzir as emissões de gases com pulverizador. Pulverize o jornal e limpe os vidros. Se não gostarefeito de estufa e de tranformar as vilas e cidades em lugares mais limpos, prósperos e onde se vive melhor. do cheiro do vinagre poderá substitui-lo por sumo de limão.
  6. 6. 6 boletim municipalIntervenções na rede viáriamunicípio investiu 720 mil euros em 2011Desde Janeiro deste ano, a Câmara Municipal de Palmela realizou um conjunto de melhoramentos na redeviária do concelho, abrangendo todas as freguesias. Estas intervenções beneficiaram um total de 8770 metrose representam um investimento no valor de 720 mil euros.Na freguesia de Quinta do Anjo, a autarquia concluiu os trabalhos na Rua dos Três Concelhos, que integramterraplanagem, pavimentação e drenagem pluvial. De sublinhar o facto de terem sido aplicadas correntes nosnovos sumidouros, como forma de prevenção para os furtos recorrentes de grelhas e tampas de esgoto, queresultam em prejuízos avultados para a autarquia e colocam os transeuntes em risco.Em Pinhal Novo, está concluída a pavimentação da Estrada da Lagoa da Palha, entre o Jardim de outono e oGrupo Desportivo local, numa extensão de 1580 metros. Também a Rua da Lagoa da Palha foi beneficiada noinício deste ano, através da pavimentação de um troço de 740 metros. Continua o combate à PragaTerminou no Verão a obra de pavimentação da Rua José Matias Miranda, na freguesia de Poceirão. Esta arté-ria, com cerca de um quilómetro, garante o acesso à EB do Forninho. do escaravelho da PalmeiraNa freguesia de Marateca, está em fase de conclusão a pavimentação da Rua Sesmarias do Pato, numa exten- A Câmara Municipal de Palmela continua a proceder aos tra-são de 1322 metros. Esta intervenção vem valorizar uma ligação muito importante entre o Bairro Margaça, a tamentos de combate à praga do escaravelho da palmeira noEstrada Nacional e a sede da freguesia. concelho. Numa primeira fase, a autarquia utilizou o método deDe salientar, ainda, o início, em Novembro, da empreitada de repavimentação do Caminho Municipal 1054, micro injecção e tratou cerca de meia centena de árvores, numno Vale de Barris, freguesia de Palmela, que beneficiará cerca de quatro quilómetros de via, efectuando a li- total de uma centena de tratamentos em espaço público. Actu-gação a zonas de interesse turístico, ao pólo da AMRS, na Quinta de S. Paulo, à cidade de Setúbal e a diversos almente, face ao agravamento da praga, o Município tem estadolocais de residência. a recorrer ao método de pulverização dos exemplares identifi-Também em Palmela, deverá ter início, até ao final do ano a execução de drenagem e pavimentação da Azi- cados em espaço público e, nos casos irreversíveis, a procedernhaga dos Carvalhos (Rua Carlos Rodrigues Espada). Esta intervenção, com preço base de 796 mil euros, ao abate de exemplares, procurando evitar a propagação. Foramproporcionará uma estrutura de pavimento adequada para eliminar os problemas gerados pelos declives na- identificadas ou reportadas várias dezenas de casos em terrenosquele arruamento. particulares, principalmente, em Palmela, Pinhal Novo, Quinta do Anjo, Cabanas, Terrim e Lagoinha. Face à sua nocividade, a União Europeia considerou esta praga de combate obrigatório, tendo aprovado medidas de emergência contra a introdução e propagação do insecto na Comunidade. Assim, os proprietários de terrenos com palmeiras infectadas deverão proceder ao seu tratamento ou abate. A praga é identificável através de sinais como folhas desprendidas da coroa e caídas no chão, orifícios e galerias na base das folhas, podendo conter larvas e casulos ou uma amálgama de fibras cortadas e húmidas com um cheiro fétido. Quando estes sinais são visíveis na palmeira, a infestação já se encontra numa fase avançada e, em princípio, a planta não terá capacidade para recuperar. No caso de encontrar palmeiras com sinais de doença, contacte os serviços de inspecção fitossa- nitária da DRAP/LVT – Direcção Regional de Agricultura e Pes- cas – Pólo de Setúbal (tel. 265 509 410) ou a Divisão de Gestão de Espaços Públicos da Câmara Municipal de Palmela (tel. 212 336 692). Mais informações em www.draplvt.min-agricultura.pt (informações fitossanitárias).Câmara adjudica Despejo de Fossas Em Outubro e Novembroempreitada de Prestadores de serviços Câmara Fiscalizaexecução de devem apresentar credencial espaços de Jogoinfra-estruturas A Câmara Municipal apela à colaboração dos munícipes na denún- e Recreioem Poceirão cia do despejo ilegal de fossas, exigindo ao prestador de serviços A Câmara Municipal de Palmela efec- a credencial para o efeito. o apelo surge na sequência de algumas tuou, nos meses de outubro e Novembro,A Câmara Municipal adjudicou, reclamações legítimas por parte de alguns munícipes mais atentos acções de fiscalização aos 38 Espaços deem outubro, a empreitada de exe- e sensíveis para as questões ambientais, relativamente a despejos Jogo e Recreio de 20 instituições do con-cução de rede de águas pluviais, ilegais de tractores de empresas prestadoras de serviços de despe- celho – entidades particulares, Institui-domésticas e remodelação da rede jo de fossas que, ilicitamente, despejam os efluentes com elevadas ções Particulares de Solidariedade Socialde abastecimento de água, em Po- concentrações de matéria orgânica e outros poluentes para as linhas e Juntas de Freguesia.ceirão. Trata-se de uma empreitada de água e câmaras de visita pluviais, o que constitui um risco para Estas acções, além de darem cumpri-para requalificação de infra-estru- a saúde pública e para o ambiente. A autarquia definiu pontos de mento à legislação em vigor, destinaram-turas, nomeadamente, substituição entrega que são previamente informados aos prestadores de servi- se, também, a prestar apoio técnico àsde redes unitárias de drenagem por ços e que garantem tratamento e destino final adequados do efluente instituições, nesta área. Foram efectu-redes separativas, com vantagens que, antes da descarga no meio receptor licenciado, é devidamente adas com carácter pedagógico e com oambientais, económicas e de ges- encaminhado para a ETAR. As empresas devem, para o efeito, ser intuito de prestar esclarecimentos paratão. detentoras de uma autorização de descarga, emitida pela Câmara, o bom funcionamento dos espaços, ten-os trabalhos foram adjudicados que devem exibir junto dos clientes, como garantia de que o efluente do em conta, sobretudo, a segurança daspelo valor de 138.052,32 euros. das suas fossas será devidamente encaminhado para tratamento. crianças.
  7. 7. Palmela 7Programa de RecuperaçãoCâmara lança concurso para empreitada Obra retomada no Castelode infra-estruturas e pavimentaçãoA Câmara Municipal aprovou, emSetembro, o lançamento do con-curso público para a empreitadade renovação de infra-estruturas epavimentação de arruamentos noCentro Histórico de Palmela, ope-ração co-financiada no âmbito doQREN – Quadro de Referência Es-tratégica Nacional. Trata-se de um A obra do Bar do Castelo foi retomada, terminados osinvestimento com um preço base estudos arqueológicos e antropológicos que motivaram ade concurso de 936.287,77 euros suspensão dos trabalhos.(+ IVA) no âmbito do Projecto de estão a ser executados os projectos de recuperação da CasaRecuperação e Revitalização da- Capelo e das galerias comerciais e espaços museológicosquela zona, que, ao melhorar a cir- da Praça de Armas do Castelo de Palmela. A recuperaçãoculação viária e pedonal, o acesso das galerias permitirá musealizar uma nova sala e renovaraos estabelecimentos de comércio equipamentos, uma intervenção que contribuirá para ae serviços e ao qualificar o espaço conservação e valorização do monumento e criação depúblico, vem reforçar a qualidade melhores condições para os visitantes.de vida no Centro Histórico e a suaatractividade social, económica eturística. Moinho concluídoA empreitada – que mereceu o pa-recer favorável do IGESPAR - in-tegra um conjunto de trabalhos derequalificação das infra-estruturasde abastecimento de água, drena-gem de águas residuais domésticase pluviais e pavimentação comcubos de granito das ruas ContraAlmirante Jaime Afreixo, Herme-negildo Capelo, Heliodoro Salga-do e troços das Ruas Serpa Pinto,31 de Janeiro e Augusto Cardoso(entre o Largo do Chafariz e a RuaSerpa Pinto). está concluída a obra de recuperação do moinho do ParquePara além da requalificação das Venâncio Ribeiro da Costa, em Palmela, a utilizar pelainfra-estruturas, a intervenção proposta tornará mais confortável e segura a circulação de pessoas e viatu- comunidade.ras. o pavimento será regularizado, respeitando os materiais e cores tradicionais, a linha de escoamento esta intervenção, no valor de 66 mil euros, permitiude águas pluviais será afastada das habitações, espaços de comércio e serviços e zona preferencial de recuperar o moinho e adaptá-lo a novas funções.circulação, para uma caleira central. “Um Lugar. Muitas Idades. Diferentes Vozes” “Conversas de Poial” promovem Rede sem fios gratuita encontro de gerações no Centro no Centro Histórico Histórico A Câmara Municipal promoveu, em outubro, um encontro à volta do tema A Câmara Municipal disponibiliza, gratuitamente, acesso à Internet “Um Lugar. Muitas Idades. Diferentes Vozes”, no Café Serafim, no Largo do no Centro Histórico de Palmela, através da rede sem fios, no âmbito Mercado Municipal de Palmela. Tratou-se da última actividade prevista do do Programa de Recuperação daquela zona. projecto “Conversas de Poial” para 2011 e proporcionou o encontro entre À semelhança do que acontece, no Largo de S. João, em Palmela e na Praça as diferentes gerações que habitam o Centro Histórico, recuperando me- da Independência, em Pinhal Novo, os interessados poderão aceder ao serviço mórias e cruzando as diferentes vivências e expectativas para este núcleo através de um PC portátil, PDA ou qualquer outro equipamento compatível com urbano. tecnologia Wireless. o Wi-Fi é uma tecnologia sem fios de curto alcance (até o ciclo de “Conversas de Poial”, desenvolvido no âmbito do Programa de 300 metros) que permite o acesso em banda larga (até 54 Mbps) via rádio. Recuperação e Dinamização do Centro Histórico, tem vindo a propor mo- mentos informais de contacto entre a população do núcleo mais antigo da vila e as instituições locais, num apelo à reflexão de temas de interesse comum e à recolha de memórias que nos ajudem a conhecer melhor o Cen- tro Histórico. o projecto terá continuidade em 2012 e iniciará com uma actividade sobre os “objectos da Nossa Memória”.
  8. 8. 8 boletim municipal2º Convívio Intergeracionalseniores inauguraram rede wireless no Centro Histórico No âmbito das comemorações do Mês do Idoso, a população sénior foi convidada a participar num encontro de gerações que aliou a música, o teatro e a animação às novas tecnologias. o 2º Convívio Intergeracional tirou partido da nova Rede Wireless do Centro Histórico de Palmela e propôs vá- rias actividades durante a tarde de 4 de outubro, no Terraço do Mer- cado Municipal. Vários munícipes que participam nas oficinas de informática pro- movidas no concelho aceitaram o convite e aproveitaram para testar os seus conhecimentos sobre a história de Palmela no webpaper “Clicar na Janela para Navegar em Palmela”, um momento divertido e bastante competitivo. A par do lanche, da música e da informa- ção prestada sobre diversos temas e projectos, o programa contou, também, com a presença animada da Associação Draca, que trouxe um momento teatral especialmen- te concebido para o momento. A iniciativa contou com a colabo- ração do Espaço okupa – Centro Social de Palmela, do “Aqui Mes- mo ao Lado…” Espaço de Encon- tros da Fundação Robert Kalley, da Associação Draca e da Acade- mia de Saberes da Associação de Idosos de Palmela. A Câmara Municipal de Palmela e as Ins- tituições Particulares de Solidariedade município de Palmela assinalou mês do idoso Social do Concelho promoveram, durante o mês de outubro, um conjunto de activi- dades que assinalaram o Dia Internacio- nal da Pessoa Idosa e o Dia Mundial da Terceira Idade, instituídos pelas Nações Unidas. Designado por “Mês do Idoso”, o pro- grama comemorativo integrou, além das actividades especificamente pensadas para esta data – o convívio intergeracional Rede Wireless gratuita no Centro Históri- co de Palmela, a projecção do documentá- rio “Somos Actores da Nossa Vida”, ate- liers de Grafia Antiga, um piquenique, um baile, o espectáculo “Musicando” e mas- sagens terapêuticas - as iniciativas pro- movidas pela autarquia ao longo do ano, especialmente dirigidas a esta faixa etária, nomeadamente, os projectos “Conversas Informais” e “Clique Sem Idade”.
  9. 9. Palmela 9Recepção à Comunidade Educativa 2011Programa sublinha Ano Europeu do Voluntariado,Cidadania Activa e os ODM A Câmara Municipal e a Comunidade Educativa estão a promover um programa de recepção aos diversos agentes educativos locais que integra exposições, workshops, cinema e teatro. A edição 2011 da Recepção à Comunidade Educativa pretende sublinhar o Ano Europeu do Voluntariado e Cidadania Activa e os objectivos de Desenvolvimento do Milénio (oDM), reforçando a promoção dos recursos educativos locais e nacionais e valorizando as boas práticas educativas, numa lógica de garantia da igualdade de oportunidades e direitos de cidadania para todos. Um dos momentos altos do programa foi o convívio de dia 12 de outubro, no Cine Teatro S. João, em Palmela, que reuniu dezenas de agentes locais da Educação e teve, entre outros objectivos, a valorização de boas práticas educativas, o reforço do relacionamento dos elementos da comunidade e a promoção dos recursos educativos locais e nacionais. Este momento abriu com a actuação do Dueto de Clarinetes composto pelo Prof. José Condinho e pela Prof. Sandra Teixeira, do Conservatório Regional de Palmela e prosseguiu com a saudação da Presidente da Câmara Municipal, Ana Teresa Vicente à comunidade educativa e uma homenagem aos professores aposentados. António Tiago Gouveia, Paulo Pisco, Ana Maria Santos, Eduardo Figueira, Maria Aurélia Calixto e Maria Lin Moniz foram os professores que terminaram a sua carreira docente no anterior ano lectivo. Na ocasião, a Presidente Ana Teresa Vicente referiu o conjunto significativo de pessoas que contribuem para a escola pública de qualidade, sublinhando que “este investimento é feito do trabalho de todos nós, é feito do trabalho da autarquia, mas conta, sobretudo, com o papel desta comunidade mais vasta - os professores, os educadores e os pais num grande empenho por um projecto de escola pública de qualidade. Pela nossa parte, ao longo dos anos fomo-nos empenhando do ponto de vista dos equipamentos, isto é, procurámos dar ao Concelho de Palmela, às suas crianças, aos jovens, condições físicas para que o desenvolvimento educativo acontecesse em pleno. Temos hoje uma Rede de 1º Ciclo e Pré- -Escolar que eu penso que nos orgulha a todos. Esforçamo-nos, igualmente, por manter o nosso apoio em algumas outras linhas de trabalho que são determinantes e que são, justamente, os projectos pedagógicos», afirmou. A cerimónia contou, ainda com a intervenção musical de Ivo Soares, aluno da Escola Secundária de Palmela e do coro do mesmo estabelecimento de ensino, com a colaboração da Escola Secundária com 3º Ciclo de Pinhal Novo, do Curso de Educação e Formação de Empregados de Mesa e da fundação Robert Kalley. Na ocasião, foi inaugurada a exposição “Rogério Fernandes: Vida e obra 1933-2010”, com o conferencista Professor Daniel Pires e apresentada a Campanha de Redução de Consumos.
  10. 10. 10 boletim municipal Tradição e identidade Palmela celebrou 49ª edição da Festa das Vindimas Milhares de visitantes voltaram a fazer de Palmela a capital da vinha e do vinho entre 1 e 6 de Setembro. A 49ª edição da Festa das Vindimas brindou o final do Verão com a tradicional celebração das colheitas, onde a fruta e, em especial, as uvas e os vinhos da região têm lugar de destaque. os produ- tores locais de vinho ocuparam o espaço nobre do Largo de S. João e tiveram oportunidade de dar a conhecer os seus produtos, cada vez mais premiados. os momentos mais tradicionais, como o Cortejo dos Camponeses na manhã Exposição Grande Reserva de domingo, os Cortejos Alegóricos ou a Pisa da Uva e Bênção do 1º Mosto celebra marcaram presença, numa homenagem à nossa identidade cultural e a todos Encontro entre Arte Japonesa os que continuam a dedicar-se ao trabalho na terra. Na noite de 31 de Agosto, e Vinho Português outro dos momentos mais aguardados do ano – a Eleição da Rainha das Vin- dimas – permitiu seleccionar, entre um vasto leque de candidatas, a mais bela Entre 12 e 16 de outubro, a Pousada do Caste- da Festa. Inês Almeida, 18 anos, de Poceirão, é a nova Rainha em exercício lo de Palmela foi palco da exposição “Grande e representará o concelho na eleição da Rainha das Vindimas de Portugal Reserva – Encontro de Arte Japonesa e Vinho 2012. Andreia Avelino, 16 anos, de Setúbal, foi coroada 1ª Dama de Honor, Português”. Esta mostra de arte tradicional do Helena Raposo, 18 anos, de Palmela, foi a 2ª Dama de Honor e Mariana Dias, Japão – pinturas e caligrafias à base de “sumi” 18 anos, de Palmela, foi escolhida como Miss Simpatia. (tinta da China) – apresentou várias obras tra- Aquele que é o maior cartaz cultural do concelho contou, também, com um dicionais e a respectiva versão no rótulo dos extenso programa de animação musical e desportiva, fortemente pontuado Vinhos Damasceno, empresa sediada em Po- pela participação do movimento associativo local e abrilhantada pelo espec- ceirão, concelho de Palmela. A inauguração, no táculo piromusical que encerrou a festa da melhor maneira. A organização dia 12, contou com a presença de Tatsuo Arai, considerou o evento um sucesso, quer ao nível de visitantes e de vendas, quer em representação da Embaixada do Japão e de no que respeita à qualidade do programa apresentado e às questões de segu- Nobutoshi Akao da WAC. A organização esteve rança e ordenamento. Promovida pela Associação de Festas de Palmela, com a cargo da WAC – World Art & Culture Exchan- o apoio da Câmara Municipal de Palmela, a Festa das Vindimas chega à sua ge e Vinhos Damasceno, com a colaboração da 50ª edição em 2012, ocasião que deverá ser assinalada com a grandiosidade Câmara Municipal de Palmela e da Embaixada que o evento merece, elevando, ainda mais, as expectativas para o próximo do Japão. ano.Fórum Turismo Palmela celebra o dia mundial do Turismosucesso da iniciativa deixa antever continuidade Com o objectivo de assinalar o Dia Mundial do Turismo,A Biblioteca Municipal de Palmela foi pequena para aco- a Câmara Municipal promoveu, em Setembro, um con-lher os inscritos no Fórum Turismo Palmela, pelo que a junto de iniciativas que deram a conhecer as potenciali-iniciativa, da responsabilidade da autarquia, foi transferida dades do concelho nesta área e a excelência dos produ-para o Cine-Teatro S. João que, no dia 28 de Setembro, re- tos locais. A degustação de vinhos e produtos regionais,cebeu mais de duas centenas de participantes e um painel o concurso de fotografia “As melhores imagens turísticasde oradores de diversas áreas do turismo, aos níveis regional do Turismo de Lisboa e Vale do Tejo”, o “Palmela – Fó-e nacional. Subordinado ao tema “Qualidade e Inovação na rum Turismo - Qualidade e Inovação na oferta Turísti-oferta Turística”, este Fórum constituiu-se como uma opor- ca” , uma visita guiada ao Castelo de Palmela e o buffettunidade de grande interesse para reflectir sobre a impor- vínico com Live Cooking “ouro de Palmela” integraramtância actual do sector e para debater as oportunidades e o programa comemorativo.o Município de Palmela ofe-os desafios que se colocam ao país e, em concreto, ao nosso rece, a quem o visita, natureza, património gastronomia,concelho, com vista a potenciar os produtos turísticos que te- e o projecto “Palmela – Experiências com Sabor”, dirigido vinhos de eleição, artesanato, alojamento de qualidade,mos para oferecer. “Cultura”, “Natureza” e “Gastronomia e ao sector da restauração. A fechar a sessão de trabalho, o Ve- golfe e um calendário festivo e cultural rico.Vinhos” foram os principais produtos turísticos em destaque reador Luís Miguel Calha falou da aposta na valorização dono programa, precisamente aqueles em que Palmela tem que temos e no saber receber bem, sublinhando que «a coo-melhores condições para se afirmar no mercado. Na sessão peração e parceria entre a Câmara Municipal e os agentes dode abertura, a Presidente da Câmara Municipal reconheceu turismo tem sido decisiva para construirmos uma oferta tu-o turismo como um importante factor de desenvolvimento e rística criativa, diversificada e inovadora; vamos continuar aaproveitou para partilhar algumas ideias sobre a candidatura apostar num turismo que marque pela diferença e traga boasdo município a Cidade Europeia do Vinho 2012, fruto de experiências e boas memórias a quem nos visita». A autar-um trabalho de parceria com várias entidades que valoriza o quia tem vindo a reflectir com os actores locais, com vistacontributo do vinho, enquanto produto económico e turístico, a uma mudança de paradigma, assente no planeamento epara o posicionamento da região. A par das diversas dicas antecipação da procura, diferenciação, complementaridadee propostas deixadas pelos especialistas, Palmela também (programas integrados) e na qualificação permanente do ser-deu exemplo e apresentou dois casos que reflectem já os ei- viço, dos recursos humanos e da oferta. o estabelecimento exos de trabalho da autarquia nesta área, em profunda ligação reforço de parcerias, o interesse demonstrado pelos partici-com as tradições e os produtos locais - a experiência da As- pantes, a qualidade das intervenções e os desafios lançadossociação da Rota de Vinhos da Península de Setúbal/ Costa à autarquia comprovaram o sucesso da iniciativa e deixamAzul, sediada em Palmela e com mais de dez anos no activo, antever a sua continuidade nos próximos anos.
  11. 11. Palmela 11 Dia Europeu do Enoturismo em Palmela Vinhos e gastronomia de mãos dadas nas comemorações Nos dias 11, 12 e 13 Novembro, o concelho de Palmela foi palco de um conjunto de actividades que aliaram o vinho e a gastronomia local, no âm- bito das comemorações do Dia Europeu do Enoturismo. Promovido pela Câmara Municipal de Palmela, em parceria com a Associação da Rota de Vinhos da Península de Setúbal, a Associação de Municípios Portugueses do Vinho e a Recevin, o programa comemorativo integrou o primeiro dos Fins-de-Semana Gastronómicos do Moscatel (que se prolongarão até dia 27, inseridos no projecto “Palmela – Experiências com Sabor”), um Curso Palmela recebeu de Vinhos, um Lanche Regional e um Magusto Gourmet promovido pela Sociedade Filarmónica Humanitária - oportunidades privilegiadas para Festa do vinho apreciar e aprofundar os conhecimentos sobre os vinhos da Península de Setúbal, conjugados com os nossos produtos locais de qualidade – o queijo, da Região o pão, a fruta e a doçaria. Destaque, também, para a cerimónia de entrega de prémios do concurso de Turismo internacional “La Selezione del Sindaco” 2011. As adegas do concelho de Palmela foram premiadas com uma medalha de ouro (SoTA) e sete de prata (duas para Filipe Jorge Palhoça e SIVIPA, e uma para Casa Agrícola Assis Lobo, Marcolino Freitas & Filho e Xavier Santana) neste concurso realizado em Itália, que prevê a participação con- junta do produtor de vinhos e do município de proveniência. Concurso de Gastronomia de Palmela convidou restaurantes a inovarAlguns dos melhores vinhos das regiões vitivinícolas da Pe- com produtos locaisnínsula de Setúbal, Lisboa e Tejo estiveram representados noPalmela Wine 2011, um evento promocional do Turismo de o Restaurante da Pousada do Castelo de Palmela venceu oLisboa e Vale do Tejo, apoiado pela Câmara Municipal de Pal- Concurso de Gastronomia de Palmela. o 2º prémio foi en-mela, que decorreu na Pousada de Palmela nos dias 26 e 27 tregue ao Restaurante “A Tipóia” (Pinhal Novo) e o 3º lugarde Novembro. Na abertura oficial, Joaquim Rosa do Céu, Pre- coube ao Restaurante D. Isilda (S. Brás, Palmela). Houvesidente da T-LVT, explicou que o município foi escolhido para lugar, também, para uma Menção Honrosa, atribuída aoreceber a iniciativa porque «Palmela é e tem que ser, cada vez Restaurante “Pérola da Serra” (Palmela). A entrega de pré-mais, por tudo o que tem feito e por tudo o que está a fazer, um mios aos vencedores decorreu no dia 27 de Novembro, nolocal de turismo no contexto da Península de Setúbal e da Área âmbito do evento Palmela Wine 2011.Metropolitana de Lisboa», sublinhando a o seu valor enquan- o Concurso decorreu entre 21 e 30 de outubro, numa or-to espaço de qualidade e de diversidade. A primeira edição ganização da Câmara Municipal de Palmela, com o apoio Nos dias 11, 12, 13, 18, 19, 20, 25, 26 e 27do certame assentou na constatação de que «a qualidade dos da Associação da Rota de Vinhos da Península de Setúbal/ de Novembro, a Câmara Municipal de Pal-vinhos portugueses tem sido um factor decisivo, em termos de Costa Azul. mela, a Associação da Rota de Vinhos da Pe-qualificação, para a promoção global do país» e de que «de- Durante este período, os onze estabelecimentos participan- nínsula de Setúbal/ Costa Azul e restaurantessempenha, hoje, um papel crescente na atractividade turísti- tes propuseram uma ementa completa, composta por en- do concelho promoveram os Fins-de-Semanaca das regiões». Ana Teresa Vicente, Presidente da Câmara trada, prato principal e sobremesa, onde os produtos locais Gastronómicos do Moscatel.Municipal de Palmela, deu continuidade a este raciocínio, estiveram em destaque. Ingredientes, sabor, apresentação, A adesão de 21 restaurantes permitiu aoreferindo que é nesta reunião de valores que reside «parte es- confecção, criatividade e integração na gastronomia local público desfrutar de ementas diversificadas,sencial do potencial de desenvolvimento da região» e mostrou- foram os principais critérios de avaliação. onde o Moscatel de Setúbal teve lugar de des-se convicta de que se lhes conseguirmos adicionar o que vem Além da degustação por parte do público, os pratos foram taque na elaboração de pratos principais e dedirectamente da terra, do mar, do trabalho das nossas gentes, apreciados, sem aviso prévio, por um júri, composto por sobremesas requintadas.muito associados às nossas tradições e saberes, tornamo-nos cinco elementos, em representação de vários organismos: Esta iniciativa encerrou o ciclo de Fins-de-«um país mais rico, mais competitivo e afirmamos aquilo que Câmara Municipal de Palmela; Confraria Gastronómica de Semana Gastronómicos 2011 que, desdeé nosso». Palmela; ordem Enófila de Santiago e Confraria do Mosca- Abril, envolveu os restaurantes do concelhoCom um vasto programa, onde a exposição e venda de vinhos tel de Setúbal; CVRPS – Comissão Vitivinícola Regional da na promoção de produtos locais de qualida-e produtos regionais teve lugar de destaque, houve lugar, tam- Península de Setúbal e Escola Superior de Hotelaria e Tu- de, como o Queijo de Azeitão, o vinho e abém, para workshops, provas, show cooking, debates, música rismo do Estoril. Parte integrante do programa “Palmela – fruta.e dança. Iguarias como o Queijo de Azeitão, a doçaria regional Experiências com Sabor!”, o Concurso tem, como objectivos Desenvolvidos no âmbito do projecto “Pal-ou as ostras também marcaram presença. A apresentação da principais, a promoção e divulgação da gastronomia local mela – Experiências com Sabor”, os Fins-de-publicação de gastronomia da T-LVT por Alexandra Prado Co- como um importante produto turístico, bem como a dina- Semana-Gastronómicos procuram associarelho, jornalista do Público, ou o lançamento do novo Licor de mização do tecido empresarial local da restauração. o pro- Palmela, cada vez mais, a gastronomia deMaçã Riscadinha de Palmela Nobre Terra constituíram mais grama, implementado este ano pelo Município, em parceria qualidade, incentivando os estabelecimentosalguns dos momentos do programa, que encerrou com um es- com um conjunto de agentes económicos, visa consolidar a de restauração e bebidas do concelho a privi-pectáculo pela orquestra de Jazz da Sociedade Filarmónica notoriedade da marca turística Palmela como território as- legiarem os produtos regionais na confecçãoHumanitária de Palmela. sociado à gastronomia e aos produtos locais de qualidade. dos seus pratos.
  12. 12. 12 boletim municipal Torne este Natal especial Compre no Comércio Local Durante o mês de Dezembro, a Câmara Municipal de Pal- • De 1 a 30 | Varanda do Mercado | Loja do Vinho mela promove a campanha “Torne Este Natal Especial. De terça a sexta, 10h-14h e 15h-18h. Compre no Comércio Local”. Sábados, Domingos e Feriados, 9h-14h. Encerra às segundas-feiras e nos dias 24 e 25 Com o propósito de dar a conhecer a oferta disponível no concelho e as vantagens de comprar nos estabelecimentos • Dia 1 tradicionais (promoções e novidades), a autarquia volta a Início das decorações de Natal; Feira de artesanato; Pai editar o Guia de Compras (online em www.cm-palmela.pt) e Natal; Fotógrafo; Cartas ao Pai Natal; Modelagem de apresenta sugestões em facebook.com/natalespecialpalme- balões; Pinturas faciais lacomerciolocal. • Dia 3 Também o jornal Arrabalde trará uma secção especial de Feira de Artesanato; Cartas ao Pai Natal; Escola de mú- informação e promoções, especialmente dedicadas ao Cen- sica da SFUA tro Histórico de Palmela. Entretanto, ao longo do mês, o Mercado Municipal de Pi- • Dia 8 nhal Novo é palco de um conjunto de animações de Natal, Feira de artesanato; Pai Natal; Fotógrafo; Cartas ao Pai com a participação do movimento associativo local. Natal; Modelagem de balões; Pinturas faciais A presença do Pai Natal - com direito a fotografias e à en- • Dia 10 trega de cartas - as pinturas faciais e a modelagem de ba- Feira de Artesanato; Cartas ao Pai Natal; Modelagem lões prometem fazer as delícias dos mais pequenos. Para de balões; Pinturas faciais o público em geral, a proposta vai para a Loja do Vinho (presente durante todo o mês na Varanda do Mercado, com • Dia 17 os produtos da Rota de Vinhos da Península de Setúbal), a Feira de Artesanato; Cartas ao Pai Natal; Banda Juvenil da Sociedade Filarmónica Palmelense “os Loureiros” Feira de Artesanato e momentos de música e dança. A não esquecer, ainda, a Campanha de Natal da Casa-Mãe • Dia 24 da Rota dos Vinhos, no Largo de S. João em Palmela, com Feira de Artesanato; Danças de salão pares infantis da cabazes especiais e muitos produtos gourmet fabricados na Casa do Povo de Pinhal NovoClássico de Tchaikovsky região.sobe ao palco do s. JoãoNo dia 30 de Novembro, o Cine-Teatro S. João, em Pal-mela, recebe a Russian Classic Ballet com “o Lago dosCisnes”. “Elos Criativos”o espectáculo, com início às 21h30, é baseado na peça escultura de Pedro marquesclássica de Tchaikovsky e conta com a participação debailarinos de notoriedade Internacional, provenientesde Teatros como Bolshoi, Mariinsky, Perm e odessa. Di-gressões regulares, um pouco por todo o mundo, confir- e Pedro Botelhomam o estatuto da companhia. na Biblioteca de Palmela“o Lago dos Cisnes” é considerado o mais espectaculardos bailados clássicos, repleto de romantismo e beleza, A Galeria da Biblioteca Municipal de Palmela recebe aquer pela peça musical, quer, também, pela coreografia exposição “Elos Criativos” entre 25 de Novembro e 14 dede Petipa, que relaciona o corpo humano com os movi- Janeiro de 2012, numa organização da Câmara Municipalmentos de um cisne. de Palmela. A exposição apresenta obras da autoria dos es-Na base, está a história de um príncipe que procura a cultores Pedro Marques e Pedro Botelho, que apresentammulher ideal e vê na figura do cisne a suavidade e o en- a união entre a arte de moldar o ferro e a arte de esculpir acanto feminino mas, na verdade, o cisne é a transfigura- pedra.ção de uma bela princesa encantada. Defensores do meio ambiente, os artistas reutilizam mate-o espectáculo tem a duração de 120 minutos, com inter- riais e, através da sua criatividade, concebem peças quevalo, e destina-se a maiores de três anos. os bilhetes têm transmitem histórias, gostos e interesses. As obras surgem,o valor de 22 euros (plateia) e 18 euros (balcão), numa aqui, aliadas à poesia de Bruno Dias. A inauguração de-organização da Classic Stage, com o apoio da Câmara correrá no dia 25, às 19 horas, com a presença da poetisaMunicipal de Palmela. Dalila Moura Baião.Palmela recebeu Festa da marionetaA Festa da Marioneta regressou ao concelho entre outubro e cantou miúdos e graúdos, no dia 5, com “o Senhor de LaNovembro, numa organização da Câmara Municipal de Pal- Fontaine em Lisboa”.mela com a Artemrede – Teatros Associados. A peça relatou a viagem do Senhor de La Fontaine até Lis-Depois da apresentação de “Com umas Asas Enormes” pelo boa, acompanhado da maleta onde guarda nove das duasFiguren Theater Tübingen, a 5 de outubro, no Cine-Teatro, fábulas mais conhecidas. “Fado Portugal – uma História deo programa continuou em Novembro, no Auditório Munici- Faca e Alguidar” pelas S.A. Marionetas foi o espectáculo empal de Pinhal Novo, com duas propostas para o público mais cena no dia 12. Retrato social do povo português através dajovem, mas não só. Com texto de Abel Neves e encenação música, “Fado Portugal” deu vida às personagens de umade Maria João Trindade, o Lua Cheia - Teatro para Todos en- das obras mais conhecidas de Malhoa.

×