SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
Os Fenicíos... História Profª: Suianny
                Religião Os fenícios tinham a mesma religião que os cananeus. Cada cidade possuía seu próprio panteão, dominado por uma divindade ou casal divino. Estes deuses eram mais conhecidos pelos seus títulos: "Senhor'" (Baal; Adôn, em grego, Adônis), "Rei da cidade" (Melcart), "Deusa" (Astartéia ou Istar), "Dama" (Baalat). A divindade era frequentemente representada por pedras (bétilos), erguidos em altares nas partes mais altas da cidade. Baal era o deus associado ao sol e às chuvas. Aliyan, seu filho, era a divindade das fontes. Astartéia era uma deusa vinculada à riqueza e à fecundidade.         Os fenícios conservavam ritos bem arcaicos, como a prostituição divina e o sacrifício de crianças (em particular dos primogênitos) e de animais. A maioria dos rituais religiosos eram feitos ao ar livre.
A vida política    A região Fenícia era organizada em cidades-Estados independentes. Existia uma certa rivalidade entre as cidades, mas a comunicação entre elas era dificultada, por conta das cadeias de montanhas que existia ao longo da costa. O tipo de governo existente na época era a Talassocracia, que dominava os comerciantes marítimos na política das cidades-Estado. O poder do chefe político que era o rei, era limitado por um conselho de comerciantes e armadores.
Economia    Os primeiros habitantes tentaram desenvolver a agricultura, junto com a pesca e a caça, mas isto não foi possível. Apesar disso, a posição geográfica da Fenícia era estratégica, pois localizava-se nos cruzamentos das principais rotas comerciais entre o Ocidente e o Oriente. Então, os fenícios começaram a desenvolver o comércio, que foi a principal atividade econômica da Fenícia. Os habitantes tornaram-se famosos por serem grandes comerciantes e navegadores.
Artesanato e comércio    A madeira foi uma das maiores fontes de riqueza dos fenícios. As montanhas da região eram cobertas por florestas de cedro, madeira leve e resistente, apropriada para a construção de embarcações.       Além disso, desenvolveram a metalurgia, a tecelagem, a tinturaria, cerâmica, fabricação de vidros, joias e corantepúrpura para tecidos, este último extraído de um líquido do caramujoMurexpecten.
Cultura A constante presença de potências estrangeiras na vida cultural da Fenícia parece ter sido a causa de sua pouca originalidade: as sepulturas fenícias, por exemplo, eram decoradas com motivos egípcios ou mesopotâmicos.Mesmo assim, os Fenícios deixaram para nós o maior legado cultural da Antiguidade: um alfabeto fenício fonético simplificado, com cerca de 22 letras, que inovava em relação a outros sistemas de escrita da antiguidade por basear-se em sinais representando sons, em vez de pictogramas. Esse alfabeto é o ancestral de grande parte dos alfabetos usados no mundo (como o grego, o latino, o árabe e o hebraico). Vale ressaltar que a invenção da escrita é atribuída aos Sumérios, uma das mais antigas civilizações mesopotâmicas(4 000 a.C. - 1 900 a.C.),com o objetivo de registrar as transações comerciais. O primeiro alfabeto fenício foi adaptado a partir desse sistema silábico de escrita cuneiforme sumério.          Os principais destaques da cultura fenícia foram: cristais transparentes, tecidos (principalmente de púrpura), armas, jóias, objetos de bronze, couro curtido e estatuetas de barro esmaltado.
Estrutura social  A sociedade, como quase todas as outras sociedades da Antiguidade, era dividida em estratos sociais. O grupo dominante estava entre ricos comerciantes, proprietários de terras, armadores e sacerdotes. O estrato social mais baixo fazia parte da maioria da população: artesãos, camponeses e escravos também habitavam a região.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (18)

Os fenícios
Os feníciosOs fenícios
Os fenícios
 
Fenícios
FeníciosFenícios
Fenícios
 
Fenícios
FeníciosFenícios
Fenícios
 
Os fenícios História 7ºAno
Os fenícios História 7ºAnoOs fenícios História 7ºAno
Os fenícios História 7ºAno
 
Fenícios
FeníciosFenícios
Fenícios
 
Fenícios - Prof.Medeiros
Fenícios - Prof.MedeirosFenícios - Prof.Medeiros
Fenícios - Prof.Medeiros
 
Os Fenicios
Os FeniciosOs Fenicios
Os Fenicios
 
Fenicios
FeniciosFenicios
Fenicios
 
Fenícios - Cultura, embarcações, moeda, artes e muitos mais...
Fenícios - Cultura, embarcações, moeda, artes e muitos mais...Fenícios - Cultura, embarcações, moeda, artes e muitos mais...
Fenícios - Cultura, embarcações, moeda, artes e muitos mais...
 
Fenicios
FeniciosFenicios
Fenicios
 
Arte Fenícia
Arte FeníciaArte Fenícia
Arte Fenícia
 
Fenícios
FeníciosFenícios
Fenícios
 
Fenícios
FeníciosFenícios
Fenícios
 
Resumo fenicia
Resumo feniciaResumo fenicia
Resumo fenicia
 
Slide palestina
Slide palestinaSlide palestina
Slide palestina
 
Fenícios
FeníciosFenícios
Fenícios
 
Colonizaçao e influencia grega no mediterraneo
Colonizaçao e influencia grega no mediterraneoColonizaçao e influencia grega no mediterraneo
Colonizaçao e influencia grega no mediterraneo
 
A fenícia
A feníciaA fenícia
A fenícia
 

Destaque

Civilização Persa
Civilização PersaCivilização Persa
Civilização Persa
Monica Alves
 
Os persas
Os persasOs persas
Os persas
Dirair
 
As primeiras civilizações: Hebreus, Persas e Fenícios
As primeiras civilizações: Hebreus, Persas e FeníciosAs primeiras civilizações: Hebreus, Persas e Fenícios
As primeiras civilizações: Hebreus, Persas e Fenícios
Alícia Quintino
 
Allan Cain - The African Urban Research Initiative, 2014/03/19
Allan Cain - The African Urban Research Initiative, 2014/03/19Allan Cain - The African Urban Research Initiative, 2014/03/19
Allan Cain - The African Urban Research Initiative, 2014/03/19
Development Workshop Angola
 
Oriente Médio - Inicio
Oriente Médio - InicioOriente Médio - Inicio
Oriente Médio - Inicio
Carol Pires
 
Trabalho de historia da arquitetura _UNA_2015
Trabalho de historia da arquitetura _UNA_2015Trabalho de historia da arquitetura _UNA_2015
Trabalho de historia da arquitetura _UNA_2015
Rogerio Veiga Junior
 

Destaque (20)

Fenicios slide
Fenicios slideFenicios slide
Fenicios slide
 
Persas slide
Persas slidePersas slide
Persas slide
 
Persas
PersasPersas
Persas
 
Os persas
Os persasOs persas
Os persas
 
Fenicia
FeniciaFenicia
Fenicia
 
Capítulo 08 cretenses e fenícios
Capítulo 08   cretenses e feníciosCapítulo 08   cretenses e fenícios
Capítulo 08 cretenses e fenícios
 
Civilização Persa
Civilização PersaCivilização Persa
Civilização Persa
 
Os persas
Os persasOs persas
Os persas
 
As primeiras civilizações: Hebreus, Persas e Fenícios
As primeiras civilizações: Hebreus, Persas e FeníciosAs primeiras civilizações: Hebreus, Persas e Fenícios
As primeiras civilizações: Hebreus, Persas e Fenícios
 
Civilizações antigas - Mesopotâmia; Egito; Hebreus; Fenícios e Persas
Civilizações antigas - Mesopotâmia; Egito; Hebreus; Fenícios e PersasCivilizações antigas - Mesopotâmia; Egito; Hebreus; Fenícios e Persas
Civilizações antigas - Mesopotâmia; Egito; Hebreus; Fenícios e Persas
 
Fenícios, hebreus e persas
Fenícios, hebreus e persasFenícios, hebreus e persas
Fenícios, hebreus e persas
 
National Conferência da Sociedade Civil em Angola - Willy Piassa 2012/12/13
National Conferência da Sociedade Civil em Angola - Willy Piassa 2012/12/13 National Conferência da Sociedade Civil em Angola - Willy Piassa 2012/12/13
National Conferência da Sociedade Civil em Angola - Willy Piassa 2012/12/13
 
Resumo fenicia
Resumo feniciaResumo fenicia
Resumo fenicia
 
Allan Cain - The African Urban Research Initiative, 2014/03/19
Allan Cain - The African Urban Research Initiative, 2014/03/19Allan Cain - The African Urban Research Initiative, 2014/03/19
Allan Cain - The African Urban Research Initiative, 2014/03/19
 
Ilídio Daio - Estratégia de Urbanização dos Musseques em Luanda, 12 de Abril ...
Ilídio Daio - Estratégia de Urbanização dos Musseques em Luanda, 12 de Abril ...Ilídio Daio - Estratégia de Urbanização dos Musseques em Luanda, 12 de Abril ...
Ilídio Daio - Estratégia de Urbanização dos Musseques em Luanda, 12 de Abril ...
 
Estudo Musseque em Luanda, caso Cazenga - Weba Kirimba, 04/09/2013
Estudo Musseque em Luanda, caso Cazenga - Weba Kirimba, 04/09/2013Estudo Musseque em Luanda, caso Cazenga - Weba Kirimba, 04/09/2013
Estudo Musseque em Luanda, caso Cazenga - Weba Kirimba, 04/09/2013
 
20170217 DW Debate: Projecto Prédio Pátio Vencedor do Concurso Imogestin
20170217 DW Debate: Projecto Prédio Pátio Vencedor do Concurso Imogestin20170217 DW Debate: Projecto Prédio Pátio Vencedor do Concurso Imogestin
20170217 DW Debate: Projecto Prédio Pátio Vencedor do Concurso Imogestin
 
Oriente Médio - Inicio
Oriente Médio - InicioOriente Médio - Inicio
Oriente Médio - Inicio
 
Fenicios
FeniciosFenicios
Fenicios
 
Trabalho de historia da arquitetura _UNA_2015
Trabalho de historia da arquitetura _UNA_2015Trabalho de historia da arquitetura _UNA_2015
Trabalho de historia da arquitetura _UNA_2015
 

Semelhante a Fenicios

Uma civilização dos grandes rios
Uma civilização dos grandes riosUma civilização dos grandes rios
Uma civilização dos grandes rios
PAFB
 
Hebreus, Fenícios e Persas
Hebreus, Fenícios e PersasHebreus, Fenícios e Persas
Hebreus, Fenícios e Persas
Fabiane Santana
 
1 hebreusfenciosepersas
1 hebreusfenciosepersas1 hebreusfenciosepersas
1 hebreusfenciosepersas
Kerol Brombal
 
1 hebreusfenciosepersas
1 hebreusfenciosepersas1 hebreusfenciosepersas
1 hebreusfenciosepersas
Kerol Brombal
 

Semelhante a Fenicios (20)

Fenícios (2).ppt
Fenícios (2).pptFenícios (2).ppt
Fenícios (2).ppt
 
Fenícios.ppt
Fenícios.pptFenícios.ppt
Fenícios.ppt
 
Civilizações antigas os hebreus , filisteus e persas
Civilizações antigas os hebreus , filisteus e persasCivilizações antigas os hebreus , filisteus e persas
Civilizações antigas os hebreus , filisteus e persas
 
Uma civilização dos grandes rios
Uma civilização dos grandes riosUma civilização dos grandes rios
Uma civilização dos grandes rios
 
Os Fenícios - 6º Ano (2018)
Os Fenícios - 6º Ano (2018)Os Fenícios - 6º Ano (2018)
Os Fenícios - 6º Ano (2018)
 
A fenícia
A feníciaA fenícia
A fenícia
 
Os Fenícios (6º Ano - 2016)
Os Fenícios (6º Ano - 2016)Os Fenícios (6º Ano - 2016)
Os Fenícios (6º Ano - 2016)
 
Sleids cledson
Sleids cledsonSleids cledson
Sleids cledson
 
FENÍCIOS, HEBREUS E PERSAS aula 30-05-2019.pptx
FENÍCIOS, HEBREUS E PERSAS aula 30-05-2019.pptxFENÍCIOS, HEBREUS E PERSAS aula 30-05-2019.pptx
FENÍCIOS, HEBREUS E PERSAS aula 30-05-2019.pptx
 
02 Plus1 Fenicia
02 Plus1 Fenicia02 Plus1 Fenicia
02 Plus1 Fenicia
 
Fenícios
FeníciosFenícios
Fenícios
 
Fenicios
FeniciosFenicios
Fenicios
 
Fenícios e hebreus
Fenícios e hebreusFenícios e hebreus
Fenícios e hebreus
 
Os Fenícios - 6º Ano (2017)
Os Fenícios - 6º Ano (2017)Os Fenícios - 6º Ano (2017)
Os Fenícios - 6º Ano (2017)
 
Hebreus, Fenícios e Persas
Hebreus, Fenícios e PersasHebreus, Fenícios e Persas
Hebreus, Fenícios e Persas
 
1 hebreusfenciosepersas
1 hebreusfenciosepersas1 hebreusfenciosepersas
1 hebreusfenciosepersas
 
1 hebreusfenciosepersas
1 hebreusfenciosepersas1 hebreusfenciosepersas
1 hebreusfenciosepersas
 
Civilizações orientais
Civilizações orientaisCivilizações orientais
Civilizações orientais
 
lolzinhofenicio
lolzinhofeniciololzinhofenicio
lolzinhofenicio
 
Antiguidade oriental em
Antiguidade oriental  emAntiguidade oriental  em
Antiguidade oriental em
 

Mais de Paloma Meneses (20)

Winnicott
WinnicottWinnicott
Winnicott
 
Washington d.c
Washington d.cWashington d.c
Washington d.c
 
Nietzsche e sua filosofia a golpes de martelo
Nietzsche e sua filosofia a golpes de marteloNietzsche e sua filosofia a golpes de martelo
Nietzsche e sua filosofia a golpes de martelo
 
Movimentos sociais
Movimentos sociaisMovimentos sociais
Movimentos sociais
 
Geografia do ceara
Geografia do cearaGeografia do ceara
Geografia do ceara
 
Movimento constitucionalista
Movimento constitucionalistaMovimento constitucionalista
Movimento constitucionalista
 
O preto pode ficar branco
O preto pode ficar brancoO preto pode ficar branco
O preto pode ficar branco
 
Período vargas 1930 1945
Período vargas 1930 1945Período vargas 1930 1945
Período vargas 1930 1945
 
Juscelino kubitschek
Juscelino kubitschekJuscelino kubitschek
Juscelino kubitschek
 
India x paquistão
India x paquistãoIndia x paquistão
India x paquistão
 
Crise de 1929
Crise de 1929Crise de 1929
Crise de 1929
 
Corrente elétrica
Corrente elétricaCorrente elétrica
Corrente elétrica
 
Biomas brasileiros
Biomas brasileirosBiomas brasileiros
Biomas brasileiros
 
Atletismo para deficientes visuais
Atletismo para deficientes visuaisAtletismo para deficientes visuais
Atletismo para deficientes visuais
 
As cidades e a urbanização brasileira
As  cidades  e  a urbanização   brasileiraAs  cidades  e  a urbanização   brasileira
As cidades e a urbanização brasileira
 
Aids
AidsAids
Aids
 
A ética de aristóteles
A ética de aristótelesA ética de aristóteles
A ética de aristóteles
 
A crise da metafísica com hume.
A crise da metafísica com hume.A crise da metafísica com hume.
A crise da metafísica com hume.
 
Apec
ApecApec
Apec
 
Congresso
CongressoCongresso
Congresso
 

Fenicios

  • 1. Os Fenicíos... História Profª: Suianny
  • 2. Religião Os fenícios tinham a mesma religião que os cananeus. Cada cidade possuía seu próprio panteão, dominado por uma divindade ou casal divino. Estes deuses eram mais conhecidos pelos seus títulos: "Senhor'" (Baal; Adôn, em grego, Adônis), "Rei da cidade" (Melcart), "Deusa" (Astartéia ou Istar), "Dama" (Baalat). A divindade era frequentemente representada por pedras (bétilos), erguidos em altares nas partes mais altas da cidade. Baal era o deus associado ao sol e às chuvas. Aliyan, seu filho, era a divindade das fontes. Astartéia era uma deusa vinculada à riqueza e à fecundidade. Os fenícios conservavam ritos bem arcaicos, como a prostituição divina e o sacrifício de crianças (em particular dos primogênitos) e de animais. A maioria dos rituais religiosos eram feitos ao ar livre.
  • 3.
  • 4. A vida política A região Fenícia era organizada em cidades-Estados independentes. Existia uma certa rivalidade entre as cidades, mas a comunicação entre elas era dificultada, por conta das cadeias de montanhas que existia ao longo da costa. O tipo de governo existente na época era a Talassocracia, que dominava os comerciantes marítimos na política das cidades-Estado. O poder do chefe político que era o rei, era limitado por um conselho de comerciantes e armadores.
  • 5.
  • 6. Economia Os primeiros habitantes tentaram desenvolver a agricultura, junto com a pesca e a caça, mas isto não foi possível. Apesar disso, a posição geográfica da Fenícia era estratégica, pois localizava-se nos cruzamentos das principais rotas comerciais entre o Ocidente e o Oriente. Então, os fenícios começaram a desenvolver o comércio, que foi a principal atividade econômica da Fenícia. Os habitantes tornaram-se famosos por serem grandes comerciantes e navegadores.
  • 7.
  • 8. Artesanato e comércio A madeira foi uma das maiores fontes de riqueza dos fenícios. As montanhas da região eram cobertas por florestas de cedro, madeira leve e resistente, apropriada para a construção de embarcações. Além disso, desenvolveram a metalurgia, a tecelagem, a tinturaria, cerâmica, fabricação de vidros, joias e corantepúrpura para tecidos, este último extraído de um líquido do caramujoMurexpecten.
  • 9.
  • 10. Cultura A constante presença de potências estrangeiras na vida cultural da Fenícia parece ter sido a causa de sua pouca originalidade: as sepulturas fenícias, por exemplo, eram decoradas com motivos egípcios ou mesopotâmicos.Mesmo assim, os Fenícios deixaram para nós o maior legado cultural da Antiguidade: um alfabeto fenício fonético simplificado, com cerca de 22 letras, que inovava em relação a outros sistemas de escrita da antiguidade por basear-se em sinais representando sons, em vez de pictogramas. Esse alfabeto é o ancestral de grande parte dos alfabetos usados no mundo (como o grego, o latino, o árabe e o hebraico). Vale ressaltar que a invenção da escrita é atribuída aos Sumérios, uma das mais antigas civilizações mesopotâmicas(4 000 a.C. - 1 900 a.C.),com o objetivo de registrar as transações comerciais. O primeiro alfabeto fenício foi adaptado a partir desse sistema silábico de escrita cuneiforme sumério. Os principais destaques da cultura fenícia foram: cristais transparentes, tecidos (principalmente de púrpura), armas, jóias, objetos de bronze, couro curtido e estatuetas de barro esmaltado.
  • 11.
  • 12. Estrutura social A sociedade, como quase todas as outras sociedades da Antiguidade, era dividida em estratos sociais. O grupo dominante estava entre ricos comerciantes, proprietários de terras, armadores e sacerdotes. O estrato social mais baixo fazia parte da maioria da população: artesãos, camponeses e escravos também habitavam a região.