SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
FENÍCIOS
   LOCAL: Estreita faixa de terra entre o mar
    Mediterrâneo e as montanhas do Líbano
    (atual Beirute).

   QUADRO NATURAL: Região pouco propícia
    para agricultura e com a presença de
    florestas de cedro.

   ORGANIZAÇÃO POLÍTICA:
    Descentralizada: Cidades-Estados→ (Ugarit,
    Biblos, Sidon, Tiro);

   Tipos de Governo:
          1) República → Conselho (sufetas)
   2) Monarquia
ORGANIZAÇÃO ECONÔMICA

Agricultura – insuficiente, devido à
estreita faixa e os constantes ataques
de povos invasores;
Pirataria
Tráfico de escravos
Artesanato – vidros transparentes,
tecidos cor de púrpura;
Construção      de   navios    –    serão
  excelentes construtores, devido à
  presença de florestas de cedro;
Comércio marítimo – atividade mais
  importante.     Serão    os    grandes
  comerciantes       da      antiguidade.
  Principais produtos de exportação→
  tecidos, escravos, papiro, navios...
Para melhorar o comércio irão criar:
  feitorias e colônias (Cartago)
Finanças – usavam notas fiscais, letras
  de câmbio, moedas...
   Sociedade

Estratificada
Possibilidade de mobilidade social.
Rei, comerciantes, nobreza, escribas,
 sacerdotes.
Camponeses, artesãos, marinheiros,
 escravos.
Cultura
1) Religião
Politeístas – deuses violentos, pois era como
    sacrifícios humanos, geralmente eram meninos
    de 12 anos.
Acreditavam na imortalidade da alma ( influência
    egípcia).
2) Arquitetura e Arte
Pouca originalidade, sofriam influência dos povos
    que tinham contato,principalmente dos
    egípcios.
3) Escrita
Para facilitar as transações comerciais,vão criar
    uma escrita simplificada, o Alfabeto, que mais
    tarde será adotada pelos gregos e romanos.
IMPÉRIO PERSA
   LOCAL: Planalto do Irã (atual território do
    Irã). Região desértica, com poucos vales
    férteis.

 EVOLUÇÃO POLÍTICA
Século XIII a.C – tribos medas e persas
        (origem – arianos) chegam a região.
  Por volta do séc. IX a. C, os medas se
  unificam e passam a cobrar impostos dos
  persas.
   Século VI a. C – os persas, sob o
    comando de Ciro “o Grande”, criam
    um Estado unificado e impõem seus
    domínio aos medos.

   Devido a falta de terras férteis, os
    persas resolvem dominar os povos do
    Oriente e vão anexar: a
    Mesopotâmia, a Palestina, a Lídia e a
    Ásia Menor.
   Forma de administração –
    respeitavam a cultura local, em
    troca de impostos e soldados para o
    seu exército( “Os Imortais”).
   Cambises – vai invadir o Egito,mas
    irá desrespeitar a cultura local. Morre
    antes de retornar a Pérsia.
   Revolução do Magos – tentativa de
    golpe dos sacerdotes.
   Dario – membro da família de Ciro,
    os Aqüemênidas, restaura a ordem e
    torna-se imperador.
Dario I – destaca-se como um inovador na
 administração do Império.

Realizações:
 reorganizou o exército persa;
 dividiu o império em 20 satrápias e
  designou um sátrapa para governar cada
  satrápia;
 criou os “olhos e ouvidos do rei”;
 criou uma rede de estradas;
 Correios a cavalo em cada estrada;
 criou uma moeda única, o dárico;
 criou quatro capitais.
Decadência:
Dario I resolve expandir seu império em direção
 ao Ocidente e irá se confrontar com os
 atenienses na Guerras Médicas, perdendo nos
 conflitos.

Xerxes, seu filho,   retorna com uma frota maior
  e um grande         exército,mas também será
  derrotado em        Platéia e Salamina pelos
  atenienses.

A partir desse período, o império persa começa
  a ruir, sendo dominado pelos macedônios e
  depois os romanos.
ECONOMIA

Atividades importantes:

Comércio – cresceu graças ao dárico;
Artesanato

Cobrança de impostos
Cultura
Religião

   Fundada no séc.VI a.C por Zaratustra ou
    Zoroastro.
   Masdeísmo ou Zoroastrismo
   Carcaterísticas:
     ♦ crença numa luta entre o bem – Ahura
    Mazda × → o mal Arimã;
   Escatológicos;
   crença em céu, inferno e purgatório;
   fogo sagrado;
   não tinham templos;
   salvavacionistas(mitra) → mitraísmo
   influenciou o judaísmo
Arte e Arquitetura

   Eram pouco originais, pois sofreram
    influência dos povos que
    dominaram.
Entre os povos que se destacaram na Antiguidade Oriental, os hebreus são
considerados os únicos que sobreviveram ao desmoronamento de milenares
impérios da história da humanidade. Sobre a sociedade hebraica na época antiga, é
incorreto afirmar que:


            havia escravidão, porém o escravo poderia alcançar sua liberdade, caso
     A-     o patrão, castigando-o, inutilizasse seu olho ou lhe arrancasse um
            dente;
            durante o governo de Salomão, o reino conheceu seu apogeu,
     B-     transformando-se numa das grandes monarquias orientais,
            empreendendo, inclusive, a construção do Templo de Jerusalém;
            é no Antigo Testamento que se encontra sua história, especialmente a
     C-     fase da escravidão no Egito, narrada pelos livros dos Números e do
            Deuteronômio;
            houve a presença de mulheres como dirigentes militares na época dos
     D-
            Juízes, cuja autoridade era fundamentada na ideologia religiosa;
            E-durante muitos séculos, utilizou a língua hebraica, mas a substituiu
     E      pelo aramaico, língua semita do ramo ocidental, tomada oficial na
            época do domínio persa.
Os fenícios, povo de origem semita que se fixou e desenvolveu as suas
 cidades, numa faixa de 200 quilômetros situada entre o mar Mediterrâneo e
 as montanhas do atual Líbano, conheceram o apogeu da sua influência a partir
 de 1400 a.C. (destruição de Cnossos em Creta). Entre as afirmações que se
 seguem, escolha aquela que caracteriza de maneira correta esse povo:




A-   Viviam num sistema político teocrático.


B-   Suas principais atividades econômicas eram agrícolas.


C-   Praticavam uma religião maniqueísta.


D-   Eram especializados no comércio marítimo.


E-   Seu alfabeto foi elaborado a partir do alfabeto grego.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (19)

Os fenícios
Os feníciosOs fenícios
Os fenícios
 
Os fenicios
Os feniciosOs fenicios
Os fenicios
 
Fenícios
FeníciosFenícios
Fenícios
 
Fenicia
FeniciaFenicia
Fenicia
 
Fenicios slide
Fenicios slideFenicios slide
Fenicios slide
 
Fenicios
FeniciosFenicios
Fenicios
 
Resumo fenicia
Resumo feniciaResumo fenicia
Resumo fenicia
 
Os Fenicios
Os FeniciosOs Fenicios
Os Fenicios
 
Os Fenícios (6º Ano - 2016)
Os Fenícios (6º Ano - 2016)Os Fenícios (6º Ano - 2016)
Os Fenícios (6º Ano - 2016)
 
Fenícios
FeníciosFenícios
Fenícios
 
Fenícios - Cultura, embarcações, moeda, artes e muitos mais...
Fenícios - Cultura, embarcações, moeda, artes e muitos mais...Fenícios - Cultura, embarcações, moeda, artes e muitos mais...
Fenícios - Cultura, embarcações, moeda, artes e muitos mais...
 
Fenícios
FeníciosFenícios
Fenícios
 
A fenícia
A feníciaA fenícia
A fenícia
 
Arte Fenícia
Arte FeníciaArte Fenícia
Arte Fenícia
 
Slide palestina
Slide palestinaSlide palestina
Slide palestina
 
Os Fenícios - 6º Ano (2018)
Os Fenícios - 6º Ano (2018)Os Fenícios - 6º Ano (2018)
Os Fenícios - 6º Ano (2018)
 
Fenícios
FeníciosFenícios
Fenícios
 
Fenicios
FeniciosFenicios
Fenicios
 
02 Plus1 Fenicia
02 Plus1 Fenicia02 Plus1 Fenicia
02 Plus1 Fenicia
 

Destaque (18)

Imagens fenicia
Imagens feniciaImagens fenicia
Imagens fenicia
 
Aula 01
Aula 01Aula 01
Aula 01
 
Fenícios e persas
Fenícios e persasFenícios e persas
Fenícios e persas
 
Oriente Médio - Inicio
Oriente Médio - InicioOriente Médio - Inicio
Oriente Médio - Inicio
 
Capítulo 08 cretenses e fenícios
Capítulo 08   cretenses e feníciosCapítulo 08   cretenses e fenícios
Capítulo 08 cretenses e fenícios
 
Trabalho de historia da arquitetura _UNA_2015
Trabalho de historia da arquitetura _UNA_2015Trabalho de historia da arquitetura _UNA_2015
Trabalho de historia da arquitetura _UNA_2015
 
Ciências Humanas - O tempo e o espaço: conquistas e realizações.
Ciências Humanas - O tempo e o espaço: conquistas e realizações.Ciências Humanas - O tempo e o espaço: conquistas e realizações.
Ciências Humanas - O tempo e o espaço: conquistas e realizações.
 
Civilização Cretense Medeiros
Civilização Cretense MedeirosCivilização Cretense Medeiros
Civilização Cretense Medeiros
 
Persas
PersasPersas
Persas
 
Da pré história 6 ano
Da pré história 6 anoDa pré história 6 ano
Da pré história 6 ano
 
Historia atividade-6-ano
Historia atividade-6-anoHistoria atividade-6-ano
Historia atividade-6-ano
 
Império romano
Império romanoImpério romano
Império romano
 
Os persas
Os persasOs persas
Os persas
 
Egito
EgitoEgito
Egito
 
Fenícios
FeníciosFenícios
Fenícios
 
Os persas
Os persasOs persas
Os persas
 
Mesopotâmia
MesopotâmiaMesopotâmia
Mesopotâmia
 
Prova do estado historia
Prova do estado historiaProva do estado historia
Prova do estado historia
 

Semelhante a HISTÓRIA - Fenícios

Semelhante a HISTÓRIA - Fenícios (20)

História - Fenícios
História - FeníciosHistória - Fenícios
História - Fenícios
 
Antigo oriente
Antigo orienteAntigo oriente
Antigo oriente
 
Cpm his 1 ano - antiguidade oriental 01
Cpm   his 1 ano - antiguidade oriental 01Cpm   his 1 ano - antiguidade oriental 01
Cpm his 1 ano - antiguidade oriental 01
 
Antiguidade oriental mes fen_per_heb_egi
Antiguidade oriental mes fen_per_heb_egiAntiguidade oriental mes fen_per_heb_egi
Antiguidade oriental mes fen_per_heb_egi
 
Os persas
Os persasOs persas
Os persas
 
Os persas
Os persasOs persas
Os persas
 
Hebreus, Fenícios e Persas
Hebreus, Fenícios e PersasHebreus, Fenícios e Persas
Hebreus, Fenícios e Persas
 
Hebreus, Fencios e Persas
Hebreus, Fencios e PersasHebreus, Fencios e Persas
Hebreus, Fencios e Persas
 
Resumo persas
Resumo persasResumo persas
Resumo persas
 
1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas
1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas
1° ano EM - Hebreus, fenícios e Persas
 
1ano hebreuspersasefencios-120430134443-phpapp02(1)
1ano hebreuspersasefencios-120430134443-phpapp02(1)1ano hebreuspersasefencios-120430134443-phpapp02(1)
1ano hebreuspersasefencios-120430134443-phpapp02(1)
 
Fenícios E Persas
Fenícios E PersasFenícios E Persas
Fenícios E Persas
 
Antiguidade oriental
Antiguidade orientalAntiguidade oriental
Antiguidade oriental
 
Egito Antigo
Egito AntigoEgito Antigo
Egito Antigo
 
A grécia antiga
A grécia antigaA grécia antiga
A grécia antiga
 
1. Pre-Historia - Invasoes Barbaras
1. Pre-Historia - Invasoes Barbaras1. Pre-Historia - Invasoes Barbaras
1. Pre-Historia - Invasoes Barbaras
 
Civilizações antigas os hebreus , filisteus e persas
Civilizações antigas os hebreus , filisteus e persasCivilizações antigas os hebreus , filisteus e persas
Civilizações antigas os hebreus , filisteus e persas
 
Civilizações orientais
Civilizações orientaisCivilizações orientais
Civilizações orientais
 
Pré-História, História Antiga
Pré-História, História AntigaPré-História, História Antiga
Pré-História, História Antiga
 
1ano hebreus persas e fencios-
1ano hebreus persas e fencios-1ano hebreus persas e fencios-
1ano hebreus persas e fencios-
 

Mais de Carson Souza

Sociologia - Principais teoricos da sociologia
Sociologia - Principais teoricos da sociologiaSociologia - Principais teoricos da sociologia
Sociologia - Principais teoricos da sociologiaCarson Souza
 
História - Antiguidade Ocidental ou Clássica
História - Antiguidade Ocidental ou ClássicaHistória - Antiguidade Ocidental ou Clássica
História - Antiguidade Ocidental ou ClássicaCarson Souza
 
História - Mundo Grego
História -  Mundo GregoHistória -  Mundo Grego
História - Mundo GregoCarson Souza
 
Neoclassicismo no Brasil - História da Arte.
Neoclassicismo no Brasil - História da Arte.Neoclassicismo no Brasil - História da Arte.
Neoclassicismo no Brasil - História da Arte.Carson Souza
 
Influência da Cultura Holandesa no Brasil - História da Arte
Influência da Cultura Holandesa no Brasil - História da ArteInfluência da Cultura Holandesa no Brasil - História da Arte
Influência da Cultura Holandesa no Brasil - História da ArteCarson Souza
 
Sistema Cardiovascular - Biologia
Sistema Cardiovascular - BiologiaSistema Cardiovascular - Biologia
Sistema Cardiovascular - BiologiaCarson Souza
 
Espanhol - Preposiciones
Espanhol - PreposicionesEspanhol - Preposiciones
Espanhol - PreposicionesCarson Souza
 
História - Mundo Grego
História - Mundo GregoHistória - Mundo Grego
História - Mundo GregoCarson Souza
 
Geografia - Indústria Brasileira
Geografia - Indústria BrasileiraGeografia - Indústria Brasileira
Geografia - Indústria BrasileiraCarson Souza
 
Sociologia - O socialismo e o Homem em cuba
Sociologia - O socialismo e o Homem em cubaSociologia - O socialismo e o Homem em cuba
Sociologia - O socialismo e o Homem em cubaCarson Souza
 
Gramática - Que, Se e Como
Gramática - Que, Se e ComoGramática - Que, Se e Como
Gramática - Que, Se e ComoCarson Souza
 
Literatura - Figuras Linguagem
Literatura - Figuras LinguagemLiteratura - Figuras Linguagem
Literatura - Figuras LinguagemCarson Souza
 
Física - Física Quântica
Física - Física QuânticaFísica - Física Quântica
Física - Física QuânticaCarson Souza
 
Literatura - Vanguarda Européia
Literatura - Vanguarda EuropéiaLiteratura - Vanguarda Européia
Literatura - Vanguarda EuropéiaCarson Souza
 
Química - Radioatividade
Química - RadioatividadeQuímica - Radioatividade
Química - RadioatividadeCarson Souza
 
Química - Reações Orgânicas
Química - Reações OrgânicasQuímica - Reações Orgânicas
Química - Reações OrgânicasCarson Souza
 
Química Orgânica - Funções Orgânicas Oxigenadas e Nitrogenadas
Química Orgânica - Funções Orgânicas Oxigenadas e NitrogenadasQuímica Orgânica - Funções Orgânicas Oxigenadas e Nitrogenadas
Química Orgânica - Funções Orgânicas Oxigenadas e NitrogenadasCarson Souza
 
Química Orgânica - Nomenclatura de Compostos Orgânicos e Hidrocarbonetos
Química Orgânica - Nomenclatura de Compostos Orgânicos e HidrocarbonetosQuímica Orgânica - Nomenclatura de Compostos Orgânicos e Hidrocarbonetos
Química Orgânica - Nomenclatura de Compostos Orgânicos e HidrocarbonetosCarson Souza
 

Mais de Carson Souza (20)

Sociologia - Principais teoricos da sociologia
Sociologia - Principais teoricos da sociologiaSociologia - Principais teoricos da sociologia
Sociologia - Principais teoricos da sociologia
 
História - Antiguidade Ocidental ou Clássica
História - Antiguidade Ocidental ou ClássicaHistória - Antiguidade Ocidental ou Clássica
História - Antiguidade Ocidental ou Clássica
 
História - Mundo Grego
História -  Mundo GregoHistória -  Mundo Grego
História - Mundo Grego
 
Neoclassicismo no Brasil - História da Arte.
Neoclassicismo no Brasil - História da Arte.Neoclassicismo no Brasil - História da Arte.
Neoclassicismo no Brasil - História da Arte.
 
Influência da Cultura Holandesa no Brasil - História da Arte
Influência da Cultura Holandesa no Brasil - História da ArteInfluência da Cultura Holandesa no Brasil - História da Arte
Influência da Cultura Holandesa no Brasil - História da Arte
 
Sistema Cardiovascular - Biologia
Sistema Cardiovascular - BiologiaSistema Cardiovascular - Biologia
Sistema Cardiovascular - Biologia
 
Espanhol - Preposiciones
Espanhol - PreposicionesEspanhol - Preposiciones
Espanhol - Preposiciones
 
História - Mundo Grego
História - Mundo GregoHistória - Mundo Grego
História - Mundo Grego
 
Geografia - Indústria Brasileira
Geografia - Indústria BrasileiraGeografia - Indústria Brasileira
Geografia - Indústria Brasileira
 
Sociologia - O socialismo e o Homem em cuba
Sociologia - O socialismo e o Homem em cubaSociologia - O socialismo e o Homem em cuba
Sociologia - O socialismo e o Homem em cuba
 
Gramática - Que, Se e Como
Gramática - Que, Se e ComoGramática - Que, Se e Como
Gramática - Que, Se e Como
 
Literatura - Figuras Linguagem
Literatura - Figuras LinguagemLiteratura - Figuras Linguagem
Literatura - Figuras Linguagem
 
Física - Ondas
Física - OndasFísica - Ondas
Física - Ondas
 
Física - Física Quântica
Física - Física QuânticaFísica - Física Quântica
Física - Física Quântica
 
Literatura - Vanguarda Européia
Literatura - Vanguarda EuropéiaLiteratura - Vanguarda Européia
Literatura - Vanguarda Européia
 
Química - Radioatividade
Química - RadioatividadeQuímica - Radioatividade
Química - Radioatividade
 
Chernobyl
ChernobylChernobyl
Chernobyl
 
Química - Reações Orgânicas
Química - Reações OrgânicasQuímica - Reações Orgânicas
Química - Reações Orgânicas
 
Química Orgânica - Funções Orgânicas Oxigenadas e Nitrogenadas
Química Orgânica - Funções Orgânicas Oxigenadas e NitrogenadasQuímica Orgânica - Funções Orgânicas Oxigenadas e Nitrogenadas
Química Orgânica - Funções Orgânicas Oxigenadas e Nitrogenadas
 
Química Orgânica - Nomenclatura de Compostos Orgânicos e Hidrocarbonetos
Química Orgânica - Nomenclatura de Compostos Orgânicos e HidrocarbonetosQuímica Orgânica - Nomenclatura de Compostos Orgânicos e Hidrocarbonetos
Química Orgânica - Nomenclatura de Compostos Orgânicos e Hidrocarbonetos
 

HISTÓRIA - Fenícios

  • 2. LOCAL: Estreita faixa de terra entre o mar Mediterrâneo e as montanhas do Líbano (atual Beirute).  QUADRO NATURAL: Região pouco propícia para agricultura e com a presença de florestas de cedro.  ORGANIZAÇÃO POLÍTICA: Descentralizada: Cidades-Estados→ (Ugarit, Biblos, Sidon, Tiro);  Tipos de Governo: 1) República → Conselho (sufetas)  2) Monarquia
  • 3. ORGANIZAÇÃO ECONÔMICA Agricultura – insuficiente, devido à estreita faixa e os constantes ataques de povos invasores; Pirataria Tráfico de escravos Artesanato – vidros transparentes, tecidos cor de púrpura;
  • 4. Construção de navios – serão excelentes construtores, devido à presença de florestas de cedro; Comércio marítimo – atividade mais importante. Serão os grandes comerciantes da antiguidade. Principais produtos de exportação→ tecidos, escravos, papiro, navios... Para melhorar o comércio irão criar: feitorias e colônias (Cartago) Finanças – usavam notas fiscais, letras de câmbio, moedas...
  • 5. Sociedade Estratificada Possibilidade de mobilidade social. Rei, comerciantes, nobreza, escribas, sacerdotes. Camponeses, artesãos, marinheiros, escravos.
  • 6. Cultura 1) Religião Politeístas – deuses violentos, pois era como sacrifícios humanos, geralmente eram meninos de 12 anos. Acreditavam na imortalidade da alma ( influência egípcia). 2) Arquitetura e Arte Pouca originalidade, sofriam influência dos povos que tinham contato,principalmente dos egípcios. 3) Escrita Para facilitar as transações comerciais,vão criar uma escrita simplificada, o Alfabeto, que mais tarde será adotada pelos gregos e romanos.
  • 7.
  • 8.
  • 9. IMPÉRIO PERSA  LOCAL: Planalto do Irã (atual território do Irã). Região desértica, com poucos vales férteis.  EVOLUÇÃO POLÍTICA Século XIII a.C – tribos medas e persas (origem – arianos) chegam a região. Por volta do séc. IX a. C, os medas se unificam e passam a cobrar impostos dos persas.
  • 10.
  • 11.
  • 12. Século VI a. C – os persas, sob o comando de Ciro “o Grande”, criam um Estado unificado e impõem seus domínio aos medos.  Devido a falta de terras férteis, os persas resolvem dominar os povos do Oriente e vão anexar: a Mesopotâmia, a Palestina, a Lídia e a Ásia Menor.
  • 13. Forma de administração – respeitavam a cultura local, em troca de impostos e soldados para o seu exército( “Os Imortais”).  Cambises – vai invadir o Egito,mas irá desrespeitar a cultura local. Morre antes de retornar a Pérsia.  Revolução do Magos – tentativa de golpe dos sacerdotes.  Dario – membro da família de Ciro, os Aqüemênidas, restaura a ordem e torna-se imperador.
  • 14.
  • 15. Dario I – destaca-se como um inovador na administração do Império. Realizações:  reorganizou o exército persa;  dividiu o império em 20 satrápias e designou um sátrapa para governar cada satrápia;  criou os “olhos e ouvidos do rei”;  criou uma rede de estradas;  Correios a cavalo em cada estrada;  criou uma moeda única, o dárico;  criou quatro capitais.
  • 16. Decadência: Dario I resolve expandir seu império em direção ao Ocidente e irá se confrontar com os atenienses na Guerras Médicas, perdendo nos conflitos. Xerxes, seu filho, retorna com uma frota maior e um grande exército,mas também será derrotado em Platéia e Salamina pelos atenienses. A partir desse período, o império persa começa a ruir, sendo dominado pelos macedônios e depois os romanos.
  • 17. ECONOMIA Atividades importantes: Comércio – cresceu graças ao dárico; Artesanato Cobrança de impostos
  • 18. Cultura Religião  Fundada no séc.VI a.C por Zaratustra ou Zoroastro.  Masdeísmo ou Zoroastrismo  Carcaterísticas: ♦ crença numa luta entre o bem – Ahura Mazda × → o mal Arimã;  Escatológicos;  crença em céu, inferno e purgatório;  fogo sagrado;  não tinham templos;  salvavacionistas(mitra) → mitraísmo  influenciou o judaísmo
  • 19. Arte e Arquitetura  Eram pouco originais, pois sofreram influência dos povos que dominaram.
  • 20. Entre os povos que se destacaram na Antiguidade Oriental, os hebreus são considerados os únicos que sobreviveram ao desmoronamento de milenares impérios da história da humanidade. Sobre a sociedade hebraica na época antiga, é incorreto afirmar que: havia escravidão, porém o escravo poderia alcançar sua liberdade, caso A- o patrão, castigando-o, inutilizasse seu olho ou lhe arrancasse um dente; durante o governo de Salomão, o reino conheceu seu apogeu, B- transformando-se numa das grandes monarquias orientais, empreendendo, inclusive, a construção do Templo de Jerusalém; é no Antigo Testamento que se encontra sua história, especialmente a C- fase da escravidão no Egito, narrada pelos livros dos Números e do Deuteronômio; houve a presença de mulheres como dirigentes militares na época dos D- Juízes, cuja autoridade era fundamentada na ideologia religiosa; E-durante muitos séculos, utilizou a língua hebraica, mas a substituiu E pelo aramaico, língua semita do ramo ocidental, tomada oficial na época do domínio persa.
  • 21. Os fenícios, povo de origem semita que se fixou e desenvolveu as suas cidades, numa faixa de 200 quilômetros situada entre o mar Mediterrâneo e as montanhas do atual Líbano, conheceram o apogeu da sua influência a partir de 1400 a.C. (destruição de Cnossos em Creta). Entre as afirmações que se seguem, escolha aquela que caracteriza de maneira correta esse povo: A- Viviam num sistema político teocrático. B- Suas principais atividades econômicas eram agrícolas. C- Praticavam uma religião maniqueísta. D- Eram especializados no comércio marítimo. E- Seu alfabeto foi elaborado a partir do alfabeto grego.