Gênero retrato e autorretrato

63.065 visualizações

Publicada em

Retrato e Autorretrato

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
63.065
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
58.254
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
83
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gênero retrato e autorretrato

  1. 1. Objeto de conhecimento 3 PAS - UNB
  2. 2. É uma pintura, fotografia ou outra representação artística de uma pessoa. (Ex: La Gioconda, Leonardo da Vinci). RETRATO CLÁSSICO: a pessoa não deve ficar de frente e no centro, como se faz quando se tira uma foto para documento. O ideal - perfil parcial, com as costas próximas a uma das margens e frente voltada levemente para o lado maior da foto, tendo os olhos direcionados à objetiva da câmera (fotografia). Signos: Olhos baixos: significam depressão e tristeza; Olhos altos: indicam orgulho, arrogância e contemplação.
  3. 3. A velha – trajes nobres e um acentuado realismo, que beira o grotesco (caricato, cômico, ridículo). Obra do período Renascentista - sob a influência das ideias humanistas. Quentin Massys - Muitas de suas obras enfatizam a CARICATURA, a expressão melancólica dos santos, os gestos brutais dos executores, a avareza dos banqueiros. - Suas obras mais famosas são as religiosas, junto com os RETRATOS. - Há uma tendência para acentuar a expressão individual. - Traços e gestos deformados.
  4. 4. Vermeer - Barroco Holandês. O artista trabalha os tons expostos à claridade. ‡ Seus temas são os da vida privada e dos costumes da Holanda seiscentista. ‡ Documenta com uma beleza delicada os momentos da vida cotidiana. ‡ As cores empregadas e a ausência de cenário tornam a moça o próprio tema da obra. ‡ Retrato ideal. ‡ Realismo e Simetria. Moça com brinco de pérola, 1665
  5. 5. Magdalena Carmen Frida Kahlo y Calderon foi uma das personagens mais marcantes da história do México. Patriota declarada, comunista e revolucionária Frida Kahlo, como ficou conhecida, teve uma vida de superações e sofrimentos que refletidos em sua obra a tornaram uma das maiores pintoras do século.
  6. 6. Foi durante o período em que esteve se recuperando que surgiu a pintora. Sua mãe colocou um espelho sobre sua cama e um cavalete adaptado para que ela pudesse pintar deitada e Frida fez seu primeiro auto-retrato dedicado a Alejandro que a havia abandonado: “Autorretrato com vestido de Terciopelo”. Sobre sua obstinação em pintar auto-retratos, 55 ao todo, que representam um terço de toda sua obra ela justificava dizendo: “Pinto a mim mesma porque sou sozinha e porque sou o assunto que conheço melhor”.
  7. 7. Sua primeira tragédia acontece quando ela tinha seis anos e uma poliomielite a deixou de cama por vários dias. Como seqüela, Frida fica com um dos pés atrofiado e uma perna mais fina que a outra. Mas o fato trágico que mudaria sua vida para sempre aconteceu quando ela tinha dezoito anos.
  8. 8. Em 1928, conheceu Diego Rivera, se casou com ele e fez várias viagens com seu marido pelo mundo. Em 1938, fez uma exposição em Nova Iorque, em 1939 foi em Paris e em 1943 começou a dar aulas no México. Os seus quadros refletiam o momento pelo qual passava e, embora fossem bastante "fortes", não eram surrealistas: "Pensaram que eu era surrealista, mas nunca fui. Nunca pintei sonhos, só pintei minha própria realidade"
  9. 9. Pela janela do quarto Pela janela do carro Pela tela, pela janela (quem é ela, quem é ela?) Eu vejo tudo enquadrado Remoto controle

×