SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 19
Baixar para ler offline
Outubro Rosa
Câncer de Mama
Enfermagem
• APRESENTAÇÃO:
•RAQUEL LAZARO BARBOSA
•GRADUADA EM ENFERMAGEM EM 2011.
•COM PÓS GRADUAÇÃO EM:
Enfermagem
O OutubroRosa
•O que é?
•Por que Outubro Rosa?
•Onde iniciou?
Enfermagem
IluminaçãoemRosa
• Outubro Rosa no Brasil
A primeira iniciativa vista no Brasil em relação ao
Outubro Rosa, foi a iluminação em rosa do
monumento Mausoléu do Soldado Constitucionalista
(mais conhecido como o Obelisco do Ibirapuera) em
2002.
• O Cristo Redentor
O Brasil é mundialmente conhecido pelo seu maior
símbolo, a estátua do Cristo Redentor no Rio de
Janeiro-RJ. E pela primeira vez, o Cristo Redentor ficou
iluminado de rosa no Outubro Rosa.
Enfermagem
Por queVestir Rosa?
O ato de vestir rosa durante o mês de outubro é uma forma de
lembrar a todas as mulheres que a prevenção tem que ser feita
anualmente e mostrar apoio às pessoas que foram vítimas dessa
doença.
Enfermagem
Outubro Rosa noMundo
Na Coréia do Sul Jovens
chamam atenção
para a causa do
câncer de mama.
Enfermagem
Iluminação em rosa da torre Eiffel.
Corrida pela causa do câncer de mama, Índia.
O queé Câncer de
Mama?
Enfermagem
Homemtambémpode
ter Câncer de Mama?
?
?
?
?
?
?
Enfermagem
Sim!
A proporção de câncer de mama em homens e mulheres é de 1:100 -
ou seja, para cada 100 mulheres com câncer de mama, um homem
terá a doença.
Enfermagem
S inaisdo Câncer de
Mama
Enfermagem
Prevenção Primária
• Exercícios
Adolescentes praticantes de exercícios físicos intensos diminuem as chances de sofrer de
câncer de mama na fase adulta em até 23%.
• Amamentação
Mulheres que amamentam os seus filhos por, pelo menos, seis meses, têm 5% menos
chances de desenvolver câncer de mama.
• Dieta balanceada
Manter uma dieta adequada ajuda no controle do peso, na prevenção de doenças
crônicas e melhora a saúde como um todo.
• Estresse
Mulheres que vivem uma rotina muito agitada e estressante têm quase o dobro de
chances de desenvolver câncer de mama.
• Álcool
O consumo de apenas 14 gramas de álcool por dia pode aumentar as chances de câncer
de mama em 30%.
• Controle do peso
Ao atingir a menopausa, mulheres com sobrepeso ou obesidade correm mais risco de
desenvolver câncer de mama.
Enfermagem
Prevenção Secundária
• Mamografia
A principal indicação da mamografia é
para o rastreamento do câncer de
mama.
• Autoexame
O autoexame para o câncer de mama é
um exame fácil e simples que não
demora mais do que 5 minutos e que
pode descobrir precocemente o câncer
de mama.
Enfermagem
Mamografia
A mamografia deve começar a ser feita a partir dos 40 anos, anualmente,
para mulheres da população geral.
Enfermagem
Câncer de Mamae
A
Enfre
u
nta
t
r
o
o d
e
iag
s
nó
t
st
i
ic
m
o d
a
e câncer de mama não é uma tarefa fácil para
nenhuma mulher. Lidar com a retirada da mama e sessões
de quimioterapia podem prejudicar a autoestima, fazendo com que ela tenha
depressão e outros problemas psicológicos nocivos a essa fase do tratamento.
Enfermagem
Apoio Familiar
O apoio de familiares é imprescindível para combater os
males da doença, a paciente sabendo que pode contar
com amigos e parentes nas fases de tratamento e
recuperação, facilita na melhora e nos resultados.
Enfermagem
ReferênciasBibliográficas
• http://isaudeenfermagem.blogspot.com.br/
• http://www.minhavida.com.br/
• http://revistavivasaude.uol.com.br/
• http://www.outubrorosa.org.br/
• http://www.tuasaude.com/
Enfermagem
ConsideraçõesFinaise
Agradecimentos
Enfermagem
Câncer de Mama: Prevenção e Enfrentamento

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Câncer de Mama: Prevenção e Enfrentamento

Folder Prevenção e Tratamento do Câncer de colo de Utero e de Mama
Folder Prevenção e Tratamento do Câncer de colo de Utero e de MamaFolder Prevenção e Tratamento do Câncer de colo de Utero e de Mama
Folder Prevenção e Tratamento do Câncer de colo de Utero e de MamaFarmacêutico Digital
 
Outubro Rosa - Emilia_Wilson.pptx
Outubro Rosa - Emilia_Wilson.pptxOutubro Rosa - Emilia_Wilson.pptx
Outubro Rosa - Emilia_Wilson.pptxWilsonBonifcio
 
Outubro rosa 2018 quality rev01
Outubro rosa 2018   quality rev01Outubro rosa 2018   quality rev01
Outubro rosa 2018 quality rev01tigrupoquality
 
Laço lutamos contra o cancro da mama
Laço lutamos contra o cancro da mamaLaço lutamos contra o cancro da mama
Laço lutamos contra o cancro da mamaBiblioteca de Fafe
 
Adote hábitos de vida saudáveis!
Adote hábitos de vida saudáveis!Adote hábitos de vida saudáveis!
Adote hábitos de vida saudáveis!Oncoguia
 
Setemi News Outubro/16
Setemi News Outubro/16Setemi News Outubro/16
Setemi News Outubro/16Setemi News
 
Cancer de mama completo
Cancer de mama completoCancer de mama completo
Cancer de mama completoBarbaraqsms
 
TCF sobre "Entendendo o cancer de mama"
TCF sobre "Entendendo o cancer de mama"TCF sobre "Entendendo o cancer de mama"
TCF sobre "Entendendo o cancer de mama"Marcia Oliveira
 
CULTURARTEEN 179 - outubro 2017
CULTURARTEEN 179 - outubro 2017CULTURARTEEN 179 - outubro 2017
CULTURARTEEN 179 - outubro 2017josé pery salgado
 
Saúde da mulher, musicalização e prevenção quaternária
Saúde da mulher, musicalização e prevenção quaternária Saúde da mulher, musicalização e prevenção quaternária
Saúde da mulher, musicalização e prevenção quaternária AlessandraVanessa13
 
cartilha_outubro_rosa_2020_1_0.pptx
cartilha_outubro_rosa_2020_1_0.pptxcartilha_outubro_rosa_2020_1_0.pptx
cartilha_outubro_rosa_2020_1_0.pptxMarcelaTessalia
 
Outubro rosa.pptx
Outubro rosa.pptxOutubro rosa.pptx
Outubro rosa.pptxFran Silva
 

Semelhante a Câncer de Mama: Prevenção e Enfrentamento (20)

cancer de Mama
cancer de Mamacancer de Mama
cancer de Mama
 
Folder Prevenção e Tratamento do Câncer de colo de Utero e de Mama
Folder Prevenção e Tratamento do Câncer de colo de Utero e de MamaFolder Prevenção e Tratamento do Câncer de colo de Utero e de Mama
Folder Prevenção e Tratamento do Câncer de colo de Utero e de Mama
 
Outubro Rosa - Emilia_Wilson.pptx
Outubro Rosa - Emilia_Wilson.pptxOutubro Rosa - Emilia_Wilson.pptx
Outubro Rosa - Emilia_Wilson.pptx
 
OUTUBRO ROSA.pptx
OUTUBRO ROSA.pptxOUTUBRO ROSA.pptx
OUTUBRO ROSA.pptx
 
Outubro rosa 2018 quality rev01
Outubro rosa 2018   quality rev01Outubro rosa 2018   quality rev01
Outubro rosa 2018 quality rev01
 
Outubro Rosa.pptx
Outubro Rosa.pptxOutubro Rosa.pptx
Outubro Rosa.pptx
 
Laço lutamos contra o cancro da mama
Laço lutamos contra o cancro da mamaLaço lutamos contra o cancro da mama
Laço lutamos contra o cancro da mama
 
Adote hábitos de vida saudáveis!
Adote hábitos de vida saudáveis!Adote hábitos de vida saudáveis!
Adote hábitos de vida saudáveis!
 
Setemi News Outubro/16
Setemi News Outubro/16Setemi News Outubro/16
Setemi News Outubro/16
 
Cancer de mama completo
Cancer de mama completoCancer de mama completo
Cancer de mama completo
 
Publicidade & Propaganda - Outubro Rosa
Publicidade & Propaganda - Outubro RosaPublicidade & Propaganda - Outubro Rosa
Publicidade & Propaganda - Outubro Rosa
 
TCF sobre "Entendendo o cancer de mama"
TCF sobre "Entendendo o cancer de mama"TCF sobre "Entendendo o cancer de mama"
TCF sobre "Entendendo o cancer de mama"
 
CULTURARTEEN 179 - outubro 2017
CULTURARTEEN 179 - outubro 2017CULTURARTEEN 179 - outubro 2017
CULTURARTEEN 179 - outubro 2017
 
Outubro Rosa Atualizado
Outubro Rosa AtualizadoOutubro Rosa Atualizado
Outubro Rosa Atualizado
 
Saúde da mulher, musicalização e prevenção quaternária
Saúde da mulher, musicalização e prevenção quaternária Saúde da mulher, musicalização e prevenção quaternária
Saúde da mulher, musicalização e prevenção quaternária
 
cartilha_outubro_rosa_2020_1_0.pptx
cartilha_outubro_rosa_2020_1_0.pptxcartilha_outubro_rosa_2020_1_0.pptx
cartilha_outubro_rosa_2020_1_0.pptx
 
cartilha_cancer_de_mama_2022.pdf
cartilha_cancer_de_mama_2022.pdfcartilha_cancer_de_mama_2022.pdf
cartilha_cancer_de_mama_2022.pdf
 
Unimed/RS - Outubro Rosa
Unimed/RS - Outubro RosaUnimed/RS - Outubro Rosa
Unimed/RS - Outubro Rosa
 
Outubro rosa.pptx
Outubro rosa.pptxOutubro rosa.pptx
Outubro rosa.pptx
 
Outubro Rosa Atualizado
Outubro Rosa AtualizadoOutubro Rosa Atualizado
Outubro Rosa Atualizado
 

Último

A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURADouglasVasconcelosMa
 
Modelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumoModelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumoprofleticiasantosbio
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 

Último (20)

A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Segunda Série (Primeiro Trimestre)
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
 
Modelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumoModelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumo
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 

Câncer de Mama: Prevenção e Enfrentamento

  • 1. Outubro Rosa Câncer de Mama Enfermagem
  • 2. • APRESENTAÇÃO: •RAQUEL LAZARO BARBOSA •GRADUADA EM ENFERMAGEM EM 2011. •COM PÓS GRADUAÇÃO EM: Enfermagem
  • 3. O OutubroRosa •O que é? •Por que Outubro Rosa? •Onde iniciou? Enfermagem
  • 4. IluminaçãoemRosa • Outubro Rosa no Brasil A primeira iniciativa vista no Brasil em relação ao Outubro Rosa, foi a iluminação em rosa do monumento Mausoléu do Soldado Constitucionalista (mais conhecido como o Obelisco do Ibirapuera) em 2002. • O Cristo Redentor O Brasil é mundialmente conhecido pelo seu maior símbolo, a estátua do Cristo Redentor no Rio de Janeiro-RJ. E pela primeira vez, o Cristo Redentor ficou iluminado de rosa no Outubro Rosa. Enfermagem
  • 5. Por queVestir Rosa? O ato de vestir rosa durante o mês de outubro é uma forma de lembrar a todas as mulheres que a prevenção tem que ser feita anualmente e mostrar apoio às pessoas que foram vítimas dessa doença. Enfermagem
  • 6. Outubro Rosa noMundo Na Coréia do Sul Jovens chamam atenção para a causa do câncer de mama. Enfermagem Iluminação em rosa da torre Eiffel. Corrida pela causa do câncer de mama, Índia.
  • 7. O queé Câncer de Mama? Enfermagem
  • 8. Homemtambémpode ter Câncer de Mama? ? ? ? ? ? ? Enfermagem
  • 9. Sim! A proporção de câncer de mama em homens e mulheres é de 1:100 - ou seja, para cada 100 mulheres com câncer de mama, um homem terá a doença. Enfermagem
  • 10. S inaisdo Câncer de Mama Enfermagem
  • 11. Prevenção Primária • Exercícios Adolescentes praticantes de exercícios físicos intensos diminuem as chances de sofrer de câncer de mama na fase adulta em até 23%. • Amamentação Mulheres que amamentam os seus filhos por, pelo menos, seis meses, têm 5% menos chances de desenvolver câncer de mama. • Dieta balanceada Manter uma dieta adequada ajuda no controle do peso, na prevenção de doenças crônicas e melhora a saúde como um todo. • Estresse Mulheres que vivem uma rotina muito agitada e estressante têm quase o dobro de chances de desenvolver câncer de mama. • Álcool O consumo de apenas 14 gramas de álcool por dia pode aumentar as chances de câncer de mama em 30%. • Controle do peso Ao atingir a menopausa, mulheres com sobrepeso ou obesidade correm mais risco de desenvolver câncer de mama. Enfermagem
  • 12. Prevenção Secundária • Mamografia A principal indicação da mamografia é para o rastreamento do câncer de mama. • Autoexame O autoexame para o câncer de mama é um exame fácil e simples que não demora mais do que 5 minutos e que pode descobrir precocemente o câncer de mama. Enfermagem
  • 13. Mamografia A mamografia deve começar a ser feita a partir dos 40 anos, anualmente, para mulheres da população geral. Enfermagem
  • 14.
  • 15. Câncer de Mamae A Enfre u nta t r o o d e iag s nó t st i ic m o d a e câncer de mama não é uma tarefa fácil para nenhuma mulher. Lidar com a retirada da mama e sessões de quimioterapia podem prejudicar a autoestima, fazendo com que ela tenha depressão e outros problemas psicológicos nocivos a essa fase do tratamento. Enfermagem
  • 16. Apoio Familiar O apoio de familiares é imprescindível para combater os males da doença, a paciente sabendo que pode contar com amigos e parentes nas fases de tratamento e recuperação, facilita na melhora e nos resultados. Enfermagem
  • 17. ReferênciasBibliográficas • http://isaudeenfermagem.blogspot.com.br/ • http://www.minhavida.com.br/ • http://revistavivasaude.uol.com.br/ • http://www.outubrorosa.org.br/ • http://www.tuasaude.com/ Enfermagem