SlideShare uma empresa Scribd logo

Respostas prova coletiva

Ecologia

Respostas prova coletiva

1 de 7
Baixar para ler offline
Respostas da prova coletiva
Questão 1 - I – Retroalimentação negativa: crescimento exponencial da raça humana: O
crescimento desequilibrado faz com que mais áreas sejam consumidas pelas cidades,
principalmente áreas que não deveriam ser habitadas como encostas, causando assim
problemas urbanísticos e de segurança, o crescimento também faz com que haja maior
necessidade de produção de alimentos e bens de consumo pelas pessoas, sendo
necessário que mais áreas sejam consumidas pela agricultura, causando mais
degradações a biomas que ficam em áreas propicias para essas atividades. O
crescimento exponencial causa diversos problemas socioeconômicos como o
surgimento de favelas, aumento da violência, subempregos entre outros. Alternativas
para amenizar esses problemas podem ser: acompanhamento urbanísticos para áreas
invadidas pelas populações carentes, estimulo a cursos para reduzir os subempregos,
estimulo a propriedades produzirem mais alimentos para consumo ao invés de
commodities, investimento em educação e atividades que propiciem redução da
violência, entre outras.
II – Independência do produto: Celular: O celular é uma das mais importantes
ferramentas que surgiram nas ultimas décadas, ele propicia lazer, informação, entre
outras atividades. Desde mobilidade urbana, jornais, segurança, saúde, emprego, tudo
está interligado devido a esse elemento, tornando cada vez mais a vida mais fácil e
dependente desse produto. Como toda ferramenta o celular também pode ser utilizado
para atrapalhar a vida dos outros, assaltos, estelionato, falsidade ideológica, vazamento
de informações são problemas que hoje são populares por causa do uso indevido dessa
ferramenta, além do que, o descarte inapropriado causa diversos problemas ambientais,
desde os metais contidos no aparelho, aos da bateria, que pode causar contaminações
em vastas áreas, contaminando aterros, e quando descartados em lixões, podendo
percolar chegando a água subterrânea. Alternativas para o uso devido do aparelho deve
passar por legislação mais duras a crimes cibernéticos, acuando aqueles que usam dessa
ferramenta de maneira inapropriada. Para o descarte, deve ser estudado soluções mais
viáveis, e fazer com que as leis sejam cumpridas, e que eletrônicos como celulares não
parem em aterros ou lixões. Para os locais já contaminado, é necessário haver
consequência aos responsáveis, para que casos semelhantes não ocorram mais.
III – Independência do produto: combustíveis fosseis: Desde a revolução industrial nos
vemos dependentes de combustíveis fosseis, seja para indústria, na qual usamos carvão
para geração de energia, ou petróleo como matéria prima para materiais plásticos, até
mobilidade urbana, uma vez que a gasolina e o óleo diesel são os combustíveis mais
utilizados em transportes. A queima desses elementos causa acumulo de diversas
partículas que influenciam diretamente no aquecimento global, como o CO2, sendo um
grande problema para o meio ambiente. O valor dos combustíveis também é um
problema para as pessoas, já que o elevado valor da retirada, junto com o refinamento,
faz com que ele chegue caro a população, acabando por se tornar restritivo para
populações mais carentes, que dependem do transporte público, que todo ano aumenta
devido o valor da gasolina. Para reduzir a dependência dos combustíveis fosseis é
necessário que haja investimento em alternativas na produção de energia, como eólica,
solar entre outras que causam menos impactos ao meio ambiente, também é uma
solução eficiente o uso de meios de transporte elétricos como carros, e transportes de
massa, como trens e ônibus elétricos movidos por fontes de energia alternativas.
Questão 2 - A eficiência aliada a um menor gasto pelo uso de energia é um fator
importante, haja vista que isso proporcionará um aumento da produtividade, da
competitividade, do lucro e ainda a redução da demanda pelo uso dos recursos naturais
(estes utilizados como matéria prima pra geração de energia por parte do motor), o que
reduzirá a contribuição desta empresa com os impactos ambientais.
O petróleo é um combustível fóssil, não renovável e de origem orgânica, uma de suas
características é seu alto poder calorifico, o que o faz ser uma matriz energética quando
em seu estado líquido, entretanto sua utilização não pode está no estado bruto e isso
demanda a necessidade do processo de refinamento. Quando já pronto pra uso este é
assim comercializado e então utilizado em veículos, que é queimado e transformado em
Metano (CH4) e Dióxido de Carbono (CO2), sendo este o fator pelo qual um barril de
petróleo só pode ser utilizado apenas uma vez, pois este não retornará ao estado ideal
para uso (líquido).
Questão 3 - De acordo com a Primeira Lei da Termodinâmica, ou Lei da Conservação
da Matéria, a energia não pode ser criada nem destruída, apenas transformada. Assim,
pode-se afirmar que a água que tomamos é a mesma desde que foi criada, pois a entrada
e saída de energia de um sistema são sempre iguais.
Pode-se comprovar essa ideia partindo do princípio que a água circula no planeta Terra
através do ciclo hidrológico. Como o ciclo é caracterizado pelo movimento contínuo das
águas presentes no oceano, atmosfera e continente, a água se renova a cada instante,
estando presente em diferentes estados, porém a sua quantidade não se altera.
Por exemplo, o copo d’água que um indivíduo bebe hoje pode evaporar na forma de
transpiração, sendo condensada em nuvens e posteriormente virá a precipitar, podendo
contribuir para a formação de geleiras, reabastecimento de aquíferos, reabastecimento
de lagos e rios, onde poderá ser novamente utilizada para, dentre outros usos,
abastecimento humano ou ainda ser evaporada, retomando o ciclo.
A agricultura é o setor com maior consumo de água no mundo. Segundo o Ministério do
Meio Ambiente, a irrigação consome mais de dois terços da água utilizada no planeta.
Dessa forma, esse setor é responsável por grande diminuição da disponibilidade hídrica
temporal e espacial, afetando o ciclo hidrológico de forma negativa.
Através do ciclo hidrológico, muitos processos naturais realizam a purificação da água,
por exemplo, a evaporação e a precipitação funcionam como processos naturais de
destilação. Porém, os fertilizantes utilizados na agricultura podem causar o aumento do
teor de nutrientes (fosfatos e nitratos) e poluentes na água, prejudicando o processo
natural de purificação.
A indústria é o segundo maior consumidor de água, tanto a qualidade e quantidade
utilizada na indústria variam de acordo com as atividades industriais, o ramo de
atividade e sua capacidade de produção. As indústrias utilizam grandes quantidades de
água, seja como matéria-prima, seja na remoção de impurezas, na geração de vapor e na
refrigeração. Além do consumo excessivo, a água retorna em forma de dejetos para
grandes rios. Uma fábrica de salsichas, por exemplo, pode contaminar uma área
considerável, se não adotar um sistema para tratar a água usada na lavagem dos resíduos
de suínos. Quando a água contaminada é lançada nos rios e no mar pode provocar a
morte dos peixes e alterações no ciclo hidrológico na sua composição química.
O terceiro maior consumidor de água é o setor doméstico, um mito é acharmos que a
água é abundante e que estará sempre disponível porque isto depende estritamente de
como utilizamos e preservamos este recurso. Quanto mais poluída estiver a água, maior
quantidade de produtos químicos será necessária para torná-la potável para consumo,
alem de comprometer os cursos dos rios pelos esgotos. O esgoto, assim como os
detergentes, contém nutriente como o fósforo, que pode provocar mau cheiro e gosto
ruim na água, mesmo após o tratamento. Além de causar chuvas ácidas por meio do
ciclo hidrológico na evaporação da água.
A acentuada queda nos fluxos de energia ao longo de uma cadeia alimentar é facilmente
explicada através da Segunda Lei da Termodinâmica. Esta lei diz que sempre que a
energia muda de uma forma para outra, terminamos com menos energia utilizável do
que tínhamos no início. Em outras palavras, quando uma energia muda de uma forma
para outra, como acontece ao longo da teia alimentar, alguma quantidade da energia útil
sempre se degrada em energia de baixa qualidade, mais dispersa e menos útil.
Essa perda de energia ao longo da cadeia não viola a Primeira Lei da Termodinâmica,
visto que nos fluxos de energia o que ocorre é exatamente a transformação da energia de
uma forma para outra. Não podemos é compensar em termos de qualidade de energia,
porque esta sempre passa de uma forma mais útil a uma menos útil, quando muda de
uma forma para outra.
Questão 4 – a) O principal desafio da atualidade para a preservação da Floresta
Amazônica é a produção de alimentos. A crescente demanda dessa indústria vem
impondo pressão a esse bioma, sendo o principal motivo da sua degradação. Segundo o
Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam), entre agosto/2015 e julho/2016
uma área equivalente a 128 campos de futebol foi desmatada por hora nessa floresta.
Espaço este que tem se transformado em plantações e pastos para criação de gado.
Existem mais bois do que habitantes no Brasil. Dos grãos que produzimos, boa parte vai
para a alimentação desses animais e outros da atividade pecuária. Esta que por sinal é a
principal “inimiga” da Amazônia, pois além de incentivar grilagem, desmatamento,
consumir muita água e outros tipos de mal-uso da floresta, contribui com o aquecimento
global (gerando metano) mais do que qualquer setor nesse país. Nessa atmosfera de
insustentabilidade, esse bioma precisa de intervenção.
De forma sucinta os principais problemas ambientais da Floresta Amazônica giram em
torno do consumo de carne. Esse hábito não está sendo salutar a esse bioma e nem ao
planeta. É uma questão de ordem cultural a qual não tem solução efetiva, senão parar o
consumo ou diminuir muito. Fora isso é possível diminuir a intensidade desses
problemas desenvolvendo tecnologias mais eficientes para alimentar a população com
proteína animal, inclusive com vistas a produzir carne de insetos e fazer extrativismo
sustentável, incluindo nos corpos d’água. A floresta tem muito potencial para alimentar
a população de forma sustentável, ele só não está sendo bem explorado.
b) A exploração de minérios na Amazônia foi autorizada em 23 de agosto deste ano. A
área liberada é rica em ouro e tem uma extensão de 47mil km. Como Engenheiro
Ambiental, sugeriria diminuir a área liberada para bem menos da metade, aumentando o
número e a rigorosidade das condições para a exploração (uma série de alterações
referente às condições para a exploração foram realizadas e publicadas em 28 de
agosto). Uma dessas condições deve ter relação com o tempo em que os processos de
mineração acontecerão, pois deve ser calculado quanto tempo a natureza precisaria de
repouso para se manter saudável. Visto que essa exploração potencializaria o
desenvolvimento econômico dos Estados envolvidos (Amapá e Pará), ela não é de todo
ruim, porém deve-se manter um controle rígido para evitar a destruição da região. Outra
sugestão seria revogar a autorização e manter a área em reserva, sugestão mais fácil de
ser controlada e manteria a área protegida por mais tempo.
Questão 5 – Os gases do efeito estufa são aqueles que ficam acumulados na atmosfera
terrestre e dificultam a passagem dos gases infra-vermelhos, deixando o planeta mais quente.
Esse fenômeno é natural, mas devido à crescente quantidade deles na atmosfera, o aumento
de temperatura já chega a prejudicar o equilíbrio entre os sistemas. Por isso, reduzir a
emissão de dióxido de carbono (CO2), do metano (CH4) e do óxido nitroso (N2O), entre
outros, deve fazer parte do nosso dia-a-dia. As mudanças climáticas mostram-se
intimamente ligadas ao meio urbano e ao modo de vida das pessoas que nele habitam, e
trazem contribuições para as mudanças ocorridas. A cidade pode ser associada a uma
unidade produtiva complexa, produzindo ampla variedade de bens e serviços, estando
permanentemente em busca de economias de escala, e sempre exercendo forte atração
sobre os seres humanos. O setor dos transportes é um exemplo disso, o qual atualmente
apresenta enorme significância nas cidade em termos de emissões atmosféricas, as
industrias e o desmatamento ilegal também apresentam grandes contribuições nesse
sentido. A área necessária para que se desenvolva uma cidade vai muito além destes
limites, pois esta necessita de recursos que não dispõe em seu território, precisando
retirá-los de locais distantes para abastecê-la. Monzoni (2007) afirma que as emissões
provenientes de atividades humanas que geram GEE possuem duas naturezas básicas:
uma relacionada à energia (sua geração, transformação, utilização em processos
industriais e transporte) e outra chamada de não-energética (mudanças de uso do solo,
agricultura e resíduos).
Para evitar ou minimizar o efeito estufa, algumas medidas podem ser adotadas:
repreender o desmatamento irresponsável, as áreas verdes são muito importantes para
reduzir as temperaturas, as árvores trazem sombra e frescor ao ambiente próximo a elas,
sem gasto de energia; alternativas energéticas sendo a maior aposta aos bicombustíveis;
o álcool brasileiro é outra opção, sua produção a partir da cana-de-açúcar gera uma
quantidade maior de combustível do que de dióxido de carbono liberado na atmosfera;
investimento na melhoria dos meios de transporte públicos; desenvolvimento de novos
tipos de transporte, como os veículos híbridos (carros equipados com motores que usam
a energia elétrica como fonte alternativa), além daquelas recomendações básicas –
apagar a luz quando sair do quarto, fechar a torneira enquanto escova os dentes, fechar o
chuveiro enquanto se ensaboa, Encaminhe os resíduos para reciclagem, separe
corretamente os tipos de materiais e descartar de maneira adequada, etc. No entanto, para
eficácia dessas medidas somente uma coisa se faz necessária, mudança de
comportamento de toda sociedade.
Vale ressaltar que algumas práticas especificas podem auxiliar no resguardo do co2 nos
solos e florestas, reduzindo assim as emissões de gases. A interação entre florestas e o
clima acontece pela contribuição em temperatura, radiação solar, precipitação e
intervenção na composição de gases na atmosfera. A cobertura vegetal influencia em
absorção, reflexão e transmissão de luz solar na superfície terrestre. As copas das
árvores interceptam a luz do sol, absorvendo ou refletindo, e assim alteram a quantidade
e a intensidade da radiação que chega ao solo. isso mantêm a umidade e deixa a
temperatura mais amena. É exatamente por esses motivos que, quando estamos dentro
de uma área verde, sentimos o clima mais fresquinho. Um ecossistema indispensável
que está interligado com a maioria dos demais é o das florestas. As áreas verdes,
principalmente as matas nativas, realizam um papel fundamental nas quatro categorias
dos serviços ecossistêmicos: provisão, regulação, cultural e suporte. As florestas são
responsáveis por regular diversos fatores como preservação e controle de sistemas
hídricos, erosão, qualidade do solo, controle climático, proteção da biodiversidade, entre
outros. Está diretamente relacionada com áreas produtoras de água, como bacias
hidrográficas que possuem área vegetada e oferecem maior contribuição para a
produção de água de qualidade. Para os solos são de grande importância. Além da

Recomendados

Recursos renovaveis e nao renovaveis
Recursos renovaveis e nao renovaveisRecursos renovaveis e nao renovaveis
Recursos renovaveis e nao renovaveisJoão Coutinho
 
Mudanças climáticas_-_fórum (1)
 Mudanças climáticas_-_fórum (1) Mudanças climáticas_-_fórum (1)
Mudanças climáticas_-_fórum (1)santaritadf
 
Gestão e sustentabilidade
Gestão e sustentabilidadeGestão e sustentabilidade
Gestão e sustentabilidadecARLOS CAMPOS
 
Conservação dos Recursos Naturais
Conservação dos Recursos NaturaisConservação dos Recursos Naturais
Conservação dos Recursos NaturaisLelio Rodrigues
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Os Recursos Naturais Do Mundo E Do Brasil
Os Recursos Naturais Do Mundo E Do BrasilOs Recursos Naturais Do Mundo E Do Brasil
Os Recursos Naturais Do Mundo E Do Brasilguest0d0ec5
 
3 gestão sustentável dos recursos naturais
3   gestão sustentável dos recursos naturais3   gestão sustentável dos recursos naturais
3 gestão sustentável dos recursos naturaisPelo Siro
 
Recursosnaturaisfinal
RecursosnaturaisfinalRecursosnaturaisfinal
Recursosnaturaisfinal8ºC
 
Recursosnaturaisuautilizacao 10 A
Recursosnaturaisuautilizacao 10 ARecursosnaturaisuautilizacao 10 A
Recursosnaturaisuautilizacao 10 ALuz Campos
 
Rcursos EnergéticosRecursos energéticos
Rcursos EnergéticosRecursos energéticosRcursos EnergéticosRecursos energéticos
Rcursos EnergéticosRecursos energéticosDiabzie
 
Aula 1 ciência ambiental
Aula 1 ciência ambientalAula 1 ciência ambiental
Aula 1 ciência ambientalMarcelo Gomes
 
Exploração e conservação de recursos naturais
Exploração e conservação de recursos naturaisExploração e conservação de recursos naturais
Exploração e conservação de recursos naturaisProf. Francesco Torres
 
TRABALHO COLABORATIVO AUTORAL MEIO AMBIENTE
TRABALHO COLABORATIVO AUTORAL MEIO AMBIENTETRABALHO COLABORATIVO AUTORAL MEIO AMBIENTE
TRABALHO COLABORATIVO AUTORAL MEIO AMBIENTECarla Fernandes
 
Modulo 10 - A exploração dos recursos energéticos
Modulo 10 - A exploração dos recursos energéticosModulo 10 - A exploração dos recursos energéticos
Modulo 10 - A exploração dos recursos energéticosClaudio Henrique Ramos Sales
 

Mais procurados (17)

Recursos Minerais
Recursos MineraisRecursos Minerais
Recursos Minerais
 
Os Recursos Naturais Do Mundo E Do Brasil
Os Recursos Naturais Do Mundo E Do BrasilOs Recursos Naturais Do Mundo E Do Brasil
Os Recursos Naturais Do Mundo E Do Brasil
 
Matriz energética
Matriz energéticaMatriz energética
Matriz energética
 
3 gestão sustentável dos recursos naturais
3   gestão sustentável dos recursos naturais3   gestão sustentável dos recursos naturais
3 gestão sustentável dos recursos naturais
 
Artigo pós edinaldo pronto cd
Artigo pós edinaldo pronto cdArtigo pós edinaldo pronto cd
Artigo pós edinaldo pronto cd
 
Recursosnaturaisfinal
RecursosnaturaisfinalRecursosnaturaisfinal
Recursosnaturaisfinal
 
Recursosnaturaisuautilizacao 10 A
Recursosnaturaisuautilizacao 10 ARecursosnaturaisuautilizacao 10 A
Recursosnaturaisuautilizacao 10 A
 
6º ano unidade 7
6º ano unidade 76º ano unidade 7
6º ano unidade 7
 
Rcursos EnergéticosRecursos energéticos
Rcursos EnergéticosRecursos energéticosRcursos EnergéticosRecursos energéticos
Rcursos EnergéticosRecursos energéticos
 
Aula 1 ciência ambiental
Aula 1 ciência ambientalAula 1 ciência ambiental
Aula 1 ciência ambiental
 
Exploração e conservação de recursos naturais
Exploração e conservação de recursos naturaisExploração e conservação de recursos naturais
Exploração e conservação de recursos naturais
 
1geo16
1geo161geo16
1geo16
 
TRABALHO COLABORATIVO AUTORAL MEIO AMBIENTE
TRABALHO COLABORATIVO AUTORAL MEIO AMBIENTETRABALHO COLABORATIVO AUTORAL MEIO AMBIENTE
TRABALHO COLABORATIVO AUTORAL MEIO AMBIENTE
 
Grupo 03
Grupo 03Grupo 03
Grupo 03
 
Modulo 10 - A exploração dos recursos energéticos
Modulo 10 - A exploração dos recursos energéticosModulo 10 - A exploração dos recursos energéticos
Modulo 10 - A exploração dos recursos energéticos
 
PROPOSTA DE REDAÇÃO 02
PROPOSTA DE REDAÇÃO 02PROPOSTA DE REDAÇÃO 02
PROPOSTA DE REDAÇÃO 02
 
Energia
EnergiaEnergia
Energia
 

Semelhante a Respostas prova coletiva

Sustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambientalSustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambiental-
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1marade
 
Trabalho de geografia....pptx sustentabilidades ana paula edmara isabelle -...
Trabalho de geografia....pptx sustentabilidades ana paula   edmara isabelle -...Trabalho de geografia....pptx sustentabilidades ana paula   edmara isabelle -...
Trabalho de geografia....pptx sustentabilidades ana paula edmara isabelle -...norivalfp
 
Recursos 10ºAno
Recursos  10ºAnoRecursos  10ºAno
Recursos 10ºAnoTânia Reis
 
Gestão de recursos hídricos e o código florestal - Marino Gonçalves
Gestão de recursos hídricos e o código florestal - Marino GonçalvesGestão de recursos hídricos e o código florestal - Marino Gonçalves
Gestão de recursos hídricos e o código florestal - Marino GonçalvesNativa Socioambiental
 
Sustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambientalSustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambiental-
 
Trabalho do enzo 123 (1) sustentabilidade
Trabalho do enzo 123 (1) sustentabilidadeTrabalho do enzo 123 (1) sustentabilidade
Trabalho do enzo 123 (1) sustentabilidadenorivalfp
 
Enem questoes por assunto2
Enem  questoes por assunto2Enem  questoes por assunto2
Enem questoes por assunto2brandaobio
 
Impacto da ação humana no meio ambiente
Impacto da ação humana no meio ambienteImpacto da ação humana no meio ambiente
Impacto da ação humana no meio ambienteacrlessa
 
Texto escolar3anoambientalismomundoglobalizado2013
Texto escolar3anoambientalismomundoglobalizado2013Texto escolar3anoambientalismomundoglobalizado2013
Texto escolar3anoambientalismomundoglobalizado2013echechurry
 
O desenvolvimento e os recursos ambientais
O desenvolvimento e os recursos ambientaisO desenvolvimento e os recursos ambientais
O desenvolvimento e os recursos ambientaisjovensnaeconomia
 
Recursos naturais (1)
Recursos naturais (1)Recursos naturais (1)
Recursos naturais (1)joajjoaj
 
O impacto da eutrofização
O impacto da eutrofizaçãoO impacto da eutrofização
O impacto da eutrofizaçãoJefferson Vieira
 

Semelhante a Respostas prova coletiva (20)

Sustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambientalSustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambiental
 
Reflexões sobre sustentabilidade
Reflexões sobre sustentabilidadeReflexões sobre sustentabilidade
Reflexões sobre sustentabilidade
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Trabalho de geografia....pptx sustentabilidades ana paula edmara isabelle -...
Trabalho de geografia....pptx sustentabilidades ana paula   edmara isabelle -...Trabalho de geografia....pptx sustentabilidades ana paula   edmara isabelle -...
Trabalho de geografia....pptx sustentabilidades ana paula edmara isabelle -...
 
Recursos 10ºAno
Recursos  10ºAnoRecursos  10ºAno
Recursos 10ºAno
 
Gestão de recursos hídricos e o código florestal - Marino Gonçalves
Gestão de recursos hídricos e o código florestal - Marino GonçalvesGestão de recursos hídricos e o código florestal - Marino Gonçalves
Gestão de recursos hídricos e o código florestal - Marino Gonçalves
 
Saneamento básico
Saneamento básicoSaneamento básico
Saneamento básico
 
Jmab 2012 finalmente
Jmab 2012 finalmenteJmab 2012 finalmente
Jmab 2012 finalmente
 
Sustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambientalSustentabilidade ambiental
Sustentabilidade ambiental
 
Agua
AguaAgua
Agua
 
Trabalho do enzo 123 (1) sustentabilidade
Trabalho do enzo 123 (1) sustentabilidadeTrabalho do enzo 123 (1) sustentabilidade
Trabalho do enzo 123 (1) sustentabilidade
 
Enem questoes por assunto2
Enem  questoes por assunto2Enem  questoes por assunto2
Enem questoes por assunto2
 
Impacto da ação humana no meio ambiente
Impacto da ação humana no meio ambienteImpacto da ação humana no meio ambiente
Impacto da ação humana no meio ambiente
 
Biomassa do lixo
Biomassa do lixoBiomassa do lixo
Biomassa do lixo
 
Texto escolar3anoambientalismomundoglobalizado2013
Texto escolar3anoambientalismomundoglobalizado2013Texto escolar3anoambientalismomundoglobalizado2013
Texto escolar3anoambientalismomundoglobalizado2013
 
O desenvolvimento e os recursos ambientais
O desenvolvimento e os recursos ambientaisO desenvolvimento e os recursos ambientais
O desenvolvimento e os recursos ambientais
 
Recursos naturais (1)
Recursos naturais (1)Recursos naturais (1)
Recursos naturais (1)
 
O impacto da eutrofização
O impacto da eutrofizaçãoO impacto da eutrofização
O impacto da eutrofização
 
Cuidar do meio ambiente
Cuidar do meio ambienteCuidar do meio ambiente
Cuidar do meio ambiente
 
G R U P O 03
G R U P O 03G R U P O 03
G R U P O 03
 

Respostas prova coletiva

  • 1. Respostas da prova coletiva Questão 1 - I – Retroalimentação negativa: crescimento exponencial da raça humana: O crescimento desequilibrado faz com que mais áreas sejam consumidas pelas cidades, principalmente áreas que não deveriam ser habitadas como encostas, causando assim problemas urbanísticos e de segurança, o crescimento também faz com que haja maior necessidade de produção de alimentos e bens de consumo pelas pessoas, sendo necessário que mais áreas sejam consumidas pela agricultura, causando mais degradações a biomas que ficam em áreas propicias para essas atividades. O crescimento exponencial causa diversos problemas socioeconômicos como o surgimento de favelas, aumento da violência, subempregos entre outros. Alternativas para amenizar esses problemas podem ser: acompanhamento urbanísticos para áreas invadidas pelas populações carentes, estimulo a cursos para reduzir os subempregos, estimulo a propriedades produzirem mais alimentos para consumo ao invés de commodities, investimento em educação e atividades que propiciem redução da violência, entre outras. II – Independência do produto: Celular: O celular é uma das mais importantes ferramentas que surgiram nas ultimas décadas, ele propicia lazer, informação, entre outras atividades. Desde mobilidade urbana, jornais, segurança, saúde, emprego, tudo está interligado devido a esse elemento, tornando cada vez mais a vida mais fácil e dependente desse produto. Como toda ferramenta o celular também pode ser utilizado para atrapalhar a vida dos outros, assaltos, estelionato, falsidade ideológica, vazamento de informações são problemas que hoje são populares por causa do uso indevido dessa ferramenta, além do que, o descarte inapropriado causa diversos problemas ambientais, desde os metais contidos no aparelho, aos da bateria, que pode causar contaminações em vastas áreas, contaminando aterros, e quando descartados em lixões, podendo percolar chegando a água subterrânea. Alternativas para o uso devido do aparelho deve passar por legislação mais duras a crimes cibernéticos, acuando aqueles que usam dessa ferramenta de maneira inapropriada. Para o descarte, deve ser estudado soluções mais viáveis, e fazer com que as leis sejam cumpridas, e que eletrônicos como celulares não parem em aterros ou lixões. Para os locais já contaminado, é necessário haver consequência aos responsáveis, para que casos semelhantes não ocorram mais.
  • 2. III – Independência do produto: combustíveis fosseis: Desde a revolução industrial nos vemos dependentes de combustíveis fosseis, seja para indústria, na qual usamos carvão para geração de energia, ou petróleo como matéria prima para materiais plásticos, até mobilidade urbana, uma vez que a gasolina e o óleo diesel são os combustíveis mais utilizados em transportes. A queima desses elementos causa acumulo de diversas partículas que influenciam diretamente no aquecimento global, como o CO2, sendo um grande problema para o meio ambiente. O valor dos combustíveis também é um problema para as pessoas, já que o elevado valor da retirada, junto com o refinamento, faz com que ele chegue caro a população, acabando por se tornar restritivo para populações mais carentes, que dependem do transporte público, que todo ano aumenta devido o valor da gasolina. Para reduzir a dependência dos combustíveis fosseis é necessário que haja investimento em alternativas na produção de energia, como eólica, solar entre outras que causam menos impactos ao meio ambiente, também é uma solução eficiente o uso de meios de transporte elétricos como carros, e transportes de massa, como trens e ônibus elétricos movidos por fontes de energia alternativas. Questão 2 - A eficiência aliada a um menor gasto pelo uso de energia é um fator importante, haja vista que isso proporcionará um aumento da produtividade, da competitividade, do lucro e ainda a redução da demanda pelo uso dos recursos naturais (estes utilizados como matéria prima pra geração de energia por parte do motor), o que reduzirá a contribuição desta empresa com os impactos ambientais. O petróleo é um combustível fóssil, não renovável e de origem orgânica, uma de suas características é seu alto poder calorifico, o que o faz ser uma matriz energética quando em seu estado líquido, entretanto sua utilização não pode está no estado bruto e isso demanda a necessidade do processo de refinamento. Quando já pronto pra uso este é assim comercializado e então utilizado em veículos, que é queimado e transformado em Metano (CH4) e Dióxido de Carbono (CO2), sendo este o fator pelo qual um barril de petróleo só pode ser utilizado apenas uma vez, pois este não retornará ao estado ideal para uso (líquido). Questão 3 - De acordo com a Primeira Lei da Termodinâmica, ou Lei da Conservação da Matéria, a energia não pode ser criada nem destruída, apenas transformada. Assim, pode-se afirmar que a água que tomamos é a mesma desde que foi criada, pois a entrada e saída de energia de um sistema são sempre iguais. Pode-se comprovar essa ideia partindo do princípio que a água circula no planeta Terra
  • 3. através do ciclo hidrológico. Como o ciclo é caracterizado pelo movimento contínuo das águas presentes no oceano, atmosfera e continente, a água se renova a cada instante, estando presente em diferentes estados, porém a sua quantidade não se altera. Por exemplo, o copo d’água que um indivíduo bebe hoje pode evaporar na forma de transpiração, sendo condensada em nuvens e posteriormente virá a precipitar, podendo contribuir para a formação de geleiras, reabastecimento de aquíferos, reabastecimento de lagos e rios, onde poderá ser novamente utilizada para, dentre outros usos, abastecimento humano ou ainda ser evaporada, retomando o ciclo. A agricultura é o setor com maior consumo de água no mundo. Segundo o Ministério do Meio Ambiente, a irrigação consome mais de dois terços da água utilizada no planeta. Dessa forma, esse setor é responsável por grande diminuição da disponibilidade hídrica temporal e espacial, afetando o ciclo hidrológico de forma negativa. Através do ciclo hidrológico, muitos processos naturais realizam a purificação da água, por exemplo, a evaporação e a precipitação funcionam como processos naturais de destilação. Porém, os fertilizantes utilizados na agricultura podem causar o aumento do teor de nutrientes (fosfatos e nitratos) e poluentes na água, prejudicando o processo natural de purificação. A indústria é o segundo maior consumidor de água, tanto a qualidade e quantidade utilizada na indústria variam de acordo com as atividades industriais, o ramo de atividade e sua capacidade de produção. As indústrias utilizam grandes quantidades de água, seja como matéria-prima, seja na remoção de impurezas, na geração de vapor e na refrigeração. Além do consumo excessivo, a água retorna em forma de dejetos para grandes rios. Uma fábrica de salsichas, por exemplo, pode contaminar uma área considerável, se não adotar um sistema para tratar a água usada na lavagem dos resíduos de suínos. Quando a água contaminada é lançada nos rios e no mar pode provocar a morte dos peixes e alterações no ciclo hidrológico na sua composição química. O terceiro maior consumidor de água é o setor doméstico, um mito é acharmos que a água é abundante e que estará sempre disponível porque isto depende estritamente de como utilizamos e preservamos este recurso. Quanto mais poluída estiver a água, maior quantidade de produtos químicos será necessária para torná-la potável para consumo, alem de comprometer os cursos dos rios pelos esgotos. O esgoto, assim como os detergentes, contém nutriente como o fósforo, que pode provocar mau cheiro e gosto
  • 4. ruim na água, mesmo após o tratamento. Além de causar chuvas ácidas por meio do ciclo hidrológico na evaporação da água. A acentuada queda nos fluxos de energia ao longo de uma cadeia alimentar é facilmente explicada através da Segunda Lei da Termodinâmica. Esta lei diz que sempre que a energia muda de uma forma para outra, terminamos com menos energia utilizável do que tínhamos no início. Em outras palavras, quando uma energia muda de uma forma para outra, como acontece ao longo da teia alimentar, alguma quantidade da energia útil sempre se degrada em energia de baixa qualidade, mais dispersa e menos útil. Essa perda de energia ao longo da cadeia não viola a Primeira Lei da Termodinâmica, visto que nos fluxos de energia o que ocorre é exatamente a transformação da energia de uma forma para outra. Não podemos é compensar em termos de qualidade de energia, porque esta sempre passa de uma forma mais útil a uma menos útil, quando muda de uma forma para outra. Questão 4 – a) O principal desafio da atualidade para a preservação da Floresta Amazônica é a produção de alimentos. A crescente demanda dessa indústria vem impondo pressão a esse bioma, sendo o principal motivo da sua degradação. Segundo o Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (Ipam), entre agosto/2015 e julho/2016 uma área equivalente a 128 campos de futebol foi desmatada por hora nessa floresta. Espaço este que tem se transformado em plantações e pastos para criação de gado. Existem mais bois do que habitantes no Brasil. Dos grãos que produzimos, boa parte vai para a alimentação desses animais e outros da atividade pecuária. Esta que por sinal é a principal “inimiga” da Amazônia, pois além de incentivar grilagem, desmatamento, consumir muita água e outros tipos de mal-uso da floresta, contribui com o aquecimento global (gerando metano) mais do que qualquer setor nesse país. Nessa atmosfera de insustentabilidade, esse bioma precisa de intervenção. De forma sucinta os principais problemas ambientais da Floresta Amazônica giram em torno do consumo de carne. Esse hábito não está sendo salutar a esse bioma e nem ao planeta. É uma questão de ordem cultural a qual não tem solução efetiva, senão parar o consumo ou diminuir muito. Fora isso é possível diminuir a intensidade desses problemas desenvolvendo tecnologias mais eficientes para alimentar a população com proteína animal, inclusive com vistas a produzir carne de insetos e fazer extrativismo
  • 5. sustentável, incluindo nos corpos d’água. A floresta tem muito potencial para alimentar a população de forma sustentável, ele só não está sendo bem explorado. b) A exploração de minérios na Amazônia foi autorizada em 23 de agosto deste ano. A área liberada é rica em ouro e tem uma extensão de 47mil km. Como Engenheiro Ambiental, sugeriria diminuir a área liberada para bem menos da metade, aumentando o número e a rigorosidade das condições para a exploração (uma série de alterações referente às condições para a exploração foram realizadas e publicadas em 28 de agosto). Uma dessas condições deve ter relação com o tempo em que os processos de mineração acontecerão, pois deve ser calculado quanto tempo a natureza precisaria de repouso para se manter saudável. Visto que essa exploração potencializaria o desenvolvimento econômico dos Estados envolvidos (Amapá e Pará), ela não é de todo ruim, porém deve-se manter um controle rígido para evitar a destruição da região. Outra sugestão seria revogar a autorização e manter a área em reserva, sugestão mais fácil de ser controlada e manteria a área protegida por mais tempo. Questão 5 – Os gases do efeito estufa são aqueles que ficam acumulados na atmosfera terrestre e dificultam a passagem dos gases infra-vermelhos, deixando o planeta mais quente. Esse fenômeno é natural, mas devido à crescente quantidade deles na atmosfera, o aumento de temperatura já chega a prejudicar o equilíbrio entre os sistemas. Por isso, reduzir a emissão de dióxido de carbono (CO2), do metano (CH4) e do óxido nitroso (N2O), entre outros, deve fazer parte do nosso dia-a-dia. As mudanças climáticas mostram-se intimamente ligadas ao meio urbano e ao modo de vida das pessoas que nele habitam, e trazem contribuições para as mudanças ocorridas. A cidade pode ser associada a uma unidade produtiva complexa, produzindo ampla variedade de bens e serviços, estando permanentemente em busca de economias de escala, e sempre exercendo forte atração sobre os seres humanos. O setor dos transportes é um exemplo disso, o qual atualmente apresenta enorme significância nas cidade em termos de emissões atmosféricas, as industrias e o desmatamento ilegal também apresentam grandes contribuições nesse sentido. A área necessária para que se desenvolva uma cidade vai muito além destes limites, pois esta necessita de recursos que não dispõe em seu território, precisando retirá-los de locais distantes para abastecê-la. Monzoni (2007) afirma que as emissões provenientes de atividades humanas que geram GEE possuem duas naturezas básicas: uma relacionada à energia (sua geração, transformação, utilização em processos
  • 6. industriais e transporte) e outra chamada de não-energética (mudanças de uso do solo, agricultura e resíduos). Para evitar ou minimizar o efeito estufa, algumas medidas podem ser adotadas: repreender o desmatamento irresponsável, as áreas verdes são muito importantes para reduzir as temperaturas, as árvores trazem sombra e frescor ao ambiente próximo a elas, sem gasto de energia; alternativas energéticas sendo a maior aposta aos bicombustíveis; o álcool brasileiro é outra opção, sua produção a partir da cana-de-açúcar gera uma quantidade maior de combustível do que de dióxido de carbono liberado na atmosfera; investimento na melhoria dos meios de transporte públicos; desenvolvimento de novos tipos de transporte, como os veículos híbridos (carros equipados com motores que usam a energia elétrica como fonte alternativa), além daquelas recomendações básicas – apagar a luz quando sair do quarto, fechar a torneira enquanto escova os dentes, fechar o chuveiro enquanto se ensaboa, Encaminhe os resíduos para reciclagem, separe corretamente os tipos de materiais e descartar de maneira adequada, etc. No entanto, para eficácia dessas medidas somente uma coisa se faz necessária, mudança de comportamento de toda sociedade. Vale ressaltar que algumas práticas especificas podem auxiliar no resguardo do co2 nos solos e florestas, reduzindo assim as emissões de gases. A interação entre florestas e o clima acontece pela contribuição em temperatura, radiação solar, precipitação e intervenção na composição de gases na atmosfera. A cobertura vegetal influencia em absorção, reflexão e transmissão de luz solar na superfície terrestre. As copas das árvores interceptam a luz do sol, absorvendo ou refletindo, e assim alteram a quantidade e a intensidade da radiação que chega ao solo. isso mantêm a umidade e deixa a temperatura mais amena. É exatamente por esses motivos que, quando estamos dentro de uma área verde, sentimos o clima mais fresquinho. Um ecossistema indispensável que está interligado com a maioria dos demais é o das florestas. As áreas verdes, principalmente as matas nativas, realizam um papel fundamental nas quatro categorias dos serviços ecossistêmicos: provisão, regulação, cultural e suporte. As florestas são responsáveis por regular diversos fatores como preservação e controle de sistemas hídricos, erosão, qualidade do solo, controle climático, proteção da biodiversidade, entre outros. Está diretamente relacionada com áreas produtoras de água, como bacias hidrográficas que possuem área vegetada e oferecem maior contribuição para a produção de água de qualidade. Para os solos são de grande importância. Além da
  • 7. interceptação das gotas de chuva pelas copas das árvores, o solo florestal é coberto por uma camada de folhas e galhos (serrapilheira) que diminui a força de impacto da chuva no solo. Como já citado anteriormente, a vegetação proporciona uma boa infiltração de água no solo, em uma área desmatada a água da chuva escoa diretamente pelo solo a uma velocidade maior e sem muita permeabilidade, carregando sedimentos e causando enchentes. Questão 6 – Como responsável pela vida futura terrestre, uma das coisas mais importantes que precisa ser feito é intensificar o uso da sustentabilidade, que se devem usar os recursos racionalmente e evitar causar danos ao meio ambiente e garantir a sobrevivência das próximas gerações, porque pequenas atitudes no dia a dia podem fazer toda a diferença e contribuir para a sustentabilidade do planeta e a recuperação dos danos já causados. Outra coisa é a preservação dos ecossistemas existentes, uma vez que eles trazem estabilidade e biodiversidade e o uso de energia limpa que pode trazer enormes benefícios ambientais diretos ao eliminar o uso dos combustíveis fósseis. Questão 7 – A grande esperança da condição humana está na engenharia genética, a mesma vem sendo aplicada na medicina, na pesquisa, na indústria e na agricultura, e, pode ser usada em diversas de plantas, animais e micro-organismos. Na medicina se aplica principalmente nas produções, em larga escala, de insulina, de hormônio do crescimento, de interferon (glicoproteínas naturais de sinalização celular que pertencem à classe das citocinas.) alfa humano com atividade biológica contra infecções ocasionadas por vírus e contra algumas formas de tumores malignos humanos, de vacinas e anticorpos monoclonais humanos. Na indústria são de grande importância no uso de organismos geneticamente modificados para produção de biocombustível, biorremediação e biomineração. Para agricultura, é utilizada a engenharia genética para produção de alimentos geneticamente modificados como soja, milho, peixes. É através da engenharia genética que os pesquisadores criam modelos animais para o estudo de doenças humanas como câncer, obesidade, artrite, ansiedade e mal de Parkinson. E usando a terapia gênica, que é a extensão da tecnologia transgênica ao tratamento de doenças humanas, genes causadores de doenças são substituídos por genes saudáveis.