SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 42
CIÊNCIAAMBIENTAL
Mestrando Marcelo Gomes
contato: marcelobiosul@hotmail.com
1
2Princípios de Ecologia - M.2013
 Astronave
 Reabastecimento?
 Sistema de Reaproveitamento de Energia Solar
 Reciclagem de matéria
3Princípios de Ecologia - M.2013
 Número de passageiros vem aumentando (exponencial)
 Médio/longo prazo sérios problemas para manutenção da
população.
4Princípios de Ecologia - M.2013
1)O que nos mantém vivos. O que é uma sociedade sustentável?
2)Quão rápido a população humana está crescendo?
3)Crescimento econômico x desenvolvimento econômico?
4) Tipos de recursos da Terra?
5) Causas básicas dos problemas ambientais e como elas se
interelacionam?
6) Quais os efeitos nocivos da pobreza e da riqueza no meio
ambiente?
5Princípios de Ecologia - M.2013
 Embora a situação de espécies ameaçadas nos toque
emocionalmente, os ecólogos e
pesquisadores, progressivamente percebem que:
o único meio efetivo de preservar e usar os recursos naturais são
através da conservação dos sistemas ecológicos inteiros e do
manejo dos processos ecológicos em ampla escala
6Princípios de Ecologia - M.2013
 elevada taxa de crescimento populacional e elevada taxa de
consumo
 tem resultado na insustentabilidade da Natureza.
 retirada de recursos naturais em taxa maior que a taxa
de reposição do próprio ambiente.
7Princípios de Ecologia - M.2013
8Princípios de Ecologia - M.2013
9Princípios de Ecologia - M.2013
10Princípios de Ecologia - M.2013
A seguir estudaremos três pontos fundamentais da crise
ambiental apontada pelas principais bibliografias da
Ciência Ambiental (Miller, 2007, Braga, 2005)
A Ciência Ambiental: Informações das Ciências Físicas
(Biologia, Química e Geologia)
+
Informações das Ciências Sociais
(Economia, política e Ética)Entender como a Terra
funciona, como interagir
com ela, como lidar com
problemas ambientais
11Princípios de Ecologia - M.2013
Ambientalismo:
É um movimento social dedicado a
proteger os sistemas de suporte a vida à
vida na terra para nós e outras espécies.
Chico Mendes, à frente do seu
tempo, defendeu um conceito
que, até hoje, luta-se para colocar
em prática: o de que é possível
conciliar preservação e
desenvolvimento econômico para
quem vive na floresta.
Triângulo da Crise ambiental
População
Recursos Naturais Poluição
12Princípios de Ecologia - M.2013
13Princípios de Ecologia - M.2013
 O crescimento exponencial (geométrico) ocorre
quando a taxa de crescimento de uma função é
sempre proporcional ao tamanho atual da função.
 Qualquer quantidade crescendo
exponencialmente, quanto maior a quantidade
existente, mais rápido crescerá.
Entre 1950 e 2005 a população mundial
aumentou de 2,5 para 6,5 bilhões.
 Assim cerca de 8 a 10 bilhões de pessoas habitarão
a Terra até o fim do século.
14Princípios de Ecologia - M.2013
15Princípios de Ecologia - M.2013
16Princípios de Ecologia - M.2013
17Princípios de Ecologia - M.2013
A concentração populacional:
A Ásia abriga mais de 60% da
população mundial, com quase quatro
bilhões. A China e a Índia sozinhas têm
21% e 17% respectivamente. Essa marca é
seguida por África com 840 milhões de
pessoas, 12,7% da população mundial. Os
710 milhões de pessoas da Europa
correspondem a 10,8% da população
mundial. A América do Norte tem uma
população de 514 milhões (8%), a América
do Sul, 371 milhões (5,6%) e a Oceania em
torno de 60 milhões (0,9%).
18Princípios de Ecologia - M.2013
O aumento a população mundial
está crescendo a uma taxa exponencial de
1,2% ao ano (Miller, 2007) um aumento
médio de 214 mil pessoas por dia ou 8.900
por hora.
Thomas Robert Malthus - Um
Ensaio sobre o Princípio de População.
“a produção de alimentos só cresce em
progressão aritmética, enquanto a
população tem a tendência de aumentar em
progressão geométrica”.
19Princípios de Ecologia - M.2013
20Princípios de Ecologia - M.2013
A Ciência Ambiental e o Ambientalismo
Para buscarmos entender algumas
situações no contexto global é importante
olharmos sob o prisma da Ciência
Ambiental e da Ecologia assim poderemos
posicionar de forma não tão
antropocentristas e egocentrista.
21Princípios de Ecologia - M.2013
A sustentabilidade é a
capacidade dos diversos sistemas na
Terra, incluindo as economias e
sistemas culturais humanos de
sobreviverem e se adaptarem às
condições ambientais em mudança.
22Princípios de Ecologia - M.2013
Uma sociedade sustentável do ponto
de vista ambiental:
atende às necessidades básicas de recurso de
seu povo sem degradar e exaurir o capital
natural que fornece esse recurso, atende as
necessidades atuais de sua população em
relação a alimentos, água e ar limpo, abrigo e
outros recursos básicos sem comprometer a
capacidade das gerações atenderem às suas
necessidades.
23Princípios de Ecologia - M.2013
O crescimento econômico é medido pelo
Produto interno Bruto (PIB) de um país.
Esse conceito distancia-se teoricamente do
conceito de desenvolvimento econômico, que
é a melhoria do padrão de vida dos seres
humanos proporcionada pelo crescimento
econômico.
24Princípios de Ecologia - M.2013
O crescimento econômico não deveria
exaurir o recurso. Portanto entendemos o
crescimento econômico como aumento da
capicade de um país em fornecer bens e
serviços às pessoas.
O crescimento econômico é medido pelo
Produto interno Bruto (PIB) de um país.
Esse conceito distancia-se teoricamente do
conceito de desenvolvimento econômico, que
é a melhoria do padrão de vida dos seres
humanos proporcionada pelo crescimento
econômico. (Miller 2007).
25Princípios de Ecologia - M.2013
Do ponto de vista humano, o recurso é
qualquer coisa obtida do meio ambiente para
atender as necessidades e desejos e assim
classificamos os recursos materiais como
perenes (sol vento, água), renováveis, (ar, água
limpa, solo, florestas) ou não renováveis
(combustíveis fósseis, metais, areia, petróleo).
Google imagens
Google imagens
Quando excedemos a taxa de reposição
natural de um recurso, as provisões
disponíveis começam a diminuir – esse
processo é conhecido como degradação
ambiental.
Google imagens
produção sustentável:
A taxa mais elevada na qual um recurso renovável pode ser
usado indefinidamente sem reduzir seu suprimento
disponível é chamado de
29Princípios de Ecologia - M.2013
A nossa Pegada ecológica
A pegada ecológica per capita, é a
quantidade de água e terra biologicamente
produtiva necessária para fornecer a cada
pessoa os recursos que ela usa e para absorver
os resíduos gerados como o uso desses
recursos.
As pegadas ecológicas da humanidade têm
ultrapassado a capacidade ecológica da Terra
de repor os seu recursos renováveis e de
absorver os resíduos em cerca de 21%.
30Princípios de Ecologia - M.2013
Nos Estado Unidos para cada quilojoule (Kj)
de energia alimentar que eles consumimem, 10Kj de
combustíveis fósseis foram queimados em
fertilizantes, máquinas de fazenda, empacotamento e
transporte de materiais.
(RICKLEFS – A economia da Natureza 2003)
(RICKLEFS – A economia da Natureza 2003)
32Princípios de Ecologia - M.2013
http://www.suapegadaecologica.com.br/
O Desenvolvimento Econômicos,
pontos (-) e (+)
• BOAS NOTÍCIAS
A expectativa de vida global dobrou
desde 1950.
Mortalidade infantil diminuiu pela
metade desde 1955.
Produção de alimentos à frente do
crescimento populacional desde
1978.
Princípios de Ecologia - M.2013 33
34Princípios de Ecologia - M.2013
http://www.suapegadaecologica.com.br/
O Desenvolvimento Econômicos,
pontos (+)
• BOAS NOTÍCIAS
A poluição do ar e da água vem
diminuindo na maioria dos países
desenvolvidos desde 1970.
O número de pessoas vindo na
pobreza reduziu 6% desde 1990.
Princípios de Ecologia - M.2013 35
Princípios de Ecologia - M.2013 36
• MÁS NOTÍCIAS
A expectativa de vida global é 13
anos menor nos países em
desenvolvimento.
A taxa de mortalidade nos países
em desenvolvimento é nove
vezes maior que nos países
desenvolvidos.
O Desenvolvimento Econômicos,
pontos (-)
Princípios de Ecologia - M.2013 37
• MÁS NOTÍCIAS
Os efeitos ambientais nocivos da
agricultura poderão limitar a
produção futura de alimentos.
Os níveis da poluições do ar e dá
água estão altos demais na
maioria dos países em
desenvolvimento.
Metade dos trabalhadores do mundo
tenta sobreviver com menos de
US$ 2 por dia.
O Desenvolvimento Econômicos,
pontos (-)
Princípios de Ecologia - M.2013 38
Figura 2 - Poluição no Rio dos Sinos
Preocupa entidades de defesa do meio ambiente (zerohora.clicrbs.com.br)
39Princípios de Ecologia - M.2013
A Ecologia Profunda de Fritjof Capra:
Fonte: A Teia da Vida - Uma Nova Compreensão Científica dos Sistemas Vivos
40Princípios de Ecologia - M.2013
A Ecologia Profunda de Fritjof Capra:
“Quanto mais estudamos os principais problemas de nossa
época, mais somos levados a perceber que eles não podem ser
entendidos isoladamente. São problemas sistêmicos, o que significa
que estão interligados e são interdependentes. Por
exemplo, somente será possível estabilizar a população quando a
pobreza for reduzida em âmbito mundial. A extinção de espécies
animais e vegetais numa escala massiva continuará enquanto o
Hemisfério Meridional estiver sob o fardo de enormes dívidas. A
escassez dos recursos e a degradação do meio ambiente combinam-
se com populações em rápida expansão, o que leva ao colapso das
comunidades locais e à violência étnica e tribal que se tornou a
característica mais importante da era pós-guerra fria” (Fritjof Capra –
A teia da vida)
41Princípios de Ecologia - M.2013
Próxima aula:
42Princípios de Ecologia - M.2013
ECOLEITURA:
Para próxima 10-15 min. Dialogo... Traga seu ponto de vista
sobre o tema. Se desejares exercite a escrita...
( ) Avaliação.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O meio ambiente slides
O meio ambiente slidesO meio ambiente slides
O meio ambiente slides
Soleducador1
 
Poluição ambiental
Poluição ambientalPoluição ambiental
Poluição ambiental
fefemrc
 
Palestra Meio Ambiente
Palestra Meio AmbientePalestra Meio Ambiente
Palestra Meio Ambiente
adelsonb
 
Aula 1 leg. ambiental_claudia do valle
Aula 1 leg. ambiental_claudia do valleAula 1 leg. ambiental_claudia do valle
Aula 1 leg. ambiental_claudia do valle
Lxa Alx
 
Meio ambiente – as 17 leis ambientais do
Meio ambiente – as 17 leis ambientais doMeio ambiente – as 17 leis ambientais do
Meio ambiente – as 17 leis ambientais do
UERGS
 
Aula 2 Impactos Ambientais
Aula 2 Impactos AmbientaisAula 2 Impactos Ambientais
Aula 2 Impactos Ambientais
Carlos Priante
 
História da questão ambiental
História da questão ambientalHistória da questão ambiental
História da questão ambiental
demervalm
 

Mais procurados (20)

Aula Educação ambiental 1
Aula Educação ambiental 1Aula Educação ambiental 1
Aula Educação ambiental 1
 
O meio ambiente slides
O meio ambiente slidesO meio ambiente slides
O meio ambiente slides
 
Desenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento SustentávelDesenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento Sustentável
 
Impacto ambiental
Impacto ambientalImpacto ambiental
Impacto ambiental
 
Fundamentos de educação ambiental
Fundamentos de educação ambientalFundamentos de educação ambiental
Fundamentos de educação ambiental
 
Poluição ambiental
Poluição ambientalPoluição ambiental
Poluição ambiental
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
 
Meio ambiente powerpoint
Meio ambiente powerpointMeio ambiente powerpoint
Meio ambiente powerpoint
 
Palestra Meio Ambiente
Palestra Meio AmbientePalestra Meio Ambiente
Palestra Meio Ambiente
 
O Desmatamento
O DesmatamentoO Desmatamento
O Desmatamento
 
Meio ambiente
Meio ambienteMeio ambiente
Meio ambiente
 
Aula 1 leg. ambiental_claudia do valle
Aula 1 leg. ambiental_claudia do valleAula 1 leg. ambiental_claudia do valle
Aula 1 leg. ambiental_claudia do valle
 
Produção industrial de alimentos e seus impactos
Produção industrial de alimentos e seus impactosProdução industrial de alimentos e seus impactos
Produção industrial de alimentos e seus impactos
 
Meio ambiente – as 17 leis ambientais do
Meio ambiente – as 17 leis ambientais doMeio ambiente – as 17 leis ambientais do
Meio ambiente – as 17 leis ambientais do
 
Impactos ambientais intensivo
Impactos ambientais intensivoImpactos ambientais intensivo
Impactos ambientais intensivo
 
Educação ambiental
Educação ambientalEducação ambiental
Educação ambiental
 
Aula 2 Impactos Ambientais
Aula 2 Impactos AmbientaisAula 2 Impactos Ambientais
Aula 2 Impactos Ambientais
 
Impactos ambientais
Impactos ambientaisImpactos ambientais
Impactos ambientais
 
História da questão ambiental
História da questão ambientalHistória da questão ambiental
História da questão ambiental
 
Problemas Ambientais
Problemas AmbientaisProblemas Ambientais
Problemas Ambientais
 

Destaque

Taxa de-crescimento-da-receita-de-startups
Taxa de-crescimento-da-receita-de-startupsTaxa de-crescimento-da-receita-de-startups
Taxa de-crescimento-da-receita-de-startups
Startupi
 
C:\Fakepath\1 CiêNcias Do Ambiente Programa E Ecossistemas
C:\Fakepath\1 CiêNcias Do Ambiente Programa E EcossistemasC:\Fakepath\1 CiêNcias Do Ambiente Programa E Ecossistemas
C:\Fakepath\1 CiêNcias Do Ambiente Programa E Ecossistemas
guest5b12783
 
Modelaje en ecología poblacional
Modelaje en ecología poblacionalModelaje en ecología poblacional
Modelaje en ecología poblacional
jd
 
Livro ecologia-de-populacoes-e-comunidades (1)
Livro ecologia-de-populacoes-e-comunidades (1)Livro ecologia-de-populacoes-e-comunidades (1)
Livro ecologia-de-populacoes-e-comunidades (1)
Limnos Ufsc
 
Pdf aula 2 poluição poluentes e tipos de poluição
Pdf aula 2 poluição poluentes e tipos de poluiçãoPdf aula 2 poluição poluentes e tipos de poluição
Pdf aula 2 poluição poluentes e tipos de poluição
Miriam Cleide Amorim
 
Crescimento populacional
Crescimento populacionalCrescimento populacional
Crescimento populacional
unesp
 

Destaque (20)

Introduçao a Ciência do Ambiente - Engenharia Civil 2015
Introduçao a Ciência do Ambiente - Engenharia Civil 2015Introduçao a Ciência do Ambiente - Engenharia Civil 2015
Introduçao a Ciência do Ambiente - Engenharia Civil 2015
 
Ciências do Ambiente - Cap 1.2 - Ecologia
Ciências do Ambiente - Cap 1.2 - EcologiaCiências do Ambiente - Cap 1.2 - Ecologia
Ciências do Ambiente - Cap 1.2 - Ecologia
 
Taxa de-crescimento-da-receita-de-startups
Taxa de-crescimento-da-receita-de-startupsTaxa de-crescimento-da-receita-de-startups
Taxa de-crescimento-da-receita-de-startups
 
Escola Porto Seguro - 6B Marcelo
Escola Porto Seguro - 6B MarceloEscola Porto Seguro - 6B Marcelo
Escola Porto Seguro - 6B Marcelo
 
C:\Fakepath\1 CiêNcias Do Ambiente Programa E Ecossistemas
C:\Fakepath\1 CiêNcias Do Ambiente Programa E EcossistemasC:\Fakepath\1 CiêNcias Do Ambiente Programa E Ecossistemas
C:\Fakepath\1 CiêNcias Do Ambiente Programa E Ecossistemas
 
Modelaje en ecología poblacional
Modelaje en ecología poblacionalModelaje en ecología poblacional
Modelaje en ecología poblacional
 
Aula ciencias
Aula cienciasAula ciencias
Aula ciencias
 
Livro ecologia-de-populacoes-e-comunidades (1)
Livro ecologia-de-populacoes-e-comunidades (1)Livro ecologia-de-populacoes-e-comunidades (1)
Livro ecologia-de-populacoes-e-comunidades (1)
 
Como votar nos projetos
Como votar nos projetosComo votar nos projetos
Como votar nos projetos
 
Indicadores De Sustentabilidade
Indicadores De SustentabilidadeIndicadores De Sustentabilidade
Indicadores De Sustentabilidade
 
Controle ambiental na industria
Controle ambiental na industriaControle ambiental na industria
Controle ambiental na industria
 
Ecologia ii
Ecologia iiEcologia ii
Ecologia ii
 
Inovação Multiplayer 1: Medea's Trap
Inovação Multiplayer 1: Medea's TrapInovação Multiplayer 1: Medea's Trap
Inovação Multiplayer 1: Medea's Trap
 
Populacoes Biologicas
Populacoes BiologicasPopulacoes Biologicas
Populacoes Biologicas
 
Ciências do Ambiente - Cap 4 - Meio terrestre: características e poluição
Ciências do Ambiente - Cap 4 - Meio terrestre: características e poluiçãoCiências do Ambiente - Cap 4 - Meio terrestre: características e poluição
Ciências do Ambiente - Cap 4 - Meio terrestre: características e poluição
 
Aula+crise+ambiental
Aula+crise+ambientalAula+crise+ambiental
Aula+crise+ambiental
 
Pdf aula 2 poluição poluentes e tipos de poluição
Pdf aula 2 poluição poluentes e tipos de poluiçãoPdf aula 2 poluição poluentes e tipos de poluição
Pdf aula 2 poluição poluentes e tipos de poluição
 
Metais pesados[1]
Metais pesados[1]Metais pesados[1]
Metais pesados[1]
 
Resíduos sólidos e seus impactos no meio ambiente/Manaus
 Resíduos sólidos e seus impactos no meio ambiente/Manaus Resíduos sólidos e seus impactos no meio ambiente/Manaus
Resíduos sólidos e seus impactos no meio ambiente/Manaus
 
Crescimento populacional
Crescimento populacionalCrescimento populacional
Crescimento populacional
 

Semelhante a Aula 1 ciência ambiental

Resenha ambiente, ecologia, biodiversidade e desenvolvimento sustentavel
Resenha ambiente, ecologia, biodiversidade e desenvolvimento sustentavelResenha ambiente, ecologia, biodiversidade e desenvolvimento sustentavel
Resenha ambiente, ecologia, biodiversidade e desenvolvimento sustentavel
Caroline Pegorari
 
A importancia da educação ambiental nas empresas
A importancia da educação ambiental nas empresasA importancia da educação ambiental nas empresas
A importancia da educação ambiental nas empresas
Adriane Martins da Silva
 
Ambiente e sociedade desenvolvimento sustentável filosofia 11º
Ambiente e sociedade desenvolvimento sustentável   filosofia 11ºAmbiente e sociedade desenvolvimento sustentável   filosofia 11º
Ambiente e sociedade desenvolvimento sustentável filosofia 11º
mluisavalente
 

Semelhante a Aula 1 ciência ambiental (20)

Liduina carvalho pegada ecológica
Liduina carvalho pegada ecológicaLiduina carvalho pegada ecológica
Liduina carvalho pegada ecológica
 
Rcman35
Rcman35Rcman35
Rcman35
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
 
Sustentabilidade
SustentabilidadeSustentabilidade
Sustentabilidade
 
Aula 2 - Projeto Conexões (UFAL) - Pré - Enem..pptx
Aula 2 - Projeto Conexões (UFAL) - Pré - Enem..pptxAula 2 - Projeto Conexões (UFAL) - Pré - Enem..pptx
Aula 2 - Projeto Conexões (UFAL) - Pré - Enem..pptx
 
Atualidades p bnb aula 06
Atualidades p bnb   aula 06Atualidades p bnb   aula 06
Atualidades p bnb aula 06
 
Saúde Ambiental.pptx
Saúde Ambiental.pptxSaúde Ambiental.pptx
Saúde Ambiental.pptx
 
Publicidade e Sustentabilidade
Publicidade e SustentabilidadePublicidade e Sustentabilidade
Publicidade e Sustentabilidade
 
Aula 2 principais causas de perda de biodiversidade
Aula 2  principais causas de perda de biodiversidadeAula 2  principais causas de perda de biodiversidade
Aula 2 principais causas de perda de biodiversidade
 
Aula 2 ___desenvolvimento_sustentavel
Aula 2 ___desenvolvimento_sustentavelAula 2 ___desenvolvimento_sustentavel
Aula 2 ___desenvolvimento_sustentavel
 
Gestão ambiental e desenvolvimento sustentável
Gestão ambiental e desenvolvimento sustentávelGestão ambiental e desenvolvimento sustentável
Gestão ambiental e desenvolvimento sustentável
 
Resenha ambiente, ecologia, biodiversidade e desenvolvimento sustentavel
Resenha ambiente, ecologia, biodiversidade e desenvolvimento sustentavelResenha ambiente, ecologia, biodiversidade e desenvolvimento sustentavel
Resenha ambiente, ecologia, biodiversidade e desenvolvimento sustentavel
 
Responsabilidade ecologica
Responsabilidade ecologicaResponsabilidade ecologica
Responsabilidade ecologica
 
Prevencao ambiental
Prevencao ambientalPrevencao ambiental
Prevencao ambiental
 
EDUCAÇÃO AMBIENTAL.pptx
EDUCAÇÃO AMBIENTAL.pptxEDUCAÇÃO AMBIENTAL.pptx
EDUCAÇÃO AMBIENTAL.pptx
 
Aula 1 - Homem e Meio Ambiente.pdf
Aula 1 - Homem e Meio Ambiente.pdfAula 1 - Homem e Meio Ambiente.pdf
Aula 1 - Homem e Meio Ambiente.pdf
 
A importancia da educação ambiental nas empresas
A importancia da educação ambiental nas empresasA importancia da educação ambiental nas empresas
A importancia da educação ambiental nas empresas
 
Gestão Ambiental
Gestão AmbientalGestão Ambiental
Gestão Ambiental
 
Ambiente e sociedade desenvolvimento sustentável filosofia 11º
Ambiente e sociedade desenvolvimento sustentável   filosofia 11ºAmbiente e sociedade desenvolvimento sustentável   filosofia 11º
Ambiente e sociedade desenvolvimento sustentável filosofia 11º
 
SUSTENTABILIDADE-EMPRESARIAL-..............01.ppt
SUSTENTABILIDADE-EMPRESARIAL-..............01.pptSUSTENTABILIDADE-EMPRESARIAL-..............01.ppt
SUSTENTABILIDADE-EMPRESARIAL-..............01.ppt
 

Mais de Marcelo Gomes

Projeto emissão de metano em banhado subtropical pgbac (final) cleber e marce...
Projeto emissão de metano em banhado subtropical pgbac (final) cleber e marce...Projeto emissão de metano em banhado subtropical pgbac (final) cleber e marce...
Projeto emissão de metano em banhado subtropical pgbac (final) cleber e marce...
Marcelo Gomes
 
Aula 1 fundamentos de genética
Aula 1   fundamentos de genética  Aula 1   fundamentos de genética
Aula 1 fundamentos de genética
Marcelo Gomes
 
Análise de livros didáticos de biologia
Análise de livros didáticos de biologia Análise de livros didáticos de biologia
Análise de livros didáticos de biologia
Marcelo Gomes
 

Mais de Marcelo Gomes (20)

Fundamento de Ecologia - fluxo de energia (nível superior)
Fundamento de Ecologia -  fluxo de energia (nível superior)Fundamento de Ecologia -  fluxo de energia (nível superior)
Fundamento de Ecologia - fluxo de energia (nível superior)
 
Ecossistemas - Nível superior
Ecossistemas - Nível superior Ecossistemas - Nível superior
Ecossistemas - Nível superior
 
Aula 4 efeito estufa alterações climáticas globais
Aula 4   efeito estufa alterações climáticas globaisAula 4   efeito estufa alterações climáticas globais
Aula 4 efeito estufa alterações climáticas globais
 
Aula 3 poluição atmosférica
Aula 3   poluição atmosféricaAula 3   poluição atmosférica
Aula 3 poluição atmosférica
 
Aproximações teóricas entre a prática do Surf e Ecologia Humana
Aproximações teóricas entre a prática do Surf e Ecologia HumanaAproximações teóricas entre a prática do Surf e Ecologia Humana
Aproximações teóricas entre a prática do Surf e Ecologia Humana
 
Pré vestibulares populares
Pré vestibulares popularesPré vestibulares populares
Pré vestibulares populares
 
Caderno de receitas do Guerreiro da Luz
Caderno de receitas do Guerreiro da LuzCaderno de receitas do Guerreiro da Luz
Caderno de receitas do Guerreiro da Luz
 
Futuyma evolução ciência e sociedade
Futuyma   evolução ciência e sociedadeFutuyma   evolução ciência e sociedade
Futuyma evolução ciência e sociedade
 
Areias do Albardão
Areias do AlbardãoAreias do Albardão
Areias do Albardão
 
Projeto emissão de metano em banhado subtropical pgbac (final) cleber e marce...
Projeto emissão de metano em banhado subtropical pgbac (final) cleber e marce...Projeto emissão de metano em banhado subtropical pgbac (final) cleber e marce...
Projeto emissão de metano em banhado subtropical pgbac (final) cleber e marce...
 
Percepção Ambiental TAIM (marcelo)
Percepção Ambiental TAIM   (marcelo)Percepção Ambiental TAIM   (marcelo)
Percepção Ambiental TAIM (marcelo)
 
Apresentação gees 05.02
Apresentação gees 05.02Apresentação gees 05.02
Apresentação gees 05.02
 
Fritjof capra a teia da vida (pdf)
Fritjof capra   a teia da vida (pdf)Fritjof capra   a teia da vida (pdf)
Fritjof capra a teia da vida (pdf)
 
Estudo 2 (phytoplankton)
Estudo 2 (phytoplankton)Estudo 2 (phytoplankton)
Estudo 2 (phytoplankton)
 
A importância do estágio supervisionado no curso de ciências biológicas li...
A importância  do estágio supervisionado no curso de ciências biológicas   li...A importância  do estágio supervisionado no curso de ciências biológicas   li...
A importância do estágio supervisionado no curso de ciências biológicas li...
 
Reflexões do estágio 2011 marcelo
Reflexões do estágio 2011   marceloReflexões do estágio 2011   marcelo
Reflexões do estágio 2011 marcelo
 
Aula 1 fundamentos de genética
Aula 1   fundamentos de genética  Aula 1   fundamentos de genética
Aula 1 fundamentos de genética
 
Simulado ousadia enem 2011
Simulado ousadia enem 2011Simulado ousadia enem 2011
Simulado ousadia enem 2011
 
Análise de livros didáticos de biologia
Análise de livros didáticos de biologia Análise de livros didáticos de biologia
Análise de livros didáticos de biologia
 
Escola Porto seguro pdf
Escola Porto seguro pdfEscola Porto seguro pdf
Escola Porto seguro pdf
 

Último

Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Eró Cunha
 

Último (20)

Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 

Aula 1 ciência ambiental

  • 2. 2Princípios de Ecologia - M.2013  Astronave  Reabastecimento?  Sistema de Reaproveitamento de Energia Solar  Reciclagem de matéria
  • 3. 3Princípios de Ecologia - M.2013  Número de passageiros vem aumentando (exponencial)  Médio/longo prazo sérios problemas para manutenção da população.
  • 4. 4Princípios de Ecologia - M.2013 1)O que nos mantém vivos. O que é uma sociedade sustentável? 2)Quão rápido a população humana está crescendo? 3)Crescimento econômico x desenvolvimento econômico? 4) Tipos de recursos da Terra? 5) Causas básicas dos problemas ambientais e como elas se interelacionam? 6) Quais os efeitos nocivos da pobreza e da riqueza no meio ambiente?
  • 5. 5Princípios de Ecologia - M.2013  Embora a situação de espécies ameaçadas nos toque emocionalmente, os ecólogos e pesquisadores, progressivamente percebem que: o único meio efetivo de preservar e usar os recursos naturais são através da conservação dos sistemas ecológicos inteiros e do manejo dos processos ecológicos em ampla escala
  • 6. 6Princípios de Ecologia - M.2013  elevada taxa de crescimento populacional e elevada taxa de consumo  tem resultado na insustentabilidade da Natureza.  retirada de recursos naturais em taxa maior que a taxa de reposição do próprio ambiente.
  • 10. 10Princípios de Ecologia - M.2013 A seguir estudaremos três pontos fundamentais da crise ambiental apontada pelas principais bibliografias da Ciência Ambiental (Miller, 2007, Braga, 2005) A Ciência Ambiental: Informações das Ciências Físicas (Biologia, Química e Geologia) + Informações das Ciências Sociais (Economia, política e Ética)Entender como a Terra funciona, como interagir com ela, como lidar com problemas ambientais
  • 11. 11Princípios de Ecologia - M.2013 Ambientalismo: É um movimento social dedicado a proteger os sistemas de suporte a vida à vida na terra para nós e outras espécies. Chico Mendes, à frente do seu tempo, defendeu um conceito que, até hoje, luta-se para colocar em prática: o de que é possível conciliar preservação e desenvolvimento econômico para quem vive na floresta.
  • 12. Triângulo da Crise ambiental População Recursos Naturais Poluição 12Princípios de Ecologia - M.2013
  • 13. 13Princípios de Ecologia - M.2013  O crescimento exponencial (geométrico) ocorre quando a taxa de crescimento de uma função é sempre proporcional ao tamanho atual da função.  Qualquer quantidade crescendo exponencialmente, quanto maior a quantidade existente, mais rápido crescerá. Entre 1950 e 2005 a população mundial aumentou de 2,5 para 6,5 bilhões.  Assim cerca de 8 a 10 bilhões de pessoas habitarão a Terra até o fim do século.
  • 17. 17Princípios de Ecologia - M.2013 A concentração populacional: A Ásia abriga mais de 60% da população mundial, com quase quatro bilhões. A China e a Índia sozinhas têm 21% e 17% respectivamente. Essa marca é seguida por África com 840 milhões de pessoas, 12,7% da população mundial. Os 710 milhões de pessoas da Europa correspondem a 10,8% da população mundial. A América do Norte tem uma população de 514 milhões (8%), a América do Sul, 371 milhões (5,6%) e a Oceania em torno de 60 milhões (0,9%).
  • 18. 18Princípios de Ecologia - M.2013 O aumento a população mundial está crescendo a uma taxa exponencial de 1,2% ao ano (Miller, 2007) um aumento médio de 214 mil pessoas por dia ou 8.900 por hora. Thomas Robert Malthus - Um Ensaio sobre o Princípio de População. “a produção de alimentos só cresce em progressão aritmética, enquanto a população tem a tendência de aumentar em progressão geométrica”.
  • 20. 20Princípios de Ecologia - M.2013 A Ciência Ambiental e o Ambientalismo Para buscarmos entender algumas situações no contexto global é importante olharmos sob o prisma da Ciência Ambiental e da Ecologia assim poderemos posicionar de forma não tão antropocentristas e egocentrista.
  • 21. 21Princípios de Ecologia - M.2013 A sustentabilidade é a capacidade dos diversos sistemas na Terra, incluindo as economias e sistemas culturais humanos de sobreviverem e se adaptarem às condições ambientais em mudança.
  • 22. 22Princípios de Ecologia - M.2013 Uma sociedade sustentável do ponto de vista ambiental: atende às necessidades básicas de recurso de seu povo sem degradar e exaurir o capital natural que fornece esse recurso, atende as necessidades atuais de sua população em relação a alimentos, água e ar limpo, abrigo e outros recursos básicos sem comprometer a capacidade das gerações atenderem às suas necessidades.
  • 23. 23Princípios de Ecologia - M.2013 O crescimento econômico é medido pelo Produto interno Bruto (PIB) de um país. Esse conceito distancia-se teoricamente do conceito de desenvolvimento econômico, que é a melhoria do padrão de vida dos seres humanos proporcionada pelo crescimento econômico.
  • 24. 24Princípios de Ecologia - M.2013 O crescimento econômico não deveria exaurir o recurso. Portanto entendemos o crescimento econômico como aumento da capicade de um país em fornecer bens e serviços às pessoas. O crescimento econômico é medido pelo Produto interno Bruto (PIB) de um país. Esse conceito distancia-se teoricamente do conceito de desenvolvimento econômico, que é a melhoria do padrão de vida dos seres humanos proporcionada pelo crescimento econômico. (Miller 2007).
  • 25. 25Princípios de Ecologia - M.2013 Do ponto de vista humano, o recurso é qualquer coisa obtida do meio ambiente para atender as necessidades e desejos e assim classificamos os recursos materiais como perenes (sol vento, água), renováveis, (ar, água limpa, solo, florestas) ou não renováveis (combustíveis fósseis, metais, areia, petróleo).
  • 27. Google imagens Quando excedemos a taxa de reposição natural de um recurso, as provisões disponíveis começam a diminuir – esse processo é conhecido como degradação ambiental.
  • 28. Google imagens produção sustentável: A taxa mais elevada na qual um recurso renovável pode ser usado indefinidamente sem reduzir seu suprimento disponível é chamado de
  • 29. 29Princípios de Ecologia - M.2013 A nossa Pegada ecológica A pegada ecológica per capita, é a quantidade de água e terra biologicamente produtiva necessária para fornecer a cada pessoa os recursos que ela usa e para absorver os resíduos gerados como o uso desses recursos. As pegadas ecológicas da humanidade têm ultrapassado a capacidade ecológica da Terra de repor os seu recursos renováveis e de absorver os resíduos em cerca de 21%.
  • 31. Nos Estado Unidos para cada quilojoule (Kj) de energia alimentar que eles consumimem, 10Kj de combustíveis fósseis foram queimados em fertilizantes, máquinas de fazenda, empacotamento e transporte de materiais. (RICKLEFS – A economia da Natureza 2003) (RICKLEFS – A economia da Natureza 2003)
  • 32. 32Princípios de Ecologia - M.2013 http://www.suapegadaecologica.com.br/
  • 33. O Desenvolvimento Econômicos, pontos (-) e (+) • BOAS NOTÍCIAS A expectativa de vida global dobrou desde 1950. Mortalidade infantil diminuiu pela metade desde 1955. Produção de alimentos à frente do crescimento populacional desde 1978. Princípios de Ecologia - M.2013 33
  • 34. 34Princípios de Ecologia - M.2013 http://www.suapegadaecologica.com.br/
  • 35. O Desenvolvimento Econômicos, pontos (+) • BOAS NOTÍCIAS A poluição do ar e da água vem diminuindo na maioria dos países desenvolvidos desde 1970. O número de pessoas vindo na pobreza reduziu 6% desde 1990. Princípios de Ecologia - M.2013 35
  • 36. Princípios de Ecologia - M.2013 36 • MÁS NOTÍCIAS A expectativa de vida global é 13 anos menor nos países em desenvolvimento. A taxa de mortalidade nos países em desenvolvimento é nove vezes maior que nos países desenvolvidos.
  • 37. O Desenvolvimento Econômicos, pontos (-) Princípios de Ecologia - M.2013 37 • MÁS NOTÍCIAS Os efeitos ambientais nocivos da agricultura poderão limitar a produção futura de alimentos. Os níveis da poluições do ar e dá água estão altos demais na maioria dos países em desenvolvimento. Metade dos trabalhadores do mundo tenta sobreviver com menos de US$ 2 por dia.
  • 38. O Desenvolvimento Econômicos, pontos (-) Princípios de Ecologia - M.2013 38 Figura 2 - Poluição no Rio dos Sinos Preocupa entidades de defesa do meio ambiente (zerohora.clicrbs.com.br)
  • 39. 39Princípios de Ecologia - M.2013 A Ecologia Profunda de Fritjof Capra: Fonte: A Teia da Vida - Uma Nova Compreensão Científica dos Sistemas Vivos
  • 40. 40Princípios de Ecologia - M.2013 A Ecologia Profunda de Fritjof Capra: “Quanto mais estudamos os principais problemas de nossa época, mais somos levados a perceber que eles não podem ser entendidos isoladamente. São problemas sistêmicos, o que significa que estão interligados e são interdependentes. Por exemplo, somente será possível estabilizar a população quando a pobreza for reduzida em âmbito mundial. A extinção de espécies animais e vegetais numa escala massiva continuará enquanto o Hemisfério Meridional estiver sob o fardo de enormes dívidas. A escassez dos recursos e a degradação do meio ambiente combinam- se com populações em rápida expansão, o que leva ao colapso das comunidades locais e à violência étnica e tribal que se tornou a característica mais importante da era pós-guerra fria” (Fritjof Capra – A teia da vida)
  • 41. 41Princípios de Ecologia - M.2013 Próxima aula:
  • 42. 42Princípios de Ecologia - M.2013 ECOLEITURA: Para próxima 10-15 min. Dialogo... Traga seu ponto de vista sobre o tema. Se desejares exercite a escrita... ( ) Avaliação.