Autoconceito: o eu      Who Am I?   (e essa pergunta não se  refere somente a quando        Peter Parker se  transforma, p...
Conceitos iniciais“Autoconceito refere-se às crenças de uma pessoa sobre seus próprios       atributos e ao modo como ela ...
GNT – Descubra-seMulheres respondem a um curto questionário na página do aplicativo      no Facebook e o GNT mostra, atrav...
Pesquisa!        Um estudo buscou demonstrar o poder da atração.Por meio de um software, foram manipuladas imagens de cand...
Autoestima e gerenciamento da impressão “A autoestima tem a ver com a positividade do autoconceito de uma  pessoa. Pessoas...
Pesquisa!Estudantes universitárias tendem a comparar sua aparência física com            a de modelos que aparecem em prop...
Fantasia“Uma fantasia ou sonho é uma mudança de consciência auto induzida   que, às vezes, é uma maneira de compensar a fa...
Pesquisa!Um número crescente de homens islâmicos possui um círculo escuro  de pele protuberante entre a linha do cabelo e ...
Eus múltiplos   “Dependendo da situação, agimos de maneira diferente, usamos diferentes produtos e serviços e até mesmo va...
Identidades virtuais  As descrições ficcionais, dos mais diverso tipos, ganham vida ao sedeparar com o crescimento dos mun...
Eu do espelho “O desejo de definição opera como uma sonda psicológica, obtêm-seleituras da nossa identidade detectando sin...
Macy’s – Magic Fitting Room
Autoconsciência    A autoconsciência diz respeito aos atos de quando as pessoascomentam em momentos em momentos de alta te...
Filme - The Joneses
O eu e os produtos“Um consumidor demonstra apego a um objeto até onde este é usadopara manter o autoconceito. Objetos pode...
Google Instant Upload
Níveis do Eu Estendido Individual: consumidores incluem muitos dos bens pessoais na auto     definição. As coisas que uma ...
Pesquisa!   “Mulheres tendem a estar mais sintonizadas com as implicações             simbólicas dos sapatos do que os hom...
The Shoes – Disney 2005 – Magic Happens
Papéis sexuais    “O gênero é um componente importante do autoconceito doconsumidor. As pessoas quase sempre se adaptam às...
Pesquisa!Os cérebros são programados para reagir de formas diferentes entre                      homens e mulheres.  Um es...
Gênero x Identidade sexualDiferentemente do sexo biológico, a masculinidade e feminilidade não         são características...
Androginia“A androginia refere-se à presença de traços masculinos e femininos.            Orientações não estão definidas ...
Produtos transgêneros  A Rubbermaid lançou uma série de ferramentas para cuidados        pessoais, incluindo pinças e teso...
Papéis sexuais femininosUma empresa de pesquisa chamada Cohorts identificou nove                segmentos de mulheres solt...
Papéis sexuais femininos                   Allison: profissional instruída.                   Renda média de US$ 52.000.  ...
Compra de lingerie por mulheres: uma proposta de     segmentação baseada em arquétiposAutoras: Maria de Lourdes Bacha, Viv...
Metodologia  População e                    Não probabilística.    amostra                           150 casos            ...
Resultados – Análise Fatorial KMO: 0,752 indicando adequabilidade da amostra. Os componentes   encontrados foram relaciona...
Resultados – Análise de Cluster         A feminista do século XXI                              A mãezona  Este cluster rep...
Resultados – Análise de Cluster                                       A Sedutora                         Este cluster repr...
Papéis sexuais masculinos    Homens tentam dar sentido a três modelos de masculinidade,                enquanto descobrem ...
Papéis sexuais masculinos   Homens gastam 7,7 bilhões de dólares por ano com produtos                 cosméticos em nível ...
Papéis sexuais masculinosComparando-se com o metrossexual, o ubersexual é mais envolvido        com os relacionamentos do ...
Mercado GLBT  O mercado GLBT gasta entre 250 e 350 bilhões de dólares por ano.Leitores de publicações gays têm uma probabi...
Mercado GLBT – TecnisaA Tecnisa começou a investir nos principais sites de comunidade GLBT                              em...
Mercado gay - segmentação                               Super gays                         Altamente instruídos.          ...
Mercado gay - segmentação                            Baladeiros                    Jovens e menos instruídos.  Se descreve...
Catexia corporal “A catexia corporal é o conjunto de sentimentos de uma pessoa emrelação ao seu corpo. Algumas partes do c...
Natura PlantIntegrando o portal Ingresso.com e Cinemark, a Natura realizou uma             ação para promover a linha Natu...
Ação – Natura Plant
Beleza universal  “Supomos que pessoas mais atraentes são mais inteligentes, maisinteressantes e mais competentes” – isso ...
Pesquisa!Uma pesquisa descobriu que o padrão de beleza dominante para os    homens é um corpo fortemente masculino e muscu...
Propósitos da ornamentação cultural        Identificar membros de um grupo      Situar o indivíduo na organização social  ...
Autoconceito e marcas de luxo: associação aplicada     ao consumidor homossexual masculino        Autoras: Irene Troccoli ...
Metodologia  População e                          12 homens    amostra                  Residentes na região Sudeste      ...
Constatações principais A maior parte dos homossexuais masculinos consome produtos que       estão diretamente relacionado...
Pesquisa!Estudo publicado no Journal of Consumer Research descobriu que as pessoas                  associam a carne com a...
Pesquisa!As pessoas estão comprando porções gigantes de alimentos porque fazem as                   mesmas se sentirem mai...
Filme – The Beaver
Referência       SOLOMON, Michael R. O comportamento doconsumidor: comprando, possuindo e sendo. 9. ed. São Paulo:        ...
Bom, é isso.Obrigado!!!      Equipe:  Janaína PereiraJeferson L. Feuser Juliana Marques
Jeferson L. Feuser        @jeferson_feuser www.linkedin.com/in/jefersonluiswww.facebook.com/jeferson.feuser
Autoconceito: o Eu
Autoconceito: o Eu
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Autoconceito: o Eu

1.652 visualizações

Publicada em

Trabalho desenvolvido durante o módulo de Comportamento do Consumidor do curso de Pós-graduação em Comunicação Integrada de Marketing da Católica SC. O trabalho teve como temática, o Autoconceito, assunto abordado no livro de Solomon. O mesmo foi realizado no módulo lecionado pelo Professor Dr. Renato Z. Marchetti.

Publicada em: Marketing
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.652
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Autoconceito: o Eu

  1. 1. Autoconceito: o eu Who Am I? (e essa pergunta não se refere somente a quando Peter Parker se transforma, pela primeira vez, em homem- aranha…)
  2. 2. Conceitos iniciais“Autoconceito refere-se às crenças de uma pessoa sobre seus próprios atributos e ao modo como ela avalia essas qualidades”. Comprar produtos salienta ou oculta algum aspecto do eu. As plataformas de redes sociais permitem que a pessoa compartilhe detalhes da sua vida. As inseguranças dos consumidores quanto a sua aparência são enormes.“A maior parte das pessoas se sente razoavelmente positiva a respeitode si mesmas e são atraídas para outras pessoas que julgam similares em personalidade e aparência”.
  3. 3. GNT – Descubra-seMulheres respondem a um curto questionário na página do aplicativo no Facebook e o GNT mostra, através das cinco principais características, que tipo de mulher elas são.É possível compartilhar o resultado no mural e convidar amigos para o aplicativo. A brincadeira é inspirada na nova campanha institucional da marca, que traz o conceito: “Existem várias mulheres em você. E um canal para todas elas”.
  4. 4. Pesquisa! Um estudo buscou demonstrar o poder da atração.Por meio de um software, foram manipuladas imagens de candidatos políticos e combinadas com traços faciais dos participantes, as imagens resultantes eram uma mistura das duas faces.As pessoas que viram as fotos transformadas gostaram mais do que aquelas que viram as fotos inalteradas. Mesmo sem saber que as imagens transformadas tinham seus próprios traços faciais.
  5. 5. Autoestima e gerenciamento da impressão “A autoestima tem a ver com a positividade do autoconceito de uma pessoa. Pessoas com baixa autoestima acreditam que não terão umbom desempenho e tentam evitar o constrangimento, o fracasso ou a rejeição”.“O eu ideal consiste na concepção da pessoa do modo que gostaria de ser. O eu real diz respeito a uma percepção mais realista das qualidades que temos ou não”. “Trabalha-se muito para gerenciar a impressão. Escolhe-se estrategicamente as roupas e outros produtos que venham a nosmostrar para as outras pessoas sob uma ótica agradável”. Tal processo é aparente quando as pessoas exageram suas qualidades em suas páginas nas redes sociais virtuais. Aqueles que divulgam suas fotos em situações desagradáveis podem vir a se arrepender, pois potenciais empregadores tem tido cada vez mais o hábito de conferir tais páginas antes de olhar os currículos.
  6. 6. Pesquisa!Estudantes universitárias tendem a comparar sua aparência física com a de modelos que aparecem em propagandas. As participantes expostas a imagens de belas mulheres em anúncios expressaram, posteriormente, menos satisfação com sua própriaaparência quando comparadas com outras que não viram as imagens.
  7. 7. Fantasia“Uma fantasia ou sonho é uma mudança de consciência auto induzida que, às vezes, é uma maneira de compensar a falta de estímulos externos ou de escapar de problemas do mundo real”. Com a tecnologia disponível atualmente “os consumidores podem experimentar visuais diferentes antes de realmente se arriscar no mundo real”.
  8. 8. Pesquisa!Um número crescente de homens islâmicos possui um círculo escuro de pele protuberante entre a linha do cabelo e as sobrancelhas.Esse ponto marca o quanto que o fiel reza por dia, sendo que os querezam mais, tem a protuberância mais destacada. Ou seja, o grau de religiosidade é visualizado através da sua cabeça.
  9. 9. Eus múltiplos “Dependendo da situação, agimos de maneira diferente, usamos diferentes produtos e serviços e até mesmo variamos em termos do quanto gostamos do eu que aparece em diferentes ocasiões”.O profissional de marketing deve alocar mensagens de marketing emcontextos onde provavelmente as pessoas estarão conscientes da sua identidade.
  10. 10. Identidades virtuais As descrições ficcionais, dos mais diverso tipos, ganham vida ao sedeparar com o crescimento dos mundos virtuais que permitem que as pessoas assumam identidades visuais. “Quando as pessoas assumem formas de avatares elas tendem a interagir com outros avatares do mesmo modo que os seus eus reais interagem com as demais pessoas da vida real”.
  11. 11. Eu do espelho “O desejo de definição opera como uma sonda psicológica, obtêm-seleituras da nossa identidade detectando sinais emitidos pelos outros e tentando projetar a impressão que eles têm de nós”. Macy’s As clientes entram em um provador equipado com espelho multi- touch de 72 polegadas levando um iPad, escolhem roupas doaplicativo e veem a sua imagem com a roupa no espelho. Essa imagemainda pode ser compartilhada nas redes sociais através de e-mail’s ou SMS.
  12. 12. Macy’s – Magic Fitting Room
  13. 13. Autoconsciência A autoconsciência diz respeito aos atos de quando as pessoascomentam em momentos em momentos de alta tensão, emoção e até mesmo de raiva. Como exemplo, tem-se os depoimentos das pessoas nas redes sociais virtuais sobre determinados acontecimentos. Marketing de identidade“O marketing de identidade é uma estratégia promocional em que os consumidores utilizam alguns aspectos de si próprios para anunciar um produto”.
  14. 14. Filme - The Joneses
  15. 15. O eu e os produtos“Um consumidor demonstra apego a um objeto até onde este é usadopara manter o autoconceito. Objetos podem atuar como uma espécie de proteção, reforçando a identidade, especialmente em situações desconhecidas”. “A contribuição de um bem é mais aparente quando o mesmo éperdido ou roubado. Uma das primeiras medidas de instituições que desejam reprimir a individualidade, como prisões ou exércitos, é confiscar os bens pessoais”.
  16. 16. Google Instant Upload
  17. 17. Níveis do Eu Estendido Individual: consumidores incluem muitos dos bens pessoais na auto definição. As coisas que uma pessoa possui são parte da sua identidade. Familiar: inclui a residência da pessoa e seus móveis. A casa pode ser vista como um corpo simbólico para a família. Comunitário: a descrição das pessoas é feita com base nos lugares de onde provêm. Para famílias rurais ou outros moradores com estreitas ligações com uma comunidade, esse sentido de associação é especialmente importante. De grupo: as ligações com certos grupos também podem serconsideradas como parte do eu. Os símbolos, monumentos ou equipes esportivas também fazem parte do eu estendido.
  18. 18. Pesquisa! “Mulheres tendem a estar mais sintonizadas com as implicações simbólicas dos sapatos do que os homens”.Essas experiências eram semelhantes aquelas que ocorriam em contos de fadas e histórias.
  19. 19. The Shoes – Disney 2005 – Magic Happens
  20. 20. Papéis sexuais “O gênero é um componente importante do autoconceito doconsumidor. As pessoas quase sempre se adaptam às expectativas desua cultura quanto ao modo como os indivíduos de um determinado gênero devem agir, se vestir ou falar”. Tais orientações mudam com o tempo e diferem muito de uma sociedade para outra.
  21. 21. Pesquisa!Os cérebros são programados para reagir de formas diferentes entre homens e mulheres. Um estudo que usou tecnologia de varredura do cérebro mostrou fotos de mulheres usando biquini para um grupo de universitáriosheterossexuais e examinou as áreas do cérebro que se acenderam. Asáreas ativadas foram as mesmas que se destacam quando os homens utilizam ferramentas. Os homens tendem a associar mulheres de biquini a verbos naprimeira pessoa, como “eu procuro”, eu “toco”, agarro e não em suas formas na terceira pessoa.Quando eles viram fotos de mulheres inteiramente vestidas, voltaram para os verbos na terceira pessoa, indicando que eles consideravam essas mulheres como detentoras de controle das suas ações.As mulheres que participaram do estudo não exibiram essa diferença.
  22. 22. Gênero x Identidade sexualDiferentemente do sexo biológico, a masculinidade e feminilidade não são características determinadas biologicamente. Comportamentos próprios de um gênero podem não ser vistos de forma igual em outras culturas.
  23. 23. Androginia“A androginia refere-se à presença de traços masculinos e femininos. Orientações não estão definidas claramente”. “Pessoas sexualmente tipificadas preocupam-se mais em confirmar que seu comportamento é coerente com a definição cultural de adequação de gênero”.
  24. 24. Produtos transgêneros A Rubbermaid lançou uma série de ferramentas para cuidados pessoais, incluindo pinças e tesouras para homens.Estes consumidores querem produtos que soem masculinos e que sejam feitos para necessidades de cuidado pessoal específicas.
  25. 25. Papéis sexuais femininosUma empresa de pesquisa chamada Cohorts identificou nove segmentos de mulheres solteiras. Megan: estudante estilosa e conhecedora de tecnologia. Tem renda média de US$ 16.000. Lê revistas como Self, Rolling Stone, InStyle e Us Weekly. Muda de canais quando aparecem os comerciais. É antenada na moda e nas novidades.É liberal, aproveita as oportunidades e gasta impulsivamente.
  26. 26. Papéis sexuais femininos Allison: profissional instruída. Renda média de US$ 52.000. Lê Elle, Shape, Cosmopolitan e Entertainmente weekly. Seus canais favoritos são Lifetime, Bravo, Cartoon Network, etc. Curte viajar e se orgulha de seus gostos sofisticados. Elizabeth: mulher de carreira afluente. Renda média de US$ 174.000. Lê Vogue, Harper’s Bazaar, People, etc.Quando tem tempo, assisti Lifetime, Comedy central, MTV, HBO, etc. Valoriza viajar para o exterior, forma física e a carreira. É esperta e espontânea.
  27. 27. Compra de lingerie por mulheres: uma proposta de segmentação baseada em arquétiposAutoras: Maria de Lourdes Bacha, Vivian Iara Strehlau e Laís Duarte Vieira. BACHA, Maria de L.; STREHLAU, Vivian I.; VIEIRA, Laís D. Compra de lingerie por mulheres: uma proposta de segmentação baseada em arquétipos. Disponível em:<http://www.ead.fea.usp.br/semead/13semead/resultado/trabalhosPDF/715.pdf>.
  28. 28. Metodologia População e Não probabilística. amostra 150 casos Questionário estruturado Aplicado em São PauloColeta dos dados Entrevista pessoal O questionário foi elaborado incluindo-se questões demográficas como faixa etária, educação, renda, hábitos de compra e consumo de lingerie Análise dos Descritiva e multivariada dados Análise fatorial e cluster
  29. 29. Resultados – Análise Fatorial KMO: 0,752 indicando adequabilidade da amostra. Os componentes encontrados foram relacionados com os arquétipos femininos. Afrodite Ártemis DeméterA lingerie é uma arma de Adoro lingerie confortável Sou mais eu seduçãoA lingerie é uma forma de A lingerie é apenas mais Na compra de lingerie levo apimentar a relação uma peça no guarda- em conta a opinião dos roupa outros Adoro ser elogiada Só compro lingeries sexy Sou eu quem escolhe minhas lingeries Adoro surpreender Tenho tudo sob o meu Meus relacionamentos são controle estáveis e duradouros Adoro estar no poder Adoro ser dominada Vivo intensamente meus amoresAtendo a todos os desejos Hoje posso estar com meu Adoro lingeries românticas do meu parceiro parceiro, amanhã não
  30. 30. Resultados – Análise de Cluster A feminista do século XXI A mãezona Este cluster representa 53% da amostra Esse cluster representa 11% da amostra Idade entre 25 e 38 anos Idade entre 39 e 51 anosRenda mensal intermediária (entre 3 e até 9 Maior renda mensal da amostra (ganham salário mínimos) mais que 9 salários mínimos) São as que compram sutiãs com maior São as maiores compradoras de body e frequência corpetesCompram lingerie por necessidade em lojas Costumam comprar lingerie no fim do ano,de bairro, boutiques, sex shop, pela internet geralmente em shopping. Nunca compram ou via TV/telefone em sex shop, pela internet ou TV/telefone. Marcas preferidas são De Millus, Darling, A marca preferida é Hope, não usa Puket nem Marcyn, Triumph e Victoria’s Secret Victoria’s SecretProcura em primeiro lugar o conforto, não dá Procura sempre o conforto, não dá nenhuma importância para modelos de calcinha fio importância neste tipo de compra aos dental ou para as propagandas das marcas modelos com rendaQuando se trata de uma ocasião especial, o Mesmo em ocasiões especiais opta pelo importante é cor e modelo conforto
  31. 31. Resultados – Análise de Cluster A Sedutora Este cluster representa 36% da amostra Maior percentual de morar com os pais e/ou irmãos São as mais novas, com idade entre 18 e 24 anos Possuem a menor renda mensalSão as que mais compram cinta liga, top e calcinha. Apresenta o maior percentual de compra por impulsoCompras que são feitas geralmente em super/hipermercado, lojas de departamento, lojas de fábrica, loja especializadas Únicas que compram por catálogo Suas marcas preferidas são Fruit de La Passion, Lupo e Puket
  32. 32. Papéis sexuais masculinos Homens tentam dar sentido a três modelos de masculinidade, enquanto descobrem quem devem ser. O chefe de família vem do mito americano de sucesso. Celebra a respeitabilidade, as virtudes cívicas, a busca do sucesso material e a realização planejada.O rebelde enfatiza a rebeldia, a independência, a aventura e potência.O herói de ação é uma síntese derivada do que há de melhor nos dois outros papéis.
  33. 33. Papéis sexuais masculinos Homens gastam 7,7 bilhões de dólares por ano com produtos cosméticos em nível mundial.Na Europa, 24% dos homens com menos de 30 anos usam produtos para cuidar da pele.Um produto de maquiagem britânico se parece com uma caneta para que os homens possam aplicá-lo secretamente no escritório.
  34. 34. Papéis sexuais masculinosComparando-se com o metrossexual, o ubersexual é mais envolvido com os relacionamentos do que com o próprio eu. A masculinidade combina o melhor da virilidade com os traços positivos tradicionalmente associados às mulheres, como a capacidade de cuidar, de comunicar e de cooperar.
  35. 35. Mercado GLBT O mercado GLBT gasta entre 250 e 350 bilhões de dólares por ano.Leitores de publicações gays têm uma probabilidade 12 vezes maior de ter uma profissão, 2 vezes maior de ter uma casa de veraneio e oito vezes maior de ter um notebook se comparados com heterossexuais.
  36. 36. Mercado GLBT – TecnisaA Tecnisa começou a investir nos principais sites de comunidade GLBT em 2002. No ano de 2004, 12% das vendas da Tecnisa foram destinadas a clientes da comunidade GLBT.O departamento de relacionamento com o cliente possui um serviço personalizado de escolha de plantas e definição de acabamentos. Este público investe em média 20% do valor do apartamento emmodificações de plantas e acabamentos contra uma média de 8% do mercado heterossexual. As principais solicitações deste público são: banheira com hidromassagem, cozinha americana e revestimentos de grife internacional. Em virtude do crescimento de clientes da comunidade GLBT, aempresa contratou os serviços de um consultor GLBT que promove cursos para os funcionários sobre as novas formas de conduta.
  37. 37. Mercado gay - segmentação Super gays Altamente instruídos. Rendimentos elevados. Se descrevem como sofisticados, ativistas, complexos, intelectuais, maduros, arrojados e extrovertidos. Segmento com mais chances de se ligar a uma empresa que fala em nomes das causas GLBT. CaseirosMais velhos e com mais chances de terem um relacionamento estável. Se descrevem como sérios, pés no chão, emocionais, simples, tradicionais, responsáveis e maduros. Assistem mais TV do que qualquer outro segmento. Predominantemente gays Tendem a ser conservadores. Preferem assistir programas de TV nos quais ser gay faz parte da história.
  38. 38. Mercado gay - segmentação Baladeiros Jovens e menos instruídos. Se descrevem como joviais, simples, vanguardistas, extrovertidos, rebeldes e arrojados.Três quartos dizem que frequentam bares/clubes GLBT e gastam mais tempo e dinheiro em restaurantes. Secretos Mais velhos. Se descrevem como sérios, substitutos, tradicionais, introvertidos, maduros e cautelosos. Metade vive em áreas rurais. Se ligam mais a uma marca que alcance os gays e lésbicas na mídia tradicional.
  39. 39. Catexia corporal “A catexia corporal é o conjunto de sentimentos de uma pessoa emrelação ao seu corpo. Algumas partes do corpo são mais importantes para o autoconceito do que outras”.
  40. 40. Natura PlantIntegrando o portal Ingresso.com e Cinemark, a Natura realizou uma ação para promover a linha Natura Plant. Ao comprar dois ou mais ingressos pela internet, o usuário era perguntando se estava levando uma mulher no cinema. Quemrespondia sim, podia gravar um vídeo que seria exibido de surpresa antes do início da sessão. A ação aconteceu no Shopping Market Place em São Paulo e foi idealizada pela IDTBWA.
  41. 41. Ação – Natura Plant
  42. 42. Beleza universal “Supomos que pessoas mais atraentes são mais inteligentes, maisinteressantes e mais competentes” – isso é chamado de estereótipo. “A mídia de massa desempenha um papel importante nadeterminação de quais tipos de beleza são considerados desejáveis”.
  43. 43. Pesquisa!Uma pesquisa descobriu que o padrão de beleza dominante para os homens é um corpo fortemente masculino e musculoso. Porém as mulheres são propensas a preferir homens com menos músculos do que os próprios homens se esforçam em atingir.
  44. 44. Propósitos da ornamentação cultural Identificar membros de um grupo Situar o indivíduo na organização social Situar a pessoa em uma categoria de gênero Promover a identificação de papéis sexuais Indicar conduta social desejada Indicar status ou classe superior Dar sensação de segurança
  45. 45. Autoconceito e marcas de luxo: associação aplicada ao consumidor homossexual masculino Autoras: Irene Troccoli e Joyce Gonçalves Altaf TROCCOLI, Irene; ALTAF, Joyce G. Autoconceito e Marcas de Luxo: Associação Aplicada ao Consumidor Homossexual Masculino. Disponível em:<http://www.ead.fea.usp.br/semead/12semead/resultado/trabalhosPDF/610.pdf>.
  46. 46. Metodologia População e 12 homens amostra Residentes na região Sudeste Com renda mínima mensal de R$ 6000,00.Coleta dos dados Entrevistas em profundidade Questionário composto por uma escala de diferencial semântico composta por 16 pares de adjetivos bipolares. Análise dos Entrevistas: análise de discurso. dados Escala semântica: observação dos pares de adjetivos bipolares, onde a pontuação para o autoconceito e para o conceito quanto ao vestuário de luxo situavam-se mais ou menos próximas uma da outra.
  47. 47. Constatações principais A maior parte dos homossexuais masculinos consome produtos que estão diretamente relacionados com seu autoconceito.O uso de produtos diferenciados e com alto valor agregado é utilizado por estes sujeitos como um instrumento possibilitador para a participação em determinados grupos. Pôde-se identificar marcas de vestuário que funcionam como sinalizador da opção sexual do entrevistado, além de diferenciá-lo dentre os demais 12 homossexuais. Na aplicação da escala semântica mostrou-se que as médias do autoconceito e do conceito quanto ao vestuário de luxo situaram-seespecialmente próximas uma da outra no caso dos pares de adjetivos bipolares informado/desinformado e conservador/liberal.
  48. 48. Pesquisa!Estudo publicado no Journal of Consumer Research descobriu que as pessoas associam a carne com a masculinidade. Os pesquisadores realizaram uma série de estudos que testaram metáforas associadas à comida. Eles descobriram que pessoas de culturas ocidentais normalmente vinculam a masculinidade com a carne.As pessoas associam a carne com as palavras mais masculinas. Consumidoresde carne são considerados mais homens do que aqueles que não costumam comer carne suína e bovina. Os pesquisadores descobriram que a carne estava associada com o sexo masculino em 23 idiomas. A associação vem de pensamentos relacionados a força e ao poder no músculo que veem na carne. Os homens parecem se sentir desconfortáveis sobre a escolha de um cogumelo ou de uma costeleta de porco.Os participantes do estudo consideraram que os consumidores de carne do sexo masculino são mais homens do que suas contrapartes vegetarianas.
  49. 49. Pesquisa!As pessoas estão comprando porções gigantes de alimentos porque fazem as mesmas se sentirem mais poderosas.Atualmente, 32% dos americanos são obesos. Em 2015, esse percentual deve subir para 41%. A razão: tamanho da porção. O tamanho das porções nos Estados Unidos têm aumentado dramaticamente nos últimos 20 anos: 52% para refrigerantes, 27% para comida mexicana e 23% para hambúrgueres. Pesquisadores da Northwestern University relataram recentemente noJournal of Consumer Research que as pessoas escolhem tamanhos maiores de porções de comida porque fazem as mesmas se sentirem importantes, poderosas. Os autores realizaram vários experimentos em que foram avaliados otamanho da porção de uma variedade de bebidas e snacks. De acordo com experimentos que manipulavam o tamanho do recipiente, a fome e até mesmo crenças sobre a obesidade, os pesquisadores concluíram que osconsumidores reconhecem uma relação de tamanho da porção com status ao fazer escolhas alimentares.
  50. 50. Filme – The Beaver
  51. 51. Referência SOLOMON, Michael R. O comportamento doconsumidor: comprando, possuindo e sendo. 9. ed. São Paulo: Bookman, 2011.
  52. 52. Bom, é isso.Obrigado!!! Equipe: Janaína PereiraJeferson L. Feuser Juliana Marques
  53. 53. Jeferson L. Feuser @jeferson_feuser www.linkedin.com/in/jefersonluiswww.facebook.com/jeferson.feuser

×