Soter - Sistema Organizacional Técnico Regular
Docente: Taís
Discente: Denise Marinho , Edilson Martins , Ismael
Silva
A/1...
Introdução
O canteiro de obras pode ser entendido como a “fábrica da obra”
dessa forma, deve ser projetado segundo os prin...
Tipo de Canteiro : Amplo
Longos e Estreitos
Restrito
NR- 18 Condições e Meio ambiente de Trabalho na
Industria da Construção
Na Base da NR- 18, e na Norma Técnica ABNT
12.284,...
Projeto Canteiro De Obras
O projeto do canteiro é o processo de construção, responsável pela
definição do tamanho, forma e...
O Planejamento do Canteiro
O planejamento ineficaz do projeto de canteiro de obras, irá
continuamente afetar o custo da pr...
Planejamento Inadequado de um Canteiro
de Obras
Diretrizes para o projeto do canteiro de obras
Integração de todos os elementos e fatores:
almoxarifados, entradas e saída...
Gestão dos fluxos físicos
A organização e adequada sinalização do canteiro tem grande importância para o
desenvolvimento d...
Estudo do Caso
Implantação do canteiro de obra em estudo, com a localização
das principais áreas: stand de vendas, as edif...
Áreas administrativas
O uso de construções em madeira, devido ao baixo
custo, facilidade de montagem e desmontagem e ocupa...
Planta baixa das instalações provisórias: área
administrativa e estoque de materiais
Àrea administrativa
Estoque de materiais e
ferramentas
Instalações Provisórias:
Vestiário Refeitório
Alojamento
Cozinha
Acesso para entrada de pessoas
na obra
Áreas de produção
A argamassa numa posição centralizada dentro do canteiro, de modo a
diminuir o trajeto de distribuição d...
Áreas de Produção
Depósitos de materiais
Transporte e movimentação
Conclusão
O projeto do canteiro deve prever as condições mínimas de
segurança e saúde prescritas na NR-18 .Estas condições...
Apresentação1
Apresentação1
Apresentação1
Apresentação1
Apresentação1
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação1

1.241 visualizações

Publicada em

Sistemas Construtivos Canteiro de Obras

  • Seja o primeiro a comentar

Apresentação1

  1. 1. Soter - Sistema Organizacional Técnico Regular Docente: Taís Discente: Denise Marinho , Edilson Martins , Ismael Silva A/12 Edificação Projeto do canteiro de obras: avaliação das instalações provisórias e dos fluxos físicos de Materiais.
  2. 2. Introdução O canteiro de obras pode ser entendido como a “fábrica da obra” dessa forma, deve ser projetado segundo os princípios de organização e administração da produção. Passa a ser necessário prever a localização de cada área, entre elas as de trabalho, as de estocagem e as de circulação. O conhecimento antecipado do fluxo físico entre os diversos setores previstos torna-se fundamental Para a eficiência do processo como um todo. Existe também uma série de recomendações técnicas e legais que precisam ser seguidas durante a previsão do canteiro. A principal é a NR-18 (Norma Regulamentadora 18), referente às condições de segurança e saúde do trabalhador.
  3. 3. Tipo de Canteiro : Amplo
  4. 4. Longos e Estreitos
  5. 5. Restrito
  6. 6. NR- 18 Condições e Meio ambiente de Trabalho na Industria da Construção Na Base da NR- 18, e na Norma Técnica ABNT 12.284, denominada por Áreas de Vivência em Canteiro de Obras – Procedimento. A Nr- 18 tem como base melhorar o ambiente de trabalho, mas nem sempre otimiza a organização e a distribuição do ambiente visando a máxima produtividade e eficiência no canteiro. Muitas vezes, as decisões do arranjo físico são tomadas considerando-se somente os custos envolvidos e o atendimento mínimo e necessário para o funcionamento da obra.
  7. 7. Projeto Canteiro De Obras O projeto do canteiro é o processo de construção, responsável pela definição do tamanho, forma e localização das áreas de trabalho, fixas e temporárias, e das vias de circulação. Necessário para o desenvolvimento das operações de execução , durante cada fase da obra, de forma integrada e evolutiva, de acordo com o projeto de produção do empreendimento, oferecendo condições de segurança, saúde e motivação aos trabalhadores e execução racionalizada dos serviços. Procurar harmonizar e integrar equipamentos, mão-de- obra, administração indireta, enfim, todos os itens de uma atividade industrial.
  8. 8. O Planejamento do Canteiro O planejamento ineficaz do projeto de canteiro de obras, irá continuamente afetar o custo da produção, encarecendo o produto. A disponibilidade de espaço no canteiro, a existência de compras com lote econômico, a necessidade de manutenção dos estoques mínimos, e as condições e restrições de armazenamento dos insumos no local.
  9. 9. Planejamento Inadequado de um Canteiro de Obras
  10. 10. Diretrizes para o projeto do canteiro de obras Integração de todos os elementos e fatores: almoxarifados, entradas e saídas para operários distintos, para os clientes, disposição dos equipamentos etc.; Mínima distância: o transporte nada produz, portanto deve ser minimizado e se possível eliminado; Obediência do fluxo de operações: evitar cruzamentos, retornos, interferências e congestionamentos; Racionalização do espaço: aproveitar as quatro dimensões (geométrica e temporal) – subsolo, espaços superiores para transportar, canalizações, depósitos pouco usados; Satisfação e segurança do empregado: um melhor aspecto das áreas de trabalho promove tanto a elevação da moral do trabalhador quanto a redução de riscos de acidentes; Flexibilidade: possibilidade de mudança dos equipamentos, quando evoluir ou modificar a linha de produtos – condições atuais e futuras.
  11. 11. Gestão dos fluxos físicos A organização e adequada sinalização do canteiro tem grande importância para o desenvolvimento dos fluxos físicos, aumentando a transparência de cada processo. O fluxo de materiais consiste na determinação das etapas exigidas pelo processo. O fluxo deve permitir que o material seja movimentado progressivamente durante o processo, sem retornos, desvios ou cruzamentos. .
  12. 12. Estudo do Caso Implantação do canteiro de obra em estudo, com a localização das principais áreas: stand de vendas, as edificações administrativas, almoxarifado, sala do mestre e engenheiro, carpintaria, reservatório de água, refeitório, vestiário, sanitários e a central de argamassa. Ressalta-se que o acesso principal ao canteiro (entrada), caracteriza-se por uma via com fluxo intenso de veículos, já as outras ruas que contornam o empreendimento, apresentam um fluxo mínimo de veículos.
  13. 13. Áreas administrativas O uso de construções em madeira, devido ao baixo custo, facilidade de montagem e desmontagem e ocupação de menor área no terreno. A reutilização dos materiais é possível, principalmente quando se procura utilizar a mesma configuração dos espaços. As instalações provisórias destinadas à área administrativa e de estoque de materiais e ferramentas são compostas por sala do mestre de obras, depósito, almoxarifado, sala de reunião, sala do estagiário/apontador e sala do engenheiro.
  14. 14. Planta baixa das instalações provisórias: área administrativa e estoque de materiais
  15. 15. Àrea administrativa Estoque de materiais e ferramentas Instalações Provisórias:
  16. 16. Vestiário Refeitório
  17. 17. Alojamento Cozinha
  18. 18. Acesso para entrada de pessoas na obra
  19. 19. Áreas de produção A argamassa numa posição centralizada dentro do canteiro, de modo a diminuir o trajeto de distribuição de materiais. Depósitos de materiais Os materiais como blocos, tubos, cerâmica (azulejo e piso), madeiramento dos telhados, telhas, eram estocados no pátio do canteiro em local cobertos. Transporte e movimentação O sistema de transporte vertical sendo por elevadores de carga e horizontal pelos próprios operários.
  20. 20. Áreas de Produção
  21. 21. Depósitos de materiais
  22. 22. Transporte e movimentação
  23. 23. Conclusão O projeto do canteiro deve prever as condições mínimas de segurança e saúde prescritas na NR-18 .Estas condições colaboraram tanto com a empreendedora como o trabalhador. Deve-se ter a noção nas áreas elaboração de cada projeto do canteiro, pensando na quantidade de fluxos físicos e sua relação com outras áreas produtivas.

×