SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 41
Baixar para ler offline
Prof. Fabiano Sales
KÍMIKA
ESTEQUIOMÉTRIA
LEIS DAS REAÇÕES QUÍMICAS
Prof. Fabiano Sales Prof. Fabiano Sales
As leis das reações químicas podem ser divididas em dois grupos:
LEIS PONDERAIS LEIS VOLUMÉTRICAS
São as leis relativas às
massas das substâncias que
participam das reações
químicas
São as leis relativas aos
volumes das substâncias
que participam das reações
químicas
As principais leis ponderais são:
Lei da conservação das massas
ou
Lei de Lavoisier
Lei das proporções constantes
ou
Lei de Proust
Lei das proporções múltiplas
ou
Lei de Dalton
Lei da conservação das massas ou Lei de Lavoisier
reagentes
4 g 16 g 20 g
+ =
metano oxigênio água
+ gás carbônico +
4 g 16 g 9 g
11 g
produto
11 g 9 g 20 g
+ =
NUMA REAÇÃO QUÍMICA A MASSA TOTAL DOS REAGENTES
É IGUAL À MASSA TOTAL DOS PRODUTOS
NA NATUREZA, NADA SE PERDE, NADA SE CRIA;
TUDO SE TRANSFORMA
ou ainda
01) A reação entre 23 g de álcool etílico e 48 g de oxigênio produziu
27g de água, ao lado de gás carbônico. A massa de gás carbônico
obtida foi de:
a) 44g.
b) 22g.
c) 61g.
d) 88g.
e) 18g.
álcool etílico oxigênio gás carbônico água
+ +
23g 48g 27g
m g
23 + 48 = m + 27
m = 71 – 27 m = 44 g
02) Acerca de uma reação química, considere as seguintes
afirmações:
I. A massa se conserva.
II. As moléculas se conservam.
III. Os átomos se conservam.
São corretas as afirmações:
a) I e II apenas.
b) II e III apenas.
c) I e III apenas.
d) I apenas.
e) III apenas.
V
F
V
Lei das proporções constantes ou Lei de Proust
hidrogênio oxigênio água
+
4 g 32 g 36 g
1ª experiência:
2ª experiência:
2 g 16 g 18 g
1 g
8 g
=
2 g
16 g
=
1ª experiência:
massa de hidrogênio
massa de oxigênio
1 g
8 g
=
4 g
32 g
=
2ª experiência:
massa de hidrogênio
massa de oxigênio
QUALQUER QUE SEJA O MÉTODO DE OBTENÇÃO DE UMA
SUBSTÂNCIA, ELA É SEMPRE FORMADA PELOS MESMOS
ELEMENTOS QUÍMICOS COMBINADOS NUMA MESMA PROPORÇÃO
CONSEQÜÊNCIAS DA LEI DE PROUST
CÁLCULO ESTEQUIOMÉTRICO
É o cálculo pelo qual prevemos
as quantidades das substâncias que participarão
de uma reação química
01) Sabemos que 7g de nitrogênio reagem todo com 1,5g de
hidrogênio, produzindo gás amônia. A massa de gás amoníaco que
iremos obter nessa reação quando misturamos 2,1 g de nitrogênio
com uma quantidade suficiente de hidrogênio é:
a) 8,1g.
b) 10,2g.
c) 2,55g.
d) 4,00g.
e) 3,60g.
8,5g
2,1g mg
7 x m = 2,1 x 8,5
m = 2,55 g
1,5g
nitrogênio + hidrogênio  gás amoníaco
7g
7
2,1
8,5
m
=
7 x m = 17,85
7
17,85
m =
02) A quantidade de água em MOL produzida pela combustão completa
de 40 g de hidrogênio é de:
Dados: H2 = 2g/mol.
2 H2 + O2  2 H2O
a) 100 mols.
b) 40 mols.
c) 20 mols.
d) 4 mols.
e) 1 mol.
massa mol
2 x 2g 2 mol
40g n mol
4 2
40 n
= 4 . n = 80
n =
80
4
n = 20 mols
03) O mármore (CaCO3) reage com o ácido sulfúrico formando o gesso
(CaSO4), de acordo com a equação balanceada:
H2SO4(aq) + CaCO3(s)  CaSO4(s) + H2O(l) + CO2(g)
A massa de gesso formada pela reação de 25 g de mármore
com H2SO4 suficiente será:
Dados: CaCO3 = 100 u; CaSO4 = 136 u
a) 5 g.
b) 17 g.
c) 34 g.
d) 68 g.
e) 100 g.
... + CaCO3(s)  CaSO4(s) + ...
100g 136g
25g m g
100 136
25 m
=
100
25 x 136
m =
100
3400
m = m = 34g
04) Quantos gramas de H2 são liberados na reação completa de 1 mol
de cálcio metálico com ácido clorídrico ?
Dado: H2 = 2 g/mol
Ca + 2 HCl  CaCl2 + H2
a) 1g.
b) 2g.
c) 3g.
d) 4g.
e) 5g.
mol massa
1 mol 1 mol
2 g
05) O brometo de cálcio encerra 20% de cálcio em massa. Juntando-se
4g de cálcio e 4 g de bromo teremos, no máximo:
a) 8g de brometo de cálcio.
b) 7g de brometo de cálcio.
c) 6g de brometo de cálcio.
d) 5g de brometo de cálcio.
e) 4g de brometo de cálcio.
80 g 100 g
bromo brometo de cálcio
+
cálcio
20 g
ou
4 g 5 g
1 g
4 g x g
4 g
1 g
x = 5g
1g + 4g = x
06) Em relação ao quesito anterior, haverá uma sobra de:
a) 3g de bromo.
b) 2g de bromo.
c) 1g de bromo.
d) 3g de cálcio.
e) 2g de cálcio.
4g – 1g = 3g de cálcio
COMPOSIÇÃO CENTESIMAL
São as porcentagens, em massa, dos elementos
formadores de uma substância
hidrogênio
carbono metano
+
x g y g 100 g
2ª experiência:
1ª experiência: 12 g 4 g 16 g
x 100
12
=
16
y
4
=
16 . x = 12 . 100
x = 75 % de C
16
1200
x =
16 . y = 4 . 100
16
400
y = y = 25 % de H
x 100
12
=
16
100
16
y
4
=
01) O carbonato de cálcio é formado por 40% de cálcio, 12% de
carbono e x% de oxigênio, em massa. Em 50 g do referido sal
à quantidade de oxigênio é igual a:
a) 8g.
b) 16g.
c) 48g.
d) 32g.
e) 24g.
100 g
m g 50 g
100 . m = 48 . 50
carbono carbonato de cálcio
+
12%
cálcio
40%
oxigênio
+
x %
48 g
48
m
100
50
=
100
2400
m = m = 24 g
02) A porcentagem em massa do carbono no CHCl3 (clorofórmio) é:
Dados: H = 1 u; C = 12 u; Cl = 35,5 u
a) 1%.
b) 10%.
c) 12%.
d) 24%.
e) 50%.
119,5 . x = 12 . 100
12
x
119,5
100
=
hidrogênio clorofórmio
+
carbono cloro
+
12 g 1 g 106,5 g 119,5 g
x g 100 g
= 10%
1200
119,5
=
x
LEI DAS PROPORÇÕES MÚLTIPLAS
ou
LEI DE DALTON
4 g 64 g 68 g
hidrogênio oxigênio água
+
1ª experiência:
4 g 32 g 36 g
Quando dois elementos reagem formando substâncias diferentes,
se a massa de um dos dois permanecer constante, a massa do
outro irá variar segundo valores múltiplos ou submúltiplos
hidrogênio oxigênio água oxigenada
+
2ª experiência:
32 g
64 g
=
32 g
64 g
:
:
32
32
=
1
2
A proporção é de 1 : 2
LEIS VOLUMÉTRICAS
São as leis relativas aos volumes das
substâncias que participam de uma reação
As relações entre os volumes dos gases que
reagem foram determinada foram
determinadas por
GAY-LUSSAC
“ Quando medidos nas mesmas condições de
temperatura e pressão, os volumes
reagentes e dos produtos gasosos formam
uma proporção constante, de números inteiros e pequenos “
Estas leis podem ser resumidas em um único enunciado
Na reação entre os gases hidrogênio e cloro, foram medidos os
seguintes volumes:
hidrogênio cloro gás clorídrico
+
15 L 15 L 30 L
Simplificando-se esses valores teremos a seguintes relação
1 : 1 : 2
que é uma relação de números inteiros e pequenos
Na reação entre os gases hidrogênio e oxigênio foi medidos
os seguintes volumes:
hidrogênio oxigênio água
+
6 L 3 L 6 L
Simplificando-se esses valores teremos a seguintes relação
2 : 1 : 2
que é uma relação de números inteiros e pequenos
exercício
HIPÓTESE DE AVOGADRO
Volumes iguais de gases quaisquer,
medidos nas mesmas
condições de temperatura e pressão
encerram
o mesmo número de moléculas
01)Um balão A contém 8,8g de CO2 e um balão B contém N2.
Sabendo que os dois balões têm igual capacidade e apresentam
a mesma pressão e temperatura, calcule a massa de N2 no balão
B.
Dados: C = 12 g/mol; O = 16 g/mol; N = 14 g/mol.
=
n
CO2
n
N2
=
8,8
44 28
m
CO2  1 . 12 + 2 . 16 = 44g/mol
N2  2 . 14 = 28g/mol
44 . m = 8,8 . 28
246,4
44
=
m = 5,6 g
m
CO2
M
CO2
m
M
N2
N2
=
02)(Covest – 90) Como produto da eletrólise da água, recolhe-se gás
oxigênio no eletrodo positivo (ânodo) e gás hidrogênio no eletrodo
negativo (cátodo). Assinale que afirmativa representa a razão entre
os volumes dos gases recolhidos, nas mesmas condições de
temperatura e pressão.
2 2
H2O H2
O2 +
1
a) 1 volume de oxigênio para 1 volume de hidrogênio.
b) 2 volumes de oxigênio para 1 volume de hidrogênio.
c) 1 volume de oxigênio para 3/2 volumes de hidrogênio.
d) 1 volume de oxigênio para 2 volumes de hidrogênio.
e) 3/2 volumes de oxigênio para 1 volume de hidrogênio.
03) Para a reação 2 SO2(g) + O2(g)  2 SO3(g), quantos litros de
trióxido de enxofre (SO3) serão produzidos a partir de 10 L de O2,
considerando que todos os volumes foram medidos nas mesmas
condições de temperatura e pressão?
O2
SO2 1
+
2 SO3
2
1 L 2 L
10 L V
V = 20 L
a) 5 L.
b) 10 L.
c) 20 L.
d) 30 L.
e) 40 L.
DETERMINAÇÃO DE FÓRMULAS
As substâncias podem ser representadas pelas fórmulas
CENTESIMAL MÍNIMA MOLECULAR
e
FÓRMULA CENTESIMAL
É a fórmula que indica os
elementos químicos e as porcentagens, em massa,
de cada átomo que forma a substância
Indica que:
O metano é constituído por carbono e hidrogênio
Em 100g de metano existem 75g de carbono e 25g de hidrogênio
C H
75% 25%
METANO
Podemos calcular a FÓRMULA CENTESIMAL partindo da
fórmula molecular, fórmula mínima ou das
massas que participam da reação
hidrogênio
carbono metano
+
x g y g 100 g
2ª experiência:
1ª experiência: 12 g 4 g 16 g
Determine a fórmula centesimal do metano sabendo que 12 g do
carbono reagem com 4 g de hidrogênio para a produção de 16 g de
metano.
x 100
12
=
16
y
4
=
x
12
=
100
16
x = 75 % de C
y
4
=
100
16
y = 25 % de H
FÓRMULA MOLECULAR
É a fórmula que indica os
elementos químicos
que constituem a substância e o
número de átomos de cada elemento na molécula
C6H12O6
GLICOSE
Indica que:
A glicose é constituída por carbono, hidrogênio e oxigênio
Em uma molécula de glicose existem 6 átomos de carbono,
12 átomos de hidrogênio e 6 átomos de oxigênio
FÓRMULA MÍNIMA
É a fórmula que indica os elementos químicos
que constituem a substância e a proporção em número de átomos
desses elementos, expressa em
números inteiros e os menores possíveis
Indica que:
A glicose é constituída por carbono, hidrogênio e oxigênio
Em uma molécula de glicose existe uma proporção de
1 átomo de carbono, 2 átomos de hidrogênio e
1 átomo de oxigênio
C6H12O6
GLICOSE fórmula molecular
CH2O
GLICOSE fórmula mínima
Podemos calcular a fórmula mínima partindo da fórmula
molecular, fórmula centesimal
ou das massas que participam da reação
01) (Covest – 2005) Uma substância pura foi analisada em laboratório
e foram obtidos os seguintes resultados:
Teor de H = 0,4 g, teor de C = 2,4 g e teor de O = 3,2 g.
Sendo a fórmula mínima desta substância HℓCmOn, calcule a
soma ℓ + m + n.
Dados H (A = 1 u.), C (A = 12 u.), O (A = 16 u.).
H: =
0,4
1
0,4 mol
=
C:
2,4
12
0,2 mol
=
O:
3,2
16
0,2 mol
: 0,2 = 2 mol
: 0,2 = 1 mol
: 0,2 = 1 mol
H2C1O1
fórmula mínima
soma: = 2 + 1 + 1 = 04
ℓ + m + n
02) (Modificado) Uma substância pura foi analisada em laboratório e
foram obtidos os seguintes resultados: Teor de H = 0,4 g, teor de
C = 2,4 g, teor de O = 3,2 g e massa molar 90 g/mol. A fórmula
mínima desta substância é HℓCmOn, escreva a fórmula molecular
da substância. Dados H (A = 1 u.), C (A = 12 u.), O (A = 16 u.).
H2C1O1
fórmula mínima
(H2C1O1)n
fórmula molecular
n =
massa molar
massa da fórmula mínima
=
90
30
= 3
fórmula molecular: H6C3O3
H: =
0,4
1
0,4 mol
=
C:
2,4
12
0,2 mol
=
O:
3,2
16
0,2 mol
: 0,2 = 2 mol
: 0,2 = 1 mol
: 0,2 = 1 mol
03)(Mackenzie-SP) Ao se analisar um óxido de elemento não
metálico Y, encontrou-se a proporção de 1,5 mols de átomos de
oxigênio para 1 mol de átomos de Y. A fórmula desse óxido pode ser:
a) OF2.
b) SO3.
c) CO2.
d) Fe2O3.
e) N2O3.
(Y1O1,5) x 2 = Y2O3
04) A combustão realizada em altas temperaturas é um dos fatores
da poluição do ar pelos óxidos de nitrogênio, causadores de
afecções respiratórias. A análise de 0,5 mol de um desses óxidos
apresentou 7,0g de nitrogênio e 16g de oxigênio. Qual a sua fórmula
molecular?
N: =
7,0
14
0,5 mol
O: =
16
16
1,0 mol
Em 0,5 mol do óxido temos...
1,0 mol de nitrogênio
2,0 mol de oxigênio
Em 1,0 mol do óxido teremos...
e
A fórmula molecular será NO2
05) Em 0,5 mol de quinina, substância utilizada no tratamento da
malária há 120g de carbono, 12g de hidrogênio, 1 mol de átomos de
nitrogênio e 1 mol de átomos de oxigênio. Determine a fórmula
molecular da quinina.
C: =
120
12
10 mol
H: =
12
1
12 mol
Em 0,5 mol de quinina temos...
N: 1,0 mol
O: 1,0 mol
C: 20 mol
H: 24 mol
Em 1,0 mol de quinina teremos...
N: 2,0 mol
O: 2,0 mol
A fórmula molecular será C20H24N2O2
06) Determine a fórmula percentual das substâncias relacionadas nos
itens a seguir a partir dos dados experimentais fornecidos. A
decomposição de 1,3g de acetileno (gás utilizado em maçaricos para
cortar chapas de aço) produziu: 1,2g de carbono, 0,1g de hidrogênio.
acetileno  carbono + hidrogênio
1,3g 1,2g 0,1
100g x y
= =
1,3 1,2 0,1
100 x y
=
1,3 1,2
100 x
x = 92,30%
1,3 x = 120 =
1,3 0,1
100 y
y = 7,70%
1,3 y = 120
ESTEQUIOMETRIA DAS REAÇÕES QUIMICAS..ppt

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a ESTEQUIOMETRIA DAS REAÇÕES QUIMICAS..ppt

Aula 02 - Estequiometria.pptx
Aula 02 - Estequiometria.pptxAula 02 - Estequiometria.pptx
Aula 02 - Estequiometria.pptxJosBorges56
 
04 estequiometria-100801162153-phpapp01
04 estequiometria-100801162153-phpapp0104 estequiometria-100801162153-phpapp01
04 estequiometria-100801162153-phpapp01ferfla10
 
www.AulasParticularesApoio.Com - Química - Cálculo Estequiométrico (Parte 1)
www.AulasParticularesApoio.Com - Química -  Cálculo Estequiométrico (Parte 1)www.AulasParticularesApoio.Com - Química -  Cálculo Estequiométrico (Parte 1)
www.AulasParticularesApoio.Com - Química - Cálculo Estequiométrico (Parte 1)ApoioAulas ParticularesCom
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química -  Cálculo Estequimétrico (Parte 1)www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química -  Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Cálculo Estequimétrico (Parte 1)AulasEnsinoMedio
 
Exercicio reagente limitante
Exercicio reagente limitanteExercicio reagente limitante
Exercicio reagente limitanteRogerio Andrade
 
Aula 5 progressao semi ext noite 2016
Aula 5   progressao semi ext noite 2016Aula 5   progressao semi ext noite 2016
Aula 5 progressao semi ext noite 2016paulomigoto
 
Estequiometria - Prof. Fernando Abreu
Estequiometria - Prof. Fernando AbreuEstequiometria - Prof. Fernando Abreu
Estequiometria - Prof. Fernando AbreuFernando Abreu
 
09 calculo estequiometrico
09 calculo estequiometrico09 calculo estequiometrico
09 calculo estequiometricoresolvidos
 
Cálculos estequiométricos
Cálculos estequiométricosCálculos estequiométricos
Cálculos estequiométricosMarilia Estevao
 
Cálculos químicos
Cálculos químicosCálculos químicos
Cálculos químicosKaleb Reis
 
www.AulasDeQuímicaApoio.com - Química - Cálculo Estequimétrico (parte 2)
www.AulasDeQuímicaApoio.com  - Química -  Cálculo Estequimétrico (parte 2)www.AulasDeQuímicaApoio.com  - Química -  Cálculo Estequimétrico (parte 2)
www.AulasDeQuímicaApoio.com - Química - Cálculo Estequimétrico (parte 2)Aulas de Química Apoio
 

Semelhante a ESTEQUIOMETRIA DAS REAÇÕES QUIMICAS..ppt (20)

Estequiometria
EstequiometriaEstequiometria
Estequiometria
 
"Somos Físicos" Estequiometria
"Somos Físicos" Estequiometria"Somos Físicos" Estequiometria
"Somos Físicos" Estequiometria
 
Lista 9 2014
Lista 9   2014Lista 9   2014
Lista 9 2014
 
Aula 02 - Estequiometria.pptx
Aula 02 - Estequiometria.pptxAula 02 - Estequiometria.pptx
Aula 02 - Estequiometria.pptx
 
CáLculo EstequioméTrico
CáLculo EstequioméTricoCáLculo EstequioméTrico
CáLculo EstequioméTrico
 
Reacoes
ReacoesReacoes
Reacoes
 
04 estequiometria-100801162153-phpapp01
04 estequiometria-100801162153-phpapp0104 estequiometria-100801162153-phpapp01
04 estequiometria-100801162153-phpapp01
 
www.AulasParticularesApoio.Com - Química - Cálculo Estequiométrico (Parte 1)
www.AulasParticularesApoio.Com - Química -  Cálculo Estequiométrico (Parte 1)www.AulasParticularesApoio.Com - Química -  Cálculo Estequiométrico (Parte 1)
www.AulasParticularesApoio.Com - Química - Cálculo Estequiométrico (Parte 1)
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química -  Cálculo Estequimétrico (Parte 1)www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química -  Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
 
Apresentação de estequiometria
Apresentação de estequiometriaApresentação de estequiometria
Apresentação de estequiometria
 
Exercicio reagente limitante
Exercicio reagente limitanteExercicio reagente limitante
Exercicio reagente limitante
 
Calculo estequiometrico
Calculo estequiometricoCalculo estequiometrico
Calculo estequiometrico
 
Aula 5 progressao semi ext noite 2016
Aula 5   progressao semi ext noite 2016Aula 5   progressao semi ext noite 2016
Aula 5 progressao semi ext noite 2016
 
Estequiometria - Prof. Fernando Abreu
Estequiometria - Prof. Fernando AbreuEstequiometria - Prof. Fernando Abreu
Estequiometria - Prof. Fernando Abreu
 
09 calculo estequiometrico
09 calculo estequiometrico09 calculo estequiometrico
09 calculo estequiometrico
 
Cálculos estequiométricos
Cálculos estequiométricosCálculos estequiométricos
Cálculos estequiométricos
 
Cálculos químicos
Cálculos químicosCálculos químicos
Cálculos químicos
 
www.AulasDeQuímicaApoio.com - Química - Cálculo Estequimétrico (parte 2)
www.AulasDeQuímicaApoio.com  - Química -  Cálculo Estequimétrico (parte 2)www.AulasDeQuímicaApoio.com  - Química -  Cálculo Estequimétrico (parte 2)
www.AulasDeQuímicaApoio.com - Química - Cálculo Estequimétrico (parte 2)
 
103
103103
103
 
Estequiometria
EstequiometriaEstequiometria
Estequiometria
 

Último

Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesGilbraz Aragão
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Mary Alvarenga
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoJayaneSales1
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSdjgsantos1981
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e Américawilson778875
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceRonisHolanda
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 

Último (20)

Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das Religiões
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
 
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e América
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaeceSimulado com textos curtos e tirinhas spaece
Simulado com textos curtos e tirinhas spaece
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 

ESTEQUIOMETRIA DAS REAÇÕES QUIMICAS..ppt

  • 2. LEIS DAS REAÇÕES QUÍMICAS Prof. Fabiano Sales Prof. Fabiano Sales
  • 3. As leis das reações químicas podem ser divididas em dois grupos: LEIS PONDERAIS LEIS VOLUMÉTRICAS São as leis relativas às massas das substâncias que participam das reações químicas São as leis relativas aos volumes das substâncias que participam das reações químicas
  • 4. As principais leis ponderais são: Lei da conservação das massas ou Lei de Lavoisier Lei das proporções constantes ou Lei de Proust Lei das proporções múltiplas ou Lei de Dalton
  • 5. Lei da conservação das massas ou Lei de Lavoisier reagentes 4 g 16 g 20 g + = metano oxigênio água + gás carbônico + 4 g 16 g 9 g 11 g produto 11 g 9 g 20 g + = NUMA REAÇÃO QUÍMICA A MASSA TOTAL DOS REAGENTES É IGUAL À MASSA TOTAL DOS PRODUTOS NA NATUREZA, NADA SE PERDE, NADA SE CRIA; TUDO SE TRANSFORMA ou ainda
  • 6. 01) A reação entre 23 g de álcool etílico e 48 g de oxigênio produziu 27g de água, ao lado de gás carbônico. A massa de gás carbônico obtida foi de: a) 44g. b) 22g. c) 61g. d) 88g. e) 18g. álcool etílico oxigênio gás carbônico água + + 23g 48g 27g m g 23 + 48 = m + 27 m = 71 – 27 m = 44 g
  • 7. 02) Acerca de uma reação química, considere as seguintes afirmações: I. A massa se conserva. II. As moléculas se conservam. III. Os átomos se conservam. São corretas as afirmações: a) I e II apenas. b) II e III apenas. c) I e III apenas. d) I apenas. e) III apenas. V F V
  • 8. Lei das proporções constantes ou Lei de Proust hidrogênio oxigênio água + 4 g 32 g 36 g 1ª experiência: 2ª experiência: 2 g 16 g 18 g 1 g 8 g = 2 g 16 g = 1ª experiência: massa de hidrogênio massa de oxigênio 1 g 8 g = 4 g 32 g = 2ª experiência: massa de hidrogênio massa de oxigênio QUALQUER QUE SEJA O MÉTODO DE OBTENÇÃO DE UMA SUBSTÂNCIA, ELA É SEMPRE FORMADA PELOS MESMOS ELEMENTOS QUÍMICOS COMBINADOS NUMA MESMA PROPORÇÃO
  • 9. CONSEQÜÊNCIAS DA LEI DE PROUST CÁLCULO ESTEQUIOMÉTRICO É o cálculo pelo qual prevemos as quantidades das substâncias que participarão de uma reação química
  • 10. 01) Sabemos que 7g de nitrogênio reagem todo com 1,5g de hidrogênio, produzindo gás amônia. A massa de gás amoníaco que iremos obter nessa reação quando misturamos 2,1 g de nitrogênio com uma quantidade suficiente de hidrogênio é: a) 8,1g. b) 10,2g. c) 2,55g. d) 4,00g. e) 3,60g. 8,5g 2,1g mg 7 x m = 2,1 x 8,5 m = 2,55 g 1,5g nitrogênio + hidrogênio  gás amoníaco 7g 7 2,1 8,5 m = 7 x m = 17,85 7 17,85 m =
  • 11. 02) A quantidade de água em MOL produzida pela combustão completa de 40 g de hidrogênio é de: Dados: H2 = 2g/mol. 2 H2 + O2  2 H2O a) 100 mols. b) 40 mols. c) 20 mols. d) 4 mols. e) 1 mol. massa mol 2 x 2g 2 mol 40g n mol 4 2 40 n = 4 . n = 80 n = 80 4 n = 20 mols
  • 12. 03) O mármore (CaCO3) reage com o ácido sulfúrico formando o gesso (CaSO4), de acordo com a equação balanceada: H2SO4(aq) + CaCO3(s)  CaSO4(s) + H2O(l) + CO2(g) A massa de gesso formada pela reação de 25 g de mármore com H2SO4 suficiente será: Dados: CaCO3 = 100 u; CaSO4 = 136 u a) 5 g. b) 17 g. c) 34 g. d) 68 g. e) 100 g. ... + CaCO3(s)  CaSO4(s) + ... 100g 136g 25g m g 100 136 25 m = 100 25 x 136 m = 100 3400 m = m = 34g
  • 13. 04) Quantos gramas de H2 são liberados na reação completa de 1 mol de cálcio metálico com ácido clorídrico ? Dado: H2 = 2 g/mol Ca + 2 HCl  CaCl2 + H2 a) 1g. b) 2g. c) 3g. d) 4g. e) 5g. mol massa 1 mol 1 mol 2 g
  • 14. 05) O brometo de cálcio encerra 20% de cálcio em massa. Juntando-se 4g de cálcio e 4 g de bromo teremos, no máximo: a) 8g de brometo de cálcio. b) 7g de brometo de cálcio. c) 6g de brometo de cálcio. d) 5g de brometo de cálcio. e) 4g de brometo de cálcio. 80 g 100 g bromo brometo de cálcio + cálcio 20 g ou 4 g 5 g 1 g 4 g x g 4 g 1 g x = 5g 1g + 4g = x
  • 15. 06) Em relação ao quesito anterior, haverá uma sobra de: a) 3g de bromo. b) 2g de bromo. c) 1g de bromo. d) 3g de cálcio. e) 2g de cálcio. 4g – 1g = 3g de cálcio
  • 16. COMPOSIÇÃO CENTESIMAL São as porcentagens, em massa, dos elementos formadores de uma substância
  • 17. hidrogênio carbono metano + x g y g 100 g 2ª experiência: 1ª experiência: 12 g 4 g 16 g x 100 12 = 16 y 4 = 16 . x = 12 . 100 x = 75 % de C 16 1200 x = 16 . y = 4 . 100 16 400 y = y = 25 % de H x 100 12 = 16 100 16 y 4 =
  • 18. 01) O carbonato de cálcio é formado por 40% de cálcio, 12% de carbono e x% de oxigênio, em massa. Em 50 g do referido sal à quantidade de oxigênio é igual a: a) 8g. b) 16g. c) 48g. d) 32g. e) 24g. 100 g m g 50 g 100 . m = 48 . 50 carbono carbonato de cálcio + 12% cálcio 40% oxigênio + x % 48 g 48 m 100 50 = 100 2400 m = m = 24 g
  • 19. 02) A porcentagem em massa do carbono no CHCl3 (clorofórmio) é: Dados: H = 1 u; C = 12 u; Cl = 35,5 u a) 1%. b) 10%. c) 12%. d) 24%. e) 50%. 119,5 . x = 12 . 100 12 x 119,5 100 = hidrogênio clorofórmio + carbono cloro + 12 g 1 g 106,5 g 119,5 g x g 100 g = 10% 1200 119,5 = x
  • 20. LEI DAS PROPORÇÕES MÚLTIPLAS ou LEI DE DALTON 4 g 64 g 68 g hidrogênio oxigênio água + 1ª experiência: 4 g 32 g 36 g Quando dois elementos reagem formando substâncias diferentes, se a massa de um dos dois permanecer constante, a massa do outro irá variar segundo valores múltiplos ou submúltiplos hidrogênio oxigênio água oxigenada + 2ª experiência: 32 g 64 g = 32 g 64 g : : 32 32 = 1 2 A proporção é de 1 : 2
  • 21. LEIS VOLUMÉTRICAS São as leis relativas aos volumes das substâncias que participam de uma reação As relações entre os volumes dos gases que reagem foram determinada foram determinadas por GAY-LUSSAC
  • 22. “ Quando medidos nas mesmas condições de temperatura e pressão, os volumes reagentes e dos produtos gasosos formam uma proporção constante, de números inteiros e pequenos “ Estas leis podem ser resumidas em um único enunciado
  • 23. Na reação entre os gases hidrogênio e cloro, foram medidos os seguintes volumes: hidrogênio cloro gás clorídrico + 15 L 15 L 30 L Simplificando-se esses valores teremos a seguintes relação 1 : 1 : 2 que é uma relação de números inteiros e pequenos
  • 24. Na reação entre os gases hidrogênio e oxigênio foi medidos os seguintes volumes: hidrogênio oxigênio água + 6 L 3 L 6 L Simplificando-se esses valores teremos a seguintes relação 2 : 1 : 2 que é uma relação de números inteiros e pequenos
  • 26. HIPÓTESE DE AVOGADRO Volumes iguais de gases quaisquer, medidos nas mesmas condições de temperatura e pressão encerram o mesmo número de moléculas
  • 27. 01)Um balão A contém 8,8g de CO2 e um balão B contém N2. Sabendo que os dois balões têm igual capacidade e apresentam a mesma pressão e temperatura, calcule a massa de N2 no balão B. Dados: C = 12 g/mol; O = 16 g/mol; N = 14 g/mol. = n CO2 n N2 = 8,8 44 28 m CO2  1 . 12 + 2 . 16 = 44g/mol N2  2 . 14 = 28g/mol 44 . m = 8,8 . 28 246,4 44 = m = 5,6 g m CO2 M CO2 m M N2 N2 =
  • 28. 02)(Covest – 90) Como produto da eletrólise da água, recolhe-se gás oxigênio no eletrodo positivo (ânodo) e gás hidrogênio no eletrodo negativo (cátodo). Assinale que afirmativa representa a razão entre os volumes dos gases recolhidos, nas mesmas condições de temperatura e pressão. 2 2 H2O H2 O2 + 1 a) 1 volume de oxigênio para 1 volume de hidrogênio. b) 2 volumes de oxigênio para 1 volume de hidrogênio. c) 1 volume de oxigênio para 3/2 volumes de hidrogênio. d) 1 volume de oxigênio para 2 volumes de hidrogênio. e) 3/2 volumes de oxigênio para 1 volume de hidrogênio.
  • 29. 03) Para a reação 2 SO2(g) + O2(g)  2 SO3(g), quantos litros de trióxido de enxofre (SO3) serão produzidos a partir de 10 L de O2, considerando que todos os volumes foram medidos nas mesmas condições de temperatura e pressão? O2 SO2 1 + 2 SO3 2 1 L 2 L 10 L V V = 20 L a) 5 L. b) 10 L. c) 20 L. d) 30 L. e) 40 L.
  • 30. DETERMINAÇÃO DE FÓRMULAS As substâncias podem ser representadas pelas fórmulas CENTESIMAL MÍNIMA MOLECULAR e
  • 31. FÓRMULA CENTESIMAL É a fórmula que indica os elementos químicos e as porcentagens, em massa, de cada átomo que forma a substância Indica que: O metano é constituído por carbono e hidrogênio Em 100g de metano existem 75g de carbono e 25g de hidrogênio C H 75% 25% METANO
  • 32. Podemos calcular a FÓRMULA CENTESIMAL partindo da fórmula molecular, fórmula mínima ou das massas que participam da reação hidrogênio carbono metano + x g y g 100 g 2ª experiência: 1ª experiência: 12 g 4 g 16 g Determine a fórmula centesimal do metano sabendo que 12 g do carbono reagem com 4 g de hidrogênio para a produção de 16 g de metano. x 100 12 = 16 y 4 = x 12 = 100 16 x = 75 % de C y 4 = 100 16 y = 25 % de H
  • 33. FÓRMULA MOLECULAR É a fórmula que indica os elementos químicos que constituem a substância e o número de átomos de cada elemento na molécula C6H12O6 GLICOSE Indica que: A glicose é constituída por carbono, hidrogênio e oxigênio Em uma molécula de glicose existem 6 átomos de carbono, 12 átomos de hidrogênio e 6 átomos de oxigênio
  • 34. FÓRMULA MÍNIMA É a fórmula que indica os elementos químicos que constituem a substância e a proporção em número de átomos desses elementos, expressa em números inteiros e os menores possíveis Indica que: A glicose é constituída por carbono, hidrogênio e oxigênio Em uma molécula de glicose existe uma proporção de 1 átomo de carbono, 2 átomos de hidrogênio e 1 átomo de oxigênio C6H12O6 GLICOSE fórmula molecular CH2O GLICOSE fórmula mínima
  • 35. Podemos calcular a fórmula mínima partindo da fórmula molecular, fórmula centesimal ou das massas que participam da reação 01) (Covest – 2005) Uma substância pura foi analisada em laboratório e foram obtidos os seguintes resultados: Teor de H = 0,4 g, teor de C = 2,4 g e teor de O = 3,2 g. Sendo a fórmula mínima desta substância HℓCmOn, calcule a soma ℓ + m + n. Dados H (A = 1 u.), C (A = 12 u.), O (A = 16 u.). H: = 0,4 1 0,4 mol = C: 2,4 12 0,2 mol = O: 3,2 16 0,2 mol : 0,2 = 2 mol : 0,2 = 1 mol : 0,2 = 1 mol H2C1O1 fórmula mínima soma: = 2 + 1 + 1 = 04 ℓ + m + n
  • 36. 02) (Modificado) Uma substância pura foi analisada em laboratório e foram obtidos os seguintes resultados: Teor de H = 0,4 g, teor de C = 2,4 g, teor de O = 3,2 g e massa molar 90 g/mol. A fórmula mínima desta substância é HℓCmOn, escreva a fórmula molecular da substância. Dados H (A = 1 u.), C (A = 12 u.), O (A = 16 u.). H2C1O1 fórmula mínima (H2C1O1)n fórmula molecular n = massa molar massa da fórmula mínima = 90 30 = 3 fórmula molecular: H6C3O3 H: = 0,4 1 0,4 mol = C: 2,4 12 0,2 mol = O: 3,2 16 0,2 mol : 0,2 = 2 mol : 0,2 = 1 mol : 0,2 = 1 mol
  • 37. 03)(Mackenzie-SP) Ao se analisar um óxido de elemento não metálico Y, encontrou-se a proporção de 1,5 mols de átomos de oxigênio para 1 mol de átomos de Y. A fórmula desse óxido pode ser: a) OF2. b) SO3. c) CO2. d) Fe2O3. e) N2O3. (Y1O1,5) x 2 = Y2O3
  • 38. 04) A combustão realizada em altas temperaturas é um dos fatores da poluição do ar pelos óxidos de nitrogênio, causadores de afecções respiratórias. A análise de 0,5 mol de um desses óxidos apresentou 7,0g de nitrogênio e 16g de oxigênio. Qual a sua fórmula molecular? N: = 7,0 14 0,5 mol O: = 16 16 1,0 mol Em 0,5 mol do óxido temos... 1,0 mol de nitrogênio 2,0 mol de oxigênio Em 1,0 mol do óxido teremos... e A fórmula molecular será NO2
  • 39. 05) Em 0,5 mol de quinina, substância utilizada no tratamento da malária há 120g de carbono, 12g de hidrogênio, 1 mol de átomos de nitrogênio e 1 mol de átomos de oxigênio. Determine a fórmula molecular da quinina. C: = 120 12 10 mol H: = 12 1 12 mol Em 0,5 mol de quinina temos... N: 1,0 mol O: 1,0 mol C: 20 mol H: 24 mol Em 1,0 mol de quinina teremos... N: 2,0 mol O: 2,0 mol A fórmula molecular será C20H24N2O2
  • 40. 06) Determine a fórmula percentual das substâncias relacionadas nos itens a seguir a partir dos dados experimentais fornecidos. A decomposição de 1,3g de acetileno (gás utilizado em maçaricos para cortar chapas de aço) produziu: 1,2g de carbono, 0,1g de hidrogênio. acetileno  carbono + hidrogênio 1,3g 1,2g 0,1 100g x y = = 1,3 1,2 0,1 100 x y = 1,3 1,2 100 x x = 92,30% 1,3 x = 120 = 1,3 0,1 100 y y = 7,70% 1,3 y = 120