SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 23
Baixar para ler offline
CÁLCULO ESTEQUIOMÉTRICO
Estequiometria É o estudo das relações quantitativas (átomos, moléculas, massa, volume) entre as substâncias que participam de uma reação química. Cálculo Estequiométrico Stoicheon = elemento metron = medida
1 Mol  equivale   : A um  número  de moléculas ou de átomos  i gual a  6,02 x 10 23  .   A  Uma Massa   que equivale  a massa do átomo ou da molécula expressa em gramas . A um  volume  (nas CNTP,  22,4 litros )
Relações Molares N 2   +  3H 2     2NH 3 Mol  -  1Mol +  3Mol     2Mol  Moléculas -  6 x10 23  +  18 x10 23      12 x10 23   Massa   -  28g  +  6g     34g Volume  –  22,4L  +  67,2L     44,8L
Cálculo Estequiométrico Para resolver uma questão envolvendo cálculo estequiométrico devemos seguir três passos: 1º    conhecer a equação; 2º    Ajustar os coeficientes; 3º    Armar uma Regra de três;
[object Object],[object Object]
Ex.: Quantas Moléculas de água são produzidas a partir de 16g de oxigênio gás? 1º     H 2  + O 2      H 2 O 2º     2 H 2  + O 2     2 H 2 O x(moléculas)
Identifique o dado do problema(aquilo que foi fornecido a fim de que você possa calcular o que foi pedido)... Ex.: Quantas Moléculas de água são produzidas a partir de 16g de oxigênio gás? 2 H 2  + O 2      2H 2 O 16(g)  x(moléculas)
Retire da equação os valores necessários para calcular seu x. Ex.: Quantas Moléculas de água são produzidas a partir de 16g de gás oxigênio ? 2 H 2  + O 2     2 H 2 O 16(g)  x(moléculas)   32(g)   2 x 6,0.10 23 (moléculas)
 
x =  16 . 12,04 x 10 23  = 6,02 x 10 23 moléc. 32
Relação Massa-Volume Ex.:  Qual o volume de Amônia produzido nas CNTP por 12g de H 2  que reage com N 2  suficiente? 1º    N 2  + H 2     NH 3 2º    N 2  +  3 H 2      2 NH 3   6g  44,8 L   12g   x x =  12 . 44,8  = 89,6 L 6
Relação Mol -Volume Ex.: Quantos mols de CO 2  são produzidos a partir de 44, 8L de CO?  1º    CO + O 2     CO 2 2º    CO +  ½ O 2     CO 2 22,4L   1Mol 44,8L    x x =  44,8 . 1  = 2 Mol 22,4L
 
 
Rendimento ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
 
[object Object],Grau de pureza
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Grau de pureza
Parte 1 (100%) 1º     CaCO 3    CaO + CO 2   100g    56g   100 t    56 t Resolução Parte 2 (Pureza) 100%    56 t   90%    X t X=50,4 t
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Termoquimica
TermoquimicaTermoquimica
Termoquimica
 
Cinetica quimica
Cinetica quimicaCinetica quimica
Cinetica quimica
 
Termoquimica
TermoquimicaTermoquimica
Termoquimica
 
Gases
GasesGases
Gases
 
Eletroquímica
EletroquímicaEletroquímica
Eletroquímica
 
Funções Inorgânicas
Funções InorgânicasFunções Inorgânicas
Funções Inorgânicas
 
Soluções e Solubilidade
Soluções e SolubilidadeSoluções e Solubilidade
Soluções e Solubilidade
 
FUNÇÕES INORGÂNICAS COMPLETO
FUNÇÕES INORGÂNICAS COMPLETOFUNÇÕES INORGÂNICAS COMPLETO
FUNÇÕES INORGÂNICAS COMPLETO
 
Estequiometria
EstequiometriaEstequiometria
Estequiometria
 
Equilibrio Químico - Conteúdo completo
Equilibrio Químico - Conteúdo completoEquilibrio Químico - Conteúdo completo
Equilibrio Químico - Conteúdo completo
 
Apresentação de estequiometria
Apresentação de estequiometriaApresentação de estequiometria
Apresentação de estequiometria
 
Termoquímica
TermoquímicaTermoquímica
Termoquímica
 
Compostos de coordenação
Compostos de coordenaçãoCompostos de coordenação
Compostos de coordenação
 
Aula funções oxigenadas
Aula  funções oxigenadasAula  funções oxigenadas
Aula funções oxigenadas
 
Aula de equilíbrio quimico
Aula de equilíbrio quimicoAula de equilíbrio quimico
Aula de equilíbrio quimico
 
Leis ponderais
Leis ponderaisLeis ponderais
Leis ponderais
 
Cálculos químicos
Cálculos químicosCálculos químicos
Cálculos químicos
 
Estequiometria - Enem Já - Professor Erik
Estequiometria - Enem Já - Professor ErikEstequiometria - Enem Já - Professor Erik
Estequiometria - Enem Já - Professor Erik
 
hidrocarbonetos
hidrocarbonetoshidrocarbonetos
hidrocarbonetos
 
Reações orgânicas
Reações orgânicasReações orgânicas
Reações orgânicas
 

Destaque

Slides cap.3- Estequiometria: Cálculos com fórmulas e equações químicas
Slides cap.3- Estequiometria: Cálculos com fórmulas e equações químicasSlides cap.3- Estequiometria: Cálculos com fórmulas e equações químicas
Slides cap.3- Estequiometria: Cálculos com fórmulas e equações químicasEverlane1
 
Quimica333 hibridizacao do carbono
Quimica333 hibridizacao  do carbonoQuimica333 hibridizacao  do carbono
Quimica333 hibridizacao do carbonoEdlas Junior
 
Nomenclatura de las sales
Nomenclatura de las salesNomenclatura de las sales
Nomenclatura de las salesOyuuki Kei
 
Estequiometria
EstequiometriaEstequiometria
EstequiometriaOyuuki Kei
 
Slide 1 cálculos químicos
Slide 1   cálculos químicosSlide 1   cálculos químicos
Slide 1 cálculos químicossamuelr81
 
Apresentação de Seminário sobre Cromatografia Contra-Corrente
Apresentação de Seminário sobre Cromatografia Contra-CorrenteApresentação de Seminário sobre Cromatografia Contra-Corrente
Apresentação de Seminário sobre Cromatografia Contra-CorrenteProfª Alda Ernestina
 
Avaliação do Potencial Antioxidante e Caracterização Química das Frações Crom...
Avaliação do Potencial Antioxidante e Caracterização Química das Frações Crom...Avaliação do Potencial Antioxidante e Caracterização Química das Frações Crom...
Avaliação do Potencial Antioxidante e Caracterização Química das Frações Crom...Profª Alda Ernestina
 
Calculo estequiometrico
Calculo estequiometricoCalculo estequiometrico
Calculo estequiometricocon_seguir
 
Apresentação de proposta de projeto de pesquisa para exame de qualificação
Apresentação de proposta de projeto de pesquisa para exame de qualificaçãoApresentação de proposta de projeto de pesquisa para exame de qualificação
Apresentação de proposta de projeto de pesquisa para exame de qualificaçãoProfª Alda Ernestina
 
www.AulasDeQuímicaApoio.com - Química - Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
www.AulasDeQuímicaApoio.com  - Química -  Cálculo Estequimétrico (Parte 1)www.AulasDeQuímicaApoio.com  - Química -  Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
www.AulasDeQuímicaApoio.com - Química - Cálculo Estequimétrico (Parte 1)Aulas de Química Apoio
 
Apresentação de Proposta para Projeto de Pesquisa de Doutorado
Apresentação de Proposta para Projeto de Pesquisa de DoutoradoApresentação de Proposta para Projeto de Pesquisa de Doutorado
Apresentação de Proposta para Projeto de Pesquisa de DoutoradoProfª Alda Ernestina
 

Destaque (20)

Slides cap.3- Estequiometria: Cálculos com fórmulas e equações químicas
Slides cap.3- Estequiometria: Cálculos com fórmulas e equações químicasSlides cap.3- Estequiometria: Cálculos com fórmulas e equações químicas
Slides cap.3- Estequiometria: Cálculos com fórmulas e equações químicas
 
Estequiometria
 Estequiometria Estequiometria
Estequiometria
 
Estequiometria
EstequiometriaEstequiometria
Estequiometria
 
Estequiometria (1)
Estequiometria (1)Estequiometria (1)
Estequiometria (1)
 
Quimica333 hibridizacao do carbono
Quimica333 hibridizacao  do carbonoQuimica333 hibridizacao  do carbono
Quimica333 hibridizacao do carbono
 
Hibridização
HibridizaçãoHibridização
Hibridização
 
ESTEQUIOMETRÍA
ESTEQUIOMETRÍAESTEQUIOMETRÍA
ESTEQUIOMETRÍA
 
Estequiometria
EstequiometriaEstequiometria
Estequiometria
 
Teoria do Equilibrio
Teoria do EquilibrioTeoria do Equilibrio
Teoria do Equilibrio
 
Nomenclatura de las sales
Nomenclatura de las salesNomenclatura de las sales
Nomenclatura de las sales
 
Estequiometria
EstequiometriaEstequiometria
Estequiometria
 
Calculo
CalculoCalculo
Calculo
 
Slide 1 cálculos químicos
Slide 1   cálculos químicosSlide 1   cálculos químicos
Slide 1 cálculos químicos
 
Solubildade e Kps
Solubildade e KpsSolubildade e Kps
Solubildade e Kps
 
Apresentação de Seminário sobre Cromatografia Contra-Corrente
Apresentação de Seminário sobre Cromatografia Contra-CorrenteApresentação de Seminário sobre Cromatografia Contra-Corrente
Apresentação de Seminário sobre Cromatografia Contra-Corrente
 
Avaliação do Potencial Antioxidante e Caracterização Química das Frações Crom...
Avaliação do Potencial Antioxidante e Caracterização Química das Frações Crom...Avaliação do Potencial Antioxidante e Caracterização Química das Frações Crom...
Avaliação do Potencial Antioxidante e Caracterização Química das Frações Crom...
 
Calculo estequiometrico
Calculo estequiometricoCalculo estequiometrico
Calculo estequiometrico
 
Apresentação de proposta de projeto de pesquisa para exame de qualificação
Apresentação de proposta de projeto de pesquisa para exame de qualificaçãoApresentação de proposta de projeto de pesquisa para exame de qualificação
Apresentação de proposta de projeto de pesquisa para exame de qualificação
 
www.AulasDeQuímicaApoio.com - Química - Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
www.AulasDeQuímicaApoio.com  - Química -  Cálculo Estequimétrico (Parte 1)www.AulasDeQuímicaApoio.com  - Química -  Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
www.AulasDeQuímicaApoio.com - Química - Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
 
Apresentação de Proposta para Projeto de Pesquisa de Doutorado
Apresentação de Proposta para Projeto de Pesquisa de DoutoradoApresentação de Proposta para Projeto de Pesquisa de Doutorado
Apresentação de Proposta para Projeto de Pesquisa de Doutorado
 

Semelhante a CáLculo EstequioméTrico

1ºano Cálculo Estequiométrico.ppt
1ºano Cálculo Estequiométrico.ppt1ºano Cálculo Estequiométrico.ppt
1ºano Cálculo Estequiométrico.pptssuser46eea5
 
ESTEQUIOMETRIA DAS REAÇÕES QUIMICAS..ppt
ESTEQUIOMETRIA DAS REAÇÕES QUIMICAS..pptESTEQUIOMETRIA DAS REAÇÕES QUIMICAS..ppt
ESTEQUIOMETRIA DAS REAÇÕES QUIMICAS..pptFabianoSales13
 
Aula 02 - Estequiometria.pptx
Aula 02 - Estequiometria.pptxAula 02 - Estequiometria.pptx
Aula 02 - Estequiometria.pptxJosBorges56
 
04 estequiometria-100801162153-phpapp01
04 estequiometria-100801162153-phpapp0104 estequiometria-100801162153-phpapp01
04 estequiometria-100801162153-phpapp01ferfla10
 
www.AulasDeQuímicaApoio.com - Química - Cálculo Estequimétrico (parte 2)
www.AulasDeQuímicaApoio.com  - Química -  Cálculo Estequimétrico (parte 2)www.AulasDeQuímicaApoio.com  - Química -  Cálculo Estequimétrico (parte 2)
www.AulasDeQuímicaApoio.com - Química - Cálculo Estequimétrico (parte 2)Aulas de Química Apoio
 
Ff grau de pureza e rendimento
Ff grau de pureza e rendimentoFf grau de pureza e rendimento
Ff grau de pureza e rendimentoPaula Gouveia
 
Aula 01.1 - 9º Claretiano - Módulo 01 - Setor A.pptx
Aula 01.1 - 9º Claretiano - Módulo 01 - Setor A.pptxAula 01.1 - 9º Claretiano - Módulo 01 - Setor A.pptx
Aula 01.1 - 9º Claretiano - Módulo 01 - Setor A.pptxNivaldoJnior16
 
www.AulasParticularesApoio.Com - Química - Cálculo Estequiométrico (Parte 1)
www.AulasParticularesApoio.Com - Química -  Cálculo Estequiométrico (Parte 1)www.AulasParticularesApoio.Com - Química -  Cálculo Estequiométrico (Parte 1)
www.AulasParticularesApoio.Com - Química - Cálculo Estequiométrico (Parte 1)ApoioAulas ParticularesCom
 
2016 aulas 4 e 5 - progressao ext noite
2016   aulas 4 e 5 - progressao ext noite2016   aulas 4 e 5 - progressao ext noite
2016 aulas 4 e 5 - progressao ext noitepaulomigoto
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química -  Cálculo Estequimétrico (Parte 1)www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química -  Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Cálculo Estequimétrico (Parte 1)AulasEnsinoMedio
 
estequiometria-conceitoseaplicaes-140415075418-phpapp02.pdf
estequiometria-conceitoseaplicaes-140415075418-phpapp02.pdfestequiometria-conceitoseaplicaes-140415075418-phpapp02.pdf
estequiometria-conceitoseaplicaes-140415075418-phpapp02.pdfRicardoBrunoFelix
 
Ita2011 4dia
Ita2011 4diaIta2011 4dia
Ita2011 4diacavip
 
aula2estequiometria.pdf e mais do que um simples manual
aula2estequiometria.pdf e mais do que um simples manualaula2estequiometria.pdf e mais do que um simples manual
aula2estequiometria.pdf e mais do que um simples manualhensonmateus035
 

Semelhante a CáLculo EstequioméTrico (20)

1ºano Cálculo Estequiométrico.ppt
1ºano Cálculo Estequiométrico.ppt1ºano Cálculo Estequiométrico.ppt
1ºano Cálculo Estequiométrico.ppt
 
103
103103
103
 
ESTEQUIOMETRIA DAS REAÇÕES QUIMICAS..ppt
ESTEQUIOMETRIA DAS REAÇÕES QUIMICAS..pptESTEQUIOMETRIA DAS REAÇÕES QUIMICAS..ppt
ESTEQUIOMETRIA DAS REAÇÕES QUIMICAS..ppt
 
Aula 02 - Estequiometria.pptx
Aula 02 - Estequiometria.pptxAula 02 - Estequiometria.pptx
Aula 02 - Estequiometria.pptx
 
Ufba12qui2
Ufba12qui2Ufba12qui2
Ufba12qui2
 
04 estequiometria-100801162153-phpapp01
04 estequiometria-100801162153-phpapp0104 estequiometria-100801162153-phpapp01
04 estequiometria-100801162153-phpapp01
 
www.AulasDeQuímicaApoio.com - Química - Cálculo Estequimétrico (parte 2)
www.AulasDeQuímicaApoio.com  - Química -  Cálculo Estequimétrico (parte 2)www.AulasDeQuímicaApoio.com  - Química -  Cálculo Estequimétrico (parte 2)
www.AulasDeQuímicaApoio.com - Química - Cálculo Estequimétrico (parte 2)
 
Calculos quimicos
Calculos quimicosCalculos quimicos
Calculos quimicos
 
Ff grau de pureza e rendimento
Ff grau de pureza e rendimentoFf grau de pureza e rendimento
Ff grau de pureza e rendimento
 
Aula 01.1 - 9º Claretiano - Módulo 01 - Setor A.pptx
Aula 01.1 - 9º Claretiano - Módulo 01 - Setor A.pptxAula 01.1 - 9º Claretiano - Módulo 01 - Setor A.pptx
Aula 01.1 - 9º Claretiano - Módulo 01 - Setor A.pptx
 
www.AulasParticularesApoio.Com - Química - Cálculo Estequiométrico (Parte 1)
www.AulasParticularesApoio.Com - Química -  Cálculo Estequiométrico (Parte 1)www.AulasParticularesApoio.Com - Química -  Cálculo Estequiométrico (Parte 1)
www.AulasParticularesApoio.Com - Química - Cálculo Estequiométrico (Parte 1)
 
2016 aulas 4 e 5 - progressao ext noite
2016   aulas 4 e 5 - progressao ext noite2016   aulas 4 e 5 - progressao ext noite
2016 aulas 4 e 5 - progressao ext noite
 
Estequiometria
EstequiometriaEstequiometria
Estequiometria
 
"Somos Físicos" Estequiometria
"Somos Físicos" Estequiometria"Somos Físicos" Estequiometria
"Somos Físicos" Estequiometria
 
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química -  Cálculo Estequimétrico (Parte 1)www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química -  Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
www.AulasEnsinoMedio.com.br - Química - Cálculo Estequimétrico (Parte 1)
 
"Somos Físicos" Estequiometria
"Somos Físicos" Estequiometria"Somos Físicos" Estequiometria
"Somos Físicos" Estequiometria
 
estequiometria-conceitoseaplicaes-140415075418-phpapp02.pdf
estequiometria-conceitoseaplicaes-140415075418-phpapp02.pdfestequiometria-conceitoseaplicaes-140415075418-phpapp02.pdf
estequiometria-conceitoseaplicaes-140415075418-phpapp02.pdf
 
Ita2011 4dia
Ita2011 4diaIta2011 4dia
Ita2011 4dia
 
Ita2011 4dia
Ita2011 4diaIta2011 4dia
Ita2011 4dia
 
aula2estequiometria.pdf e mais do que um simples manual
aula2estequiometria.pdf e mais do que um simples manualaula2estequiometria.pdf e mais do que um simples manual
aula2estequiometria.pdf e mais do que um simples manual
 

Mais de Governo do Estado do Rio Grande do Sul

Mais de Governo do Estado do Rio Grande do Sul (20)

Genética: Noções de Hereditariedade
Genética: Noções de HereditariedadeGenética: Noções de Hereditariedade
Genética: Noções de Hereditariedade
 
Conceitos básicos de Genética
Conceitos básicos de GenéticaConceitos básicos de Genética
Conceitos básicos de Genética
 
Ecossistemas e Biomas
Ecossistemas e BiomasEcossistemas e Biomas
Ecossistemas e Biomas
 
Sistema Excretor (Urinário) Humano
Sistema Excretor (Urinário) HumanoSistema Excretor (Urinário) Humano
Sistema Excretor (Urinário) Humano
 
Gametogênese, Fecundação e Embriologia Humana
Gametogênese, Fecundação e Embriologia HumanaGametogênese, Fecundação e Embriologia Humana
Gametogênese, Fecundação e Embriologia Humana
 
Ecologia
EcologiaEcologia
Ecologia
 
Metodologia de projetos
Metodologia de projetosMetodologia de projetos
Metodologia de projetos
 
A crise ambiental - Seminário Integrado - CCTA
A crise ambiental - Seminário Integrado - CCTAA crise ambiental - Seminário Integrado - CCTA
A crise ambiental - Seminário Integrado - CCTA
 
Alimentação e nutrientes
Alimentação e nutrientesAlimentação e nutrientes
Alimentação e nutrientes
 
Mosquito em foco
Mosquito em focoMosquito em foco
Mosquito em foco
 
Ciências da Natureza IEEBA
Ciências da Natureza IEEBACiências da Natureza IEEBA
Ciências da Natureza IEEBA
 
Combate ao Aedes aegypti
Combate ao Aedes aegyptiCombate ao Aedes aegypti
Combate ao Aedes aegypti
 
Surto, Epidemia, Pandemia e Endemia
Surto, Epidemia, Pandemia e EndemiaSurto, Epidemia, Pandemia e Endemia
Surto, Epidemia, Pandemia e Endemia
 
Portfólio - Seminário Integrado
Portfólio - Seminário IntegradoPortfólio - Seminário Integrado
Portfólio - Seminário Integrado
 
Reprodução humana - 8º ano
Reprodução humana - 8º anoReprodução humana - 8º ano
Reprodução humana - 8º ano
 
Movimento e Medidas Astronômicas - 9º ANO
Movimento e Medidas Astronômicas - 9º ANOMovimento e Medidas Astronômicas - 9º ANO
Movimento e Medidas Astronômicas - 9º ANO
 
Sistema nervoso - 8º ANO
Sistema nervoso - 8º ANOSistema nervoso - 8º ANO
Sistema nervoso - 8º ANO
 
Lixo eletrônico e Tabela Periódica
Lixo eletrônico e Tabela PeriódicaLixo eletrônico e Tabela Periódica
Lixo eletrônico e Tabela Periódica
 
Sistema cardiovascular - 8º ano
Sistema cardiovascular - 8º anoSistema cardiovascular - 8º ano
Sistema cardiovascular - 8º ano
 
Atividades do PIBID Heloisa Louzada (Apresentação em Bagé 11/06)
Atividades do PIBID Heloisa Louzada (Apresentação em Bagé 11/06)Atividades do PIBID Heloisa Louzada (Apresentação em Bagé 11/06)
Atividades do PIBID Heloisa Louzada (Apresentação em Bagé 11/06)
 

Último

Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...MANUELJESUSVENTURASA
 
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do BrasilMary Alvarenga
 
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita PhytonAlgumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita PhytonRosiniaGonalves
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTEJoaquim Colôa
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 

Último (20)

Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
 
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil
19 de abril - Dia dos Povos Indígenas do Brasil
 
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita PhytonAlgumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
 

CáLculo EstequioméTrico

  • 2. Estequiometria É o estudo das relações quantitativas (átomos, moléculas, massa, volume) entre as substâncias que participam de uma reação química. Cálculo Estequiométrico Stoicheon = elemento metron = medida
  • 3. 1 Mol equivale : A um número de moléculas ou de átomos i gual a 6,02 x 10 23 . A Uma Massa que equivale a massa do átomo ou da molécula expressa em gramas . A um volume (nas CNTP, 22,4 litros )
  • 4. Relações Molares N 2 + 3H 2  2NH 3 Mol - 1Mol + 3Mol  2Mol Moléculas - 6 x10 23 + 18 x10 23  12 x10 23 Massa - 28g + 6g  34g Volume – 22,4L + 67,2L  44,8L
  • 5. Cálculo Estequiométrico Para resolver uma questão envolvendo cálculo estequiométrico devemos seguir três passos: 1º  conhecer a equação; 2º  Ajustar os coeficientes; 3º  Armar uma Regra de três;
  • 6.
  • 7. Ex.: Quantas Moléculas de água são produzidas a partir de 16g de oxigênio gás? 1º  H 2 + O 2  H 2 O 2º  2 H 2 + O 2  2 H 2 O x(moléculas)
  • 8. Identifique o dado do problema(aquilo que foi fornecido a fim de que você possa calcular o que foi pedido)... Ex.: Quantas Moléculas de água são produzidas a partir de 16g de oxigênio gás? 2 H 2 + O 2  2H 2 O 16(g) x(moléculas)
  • 9. Retire da equação os valores necessários para calcular seu x. Ex.: Quantas Moléculas de água são produzidas a partir de 16g de gás oxigênio ? 2 H 2 + O 2  2 H 2 O 16(g) x(moléculas) 32(g) 2 x 6,0.10 23 (moléculas)
  • 10.  
  • 11. x = 16 . 12,04 x 10 23 = 6,02 x 10 23 moléc. 32
  • 12. Relação Massa-Volume Ex.: Qual o volume de Amônia produzido nas CNTP por 12g de H 2 que reage com N 2 suficiente? 1º  N 2 + H 2  NH 3 2º  N 2 + 3 H 2  2 NH 3 6g 44,8 L 12g  x x = 12 . 44,8 = 89,6 L 6
  • 13. Relação Mol -Volume Ex.: Quantos mols de CO 2 são produzidos a partir de 44, 8L de CO? 1º  CO + O 2  CO 2 2º  CO + ½ O 2  CO 2 22,4L  1Mol 44,8L  x x = 44,8 . 1 = 2 Mol 22,4L
  • 14.  
  • 15.  
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 19.  
  • 20.
  • 21.
  • 22. Parte 1 (100%) 1º  CaCO 3  CaO + CO 2 100g  56g 100 t  56 t Resolução Parte 2 (Pureza) 100%  56 t 90%  X t X=50,4 t
  • 23.