Sapo sonhador

1.081 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.081
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sapo sonhador

  1. 1. O SAPO SONHADOR Cleuza Sarzêdas
  2. 2. Na beira de um pequeno lago vivia um sapo que sonhava ser rei para proteger seus irmãos. Queria que todos tivessem acesso à escola para aprender a ler e saber a razão de ter nascido e qual a participação de cada um no mundo.
  3. 3. Ele, como rei, casaria com sua namorada, uma linda sapinha de grandes olhos negros, que seria a rainha. Teriam muitos filhos e formariam uma grande família abençoada por Deus.
  4. 4. De repente, o sapo sonhador viu-se sentado num trono com enorme coroa sobre a cabeça e casado com a sapinha de olhos negros. Seus súditos eram os anfíbios e répteis. Ali morava a felicidade!
  5. 5. Mas o rei estava triste, pois sua esposa não queria filhos. Tentava convencê-la de que os filhos são o futuro da nação e que onde não há pequeninos falta alegria.
  6. 6. O rei foi chorar à beira do lago quando e viu um girino, filho de sapa com sapo. O pequenino colocou a cabecinha fora d’água e falou:
  7. 7. _Senhor rei, vivo triste neste lago porque não tenho ninguém. O senhor não quer ser meu pai? Juro ser obediente, estudar bastante, me alimentar o suficiente para crescer e ser bem sadio e nutrido.E, quando adulto, fazer de você um vovô bastante feliz.”
  8. 8. O rei se comoveu e disse que o adotaria, seu nome seria Girinino e no futuro seria o novo rei. A partir daquele dia, o rei, alegre, passou a ser visto junto do lago a conversar com o filho amado. Os dois brincavam e se divertiam por horas e horas.
  9. 9. Mas a rainha, enciumada com medo de perder o reinado, mandou pescar o girino e o colocou no mato, dentro de uma concha somente com água, na intenção de matá-lo de fome. O rei então mandou vasculhar todo o lago à procura do filho.
  10. 10. Os dias passaram e o rei voltou a ficar triste. Ele contornava o lago por várias vezes à procura de Girinino.
  11. 11. A saudade apertou tanto que ele adoeceu e foi chorar junto a um matagal próximo. Lá, já sem esperanças, debruçou-se sobre uma pequena concha como se fosse uma mesinha e, de repente, ouviu uma voz bem fraquinha: “ Paizinho, vem me buscar”.
  12. 12. Desesperado, o rei recomeçou a busca e encontrou a conchinha. Viu o pobre girino quase morto de fome, mas conseguiu salvá-lo. Ordenou aos seus guardas que não o deixassem só nunca mais. Em seguida, decidiu punir o malvado e perguntou a Girinino quem lhe fizera aquilo.
  13. 13. Mas o sapinho tinha bons sentimentos e não acusava ninguém, pois sabia do amor que o rei sentia pela rainha. Mentiu para que seu paizinho querido não sofresse: disse que um sapo malvado o enganou dizendo que o Rei o chamava e o trancou naquela concha.
  14. 14. Para não morrer de fome comeu os mosquitos que entravam pela abertura da concha.O rei ficou feliz ao encontrá-lo, abraçaram-se fortemente. Ainda com os bracinhos apertando o próprio peito, o sapo ouviu a voz da sua amada:
  15. 15. _“Vetusto! Acorda, seus filhos nasceram. Veja! são muitos.”
  16. 16. Sonolento e sob a ação do sonho, o sapo abriu os olhos devagar e viu muitos girinos nadando rapidamente de um lado a outro. Feliz, jogou-se ao lago entre os tantos filhos e cantou. “ Agora sim, sou um verdadeiro rei...”.

×