O q existe no universo

7.408 visualizações

Publicada em

Para o 7º ano de Ciências Físico-Químicas

Publicada em: Educação
1 comentário
6 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.408
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
170
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
213
Comentários
1
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O q existe no universo

  1. 1. PARA ALÉM DA TERRA… Escola Básica 2/3 prof. Alberto Nery Capucho Marinha Grande 25 de Setembro de 2011
  2. 2. Quando olhas para o céu, à noite, o que vês?
  3. 3. ESTRELAS, MILHARES DE ESTRELAS! MAS SERÃO SÓ ESTRELAS?
  4. 4. O SOL A LUAConjuntos de estrelas- as constelações Outros planetas… Estrelas….galáxias…
  5. 5. COMO SURGIU O UNIVERSO?
  6. 6. BIG BANG…
  7. 7. Qual a origem do universo? O Big Bang  Os físicos criaram um modelo para explicar o afastamento das galáxias umas das outras. Estas foram espalhadas devido a uma grande explosão, o Big Bang (Grande Explosão), que se deu no início do Universo, há cerca de 15 000 milhões de anos (figura). Nessa altura, os quasares estavam onde está hoje a Galáxia, se admitirmos (uma aproximação grosseira) que a sua velocidade de afastamento foi sempre constante! Ou melhor, tudo estava no mesmo sítio, o ponto de onde o universo nasceu. Há vários outros dados da observação que comprovam a teoria do Big Bang, pelo que os cientistas a consideram a teoria física do início do mundo. Dizemos que o universo está em expansão!
  8. 8. É difícil imaginar o Big Bang. Mas um modelo pode ajudarO balão dilata-se e os pontos marcados afastam-se à medida que se sopra.Com o universo passa-se algo semelhante.
  9. 9. ONDE ESTAMOS NO UNIVERSO? Sistema solar, muito longe A Terra, planeta azul A nossa galáxia - Via láctea
  10. 10. O QUE EXISTE NO UNIVERSO? GALÁXIAS
  11. 11. -são enormes agrupamentos de estrelas - cerca de 100 biliões(100 000 000 000 000), gases e poeiras. Podem ter diferentes tamanhos e formas - espiral, elípticas e irregulares. ESTRELAS GALÁXIAS ENXAME DE GALÁXIAS SUPERENXAME DE GALÁXIAS Esta é uma imagem doM 21 é um enxame aberto relativamente pouco aglomeradoestudado, apesar de ter sido descoberto no séc. de galáxiasXVIII por Charles Messier. Situa-se bastante perto designadodo plano da nossa galáxia, a cerca de 4000 anos- por ACOluz de distância de nós, não muito longe da 3627, situadonebulosa da Trífida (M 20). Estima-se que a sua a 250 milhõesidade seja de aproximadamente 10 milhões de de anos-luzanos. de distância.
  12. 12. GALÁXIAS Galáxia elípticaGaláxia em espiral Galáxia irregular
  13. 13. GALÁXIAS Via láctea e andrómeda O SOL que é a estrela do planeta Terra, pertence a uma galáxia em forma de espiral- A VIA LÁCTEA. Esta galáxia é constituída por Cerca de 100 000 000 000 (cem mil milhões) De estrelas, gases e poeiras. A VIA LÁCTEA pertence a um ENXAME de 30 Galáxias- O GRUPO LOCAL.
  14. 14. Grande nuvem de Magalhães – galáxia mais próxima da Via LácteaPequena nuvem de Magalhães Andrómeda
  15. 15. Colisão de galáxias
  16. 16. QUAL A DIFERENÇA ENTRE ESTRELAS E PLANETAS?? AS ESTRELAS TÊM LUZ PRÓPRIA OS PLANETAS NÃO TÊM LUZ PRÓPRIA
  17. 17. SOLa estrela que nos ilumina e aquece.NUNCA OLHES PARA O SOL!
  18. 18. PLANETAS - corpos iluminados, que não têm luz própria, mas emitem a luz querecebem das estrelas.
  19. 19. CONSTELAÇÕESBetelgeuse, a estrela mais brilhante da constelação Orion
  20. 20. Constelação de ursa maior
  21. 21. Ursa menor
  22. 22. Cassiopei a
  23. 23. estrelas estrelasAs estrelas nascem, vivem e morrem!A figura compara os diferentes ciclos evolutivos das estrelas. Na parte central umanebulosa dá origem a estrelas com diferentes massas. Na parte esquerda da figuraestá representado o ciclo evolutivo de uma estrela de pequena massa (como o Sol),que terminará a sua vida como uma anã branca. Na parte direita está representado ociclo de vida de uma estrela de grande massa que pode terminar a sua vida comouma estrela de neutrões ou um buraco negro.
  24. 24. NEBULOSAS- são formadas por mantosde gases e poeiras onde podem nascer,existir e morrer estrelas M 43, também conhecida por NGC 1982, é uma parte da Grande Nebulosa de Orion, M 42, estando separada da nebulosa principal por uma faixa escura de poeira.
  25. 25. Anãs brancas- Pode-se dizer que as anãs brancas são estrelas que já se"apagaram". Depois de esgotarem o seu combustível, as reacções termonucleares noseu interior cessam, pelo que estas estrelas entram numa fase de arrefecimento gradualao longo do tempo. Nesta imagem obtida pelo Telescópio Hubble de uma pequenaregião perto do centro do aglomerado globular M 4, os investigadores descobriram umgrande número de anãs brancas, assinaladas na imagem por um círculo. O nossopróprio Sol, dentro de cerca de 5 mil milhões de anos, entrará na fase de anã branca,altura em que não terá mais capacidade de produzir energia nuclear. Nem todas asestrelas terminam a sua vida sob a forma de anãs brancas. Pensa-se que só aquelasque têm uma massa semelhante à do Sol é que desaparecerão sob esta forma discreta.O estudo sobre a forma destes objectos arrefecerem pode fornecer importantesinformações sobre as suas idades e sobre todo o processo de evolução estelar.
  26. 26. QUASARES-corpos longínquos queemitem enormes quantidades deenergia, daí serem muito brilhantes.
  27. 27. QUASARES
  28. 28. SUPERNOVASestrelas de grandes dimensõesque morrem com uma violentaEXPLOSÃO.
  29. 29. A luz emitida pela supernova Cassiopeia ilumina a poeira ambiente à sua volta. À medida que o tempopassa, a poeira mais afastada vai-se iluminando, dando a sensação de movimento, e proporcionando acaptação de imagens como esta. Esta imagem é uma composição de imagens de raios-X, deinfravermelho e imagens ópticas. As imagens de infravermelho foram obtidas pelo Telescópio EspacialSpitzer e permitiram a descoberta dos diferentes ecos de luz. Cassiopeia A estende-se por cerca de 125anos-luz e situa-se a mais de 10000 anos-luz de distância, na direcção da constelação Cassiopeia que lhedá o nome.
  30. 30. Buracos negros- região do espaçoonde há uma concentração de muita matéria numvolume muito pequeno (muito denso). Essa regiãoatrai tudo o que está próximo e nem a luz escapa.Os buracos negros podem resultar da morte deestrelas de grande dimensão.
  31. 31. ESTRELA DE NEUTRÕES ou PULSARS – aglomerado de partículasFortemente agrupadas que resta após a explosão de uma supernova.Emitem muitas radiações – raios X- que se detectam em radiotelescópios.
  32. 32. Asteróides – designam-se também por planetas menores ou planetóides. Sãopedaços rochosos ou metálicos com diâmetros inferiores a 200 Km.
  33. 33. Asteróide EROS
  34. 34. Cometas- aglomerados de poeiras, gases solidificados e gelo. Possuem um núcleo e uma cabeleira com uma ou mais caudas Cometa Halley
  35. 35. METEORÓIDES- Fragmentos de matéria que se desprendem dos cometas METEOROS- Os fragmentos que se extinguem na atmosfera terrestre (ardem completamente).METEORITOS- Fragmentos que atingem a TerraPodem causar danos ou crateras de grande dimensão.
  36. 36. Agora é a tua vez!Faz um trabalho de pesquisa sobre um dos corpos que existam no universo! FIM

×