Semiótica & quadrinhos: O caso do bibliotecário Lucien Nome: Daniel de Oliveira Costa Orientador: Waldomiro Vergueiro
Objetivos específicos <ul><li>Entender, por meio da analise semiotica, se o personagem Lucien é uma representação positiva...
Justificativa <ul><li>Conceitos básicos: </li></ul><ul><li>Mídia de massa </li></ul><ul><li>Tipificação </li></ul>
Metodologia <ul><li>Semiótica Peirceana </li></ul><ul><li>Relação triádica dos signos: Signo, Representamem e Interpretant...
Objeto de análise <ul><li>Sandman, de Neil Gaiman </li></ul><ul><li>- Publicada de 1989 até 1996, totalizando 75 edições <...
LUCIEN
 
 
 
 
Bibliografia <ul><li>BIBLIOGRAFIA </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>CIRNE, Moacyr.  Linguagem dos ...
Bibliografia <ul><li>GAIMAN, Neil.  Sandman : Vidas Breves. São Paulo: Conrad, 2007.  264 p. </li></ul><ul><li>  </li></ul...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Semiótica nos quadrinhos: O caso do bibliotecário Lucien - Daniel de Oliveira Costa

2.772 visualizações

Publicada em

Apresentação de Daniel de Oliveira Costa sobre "Semiótica nos quadrinhos: O caso do bibliotecário Lucien" no projeto Biblio.lab da V Semana de Biblioteconomia da ECA/USP. Data: 29 de setembro de 2010.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.772
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
319
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Semiótica nos quadrinhos: O caso do bibliotecário Lucien - Daniel de Oliveira Costa

  1. 1. Semiótica & quadrinhos: O caso do bibliotecário Lucien Nome: Daniel de Oliveira Costa Orientador: Waldomiro Vergueiro
  2. 2. Objetivos específicos <ul><li>Entender, por meio da analise semiotica, se o personagem Lucien é uma representação positiva ou não, dos profissionais bibliotecários. </li></ul>
  3. 3. Justificativa <ul><li>Conceitos básicos: </li></ul><ul><li>Mídia de massa </li></ul><ul><li>Tipificação </li></ul>
  4. 4. Metodologia <ul><li>Semiótica Peirceana </li></ul><ul><li>Relação triádica dos signos: Signo, Representamem e Interpretante </li></ul><ul><li>- As 3 categorias de Peirce: Primeiridade, Secundidade e Terceiridade </li></ul><ul><li>Semiótica da Narrativa de Greimas: </li></ul><ul><li>- Análise Semica </li></ul><ul><li>- Análise de narrativa </li></ul>
  5. 5. Objeto de análise <ul><li>Sandman, de Neil Gaiman </li></ul><ul><li>- Publicada de 1989 até 1996, totalizando 75 edições </li></ul><ul><li>Sinopse: Sonho é o governante do Sonhar. Ele é um Perpétuo - os Perpétuos ( the Endless ) são manifestações antropomórficas de aspectos comuns a todos os seres vivos: Destino, Morte, Sonho , Destruição, Desejo, Desespero e Delírio. Os 7 perpétuos não são deuses, mas sim entidades além, responsáveis pelo ordenamento da realidade conhecida. Só sua existência mantém coeso o universo físico e todos os seres vivos. </li></ul>
  6. 6. LUCIEN
  7. 11. Bibliografia <ul><li>BIBLIOGRAFIA </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>CIRNE, Moacyr. Linguagem dos quadrinhos : o universo estrutural. Petrópolis: Vozes, 1971. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>EISNER, Will. Quadrinhos e arte seqüencial . São Paulo: Martins Fontes, 1995. 154 p. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>GAIMAN, Neil. Sandman : Prelúdios e Noturnos. São Paulo: Conrad, 2005. 248 p. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>GAIMAN, Neil. Sandman : A Casa de bonecas. São Paulo: Conrad, 2005. 240 p. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>GAIMAN, Neil. Sandman : Terra dos Sonhos. São Paulo: Conrad, 2005. 168 p. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>GAIMAN, Neil. Sandman : Estação das Brumas. São Paulo: Conrad, 2006. 232 p. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>GAIMAN, Neil. Sandman : Um Jogo de Você. São Paulo: Conrad, 2006. 192 p. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>GAIMAN, Neil. Sandman : Fábulas e Reflexões. São Paulo: Conrad, 2006 </li></ul><ul><li>272 p. </li></ul><ul><li>    </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  8. 12. Bibliografia <ul><li>GAIMAN, Neil. Sandman : Vidas Breves. São Paulo: Conrad, 2007. 264 p. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>GAIMAN, Neil. Sandman : Fim dos Mundos. São Paulo: Conrad, 2007. 176 p. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>GAIMAN, Neil. Sandman : Entes Queridos. São Paulo: Conrad, 2008. 360 p. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>GAIMAN, Neil. Sandman : Despertar. São Paulo: Conrad, 2008. 200 p. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>HELBO, André. Semiologia da representação : teatro, televisão, história em quadrinhos. São Paulo: Cultrix, 1980. 189 p. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>MCCLOUD, Scott. Desvendando os quadrinhos . São Paulo: M. Books, 2004. 266 p. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>MCCLOUD, Scott. Reinventando os quadrinhos . São Paulo: M. Books, 2005. 260 p. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>RAMA, Ângela. Como usar as histórias em quadrinhos na sala de aula . São Paulo: Contexto, 2005. 65 p. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>RAMOS, Paulo. A leitura dos Quadrinhos . São Paulo: Contexto, 2009. 160 p. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>SANTAELLA, Lúcia. Estética : de Platão a Pierce. São Paulo: Experimento, 2000. 220 p. </li></ul><ul><li>  </li></ul>

×