Encontro Fraterno Regional 2014

305 visualizações

Publicada em

A pedido da Coordenação Regional da 2ª RF, a OSCAL (C.A.E) elaborou essa proposta de trabalho para o seu 1º Encontro Regional de 2014.

O tema selecionado busca enfocar as diretrizes superiores que orientam o Movimento Espírita Brasileiro e a FEB, bem como o Movimento da Fraternidade e a OSCAL, destacando suas relações de pertencimento e complementariedade no grande projeto espiritual destinado ao “Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho”.

OBJETIVO GERAL: Refletir sobre a importância da integração entre o Movimento Espírita Brasileiro e o Movimento da Fraternidade.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
305
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
16
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Encontro Fraterno Regional 2014

  1. 1. “BRASIL, CORAÇÃO DO MUNDO, PÁTRIA DO EVANGELHO” Qual a contribuição do Movimento Espírita nesse projeto? Busca enfocar as diretrizes superiores que orientam o Movimento Espírita Brasileiro e a FEB, bem como o Movimento da Fraternidade e a OSCAL, destacando suas relações de pertencimento e complementariedade no grande projeto espiritual destinado ao Brasil. OSCAL - 2014
  2. 2. ENCONTRO REGIONAL FRATERNO “Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho” APRESENTAÇÃO E JUSTIFICATIVA A pedido da Coordenação Regional da 2ª RF, a OSCAL (C.A.E) elaborou essa proposta de trabalho para o seu 1º Encontro Regional de 2014. O tema selecionado busca enfocar as diretrizes superiores que orientam o Movimento Espírita Brasileiro e a FEB, bem como o Movimento da Fraternidade e a OSCAL, destacando suas relações de pertencimento e complementariedade no grande projeto espiritual destinado ao “Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho”. OBJETIVO GERAL Refletir sobre a importância da integração entre o Movimento Espírita Brasileiro e o Movimento da Fraternidade. OBJETIVOS ESPECÍFICOS  Dar a conhecer as diretrizes superiores que regem estas frentes de trabalho, suas confluências e especificidades, bem como o mútuo engajamento no projeto espiritual destinado ao Brasil.  Trabalhar sobre o senso comum construído a respeito dos propósitos do Movimento Espírita Brasileiro, da FEB, do Movimento da Fraternidade e da OSCAL, de modo a esclarecer o equívoco histórico que atribui à esta última a orquestração de um “movimento paralelo”.  Reforçar o princípio adotado pela OSCAL de incentivar seus associados ao intercâmbio com os órgãos federativos do Movimento Espírita, na busca de mútua cooperação.  Destacar as especificidades do Movimento da Fraternidade e da OSCAL, em particular a responsabilidade para com a CIFRATER, obra comum aos Grupos de Fraternidade Espíritas.  Destacar na metodologia do MOFRA, a partir do PTP (Programa de Trabalho Permanente), a sua característica de formar trabalhadores para a seara de Jesus e não somente adeptos do Espiritismo.  Refletir sobre a trajetória do MOFRA e resgatar sua identidade e propósitos originais. 2
  3. 3. ENCONTRO REGIONAL FRATERNO “Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho” PROGRAMA 1. Abertura: Hino, Prece.(5 min). 2. Apresentação em Power Point do tema “Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho”; tendo por referência bibliográfica: Humberto de Campos, obra de mesmo título. (30 min). 3. Atividade em Grupo: Reflexão sobre as diretrizes. (50 min). Atividade de múltipla escolha, cuja finalidade é levantar junto aos participantes a compreensão que eles trazem sobre o assunto. Será gerado, ao seu final, um gabarito em cada grupo, que será comparado ao gabarito preenchido a partir das fontes de referência. Tais resultados não visam aferir o certo e o errado, mas sim destacar as semelhanças e congruências, o que muitas vezes pode gerar confusão de papéis; bem como, destacar as particularidades, enfatizando as identidades institucionais. 4.Palavra do Fraternista: Reflexões individuais a partir de um texto de referência. (45 min). Designar-se-á alguém que fará a leitura para todos, enquanto cada um a acompanhará com sua cópia. Ao final, será dada a palavra a quem queira manifestar seu pensamento a respeito do que lhe parecer relevante. É um momento sensível, quando podem ocorrer testemunhos e expressões de grande sentimento e idealismo. Colabora com a formação de ambiente espiritualizante preparatório à Palavra da Espiritualidade. O texto de referência “Cifrater, 50 Anos” é uma compilação de versos extraídos de antigas mensagens espirituais poéticas, reconhecidas pela OSCAL, referentes ao MOFRA. 5. Palavra da Espiritualidade. (50 min). 6. Encerramento: Agradecimento, avisos, prece final e hino. 7. Almoço 3
  4. 4. ENCONTRO REGIONAL FRATERNO “Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho” APRESENTAÇÃO POWER POINT (em anexo) ATIVIDADE EM GRUPO Nestas páginas estão compiladas as diretrizes do Movimento Espírita Brasileiro, da OSCAL, do Movimento da Fraternidade e da FEB, dispostas de forma aleatória. Os grupos deverão agrupá-las, assinalando: (A) para Movimento Espírita Brasileiro; (B) para OSCAL, (C) para Movimento da Fraternidade e (D) para FEB. 1 - Busca a vivência da fraternidade em todas as ações. 2 - Seu trabalho baseia-se nos princípios de fraternidade, solidariedade, liberdade e responsabilidade que a Doutrina Espírita preconiza. 3 - Oferece a Doutrina Espírita ao ser humano por meio do seu estudo, prática e difusão, pela união solidária dos espíritas e unificação das instituições espíritas, contribuindo para a formação do homem de bem. 4 - É a união voluntária de criaturas conscientes que, sob a égide de Jesus Cristo, se propõe a espalhar, à luz da Doutrina Espírita codificada por Allan Kardec, a verdade do Evangelho e praticá- la junto aos irmãos em humanidade, convivendo com a dor e compadecendo-se dela, levando ao desamparado o calor fraternal e ao doente ou carenciado a visitação, o remédio, o repouso, as vestes, a água e o pão. 5 - Busca realizar a integração e a participação das Instituições Espíritas nas atividades, sempre voluntárias e conscientes, em nível de igualdade, sem subordinação, respeitando e preservando a independência, a autonomia e a liberdade de ação de que desfrutam. 6 – Sua atuação fundamenta-se na proposta trazida pela Espiritualidade, a partir de 1983, então adotada como PTP – Programa de Trabalho Permanente. 7 - Compreende que em todas as atividades deve ser sempre estimulado o estudo metódico, constante e aprofundado das obras de Allan Kardec, que constituem a Codificação Espírita, enfatizando-se as bases em que a Doutrina Espírita se assenta. 8 – Ampara o irmão, vendo nele um Espírito em evolução, buscando conscientizá-lo de sua realidade espiritual, incentivando-o ao soerguimento e às conquistas espirituais, visando transformá-lo da condição de atendido a atendente, de pedinte a doador, procurando integrá-lo no quadro de trabalhadores do Cristo. 9 – Estabelece programas de trabalho, acompanha e orienta as ações da Cidade da Fraternidade, contribuindo na edificação, consolidação e no alargamento de suas fronteiras espirituais. 10 - Todo e qualquer programa ou material de apoio colocado à disposição das Instituições Espíritas não terão aplicação obrigatória, ficando a critério das mesmas adotá-los ou não, parcial ou totalmente, ou adaptá-los às suas próprias necessidades ou conveniências. 11 – Incentiva a administração colegiada, sistêmica, participativa e democrática. 4
  5. 5. ENCONTRO REGIONAL FRATERNO “Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho” 12 - Tem o Estatuto Social e moral evangélica norteando as ações institucionais, inclusive nas parcerias e convênios com terceiros e poder público. 13 - Ajuda ao próximo, contribuindo, no que puder, para amenizar os problemas sociais da comunidade. 14 - Compreende a educação como caminho para a libertação do Ser. 15 - Tem por objetivo maior colocar, em todas as atividades, com simplicidade e clareza, a mensagem consoladora e orientadora da Doutrina Espírita ao alcance e a serviço de todos, especialmente dos mais simples, por meio do estudo, da oração e do trabalho. 16 – Caracteriza-se por oferecer sem exigir compensações, ajudar sem criar condicionamentos, expor sem impor resultados e unir sem tolher iniciativas, preservando os valores e as características individuais tanto dos homens como das Instituições. 17 – Através da transfusão de energias fisiopsíquicas (tarefa de passes), busca promover o alívio ou a cura da dor, além da evolução e espiritualização do atendido, segundo o modelo ensinado por Jesus aos seus Apóstolos. 18 - Assume o Evangelho de Jesus e a Doutrina Espírita como bases para a vida. 19 - Compreende a Assistência Social Espírita como instrumento de amparo e de transformação moral do Ser. 20 – Resume-se na prática do “amai-vos uns aos outros”, fazendo da solidariedade e da paz os instrumentos para a expansão do amor universal entre as criaturas. 21 – Incentiva a vivência da fraternidade a partir dos lares espíritas, de modo a abrirem suas portas para a adoção ou acolhimento temporário de crianças; abrigo ao irmão necessitado em qualquer área e, na impossibilidade disso, propiciar assistência social e recursos a uma família necessitada. 22 - Coordena as ações de seus associados, objetivando a edificação da obra comum a todos eles, ou seja, a Cidade da Fraternidade – CIFRATER. 23 – Trabalha pela formação de ambiente espiritualizante e contribuir na sensibilização do próximo mais próximo. 24 – Recomenda a exposição pedagógica e sistematizada dos temas relativos à codificação Kardequiana nos seus aspectos filosófico, científico e religioso, formando adeptos conscientes, ensejando-lhes recursos para divulgar o Evangelho de Jesus e promover a sua reforma íntima. 25 - Preserva em todas as atividades, aos que delas participam, o natural direito de pensar, de criar e de agir que a Doutrina Espírita preconiza, assentando-se, todavia, todo e qualquer trabalho, nas obras da Codificação Kardequiana. Fontes de Referência: 5
  6. 6. ENCONTRO REGIONAL FRATERNO “Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho” • Estatuto Social da OSCAL • Site Oficial da FEB - http://www.febnet.org.br/ GABARITO DE REFERÊNCIA PARA PROJEÇÃO: 1 B 6 B 11 B 16 A 21 C 2 A 7 D 12 B 17 C 22 B 3 A 8 C 13 C 18 B 23 C 4 C 9 B 14 B 19 B 24 C 5 A 10 A 15 D 20 C 25 A 6 GABARITO
  7. 7. ENCONTRO REGIONAL FRATERNO “Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho” GABARITO EM BRANCO PARA IMPRESSÃO 1 6 11 16 21 2 7 12 17 22 3 8 13 18 23 4 9 14 19 24 5 10 15 20 25 1 6 11 16 21 2 7 12 17 22 3 8 13 18 23 4 9 14 19 24 5 10 15 20 25 7 GABARITO GABARITO
  8. 8. ENCONTRO REGIONAL FRATERNO “Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho” CIFRATER, 50 ANOS! Comemoremos "voltando às origens", resgatando o clamor utópico mais alto de um mundo melhor e mais fraterno, de uma sociedade mais justa que protege suas crianças e ampara os filhos do calvário. CIFRATER, 50 ANOS... Recordemos a primeira mensagem de Altino, em 1946: "Minha missão é de fraternidade! Pretendemos organizar um movimento de renovação que se estenderá por todo o Brasil”. Desde então, nossas vidas mudaram para sempre! Aprendemos a ver a manjedoura singela em todos os berços torturados do mundo; a sentir a presença de Jesus junto aos enfermos e vencidos da Terra... E descobri-Lo crucificado nos que padecem agravo e perseguição, abandono e miséria. CIFRATER, 50 ANOS... Olhamos em frente, e depois a extensão palmilhada: é igual a distância, estamos pois, a meio do caminho, achando, porém, mais longa a estrada... Regozijemo-nos pelos êxitos alcançados! E da colina de trabalho em que nos encontramos voltemos os olhos para os campos que devemos cultivar, a fim de fornecermos a Deus fartas colheitas de paz, harmonia e legítima fraternidade! CIFRATER, 50 ANOS... 8
  9. 9. ENCONTRO REGIONAL FRATERNO “Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho” A fase da caridade simplesmente já passou... Desejamos experimentar a civilização do futuro, executar antecipadamente uma nova sociedade amadurecer o comportamento cristão-espírita para a formação da nova personalidade humana, fomentada no Evangelho, capaz de ações e sentimentos puros, a servir de exemplo aos homens. CIFRATER, 50 ANOS... Finalmente compreendemos que poderemos encetar grandiosas obras no campo da fraternidade universal, erigir cidades de beleza e real necessidade; mas é necessário que antes das cidades erigidas haja a construção do Evangelho no nosso próprio coração. CIFRATER, 50 ANOS... É hora de despertar do sonho embriagante e buscar uma luz para o caminho que nos leve de volta às origens e à realidade, para um mundo melhor. Não mais 22.000 crianças na CIFRATER, Apenas uma em cada lar fraternista, ou mais um lar tornado cristão e, em coro, repetir com nosso Chico: "Que alegria, irmão, descobrir a família da eternidade!" CIFRATER, 50 ANOS... É hora de honrarmos o nosso compromisso de plantarmos a semente do auxílio ao próximo nos lares do mundo, através do exemplo que convence e arrasta. De provar que a Cidade da Fraternidade é real, pois cada lar que adotar um pequenino largado à mingua nas encruzilhadas do egoísmo humano e auxiliar uma nova família a se iluminar com a peregrina luz do Evangelho, estará vivendo em comunhão com o seu ideal e dilatando suas fronteiras, que são espirituais. CIFRATER, 50 ANOS... Não estamos mais à frente do nosso tempo. Poderosas falanges do bem prosseguem, operosas na edificação do Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho e hoje, muitos sonham e esperam o que, outrora, apenas nós sonhávamos. Uma nova aurora desponta no horizonte e seus clarões já iluminam as consciências despertas. É preciso realizar para avançar! CIFRATER, 50 ANOS... 9
  10. 10. ENCONTRO REGIONAL FRATERNO “Brasil, Coração do Mundo, Pátria do Evangelho” Embora o tempo brade aos nossos ouvidos mortais os remorsos do tempo dissipado, lutemos amigos! É pela luta e pelo trabalho que nasce a edificação! Renovemos nossos lares, novos lares, transformando-os em oficinas vivas da fraternidade, pois uma obra de amor se constrói não apenas com pedras e moedas, mas com sentimentos e intenções e há de realizar-se primeiro no coração humano, para depois concretizar-se na matéria. CIFRATER, 50 ANOS! 10

×