Doenças Cardiovasculares

43.834 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Negócios
1 comentário
3 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
43.834
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
28
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
869
Comentários
1
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Doenças Cardiovasculares

  1. 1. Alimentação e estilos de vida saudáveis:<br />Doenças Cardiovasculares<br />No âmbito do tema geral de área de projecto da escola:<br />“Educação para a Saúde”<br />Trabalho realizado por:<br />Daniel Mendes Nº11<br />Fábio Baptista Nº13<br />Mais informações em: http://defenderocoracao.blogspot.com<br />
  2. 2. Introdução<br />
  3. 3. O que são as doenças cardiovasculares? <br />Cardio = Coração<br />Vasculares = Vasos sanguíneos<br />As doenças Cardiovasculares são doenças que afectam o sistema circulatório, não o permitindo funcionar e bloqueando-o. As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte em Portugal. Na maioria dos casos são originadas pela influência de uma alimentação desequilibrada e à base de gorduras. (Fast food) .<br />
  4. 4. A Trombose<br /> A Trombose é a formação de um coágulo sanguíneo (tromba) numa veia sanguínea. Pode ocorrer quando uma veia é atacada por uma infecção ou um trauma. Se a causa da agressão for uma bactéria, eventualmente a tromba pode se desintegrar. <br />Alternativamente, toda a tromba pode desprender-se, principalmente na origem da infecção e ser carregada através do sistema circulatório até que alcance uma veia sanguínea muito estreita para passar. <br />Fluxo sanguíneo<br />Válvula<br /> Se isso acontecer, a tromba prende-se e <br />instantaneamente bloqueia a circulação , um factor conhecido como embolismo.<br />As consequências clínicas de um embolismo depende de onde ele ocorre. Se ocorrer na artéria coronária (artéria do coração) , pode ocorrer um ataque cardíaco. <br />Coágulo sanguíneo<br />
  5. 5. Factores de risco da Trombose <br /><ul><li>Pessoas com idade superior a 40 anos (a incidência aumenta com a idade);
  6. 6. Obesidade;
  7. 7. Varizes;
  8. 8. Casos anteriores de trombose (carácter recorrente);
  9. 9. Casos anteriores em membros da família (carácter genético);
  10. 10. Pessoas portadoras de anormalidade genética do sistema de coagulação (.</li></ul>Como Prevenir <br /><ul><li>Não usar roupas e calçado apertado; 
  11. 11. Não ficar quieto quando se está sentado. Mudar de posição com frequência (facilita a circulação); 
  12. 12. Evitar cruzar as pernas (dificulta a circulação do sangue); 
  13. 13. Beber líquidos, como água e sumos (evita a desidratação); 
  14. 14. Evitar o uso de comprimidos para dormir; 
  15. 15. Evitar o uso de bebidas alcoólicas (evita sonolência e desidratação); 
  16. 16. Andar a pé, sempre que possível e seguro; 
  17. 17. Fazer exercícios com as pernas: movimentos de flexão, extensão e rotação dos pés durante 3 a 4 minutos a cada hora. </li></li></ul><li>Arteriosclerose<br />- A Arteriosclerose é uma doença crónica, de desenvolvimento lento e progressivo. <br />- Caracterizada pela falta de flexibilidade das artérias, resultante do alargamento e endurecimento das paredes em determinadas zonas do corpo. É mais frequente nos homens e idosos.<br />  <br />- A arteriosclerose atinge as artérias de grande e médio calibre, desencadeada pela acumulação de gordura, cálcio e outras substâncias nas paredes internas das artérias. A zona onde há a acumulação chama-se de placa. Esta reduz o calibre da artéria provocando diminuição da quantidade de sangue que consegue passar e por consequente aumento do esforço do coração para bombear. Este esforço provoca hipertensão arterial. <br />- A superfície interna da artéria é lisa. Com aterosclerose torna-se irregular, o que constitui um obstáculo à circulação e facilita a formação de coágulos (trombos) no local da placa entupindo totalmente ou parte da artéria diminuindo a passagem do sangue. <br />
  18. 18. Factores de risco da Arteriosclerose<br /><ul><li>Pessoas com a idade compreendida nos 50 a 70;
  19. 19.  Sexo masculino até +/- 50 anos. As mulheres após a menopausa igualam;
  20. 20.  A hipertensão arterial altera a superfície interna das artérias, favorecendo a formação de trombos;
  21. 21.  O tabaco aumenta de uma forma bastante considerável o risco. Se o doente deixar de fumar melhora a evolução da doença;
  22. 22.  O colesterol elevado no sangue aumenta o risco de depositar o excesso nas paredes das artérias obstruindo-as;
  23. 23. Ingestão de gordura em excesso na alimentação;
  24. 24.  Hereditariedade (Não é genético mas há uma alteração metabólica em algumas famílias tornando-as mais propensas);
  25. 25. Vida sedentária (A actividade física reduz o colesterol e melhora a circulação).</li></ul>Como prevenir<br />- Evitar sempre que possível alimentos gordurosos (gordura animal) como carne de porco, toucinho, banha de porco, pele de frango, etc.<br /> <br />- Evitar cigarro e bebidas alcoólicas em excesso;<br /> <br />- Manter uma alimentação balanceada, evitando a obesidade;<br /> <br />- Verificar a pressão arterial com freqüência, principalmente após os 40 anos de idade;<br /> <br />- Utilizar sempre que possível cápsulas de sementes de uva em pó;<br /> <br />- Ingerir frutas e verduras;<br /> <br />- Realizar exame de dosagem do colesterol no sangue sempre que possível;<br /> <br />
  26. 26. Enfarte<br />Enfarte agudo do miocárdio, popularmente conhecido como ataque cardíaco, é o processo de morte da parte do músculo cardíaco (coração), por falta da quantidade adequada de nutrientes e oxigénio. <br />É causado pela redução do fluxo sanguíneo coronário de magnitude e duração suficiente para não ser compensado pelas reservas orgânicas.<br />Lento e silencioso - O enfarte é a consequência de um mal de evolução lenta e silenciosa. Muitos acreditam que seria suficiente levar uma vida saudável para manter o coração saudável. Obviamente, fugir dos factores de risco é um cuidado essencial neste caso. Mas isso não chega. É preciso ter em conta outros factores, como os genéticos. Homens e mulheres com histórico de enfarte na família devem redobrar a atenção. <br />
  27. 27. Factores de risco do Enfarte<br />- Tabagismo ou hábito de fumar. <br />- Hipertensão arterial. <br />- Colesterol Elevado. <br />- Excesso de peso e obesidade. <br />- Nula prática de exercício físico <br />- Diabetes (glicose aumentada no sangue). <br />Como Prevenir <br />- A prevenção do enfarte do miocárdio tem por base o controlo de todos os factores de Risco abordados acima : diabetes, hipertensão arterial, tabagismo, obesidade, sedentarismo, stress.- Uma vida saudável com a prática regular de Exercício físico e uma alimentação cuidada são a forma mais eficaz de prevenir o aparecimento de doença.<br />
  28. 28. Conclusão<br />
  29. 29. Bibliografia<br />Internet:<br />http://www.solidariedade.pt/sartigo/index.php?x=266<br />http://www.enfarte.com/enfarte-controlo-dos-factores-de-risco.html<br />http://pt.wikipedia.org/wiki/Doenças_cardiovasculares<br />Http://pt.shvoong.com/medicine-and-health/investigative-medicine/258039-trombose/<br />http://abobado.files.wordpress.com/2008/09/tromboseilustracao-thumb.jpg<br />http://www.conhecersaude.com/idosos/3052-Arteriosclerose.html<br />http://www.youtube.com/watch?v=gGrDAGN5pC0&feature=fvsr<br />http://www.enfarte.com/<br />http://www.bancodesaude.com.br/infarto-miocardio/fatores-risco-infarto-agudo-miocardio<br />http://tudoave.com/infarto.htm<br />http://www.youtube.com/watch?v=ZfXYjLINRKY&feature=related<br />http://www.saudinha.com/parcerias/revista_imprensa/medicosdeportugal/2007/mp_2007_07_17_617_k.htm<br /> <br />

×