Não guardo mágoa,mas guardo todo o resto…Mariana Nobre
Passei a querer disseminar, de algumaforma, o quanto era importanterecuperar o passado. E eu sabia que estepensamento esta...
Comecei a escrever sobre a culturada “volta ao passado” (vintage eretrô) para o site da revista Gloss.Foram 2 anos em uma ...
Outro assunto que comecei adisseminar na mesma época era oresgate da cidade. Desde a suahistória à uma relação urbanamais ...
Eu acreditava que as formas de resgate, fossem dos objetos, da cultura, ou dosprocessos do passado seriam capazes de criar...
Da ideia dos bazares e um olharpara os movimentos intrínsecos àsruas, nasceu o Territótio Urbano:uma feira de manifestaçõe...
Bazar de novos produtores de arte, design e moda, walking tour pelosgraffites da Vila Madalena, venda de livros, móveis vin...
E, em 2009, eu e maisdois amigos criamos aFreedie & Grace, umaloja de garimpos. Eraum misto de brechó,sebo, antiquário ecu...
Por saber do meu grande interesse nosassuntos relacionados à cultura de voltaao passado, a artista plástica epesquisadora ...
“Um dia Alice”representa esta frentede projetos que façoque resgatam culturasou assuntos dopassado. A atemporalidade egeni...
“Um dia Alice” Centro Cultural Britânico.Abril de 2010Conseguimos o apoio institucional da Cultura Inglesa, porisso a sua ...
Aproveitando o mote,fizemos um calendáriosó relacionado à Alicena Freddie & Grace.
A exposição “Em Obras” foi um projeto que produzi em função do meu interesseem pautas urbanas. Também muito disseminado pe...
Continua…Veja as próximas apresentações nos links a seguir [slideshare]
[Mari Nobre Historia Garimpos] Cap 2 Freddie Grace
[Mari Nobre Historia Garimpos] Cap 2 Freddie Grace
[Mari Nobre Historia Garimpos] Cap 2 Freddie Grace
[Mari Nobre Historia Garimpos] Cap 2 Freddie Grace
[Mari Nobre Historia Garimpos] Cap 2 Freddie Grace
[Mari Nobre Historia Garimpos] Cap 2 Freddie Grace
[Mari Nobre Historia Garimpos] Cap 2 Freddie Grace
[Mari Nobre Historia Garimpos] Cap 2 Freddie Grace
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

[Mari Nobre Historia Garimpos] Cap 2 Freddie Grace

221 visualizações

Publicada em

Continuação da história de como me tornei uma garimpeira e também pesquisadora e articuladora de novos comportamentos culturais. Neste capitúlo falo sobre a Loja de Garimpos Freddie & Grace e os eventos Um dia Alice e Em Obras, que ocorreram em 2010.

Publicada em: Carreiras
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
221
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

[Mari Nobre Historia Garimpos] Cap 2 Freddie Grace

  1. 1. Não guardo mágoa,mas guardo todo o resto…Mariana Nobre
  2. 2. Passei a querer disseminar, de algumaforma, o quanto era importanterecuperar o passado. E eu sabia que estepensamento estava conectado com oestilo de vida de mais gente.
  3. 3. Comecei a escrever sobre a culturada “volta ao passado” (vintage eretrô) para o site da revista Gloss.Foram 2 anos em uma colunasemanal no blog.Aproveitava este espaço paramostrar também meus trabalhoscom produção de objeto e figurino.Estas imagens foram de um ensaiofeito na minha própria casa.CarolFreitas(foto)
  4. 4. Outro assunto que comecei adisseminar na mesma época era oresgate da cidade. Desde a suahistória à uma relação urbanamais humanizada.
  5. 5. Eu acreditava que as formas de resgate, fossem dos objetos, da cultura, ou dosprocessos do passado seriam capazes de criar relações de convívio maishumanas e uma vida mais pautada às necessidades básicas de cada um. Comeceitambém, neste momento, a promover bazares. No início, em casa mesmo.
  6. 6. Da ideia dos bazares e um olharpara os movimentos intrínsecos àsruas, nasceu o Territótio Urbano:uma feira de manifestaçõesurbanas, realizada no StudioIdeias, na Vila Madalena.
  7. 7. Bazar de novos produtores de arte, design e moda, walking tour pelosgraffites da Vila Madalena, venda de livros, móveis vintages da Retrô 63,workshops e mesas redondas sobre manifestações urbanas (Alê Youssef ,Jaime Prades, Editoria do B-Coolt e pensadores das Ciências Humanas).MarcoMoreira
  8. 8. E, em 2009, eu e maisdois amigos criamos aFreedie & Grace, umaloja de garimpos. Eraum misto de brechó,sebo, antiquário ecuradoria de eventosde cultura vintagista.
  9. 9. Por saber do meu grande interesse nosassuntos relacionados à cultura de voltaao passado, a artista plástica epesquisadora Adriana me convidoupara ser membro da Sociedade LewisCarroll do Brasil, em 2009. Sabendo daestréia do filme de Tim Burton no anoseguinte, Adriana e eu começamos aproduzir um evento para divulgaroutras facetas da obraO Evento se chamaria “Um dia Alice”.
  10. 10. “Um dia Alice”representa esta frentede projetos que façoque resgatam culturasou assuntos dopassado. A atemporalidade egenialidade de Alice noPais das Maravilhassempre me encantou.
  11. 11. “Um dia Alice” Centro Cultural Britânico.Abril de 2010Conseguimos o apoio institucional da Cultura Inglesa, porisso a sua realização ocorreu no Centro Britânico. O eventocontou com um público de mais de 500 pessoas e grandeinserção na mídia (OESP, TV Cultura, Época SP e Veja SP)PauloBeto
  12. 12. Aproveitando o mote,fizemos um calendáriosó relacionado à Alicena Freddie & Grace.
  13. 13. A exposição “Em Obras” foi um projeto que produzi em função do meu interesseem pautas urbanas. Também muito disseminado pela imprensa (OESP, Globo,Catraca Livre, etc), a exposição ocorreu nos meses de março e abril de 2010 napassagem subterrânia da Consolação. 30 artistas ocuparam este espaço com seusdesenhos, que eram feitos dia-a-dia em março e, apagados, dia-a-dia, em abril.Com o apoio da loja Colaborativa Endossa, tivemos um site com atualizaçõesdiárias da parede em construção.twitpic.com/photos/em_obras#type=timeline
  14. 14. Continua…Veja as próximas apresentações nos links a seguir [slideshare]

×