O melhor do computadorSó ter equipamentos na escola não basta. Confira aqui o queajuda no aprendizado e o que serve apenas...
aula, NOVA ESCOLA elaborou os quadros da página ao lado. No primeiro, estão atitudes eprocedimentos para fazer do computad...
2 Não ter planejamentoA falta de objetivos claros faz com que tanto professor como alunos percam o foco, comprometendoo ap...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O melhor do computador 1

238 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
238
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
140
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O melhor do computador 1

  1. 1. O melhor do computadorSó ter equipamentos na escola não basta. Confira aqui o queajuda no aprendizado e o que serve apenas para agradar aospais.PRODUÇÃO NA WEB Projeto de site dos alunos do Colégio Joana D’Arc, em São Paulo, éfocado no conteúdo curricular. Quando perguntados sobre quais atividades extracurriculares gostariam que a escolaoferecesse, os pais de estudantes de escolas públicas da capital paulista foram categóricos: cursos decomputação, disseram 36% dos entrevistados. Os dados da pesquisa - realizada pelo InstitutoFernand Braudel de Economia Mundial em parceria com a Fundação Victor Civita - revelam aexpectativa que há em torno da sala de informática. Porém apenas ter um espaço bem montado nãobasta. "A tecnologia deve ser utilizada para apresentar e aprofundar conteúdos curriculares. Usar ocomputador somente para ensinar programas de informática é desperdício", diz o pedagogo WagnerAntônio Júnior, coordenador do Projeto de Apoio Pedagógico Informatizado da Faculdade deAgudos, a 410 quilômetros de São Paulo. O ideal é estabelecer objetivos pedagógicos para que asatividades tenham foco e fazer do laboratório uma extensão da sala de aula. Para isso, a internet nem sempre é imprescindível. José Junio Lopes, coordenador dolaboratório de informática do Colégio Joana D’Arc, em São Paulo, exemplifica: "O aluno podefazer apresentações em slides, usar editores de texto e elaborar planilhas e gráficos. Essasferramentas de aprendizado não requerem a rede mundial de computadores". Com ou sem a rede, o fato é que o planejamento é fundamental. "Definir as ações que serãofeitas no computador é tão importante quanto ser criativo na hora de elaborar a aula", salienta aprofessora Antonia Lucélia Mariano, de Juazeiro do Norte, a 565 quilômetros de Fortaleza,ganhadora do prêmio Educarede de Internet e Inovação Pedagógica, promovido pela FundaçãoTelefônica. Para ajudá-lo a planejar e acabar com os equívocos sobre o uso do computador na sala de
  2. 2. aula, NOVA ESCOLA elaborou os quadros da página ao lado. No primeiro, estão atitudes eprocedimentos para fazer do computador um aliado. No segundo, os que comprometem qualquerprojeto de informatização escolar.Assim dá certo1 Escolher conteúdosEleger e estudar os conteúdos que serão apresentados ou aprofundados na sala de informática éessencial para que a aula seja objetiva e produtiva. Além disso, faz com que o professor se sintamais seguro na hora da aula.2 Selecionar programasCom o conteúdo escolhido, é hora de encontrar os programas e sites mais apropriados para atingiras metas de aprendizagem. Se a aula é de redação, um editor de textos é uma boa opção.3 Fazer o roteiro da aulaTodas as atividades precisam ser bem estruturadas e bem planejadas, prevendo momentos depesquisa, de visualização do conteúdo estudado e de troca de informações. Isso evita a dispersão.4 Incentivar a interaçãoOs alunos devem interagir para construir conhecimento. Para tanto, que tal criar blogs, e-mails efóruns?5 Usar jogos educativosOs desafios propostos pelos softwares e jogos virtuais estimulam os jovens e complementam a aulade forma lúdica.6 Explorar o audiovisualA internet e os programas educativos oferecem vídeos e animações que favorecem o aprendizado.Use-os!7 Permitir que o aluno criePublicar textos em blogs ou sites e fazer apresentações em slides torna o estudante produtor deconteúdo e de conhecimento.8 Evitar a desatençãoPara a turma não perder o foco da aula, vale bloquear o acesso a sites de relacionamento, salas debate-papo e programas de mensagens que não sejam coerentes com o conteúdo ensinado.9 Criar espaço lúdicoTodos precisam ficar à vontade na sala de informática. Por isso, coloque nas paredes cartazes,mapas, ilustrações e trabalhos dos alunos, criando um ambiente acolhedor e rico em informações.10 Preparar-se bastanteVocê se sentirá mais seguro na sala de informática se aprender a usar a máquina, a internet e osprogramas básicos. Além disso, terá melhores resultados.Assim não dá1 Dar aula só de informáticaO objetivo das aulas na sala de informática não deve ser formar técnicos, mas melhorar oaprendizado. Por isso, evite o uso do espaço apenas para ensinar a operar programas.
  3. 3. 2 Não ter planejamentoA falta de objetivos claros faz com que tanto professor como alunos percam o foco, comprometendoo aprendizado.3 Achar que a turma sabe tudoEmbora os jovens sejam espertos quando o assunto é informática, é um erro supor que todosdominem as ferramentas com a mesma destreza. Não deixe de ensinar como operar os programasbásicos. Dessa forma, os menos plugados conseguirão acompanhar as aulas.4 Usar a sala para distraçãoComputador na escola tem de estar voltado somente para a aprendizagem. Se a garotada usar olaboratório no período entre aulas, vai associá-lo somente ao lazer.5 Liberar o entretenimentoSites de relacionamento, download de músicas e jogos eletrônicos dispersam o aluno durante a aula6 Deixar os alunos sozinhosSem mediação, eles iniciarão bate-papos e ainda poderão acessar conteúdos impróprios.7 Censurar demaisSe for para encontrar páginas e ferramentas sobre o tema da aula, não cerceie a liberdade da turmana hora de navegar na internet.8 Ter poucas máquinasAs atividades ficam prejudicadas quando os estudantes não usam o computador de formaigualitária. O ideal é ter um equipamento para cada dois alunos. Assim, todos terão a chance deoperá-lo durante a aula.9 Ver o micro como rivalSe você tiver medo da tecnologia e dos avanços que ela traz, jamais vai enxergá-la como uma fontede conhecimento e informação. Quando bem utilizada, a tendência é que ela vire aliada, em vez deconcorrente.10 Usar equipamento ruimComputadores muito lentos e defasados sempre causam frustração e perda do interesse por partedos alunos. Evite-os.BIBLIOGRAFIAA Informática Educativa na Escola, José Gregorio de Llano e Mariella Adrian, 82 págs., Ed.Loyola, tel. (11) 6914-1922 , 11,60 reaisA Máquina das Crianças: Repensando a Escola na Era da Informática, Seymour Papert, 220págs., Ed. Artmed, tel. 0800-703-3444, 44 reais

×