Tânia Gonzales




Edward Cullen não existe!
   Príncipes existem!

       um romance gospel



             1ª edição



...
Gonzales, Tânia, 1971 -
          Edward Cullen não existe! Príncipes existem! -Um
       romance gospel/ Tânia Gonzales –...
Sumário


                    Prólogo ♥ 9
                1- Mudanças ♥ 12
               2- Olhos azuis ♥ 22
            ...
Agradeço: a Jesus, porque sem Ele nada posso fazer;
  meu esposo, Jonas, por acreditar desde o primeiro
momento; minha fil...
Dedico este livro a você que deseja encontrar alguém
        especial e ser especial para alguém.
Para comprar a versão impressa:

  www.clubedeautores.com.br
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!



“Chorar é diminuir a profundidade da dor.” Autor desconhecido

Prólogo

Pa...
Tânia Gonzales


todos eles congregavam na pequena igreja pastoreada por
Paulo. Tudo estava indo muito bem até … o trágico...
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!


fechado, o momento do sepultamento havia chegado. Isabel, a
irmã de Sônia, ...
Tânia Gonzales



“ Seja o que for o que você faça, comece com Deus.”
                                               Matth...
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!


morrer em um acidente estúpido, aos 35 anos de idade. Sônia
deixou um marid...
Tânia Gonzales


igreja, Kátia; eram da mesma idade, estudavam na mesma
classe, faziam tudo juntas. Felipe também não esta...
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!


lá?
_Tudo pronto? - perguntou Roberto aos filhos.
_Tudo, fazer o quê, né? -...
Tânia Gonzales


outra. Ana sentia pena do irmão que agora ficaria longe de
Larissa, justo agora, reclamava Felipe, que el...
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!


_Ela não vai esquecer de você, meu filho! Um garotão
bonito como você não s...
Tânia Gonzales


compraremos uma, ok?
_Ok!- respondeu Felipe com pouca animação.
Ana olhou para o celular, faltavam 10 min...
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!


dormir lá conosco, nem pense em recusar, viu amigão?
Roberto não tinha como...
Tânia Gonzales


_Pai!
_Já entendi! -disse Rubens.
Após o jantar, Carol levou Ana ao seu quarto para
conversarem melhor.
_...
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!


Antes da meia-noite todos estavam prontos para dormir, Ana,
diferente da no...
Tânia Gonzales



"Amor à primeira vista é possível; mas é sempre bom limpar os
óculos e ter um segundo olhar.” Autor desc...
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!


 Antes de visualizar a loira de blusa rosa , Ana viu um par de
olhos azuis ...
Tânia Gonzales


segundos. Alexandre estava saindo quando Beth disse:
_Valeu, Alê! Não sei o que faria sem você...
_Para c...
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!


pessoas se deixam dominar pelos sentimentos e depois
passam anos se arrepen...
Tânia Gonzales


eu vou explicar, mas primeiro vou tirar estas imagens pois
senão eu fico em séria desvantagem- dizendo is...
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!


como o Edward Cullen, e um dos motivos é o fato dele ser
completamente apai...
Tânia Gonzales


simplesmente devorava livros de romance.
_Tudo bem, mas eu não quero que vocês acabem por achar
natural o...
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!


mesma fé que você ou se ele tem bom caráter; pois às vezes a
atração física...
Tânia Gonzales


rever o dono dos olhos azuis, mas ela sabia que seria difícil no
meio de todas aquelas pessoas, mas, de r...
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!



O almoço na casa dos tios foi bastante animado, como era
bom estar próximo...
Tânia Gonzales


pensando que no dia seguinte ela iria à igreja, estava ansiosa
pela aula da profª Beth e também queria re...
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!


Os tios de Ana tinham uma papelaria, próxima à casa deles ,
Rubens, na maio...
Tânia Gonzales


_Não , o Alê já tem 21 e você sabe que a Sabrina fez 20 anos
em dezembro.
“Então ele tem 21 anos, era iss...
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!


Verdade e Vida).
“ Os únicos limites das nossas realizações de amanhã são a...
Tânia Gonzales


com leucemia e se apaixona por Landon, um garoto
problemático que acaba se apaixonando por ela, os dois
n...
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!


Depois Beth fez o mesmo com mais 5 meninas e por fim
recolocou o saquinho n...
Tânia Gonzales


em um shopping quando de repente apareceu Edward Cullen;
eu desmaiei e em seguida acordei. Pode?- contou ...
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!


_É você tem razão, Alexandre é um ótimo rapaz, espero que
ele encontre algu...
Tânia Gonzales


_Oi, Ana, Carol- começou Alexandre cumprimentando-as
com um beijo - Meninas, hoje depois do culto da noit...
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!


o monte de Deus. Ali, entrou numa caverna, onde passou a
noite; e eis que l...
Tânia Gonzales


caverna, amado irmão. Na caverna do luto, lágrimas rolando,
saudades... Na caverna do desemprego, dívidas...
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!



 "Existem apenas duas maneiras de ver a vida. Uma é pensar que
não existem...
Tânia Gonzales


_Oi? Não entendi, pai? - Ana estava tão distraída pensando
nos “olhos azuis” que não percebeu que o pai e...
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!


menina de 16 anos. Sabrina tinha 1,75m de altura, os cabelos
originalmente ...
Tânia Gonzales


tem a menor ideia do que é servir a comunidade; e Jake,
pastor de uma comunidade pobre que vive sob o com...
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!


carro.
_Valeu, Alê- disse Carol dando-lhe um beijo no rosto.
_Vocês não ! -...
Tânia Gonzales


_Por que você pensou isso?
_Por causa do seu irmão, ele me disse que vai fazer o último
do médio, então e...
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!


Até aquele dia Ana nunca havia sentido vontade de ter mais
idade,    até aq...
Tânia Gonzales


intervalo, Ana entrou na classe e encontrou Simone sozinha,
os outros alunos ainda não tinham voltado. An...
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!


 Ana seguiu Alexandre pelo longo corredor, o grupo estava
reunido na sala 1...
Tânia Gonzales


_Não tem problema, amigo,vamos sair daqui, eu resolvo isso.
Beth dispensou a turma, e ligou para o pastor...
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!


nome, sempre estavam pedindo oração por ele. Ela olhou
para o horário em se...
Tânia Gonzales


_Entendi. E você já se recuperou?
_Ah! Tomei um belo banho, passei perfume. Estou bem
cheiroso, que pena ...
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!



"É obra do diabo sugestionar; é obrigação do cristão não ceder.”
         ...
Tânia Gonzales


_Graça e paz – cumprimentou Rubens.
_Graça e paz, amigo. - Dr. Afonso deu um apertado abraço no
tio de An...
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!


né?
_Eles vão para Jales! Parentes?
_A cunhada da Joyce mora lá. Os meus av...
Tânia Gonzales


seguida Beth dividiu as meninas em 5 grupos.
_Nas últimas aulas nós falamos sobre romances impossíveis,
e...
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!


fosse da igreja.
_Ah! Meus pais não deixariam! E se dependesse só de você?
...
Tânia Gonzales


a traidor, ninguém gosta de ser enganado, então não seja o
enganador. Outro grupo...
_Meus pais não aceit...
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!


sei que meu grupo já foi, mas eu precisava dizer isso,
desculpe.
_Tudo bem,...
Tânia Gonzales


_Cuidado, olha como fala comigo!
_Meninas, por favor, hoje vocês estão impossíveis. É
necessário aprender...
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!



"O Filho de Deus tornou-se homem para possibilitar que os
homens se tornem...
Tânia Gonzales


_Não, é só para saber se era algum programa com pessoal da
igreja...
_Entendi! É um programa só para nós ...
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!


_Beijão, filha! Vou tentar! E cuidado, juízo! Tchau!
Ana desligou e ficou p...
Tânia Gonzales


anos muito esforçada na igreja e estava noiva de Ronaldo o
líder dos jovens. Ela escolheu um louvor que t...
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!


hoje você não vai conseguir recusar este tão doce convite.
Como dizer não à...
Tânia Gonzales


e sorrindo ao mesmo tempo pela conversão de seus pais. Foi
bem difícil conseguir sair do templo, o clima ...
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!


dizer que estava vendo monstros, que estava sendo seguido
por monstros horr...
Tânia Gonzales


_Não tem problema algum, às vezes é bom falar, sabe? Lá
em casa a gente meio que evita, é complicado...
_...
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!


com um beijo no rosto, Alexandre se afastava bem
lentamente e colocava uma ...
Tânia Gonzales



“De cem homens, um lerá                  a   Bíblia;   noventa   e
nove lerão o cristão.” D.L.Moody

Cap...
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!


sorriso do rapaz. Ela não tinha a menor ilusão de ir no mesmo
ônibus que el...
Tânia Gonzales


seria servido às 14h e na segunda-feira ela iria ajudar na
limpeza. Tudo foi muito bem dividido para que ...
Edward Cullen não existe! Príncipes existem!


Ana se assustou, estava tão envolta em seus pensamentos,
que não percebeu a...
Tânia Gonzales


para levantar.
_Solta o meu braço...
_Gata, vamos aproveitar a oportunidade! Com tanta gente
nesta chácar...
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel

8.469 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
5 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.469
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
108
Comentários
5
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Edward Cullen não existe!Principes existem um - Romance Gospel

  1. 1. Tânia Gonzales Edward Cullen não existe! Príncipes existem! um romance gospel 1ª edição São Paulo Edição do autor 2009
  2. 2. Gonzales, Tânia, 1971 - Edward Cullen não existe! Príncipes existem! -Um romance gospel/ Tânia Gonzales – São Paulo, 2009. ISBN 978-85-910249-1-9 1.Literatura Brasileira CDD-B869 Copyright © 2009 Tânia Gonzales contato com a autora: gonzalestania.gonzales@gmail.com http://romancegospel.blogspot.com É proibida a reprodução total ou parcial desta obra, por qualquer meio, sem a autorização prévia da autora. Obra protegida pela Lei de Direito Autoral nº 9610/98. Citações bíblicas : Edição Revista e Atualizada- Almeida- Sociedade Bíblica do Brasil.
  3. 3. Sumário Prólogo ♥ 9 1- Mudanças ♥ 12 2- Olhos azuis ♥ 22 3- No limite ♥ 35 4- A segunda chance ♥ 43 5- Tentação ♥ 55 6- Culto especial ♥ 63 7- Retiro ♥ 72 8- Palestra ♥ 87 9- Beijo e decepção ♥ 104 10- Fugindo ♥ 117 11- Esclarecimentos ♥ 132 12- Namoro ♥ 152 13- Ibirapuera ♥ 166 14- Preparativos para Páscoa e acidente ♥ 177 15- Desânimo ♥ 195 16- Rompimento ♥ 205 17- O.R.A.D ♥ 216 18- Surpresas ♥ 226 19- Visitas especiais ♥ 238 Epílogo ♥ 248
  4. 4. Agradeço: a Jesus, porque sem Ele nada posso fazer; meu esposo, Jonas, por acreditar desde o primeiro momento; minha filha, Juliana, por me dar o privilégio de ser chamada de mãe e finalmente, a Emília, por ser minha mãe.
  5. 5. Dedico este livro a você que deseja encontrar alguém especial e ser especial para alguém.
  6. 6. Para comprar a versão impressa: www.clubedeautores.com.br
  7. 7. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! “Chorar é diminuir a profundidade da dor.” Autor desconhecido Prólogo Pastor Paulo estava com a Bíblia aberta em Romanos 8.38,39; respirou fundo e começou:“ Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor.” Por alguns segundos ele ficou em silêncio assim como todos os que estavam presentes. Era um momento muito difícil, estava diante do caixão de sua cunhada Sônia, esposa de seu amado irmão Roberto. Ainda não dava para acreditar no que havia acontecido, um motorista bêbado bateu violentamente no carro de Sônia e ela não teve a menor chance. O irmão mudou-se para Santa Fé do Sul com o objetivo de ajudar Carlos, o irmão mais novo, no pequeno restaurante que ele havia adquirido; Roberto era chefe de cozinha e Sônia, que era professora, concordou com a mudança; viveu em São Paulo desde o nascimento, então resolveu aproveitar a oportunidade para morar em uma cidade do interior. Assim passaram-se 4 anos e tudo estava caminhando muito bem, Sônia lecionava em uma escola da prefeitura, Roberto trabalhava com Carlos. Os gêmeos, Ana e Felipe, seus filhos, agora com 13 anos, também gostavam muito da cidade e 9
  8. 8. Tânia Gonzales todos eles congregavam na pequena igreja pastoreada por Paulo. Tudo estava indo muito bem até … o trágico acidente- pensou Paulo, para em seguida continuar as suas palavras. _Amados irmãos, o apóstolo Paulo escreveu que ele estava certo de que nem a morte tem o poder de nos separar do amor de Deus. Ela nos separa de nossos entes queridos, sim, e isto é muito doloroso, mas de Deus, não! A morte é o último inimigo a ser vencido, segundo palavras do mesmo apóstolo, mas ela não pode nos separar do amor de Deus. A nossa amada irmã em Cristo, Sônia, agora pertence ao pai; Ele nos permitiu, nos deu a honra de convivermos com ela por alguns anos e nós agradecemos a Deus por esta pessoa maravilhosa, esposa e mãe dedicada, muito amada pelos seus. A dor da separação é imensa, e Deus compreende o nosso sofrimento. Deus sabe que muitas lágrimas ainda serão derramadas e que a saudade vai nos trazer um aperto no peito que vai parecer insuportável, mas Ele sempre estará conosco. Vamos fazer uma oração e pedir ao nosso Deus, consolo, especialmente para o esposo, Roberto e seus filhos , Ana e Felipe. Oremos... Depois da oração, Roberto e os filhos se aproximaram do caixão para dar adeus à pessoa que eles tanto amavam. Ana olhava para o corpo da mãe, como doía ver quem ela mais amava neste mundo, ali inerte; Ana não podia acreditar que não mais ouviria a sua voz, que não poderia mais abraçá-la; as lágrimas inundaram seu rosto. Como era difícil para todos os que estavam presentes, ver o sofrimento dos três. Depois de alguns minutos, o caixão foi 10
  9. 9. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! fechado, o momento do sepultamento havia chegado. Isabel, a irmã de Sônia, que morava em São Paulo, veio com o marido, Rubens e as filhas Sabrina e Carol. Trouxe também a mãe, Teresa, que já estava com 72 anos, para se despedir da amada filha. A última vez que estiveram juntos foi no aniversário de 70 anos de Teresa, que eles comemoraram ali em Santa Fé. Agora a família havia se reunido novamente, mas não era um momento festivo, era um momento de muita dor, que a presença dos entes queridos ajudava amenizar. 11
  10. 10. Tânia Gonzales “ Seja o que for o que você faça, comece com Deus.” Matthew Henry Capítulo 1 -Mudanças Ela estava ansiosa demais para conseguir dormir, o dia seguinte seria de grandes mudanças; voltariam para São Paulo depois de 8 anos vivendo em Santa Fé do Sul. Ana não queria, mas não tinha escolha, o pai havia recebido uma proposta de emprego e resolveu aceitar. Ana não demonstrou a seu pai o quanto aquela mudança a estava preocupando, pois deseja que ele seja feliz novamente. Quem sabe com o novo emprego se sentirá melhor, pois será um novo desafio. Roberto é chefe de cozinha e trabalhava no restaurante de seu irmão Carlos, mas era um lugar pequeno, estava ali só para ajudar o “maninho”, era assim que ele chamava o irmão mais novo; em São Paulo ele iria trabalhar em um grande restaurante que pertencia a Miguel, um amigo dos tempos de faculdade. Ana percebeu o quanto o pai estava animado e até fazendo planos, há um bom tempo que não o via assim, desde que aconteceu aquele terrível acidente... esta mudança, pensava Ana, poderia amenizar um pouco a dor que ainda era muito grande, a dor da separação de alguém que eles amavam muito e que infelizmente não participaria da nova vida deles. Há quatro anos, em uma manhã chuvosa, a mãe de Ana perdeu a vida em um grave acidente; depois de viver tantos anos em uma cidade agitada como São Paulo, ela foi 12
  11. 11. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! morrer em um acidente estúpido, aos 35 anos de idade. Sônia deixou um marido maravilhoso e os gêmeos: Ana e Felipe, os três grandes amores de sua vida. A dor da perda era terrível, eles não conseguiam acreditar que alguém tão próximo, tão amado, não estava mais entre eles. Os primeiros momentos, os primeiros dias... como é difícil! Só quem já perdeu alguém querido sabe que, primeiro vem uma dor enorme, depois com o passar do tempo a saudade aperta e o que permanecem são as lembranças... Ana e o irmão tinham 13 anos quando ficaram sem a amada mãe e o pai se dedicou muito para ajudá-los a superar tão grande perda. Também contaram com o apoio e carinho dos parentes e dos amados irmãos da igreja que eles frequentavam. A fé que a família tinha em Deus os fortaleceu; assim passaram-se 4 anos e Ana estava pensando o quanto sua vida iria mudar a partir do dia seguinte: cidade, casa, igreja, escola, amigos, tudo novo. Como era difícil não ter sua mãe para conversar, para dizer o quanto toda aquela mudança a estava preocupando. Despedir-se dos irmãos da igreja foi muito triste; era uma igreja pequena com cerca de 80 membros, o tio de Ana, Paulo, o irmão mais velho de seu pai, era o pastor. Como a vida é engraçada, pensava Ana, quando eles mudaram para lá, ela tinha 9 anos e não gostou de precisar deixar São Paulo, chorou muito, não queria se afastar dos amiguinhos da escola, da igreja, e principalmente, não queria ficar longe de sua prima Carol, que era um ano mais nova que ela; agora estava triste por sair dali. Com certeza iria sentir muita falta de sua amiga da 13
  12. 12. Tânia Gonzales igreja, Kátia; eram da mesma idade, estudavam na mesma classe, faziam tudo juntas. Felipe também não estava animado com a grande mudança, ele e os primos, Cláudio e Henrique, filhos do tio Paulo e da tia Neusa , eram como irmãos e também Ana não podia esquecer de mais um motivo de grande tristeza para o irmão, Larissa, sua “quase” namorada. Justo agora que eles estavam conversando bastante, que foram ao cinema sozinhos, isto não estava certo, pensava Felipe, foi tão difícil chegar perto dela e agora iriam ficar tão longe... Um consolo para Ana era o fato da mudança ser no final do mês de janeiro, assim ela e o irmão começariam juntos com os outros alunos, fariam o último ano do ensino médio; iriam morar próximos de sua prima Carol, o que seria ótimo, também da vó Telê (era assim que chamavam Tereza desde quando eram bebês) e dos tios Rubens e Isabel. Havia também a prima Sabrina, mas ela e Ana não tinham muito contato. Morariam no bairro do Tatuapé. Depois de mais alguns minutos pensando, Ana conseguiu adormecer... Eram seis horas da manhã quando Roberto chamou os filhos; como foi difícil para Ana acordar, havia demorado muito para pegar no sono, mas não dava para ficar “enrolando”, o dia seria bem agitado. Tomaram o café pela última vez naquela casa que guardava doces lembranças. O pai resolveu não vender a casa, achou melhor alugá-la, e alugou uma em São Paulo, melhor assim, pensou, e se algo não desse certo por 14
  13. 13. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! lá? _Tudo pronto? - perguntou Roberto aos filhos. _Tudo, fazer o quê, né? - Felipe respondeu meio sem vontade. _Vamos lá, meu irmãozinho querido! - falou Ana, tentando demonstrar alegria. A mudança já havia seguido dois dias antes, os tios em São Paulo se encarregaram de recebê-la. Eles estavam felizes com o retorno, tia Isabel principalmente, ela queria ficar perto dos filhos da irmã amada. Os parentes já estavam todos prontos para a despedida, foi um momento muito difícil, não tinha um que conseguia segurar as lágrimas, a não ser Felipe, que não se permitia chorar, sempre dizia que não era normal homem ficar choramingando. Ana deu um abraço bem apertado em sua amiga Kátia e ambas prometeram conversar todos os dias pela internet. Saíram da querida Santa Fé do Sul às 8h; dirigindo o seu carro, Roberto não conseguia deixar de pensar que 8 anos atrás sua amada esposa estava ao seu lado, agora era o filho que ocupava o seu lugar, que saudade... lágrimas rolavam lentamente e ele tratou de enxugá-las, não queria que os filhos percebessem sua dor. Pararam para almoçar e descansar alguns minutos antes do meio-dia. Depois de quase duas horas, recomeçaram a viagem, se tudo corresse bem chegariam antes das oito horas da noite. Ana começou a pensar em sua amiga Kátia, com certeza sentiria muitas saudades, elas sempre estavam juntas, eram grandes amigas, daquelas que contavam tudo uma para 15
  14. 14. Tânia Gonzales outra. Ana sentia pena do irmão que agora ficaria longe de Larissa, justo agora, reclamava Felipe, que eles estavam começando a se entender. Pelo menos, pensava Ana, não estou gostando de ninguém no momento, melhor assim. Nunca havia namorado, só se interessado por dois garotos em toda sua “longa” vida e um detalhe importante: ainda nem sequer havia trocado um simples “selinho”; ela era uma garota bem extrovertida, mas quando o assunto era amor, tudo mudava, tinha problemas para lidar com isso. Mas, Ana sonhava encontrar alguém especial... Eram 17h quando Roberto resolveu parar para tomarem um café e usarem o sanitário. _E aí, maninha, animada ? - perguntou Felipe. _Só um pouquinho, e você está pensando muito na Larissa? _Nem me fale!!! Dá licença, que vida mais injusta, né? Nós combinamos de conversar todos os dias pela net, mas... _Já é alguma coisa! _Estão prontos para ir crianças?- perguntou Roberto. _Pai, crianças? Pare com isso! - reclamou Felipe. _Então, vamos... meus queridos filhos. _Pai - começou Ana- está ansioso com o novo emprego? _Muito ansioso, minha Aninha. Mas eu acho que o Miguel está ainda mais ansioso do que eu, já me enviou uns 6 torpedos. _Ele tem toda razão de não ver a hora de você chegar, papai. Quem não quer ter um profissional como você? _Você é suspeita para falar... Felipe? Ei, está dormindo? _Não, só estou pensando... 16
  15. 15. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! _Ela não vai esquecer de você, meu filho! Um garotão bonito como você não se encontra... _Para com isso pai e ela quem? Não estou pensando em ninguém, só na nova casa … _Me engana que eu gosto. Miguel era um grande amigo de Roberto, os dois fizeram a faculdade de gastronomia juntos e Miguel, depois de alguns anos, abriu um restaurante italiano na Consolação, o negócio ia muito bem e agora ele queria que o amigo fosse o chefe de cozinha, posição até então ocupada por Miguel que não estava dando conta em administrar o restaurante e ser também o chefe. Roberto resolveu aceitar com uma única condição: ter folga pelo menos 2 domingos por mês, pois queria ficar com os filhos e também participar da escola bíblica, e quem sabe um dia voltar até a dar aulas. Em Santa Fé ele quase não podia ir pois era raro o domingo que não trabalhava, mas quando morava em São Paulo Roberto dava aulas na igreja onde congregava. Ele conheceu Sônia justamente em um curso de Teologia, tinham 17 anos, começaram a namorar 6 meses depois e casaram 2 anos após o início do namoro. Os gêmeos nasceram quando eles iam completar dois anos de casados. _Pai , falta muito para chegarmos? - perguntou Felipe abrindo a boca de sono. _Estamos quase chegando, mais uns 40 minutos e estaremos em nossa nova casa, vocês vão gostar, é uma boa casa, viu? É claro que não tem o quintal grande e espaçoso de Santa Fé... mas também não será por muito tempo, se tudo der certo 17
  16. 16. Tânia Gonzales compraremos uma, ok? _Ok!- respondeu Felipe com pouca animação. Ana olhou para o celular, faltavam 10 minutos para as sete horas; o início da noite estava com uma temperatura agradável, era o último sábado do mês de janeiro. _Ana – disse Roberto – ligue para o tio Rubens diga que chegaremos em meia hora. Depois de 35 minutos Roberto estacionou em frente a uma casa azul com portão de alumínio. Ana avistou a prima Carol, toda sorridente, acenando. Também estavam lá: Tio Rubens, tia Isabel, a vó Telê e Sabrina, a irmã de Carol que tinha 20 anos. _Bem-vindos ! disse Rubens com um grande sorriso. Depois de muitos abraços e beijos, entraram na nova casa. Era um sobrado com garagem para dois carros, na parte de baixo tinha uma sala pequena, uma cozinha bem espaçosa e um banheiro; em cima eram 2 quartos , um banheiro, uma área para pendurar as roupas e uma pequena lavanderia. _Bom, agora que tal irmos para casa? Preparei o jantar para vocês- disse Isabel. _Isabel, cunhadinha querida, estamos dando tanto trabalho! - disse Roberto. _Pare com isso, não percebeu o quanto estamos felizes em tê- los aqui conosco? - respondeu Isabel e Rubens tratou logo de acrescentar: _Se vocês quiserem podem tomar um banho antes... mas é claro que lá em casa, né?Aqui está um pouco complicado... até se ajeitarem vai demorar um pouquinho e também vão 18
  17. 17. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! dormir lá conosco, nem pense em recusar, viu amigão? Roberto não tinha como questionar, Rubens estava certíssimo. A casa de Rubens ficava do outro lado da rua quase que de frente para a deles, era uma bela casa térrea, bem espaçosa, sala ampla, copa e cozinha, 4 quartos e um quintal nos fundos com uma churrasqueira bem convidativa, era um lugar bem agradável. Depois de algum tempo já estavam todos preparados para jantar, menos Sabrina que havia saído com uma amiga. _Espero que gostem – disse Isabel- cozinhar para um “chef “ não é nada fácil e eu sei que Ana também é uma ótima cozinheira apesar da pouca idade. Ana corou com o elogio da tia, mas ela sabia que Isabel estava certa, era uma aluna muito atenciosa, aproveitou muito bem as aulas do pai . _Eu fiz um pudim de leite, aquele que você tanto gosta, Roberto - disse vovó Teresa toda orgulhosa. _Mal posso esperar para provar, vovó! - Roberto respondeu tocando de leve o braço de Teresa, desde o nascimento dos gêmeos era assim que ele a chamava, e tratou logo de dizer para Isabel: _ O jantar está delicioso! _E aí, Felipe, você não me parece muito animado, será que é o cansaço da viagem? - tio Rubens perguntou ao ver o sobrinho com um olhar triste. _Tudo beleza, tio, só “tô” cansadão! _Não é só isso, Rubens, Felipe já está com saudades de uma certa pessoa lá de Santa Fé... 19
  18. 18. Tânia Gonzales _Pai! _Já entendi! -disse Rubens. Após o jantar, Carol levou Ana ao seu quarto para conversarem melhor. _Amanhã eu vou para escola bíblica, você quer ir comigo? As aulas da professora Beth são bem legais, minha classe é só de meninas entre 16 e 18 anos. Mas se você não quiser ir amanhã pode ser na próxima semana. _Eu bem que gostaria, mas amanhã terei tantas coisas para arrumar, nem sei por onde começar... _Eu ajudo depois da escola, não fico para o culto da manhã. _Se meu pai não se importar, eu vou. É aquela mesma igreja? _Não é a mesma, faz 4 anos que estamos nesta, aquela outra era muito distante, quase uma hora de carro, meu pai achou melhor mudarmos, esta é bem mais perto; é uma ótima igreja e bem maior que a outra, tem uns 1000 membros. Tem muitos adolescentes e jovens … _Será que papai vai querer ir para uma igreja grande? Você sabe que nós estávamos na igreja do tio Paulo, tinha no máximo uns 80 membros, mas eu gostava de lá, sabia? Eu vou sentir muita saudade, principalmente da Kátia, lembra dela? Você a conheceu quando … quando foi para o ... enterro da minha mãe- Ana disse as últimas palavras quase sussurrando. _É claro que me lembro, prima – Carol passou as mãos levemente nos cabelos de Ana querendo consolá-la, pois percebeu a tristeza no rosto dela ao lembrar da mãe. 20
  19. 19. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! Antes da meia-noite todos estavam prontos para dormir, Ana, diferente da noite anterior, adormeceu rapidamente, estava exausta. 21
  20. 20. Tânia Gonzales "Amor à primeira vista é possível; mas é sempre bom limpar os óculos e ter um segundo olhar.” Autor desconhecido Capítulo 2- Olhos azuis _Ana, Anaaa! Você vai comigo? - perguntou Carol , pois já estava na hora de levantar para irem à Escola bíblica. _Eu vou - respondeu Ana ainda sonolenta. Depois de alguns minutos Ana já estava em pé, querendo saber de Carol como que as pessoas se vestiam lá na igreja, não queria ir diferente de todos. _De manhã as meninas vão de jeans mesmo, sem muita produção. Roberto também havia resolvido participar da escola bíblica. Foi preciso 2 carros para acomodá-los, até a vovó Telê não perdia uma aula, participava de uma animada classe da 3ª idade. Quando chegaram, Ana ficou bem admirada, pois a igreja se localizava em um prédio de três andares muito bonito. Muitas pessoas permaneciam na área livre esperando o momento de irem para suas classes. Depois de algumas apresentações, Carol levou Ana para o 2° andar, queria apresentar a prima para sua professora, ainda faltavam alguns minutos para o início da aula. Ao chegar à porta da classe, Carol disse baixinho para Ana: -Aquela loira com a blusa rosa é a professora Beth... 22
  21. 21. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! Antes de visualizar a loira de blusa rosa , Ana viu um par de olhos azuis fitando-a com interesse, ficou parada , não conseguiu acompanhar a prima, “quem seria o dono destes lindos olhos azuis?” pensou Ana rapidamente. Ela simplesmente não conseguia dar um passo sequer- “ o que está acontecendo comigo? “ - Enfim Carol a puxou e foi logo dizendo ao dono dos olhos azuis hipnotizadores: _Oi, Alê! _Oi, Carol! - respondeu Alexandre desviando o olhar de Ana e cumprimentando Carol com um beijo. _Esta é a minha prima Ana, ela chegou de mudança ontem, veio de Santa Fé do Sul. _Oi, Ana, seja bem-vinda à nossa igreja – disse Alexandre com um largo sorriso nos lábios. Por um momento Ana pensou que não ia conseguir dizer uma só palavra, mas felizmente se recuperou e respondeu com um quase inaudível oi- “ o que ele vai pensar de mim ? Com certeza que eu sou uma menina toda tímida que não consegue nem falar direito”- pensou Ana com raiva de si mesma. _Carol, vejo que está toda animada com a chegada de sua prima, não é? - a voz era da loira de blusa rosa que Ana não tinha notado ainda pois não conseguia ver outra coisa a não ser os “olhos azuis”. _Oi, bom dia, profª Beth, esta é a Ana. _É um prazer conhecê-la, Carol não falava em outra coisa que não fosse em sua chegada; espero que goste daqui, Ana- disse Beth cumprimentando Ana com um beijo, que conseguiu retribuir depois de estar anestesiada por alguns 23
  22. 22. Tânia Gonzales segundos. Alexandre estava saindo quando Beth disse: _Valeu, Alê! Não sei o que faria sem você... _Para com isso, se der mais algum problema pode me chamar- e assim ele saiu dando uma última olhada na bonita garota de cabelos negros... _Vamos meninas, está na hora de começarmos – disse a professora. Depois de uma breve oração, a profª Beth começou a escrever no grande quadro branco, só então Ana reparou na agradável sala de aula que estava lotada com 23 garotas bem agitadas e todas com caderno e estojo como uma aula deveria ser. Com Carol e Ana eram 25 alunas na classe de Beth, que agora estavam olhando para o quadro branco e fazendo anotações. “ Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fidelidade, mansidão, domínio-próprio...” 1 _Escrevam domínio-próprio bem destacado, ok? - disse Beth após escrever os versículos bíblicos. _Quem saberia nos explicar o significado de : domínio- próprio ? _Saber se controlar? - arriscou Priscila, uma garota de 18 anos que sempre gostava de dar as respostas nas aulas de Beth, invariavelmente era ela quem primeiro se pronunciava. _Muito bom, Pri! Ter controle sobre os seus sentimentos, suas ações, aprender a não agir só por impulsos. Muitas 1 Gálatas 5.22, 23 - grifo da autora. 24
  23. 23. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! pessoas se deixam dominar pelos sentimentos e depois passam anos se arrependendo do que fizeram. Depois da explicação, Beth voltou a escrever no quadro, agora com letras garrafais: EDWARD CULLEN2 NÃO EXISTE! Neste momento houve uma agitação na sala de aula. Todas falavam ao mesmo tempo... _Meninas, acalmem-se, uma de cada vez, certo? _Profª Beth – começou Priscila- Vamos falar sobre Edward Cullen? O que tem a ver o versículo de Gálatas com este gato? E todas as meninas recomeçaram a falar... Antes de responder, Beth ligou o computador que ficava em sua mesa e colocou o trailer do filme “Crepúsculo”3- agora as meninas suspiravam e falavam mais animadas ainda... _Tudo bem meninas, agora façam um pouco de silêncio. Quem ainda não assistiu ao filme “Crepúsculo”? Ninguém levantou a mão. _E quantas não leram o livro? Beth viu cinco braços se esticarem. _Acho melhor eu não perguntar quem leu a Bíblia pelo menos uma vez esta semana, não é? Não precisam se manifestar... meninas, a Priscila quer saber e acho que não só ela, mas todas vocês, o que Edward Cullen tem a ver com nossa aula, e 2 Personagem do livro “ Crepúsculo”, que é um vampiro- Autora Stephenie Meyer. 3 O filme “ Crepúsculo” é baseado no livro homônimo de Stephenie Meyer. 25
  24. 24. Tânia Gonzales eu vou explicar, mas primeiro vou tirar estas imagens pois senão eu fico em séria desvantagem- dizendo isto Beth sorriu e desligou o computador. _O que vocês acham de Edward Cullen? As meninas começaram a responder: Lindo, o máximo, irresistível, gatão, um sonho, um cavalheiro, “mara” (maravilhoso), um príncipe, o homem perfeito e outros tantos elogios. _Certo- disse Beth- Eu sei que vocês gostaram do filme, que acham a história maravilhosa; é um romance impossível e por isso mesmo mexe tanto com a imaginação de vocês. Eu assisti também e li os dois primeiros livros para poder conversar com vocês com mais propriedade, e confesso que é uma história que prende a atenção, mas cuidado para não exagerar na importância disso, entendem? Coisas do tipo : Eu não vivo sem ele,- dizendo isso Beth apontou para a frase do quadro- é só um livro, é claro que Edward Cullen em pessoa não existe, foi criado pela escritora e é interessante que lendo até parece que o conhecemos e é justamente por isso que ler é tão fascinante. Eu comecei a aula falando sobre domínio- próprio e diante de um “gato” destes é difícil ter controle, não é? Afinal, como vocês mesmas dizem ele é “mara”! Mas, eu peço que vocês não exagerem, não dê a isto mais importância do que deveriam, está bem? Outro dia eu estava navegando pela net e encontrei cada coisa! Garotas dizendo que dariam o pescoço para o Edward morder, que são loucas por ele e que fariam qualquer coisa para vê-lo... Meninas, cuidado com o exagero, eu sei que vocês gostariam que existisse alguém 26
  25. 25. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! como o Edward Cullen, e um dos motivos é o fato dele ser completamente apaixonado por Bella4 e por isso mesmo, totalmente dedicado à ela. Eu entendo, mas peço novamente que tomem cuidado, pois há meninas que quando se apaixonam se esquecem de tudo, como se nada mais importasse a não ser viver aquela paixão. Sabe aquele cara que você acha irresistível, que se ele desse bola você não pensaria duas vezes? Você não vê Bella dizendo: “Eu não posso ficar com ele, afinal ele é um vampiro, tenho que me afastar dele, preciso resistir, ele é perigoso”; a reação natural seria esta, mas ela o quer mais do que tudo e o sentimento é recíproco. E vocês ficam fascinadas com o enredo, acham tudo muito romântico, mas se vocês encontrassem com o Edward bem no momento da refeição dele, com certeza não iriam achar nada romântico, pois vocês sabem muito bem que ele se alimenta de sangue animal, só para não ferir um ser humano, pois a filosofia de vida da família dele é não machucar os humanos. Mas, pensem bem, dá para imaginar a cena? _Ai, professora, que horror! - disse Priscila- Acho que nem vou almoçar hoje! _Seria uma cena bem desagradável. Será que alguma de vocês gostaria de ser beijada por ele depois dele ter feito um “lanchinho”? - perguntou Beth. _Professora, dá um tempo! Não é só pelo tipo da dieta dele, quem é que gostaria de beijar um menino que acabou de comer um hambúrguer, por exemplo?- questionou Sílvia, que 4 Uma garota de 17 anos que se apaixona por Edward. 27
  26. 26. Tânia Gonzales simplesmente devorava livros de romance. _Tudo bem, mas eu não quero que vocês acabem por achar natural o fato de Edward se alimentar de sangue, pois não é. Existem grupos que se identificam com vampiros, eu não quero alarmar vocês, mas há os que até se alimentam de sangue, é o chamado “ vampirismo real”; se vocês fizerem uma rápida pesquisa na net vão comprovar o que eu disse. Os vampiros que conhecemos pelos livros e filmes são figuras mitológicas, vocês sabem que são histórias fantasiosas, mas sempre existem aqueles que querem trazer isso para a vida real e é muito perigoso. Há pessoas que entram pelo mundo da fantasia, da ficção e depois não conseguem mais separar o real do imaginário. É necessário fazer a distinção entre o bem e o mal, entre a verdade e a mentira, pois hoje há uma distorção de valores, há os que dizem que o mal não é completamente mal e o bem não é completamente bem... tudo é relativo; mas para nós cristãos existem verdades eternas, absolutas e é na Bíblia que as encontramos. Não permitam que enganem vocês. As alunas não tiravam os olhos da professora, estavam totalmente atentas às palavras de Beth. _Eu sei que o que realmente chama a atenção de vocês é o romantismo e sei também que são muitas as tentações, acho que vocês dificilmente vão encontrar vampiros por aí, mas lá fora existem muito perigos, como por exemplo aquele garoto que faz o seu coração bater rapidamente e se ele der uma chance você simplesmente se derrete e esquece tudo o mais, pouco ou nada importando se ele compartilha da 28
  27. 27. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! mesma fé que você ou se ele tem bom caráter; pois às vezes a atração física é tão forte que a cabeça não pensa direito, você se sente tão atraída que se esquece de agir com a razão; que pena- disse Beth olhando para o relógio- nosso tempo já acabou, gostaria que esta semana vocês lembrassem de filmes com histórias de amores impossíveis, vamos citar alguns na próxima aula. Ana, espero que tenha gostado e volte no próximo domingo. - Ana agradeceu com um sorriso. Faltavam poucos minutos para começar o culto, quando Ana e Carol se encontraram com os outros no templo. _Nós vamos ficar para participar do culto, meninas- avisou Roberto- depois do almoço começaremos a organizar as coisas em casa, certo? Em seguida foram se encontrar com Isabel que havia guardado lugar para todos bem próximo ao púlpito. Assim que se acomodaram, um homem alto vestido com um bonito terno grafite modelo italiano, se aproximou. _Meus queridos, que prazer em tê-los aqui. _Roberto, este é o pastor Jair – apresentou tio Rubens. _Pastor Jair, eu estava mesmo muito ansioso para conhecê-lo, a igreja é linda e gostei muito da aula do irmão Arthur- depois Rubens apresentou Ana e Felipe. O Pastor perguntou algumas coisas sobre Santa Fé do Sul e depois foi se afastando dizendo: _Espero que fiquem aqui conosco e se precisarem de alguma coisa é só me procurar. Com licença já está na hora de iniciar o culto. Ana deu uma boa olhada no amplo templo com esperança de 29
  28. 28. Tânia Gonzales rever o dono dos olhos azuis, mas ela sabia que seria difícil no meio de todas aquelas pessoas, mas, de repente ela viu o rapaz entregando uma folha ao pastor que já estava se posicionando para dar início ao culto. Ana estava pensando o quanto era boba, tinha acabado de conhecê-lo e estava procurando por ele, que absurdo. Alexandre era um rapaz muito atraente, de cabelos castanhos claros, curtos e lisos, 1.80m de altura e possuía um lindo par de olhos azuis, herança de seu avô materno, que se destacava, além de ser um muito simpático e prestativo. O culto começou com o pastor Jair convidando todos para uma oração e em seguida um quarteto de senhores da 3ª idade começou a cantar um belo hino. Carol havia dito a Ana que o culto da manhã era voltado para este grupo pois muitos não vinham aos cultos no período noturno. Ana gostou muito de ouví-los, dava uma grande paz, como era bom poder sentir a presença de Deus. Depois de mais uns 2 hinos, pastor Jair abriu sua Bíblia e leu Salmos 118.8 : -“É melhor buscar refúgio no Senhor do que confiar no homem, melhor é buscar refúgio no Senhor do que confiar nos príncipes.” Falou durante 40 minutos sobre a importância de buscar a Deus e de não depositar nossas esperanças nas coisas passageiras deste mundo, que o principal é saber que Deus é o nosso refúgio e devemos confiar somente Nele. Foi um culto maravilhoso, principalmente para Roberto que estava precisando daquela palavra, para ele fora como um bálsamo tratando de suas feridas. 30
  29. 29. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! O almoço na casa dos tios foi bastante animado, como era bom estar próximo de pessoas tão amadas. Vovó Teresa era a mais animada de todos, não se sentia assim desde a perda de sua amada filha, ela estava muito feliz com a presença dos netos e de Roberto que ela tanto admirava. -Agora não temos mais desculpas, não dá para adiar a arrumação. - disse Roberto logo após o almoço, depois foram todos para nova casa, menos Sabrina que foi para casa de uma amiga. A noite chegou rapidamente e eles nem perceberam pois tinham muitas coisas para fazer. Não puderam ir ao culto, mas com certeza iriam no próximo domingo. Depois do jantar, Ana conseguiu falar com sua amiga Kátia pela net, já estava com saudades. Dormiram mais uma noite na casa de Rubens, a nova casa ainda não estava habitável. A semana começou e com ela muito trabalho, Roberto só iria começar no restaurante na próxima semana e por isso eles aproveitaram os dias para deixar tudo em ordem. Ana conversava todos os dias com Kátia pela internet, ela ia na casa dos tios pois ainda não tinham linha telefônica e conexão com a internet, mas já haviam feito o pedido à companhia telefônica. Ana sempre contava tudo para sua amiga, mas desta vez não foi assim, ela achou melhor não falar nada sobre os “olhos azuis”, também, pensava Ana, “o que ela tinha para falar?” Finalmente o sábado chegou e Ana estava muito animada só 31
  30. 30. Tânia Gonzales pensando que no dia seguinte ela iria à igreja, estava ansiosa pela aula da profª Beth e também queria rever o dono dos lindos olhos azuis. Era quase uma hora da tarde, ela havia combinado ir em uma perfumaria com Carol. Ana já estava abrindo o portão da casa da prima quando um carro vermelho estacionou, ela reconheceu o motorista rapidamente, era o dono dos lindos olhos azuis, seu coração disparou, em seguida viu Sabrina descer dizendo: _Valeu, Alê! Você não quer entrar um pouquinho? _Não Sabrina , preciso ir... oi, Ana, tudo bem? Ana não podia acreditar que ele havia se lembrado do nome dela, a apresentação deles domingo passado fora tão rápida... ela pensou “ responda, sua boba”. _Oi, tudo bem! _Você já conhece a minha priminha? - disse Sabrina em um tom que Ana detestou. _Fomos apresentados domingo; está gostando de São Paulo, Ana? _Estou ! - “diga mais alguma coisa, por favor, sua menina boba”- pensou Ana com raiva de si mesma. _Ótimo, agora eu preciso ir, tchau, meninas! Sabrina fez um aceno e esperou Alexandre se afastar, Ana ficou parada não acreditando que outra vez havia ficado sem ação diante dele. _Mãe! - Sabrina gritou ao entrar- papai não virá para almoçar, quer que eu leve, não vai dar para sair, o movimento está grande hoje, mas já dava pra imaginar, as aulas estão para começar. Vim de carona com o Alê, ele estava lá na loja. 32
  31. 31. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! Os tios de Ana tinham uma papelaria, próxima à casa deles , Rubens, na maioria das vezes almoçava em casa, tinham um funcionário e a esposa também ficava quando necessário, até Carol passava um período atendendo, quem não gostava nada disso era Sabrina, mas como não estava trabalhando fora precisava dar uma mãozinha de vez em quando. No caminho para perfumaria Ana aproveitou para fazer algumas perguntas à prima, não dava para aguentar mais. Ela não conseguia parar de pensar se Alexandre e Sabrina teriam alguma coisa... ela precisava saber. _Carol- começou Ana- eu vi a Sabrina chegando com aquele rapaz da igreja... o Alexandre. Eles... Ana não precisou nem completar, Carol foi logo dizendo: _Eles já namoraram, durou uns 6 meses... acho até que foi muito... mas eles terminaram há uns 2 anos. _Quem terminou o namoro? - Ana perguntou sem conseguir esconder a curiosidade. _Sabrina diz que foi ela, mas eu tenho certeza que foi ele, ela é doidinha para voltar... também quem não seria, né? Muitas meninas da igreja são apaixonadas por ele. Eu queria que ele fosse meu cunhadinho, mas fazer o quê? Sabrina é muito chata, é minha irmã, eu sei, mas ela é tão cheia de coisa... só pensa nela, acha que é uma miss! E ela não se compromete com nada na igreja e Alexandre, pelo contrário, está sempre envolvido. Acho que foi por isso que não deu certo. _Eles têm a mesma idade? - não dava para aguentar mais, Ana tinha que saber... era melhor perguntar assim do que dizer: qual a idade do Alexandre? 33
  32. 32. Tânia Gonzales _Não , o Alê já tem 21 e você sabe que a Sabrina fez 20 anos em dezembro. “Então ele tem 21 anos, era isso que eu queria saber- pensou Ana um pouco desanimada- se liga garota, você só tem 17.” _Você acredita que a Sabrina começou fazer faculdade de ciência da computação só por causa do Alê? _Ele está fazendo ciência da computação? _Está no último ano. Ele sempre foi interessado nisso e ele é fera, viu? Ele é o “web designer” da igreja, eu acho que é assim que se fala. Você ainda não entrou no site da igreja, entrou? Ana fez que não com a cabeça, e ficou esperando por mais informações sobre Alexandre. _Você precisa ver o site, é muito legal e se você tiver algum problema no mundo da computação é só chamar pelo Alê! _Engraçadinha! _Não estou brincando! Ele gosta de ajudar. Ana conseguiu mais algumas informações com Carol, é claro que sempre dava uma disfarçada no interesse pelo assunto, mas descobriu que Alexandre não estava namorando, que estudava na parte da manhã e à tarde trabalhava em uma empresa de desenvolvimento de software. Também soube que ele morava com os pais, Afonso e Luísa e que a irmã dele se chamava Joyce, que era casada com Celso e tinham dois filhos: Melissa de 4 anos e Lucas de 1 aninho. Ana também ficou sabendo que o pai de Alexandre era médico pediatra. E toda a família congregava na mesma igreja. Que agora era a igreja de Ana também, a IECVV(Igreja Evangélica Caminho, 34
  33. 33. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! Verdade e Vida). “ Os únicos limites das nossas realizações de amanhã são as nossas dúvidas e hesitações de hoje." Roosevelt Capítulo 3 -No limite Professora Beth entrou na classe com uma pequena caixa de isopor nas mãos, cumprimentou as meninas com um animado: “ graça e paz!”, e convidou-as a orar, fez um pedido especial por uma das alunas, Cíntia , que estava com problemas em casa. Após a oração e a leitura de um versículo, Beth disse: _Meninas, fizeram a lição de casa ? _Profª Beth- é claro que Priscila foi a primeira a se manifestar, com uma voz bem solene disse– o filme que eu escolhi para representar um amor impossível foi: “O incrível Hulk”. As meninas não conseguiram segurar o riso. _E qual o motivo de sua escolha? _Eu acho uma pena, sabe? Ele sempre precisa ir embora para não o pegarem, e também ele não pode ter um ...digamos assim... um relacionamento com a mulher que ele ama porque iria se transformar e aí coitadinha dela! Mais risadas na classe... _ É realmente complicado! Quem mais? - disse Beth olhando para suas alunas. _O filme “ Um amor para recordar ” - disse Ana- É uma história linda, porém triste, Jamie, uma jovem de 18 anos está 35
  34. 34. Tânia Gonzales com leucemia e se apaixona por Landon, um garoto problemático que acaba se apaixonando por ela, os dois namoram sem que ele saiba da doença dela, quando descobre fica arrasado e resolve se casar com ela, os dois ficam pouco tempo juntos, infelizmente ela morre. _Tem razão, Ana! É um filme lindo. O legal é que o amor fez com que Landon mudasse, então, valeu a pena. _Que trágico! - disse Sílvia- Eu acho que o mais trágico de todos é Romeu e Julieta! É uma pena que ele tenha pensado que ela estava morta, se ele tivesse esperado só mais um pouquinho... _Sílvia, você citou um exemplo clássico! Vocês já devem ter notado que antes os motivos para um amor ser impossível era: inimizade entre as famílias, como é o caso de Romeu e Julieta, diferença de idade, raça, posição social... muitos são os filmes que contam a história da mocinha pobre que se apaixonou pelo rapaz lindo e rico. Mas as coisas mudam e parece que sempre é necessário algo mais, então aparece o vampiro que se apaixona por uma frágil menina humana ... e é claro que isso mexe com a imaginação de vocês. Beth escreveu no quadro branco: “ EDWARD E BELLA = AMOR IMPOSSÍVEL” Em seguida pegou a caixinha de isopor e tirou um saquinho preto de lá. _Dê-me sua mão Ana, o que você sente? - perguntou Beth encostando o saquinho preto na mão de Ana que a afastou rapidamente. _Frio! 36
  35. 35. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! Depois Beth fez o mesmo com mais 5 meninas e por fim recolocou o saquinho na caixa. _Vocês acham que Bella é muito sortuda, não é? Mas já imaginaram dar um abraço em uma estátua de gelo? No livro é tão romântico! Dá para imaginar namorar alguém que nunca dorme, não come, só tem um tipo de alimento em sua dieta e mais alguns detalhes que vocês conhecem bem? Dá para imaginar, meninas? O fascínio que estas histórias trazem para vocês eu entendo, mas eu quero dizer novamente: cuidado para não dar mais atenção a este tipo de coisa do que o normal. Outro dia, uma mãe me procurou muito preocupada com sua filha que não saía mais do quarto, fazendo o quê ? Lendo a série Crepúsculo, foi ao cinema várias vezes, assistir o quê? “ Crepúsculo “; meninas, eu disse que é ótimo ler, mas tudo deve ser feito com equilíbrio. Minhas queridas alunas – suspirou Beth antes de continuar- EDWARD CULLEN , apesar de ser uma estátua de gelo, é lindo, encantador, forte, responsável, protetor, apaixonado, enfim o namorado que toda garota gostaria de ter, exceto por um detalhe ele é um vampiro! - dizendo isso Beth sorriu- Mas ele não existe! É uma ficção! Então, não sejam tão exigentes com os meninos “normais”. _Profª Beth- começou Ana - Você acha que estamos fazendo este tipo de comparação? É claro que não queremos andar ao lado de um modelo de beleza e uma geladeira ambulante, mas queremos alguém que seja sincero e que tenha pelo menos um pouquinho de romantismo... _Somos meninas sonhadoras. Outro dia eu sonhei que estava 37
  36. 36. Tânia Gonzales em um shopping quando de repente apareceu Edward Cullen; eu desmaiei e em seguida acordei. Pode?- contou Sílvia. _Sonhamos com um príncipe, mas quem não sonha? E você Beth, também sonha? perguntou Priscila. Beth deu um sorriso e pensou, “ essas meninas me colocam em cada uma”! Tinha 34 anos e já havia algum tempo que estava sozinha. Depois de um namoro de 3 anos e uma grande decepção ela não estava interessada em “príncipes”. _Meninas, meninas...eu passei desta fase já há algum tempo. _Mas já sonhou, querida professora! Somos todas normais! - Priscila disse bem animada- eu acho que ninguém deveria deixar de sonhar, um dia ele pode entrar por aquela porta e... Neste momento, Priscila foi interrompida por uma batida na porta. As meninas não conseguiram segurar o riso quando viram quem abriu a porta. _Desculpe, Beth! - Alexandre ficou olhando sem entender- O Ronaldo gostaria de falar com você e a Cíntia logo após a aula. _Meninas, acalmem-se! Tudo bem Alê, eu espero por ele aqui, já estamos terminando. Certo meninas, agora chega! - disse Beth tentando acabar com as risadas e comentários- não liga, Alê, estas meninas estão impossíveis hoje! _Tudo bem. Vou falar com o Ronaldo. Tchau! Beth olhou para suas inquietas alunas e não pôde deixar de rir. _Meninas, vocês precisam aprender a se controlar... _Ah, Beth! Um príncipe aparece e você pede de nós, pobres mortais, controle?- mais uma vez Priscila se adiantou. 38
  37. 37. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! _É você tem razão, Alexandre é um ótimo rapaz, espero que ele encontre alguém muito especial... _Candidatas não faltam! Ele, sim, é “mara”! - falou Amanda, que raramente se manifestava. _Parem com isso! Príncipe que nada! Vão sonhando! Eles querem só uma coisa e depois... adeus. - disse Simone em um tom de revolta. _Por favor, cuidado com os comentários! Simone você não precisa ficar brava , elas só estão brincando. Bom , nosso tempo acabou, nesta semana lembrem de orar pela família da Cíntia. E não se esqueçam dos preparativos para o retiro de carnaval, antes de sair peguem a programação para vocês já terem uma ideia. E mais uma coisa, sábado vamos reunir o grupo de teatro para distribuir os papéis da peça de Páscoa. Depois da oração, Beth chamou Ana e a convidou para participar do grupo de teatro, ela aceitou na hora, Ana gostava de participar de peças teatrais. Ronaldo entrou na classe assim que todas as meninas saíram, Beth estava conversando com Cíntia, eles estavam preocupados com o irmão dela, Carlinhos, que tinha problemas com drogas e já havia passado alguns meses no centro de recuperação da igreja. Ele ficava bem por alguns meses mais depois voltava ao vício. Ana saiu da classe com Carol e quando estavam descendo as escadas sentiu alguém tocar o seu ombro, ao virar pensou que seu coração fosse sair pela boca, batia tão rápido! Não dava para aguentar aquele par de olhos azuis a fitando, eles estavam tão próximos um do outro que Ana sentiu o cheiro do perfume dele. 39
  38. 38. Tânia Gonzales _Oi, Ana, Carol- começou Alexandre cumprimentando-as com um beijo - Meninas, hoje depois do culto da noite, vamos assistir ao filme “ A segunda chance ” e vocês estão convidadas, será na sala 8, chame o seu irmão também, Ana, e não se preocupem que depois eu levo vocês para casa, se quiserem, é claro. Ana olhou para Carol com uma interrogação nos olhos, a prima fez um sinal com a cabeça confirmando. _Legal, vou falar para o Lipe. - Ana se sentiu aliviada por conseguir agir com normalidade apesar da euforia que tomava conta do seu interior. _Quer que eu fale com ele? _Você faria isso? Seria ótimo, o Lipe está com alguma dificuldade para se enturmar, sabe? _Deixa comigo, Ana. _Valeu! O culto já havia começado quando Ana e Carol entraram no templo, o quarteto “ Frutos” estava louvando: “ Como agradecer por tudo que fizeste a mim, não merecedor, mas provaste o seu amor sem fim, as vozes de um milhão de anjos, não expressam a minha gratidão, tudo que sou e o que almejo ser, eu devo tudo a Ti. A Deus seja a glória...”.5 Após o louvor, pastor Jair começou o seu sermão. _Amados irmãos, em 1 Reis 19: 8, 9 diz: “ Levantou-se, pois, comeu e bebeu; e, com a força daquela comida, caminhou quarenta dias e quarenta noites até Horebe, 5 Hino: Meu tributo. 40
  39. 39. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! o monte de Deus. Ali, entrou numa caverna, onde passou a noite; e eis que lhe veio a palavra do Senhor e lhe disse: Que fazes aqui, Elias? “ Hoje eu vou falar sobre limites, os nossos limites. Queridos, o profeta Elias era um homem sujeito aos mesmos sentimentos que nós, Tiago em sua carta nos disse exatamente isto. Elias é a personagem bíblica do Antigo Testamento que eu mais admiro, porque quando eu penso: Puxa, Elias é um super herói, olha que autoridade! Ele chegou até Acabe e disse : “ não vai chover segundo a minha palavra”, e depois desafiou os profetas de Baal e convocou o povo de Israel dizendo “ até quando coxeareis entre dois pensamentos? “ E até zombou enquanto os profetas de Baal se esforçavam para serem ouvidos. Que coragem! Depois clamou a Deus e o Senhor mandou fogo do céu. Que fé! Depois ele disse que a chuva viria e o que aconteceu? Deus mandou a chuva. Mas quando eu penso que ele é um super herói, a reação de Elias, ao receber uma ameaça de Jezabel, me surpreende. Elias foge! Como é possível? Depois de tudo o que aconteceu, Elias foge com medo de uma mulher? Por quê? Limite! Elias chegou no limite das suas forças. Ele estava esgotado. O desafio ali não era maior, pelo contrário, mas o problema estava nele. Limite. O profeta de Deus havia chegado ao seu limite. E Deus entende quando nós chegamos no limite de nossas forças. E Ele sabe muito bem como cuidar de nós nestes momentos. Primeiro cuidou do físico de Elias. A Bíblia diz que Elias passou a noite na caverna. Imagine que noite foi aquela. Quantas noites você passou na 41
  40. 40. Tânia Gonzales caverna, amado irmão. Na caverna do luto, lágrimas rolando, saudades... Na caverna do desemprego, dívidas, desespero... Na caverna da solidão, na caverna do vício, na caverna da doença. Deus vai tratar com você seja qual for a sua caverna. Ele cuidou de Elias, Deus falou com uma voz mansa e delicada, porque era exatamente este tipo de tratamento que o profeta estava precisando. Se você precisa de consolo Deus te consolará, mas, se você necessitar de um “puxão de orelhas”, Ele também dará. Elias recebeu a missão de ungir dois reis e Eliseu como profeta em seu lugar, depois Deus o levou, pois havia chegado o momento da partida do profeta de Deus. Deus vai cuidar de você seja qual for a sua caverna, Ele sabe muito bem do que você necessita. Creia que Deus tem o melhor tratamento para sua vida. Saiba que quando nós chegamos no limite, Deus nos entende e Ele cuida de nós como um pai amoroso cuida de seu filho amado. Sinta o cuidado de Deus, ouça a voz de Deus nesta manhã. 42
  41. 41. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! "Existem apenas duas maneiras de ver a vida. Uma é pensar que não existem milagres e a outra é que tudo é um milagre." Albert Einstein Capítulo 4- A segunda chance Ana preparou o almoço junto com seu pai, ela adorava trabalhar na cozinha com ele, enquanto isso Felipe estava conversando com a Larissa , pela net, o computador ficava na sala, o pai achava melhor assim. _Aninha, amanhã é o grande dia!– - Roberto se referia ao início de seu trabalho no restaurante do amigo Miguel- Vou reiniciar a rotina. _É pai, é isso aí! Tudo de novo... eu e o Lipe também, afinal amanhã começam as aulas. _Anaaa! - gritou Lipe- A Kátia quer falar com você! _Vai lá, filha! Já está quase tudo pronto mesmo... Ana conversou com a amiga por alguns minutos. Não resistiu e contou para Kátia sobre Alexandre, não que tivesse muita coisa para contar, mas, qual o problema? Era só ela não exagerar no interesse e estaria tudo certo. Ela não ia ficar imaginando que ele por acaso estaria com algum interesse nela, claro que não, pensou Ana. Afinal ele tem 21 anos e eu somente 17. _Hum!!! Que delícia! - exclamou Felipe ao saborear o almoço preparado por Roberto e Ana. _Nós agradecemos, não é Aninha? Aninha? 43
  42. 42. Tânia Gonzales _Oi? Não entendi, pai? - Ana estava tão distraída pensando nos “olhos azuis” que não percebeu que o pai estava falando com ela. _Onde você estava, querida? Tenho certeza que não era aqui nesta cozinha, não mesmo! _Eu? Claro que estava, eu só não entendi a pergunta. Roberto deu uma piscada para Lipe que retribuiu e foi logo dizendo: _Não sei não, aí tem! _Parem com isso, que tal nós arrumarmos tudo? Já são três horas. Depois de alguns minutos tudo estava em ordem e Ana foi para seu quarto, ela queria dar uma boa olhada em seu guarda- roupa, estava com vontade de caprichar no visual para o culto da noite. _E aí, Carol, como estou? - perguntou Ana assim que a prima entrou em sua casa. _Nossa! Uau!!! Uma gata! _Você também está ótima! Ana havia colocado uma saia preta com um bordado bem delicado e uma blusa salmão com botões dourados bem discretos. Estava com seus lindos cabelos negros totalmente soltos. Ela era uma garota muito bonita, sem dúvida. Tinha 1,68m de altura, 52 quilos, os cabelos negros um pouco abaixo dos ombros, olhos castanhos escuros. Carol era mais baixa que Ana e tinha os cabelos castanhos bem claros que estavam um pouco acima dos ombros e ela usava uma franjinha; tinha um rosto bem delicado. Era uma bonita 44
  43. 43. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! menina de 16 anos. Sabrina tinha 1,75m de altura, os cabelos originalmente castanhos claros, estavam totalmente loiros e curtos. Era dona de um corpo que chamava a atenção; Isabel, sua mãe, sempre a aconselhava com as roupas, pois ela amava modelos bem apertados e curtos e isso causava muitos problemas com seu pai. Na igreja ela até disfarçava, mas quando saía com as amigas... Quando terminou o culto, Ana se despediu do pai e prometeu que não ia chegar tarde. Roberto concordou com a carona de Alexandre após Rubens lhe assegurar que não tinha problema algum, que conhecia bem a família dele e que ele era um bom rapaz. Carol e Ana entraram na sala 8, que apesar de ser bem ampla, já estava lotada, parecia uma pequena sala de cinema. Logo avistaram Lipe e Alexandre que havia reservado os lugares. Ana sentou na cadeira estofada que Alexandre lhe apontou e gostou quando ele se sentou bem ao lado dela. Ele estava muito bem vestido com uma camisa azul escura de manga longa e uma calça social preta. Como ele ficava bem com aquela cor pensou Ana. Os olhos azuis claríssimos ficavam ainda mais marcantes. _Eu volto logo- disse Alexandre no ouvido de Ana, o pequeno contato fez o coração dela bater mais forte. Em pouco tempo Alexandre estava de volta trazendo quatro sacos de pipoca , as luzes foram apagadas e a agitação da turma cessou, o filme havia começado. O filme conta a história de dois pastores , Ethan, pastor suplente de uma igreja de classe média, um músico que não 45
  44. 44. Tânia Gonzales tem a menor ideia do que é servir a comunidade; e Jake, pastor de uma comunidade pobre que vive sob o comando do tráfico de drogas e gangues. De repente eles precisam trabalhar juntos, aí as diferenças aparecem e também os problemas locais. _Está gostando ?– Alexandre falou bem baixinho no ouvido de Ana- “Ele não deveria fazer isso comigo”- pensou Ana e em seguida respondeu sussurrando: _Estou, é muito interessante. Depois de quase duas horas o filme acabou, o professor Ronaldo pediu para os alunos de sua classe fazerem algumas anotações em casa para na próxima aula eles debaterem. Ana, Carol e Felipe foram até o estacionamento esperar por Alexandre que estava conversando com Ronaldo. _Gostei do filme, bem legal, né? - perguntou Carol, Ana fez que sim, ficou observando Alexandre se aproximar e ficou pensando quem iria com ele na frente. _Vocês querem ir direto para casa ou comer alguma coisa... - Alexandre chegou perguntando. _É melhor irmos para casa, nossos pais estão esperando, sabe como é que é... – disse Ana com pesar e aproveitou para fazer um sinal para o irmão ir no banco da frente. Ana se posicionou atrás de Alexandre e durante o caminho de 10 minutos ficou disfarçando enquanto dava uma olhada nele e Alê também a olhava pelo retrovisor de maneira bem discreta. Por um momento os olhares se encontraram e ambos ficaram envergonhados, mas Carol e Lipe nem notaram. _Aqui estamos, Carol- disse Alexandre assim que parou o 46
  45. 45. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! carro. _Valeu, Alê- disse Carol dando-lhe um beijo no rosto. _Vocês não ! - Alexandre disse antes de Ana e Lipe saírem do carro- Vou deixá-los na porta da casa de vocês. _Mas é tão pertinho, é logo ali, viu? - Ana apontou para sua casa. _Tudo bem, mas eu insisto! _Então, tudo bem! - respondeu Ana sorrindo e mandando um beijo para prima. Alexandre estacionou bem em frente da casa de Ana e desceu do carro, cumprimentou Felipe que entrou em seguida. Ana ficou parada em frente ao portão. Os dois ficaram por alguns segundos sem dizer nada e então Alexandre quebrou o silêncio. _Você gostou do filme? _ A história é bem atual e eu sou fã do Michael W. Smith, o pastor Ethan, gosto muito das músicas dele, Agnus Dei, Friends e Draw Me close, são as minhas preferidas. _Draw me close to you, never let me go...- Alexandre arriscou cantarolar- Legal! Eu também gosto das músicas. Mas mudando de assunto... então, amanhã suas aulas começam? _Sim, amanhã é o grande dia! E as suas? Estou sabendo que é o seu último ano em Ciência da Computação, certo? _Certo, você está bem informada! E você vai fazer o quê? _É o meu último no ensino médio. _Ensino médio? - perguntou Alexandre. _Sim, você ficou surpreso, por quê? _É-é-é... desculpe... eu pensei que... você fizesse faculdade. 47
  46. 46. Tânia Gonzales _Por que você pensou isso? _Por causa do seu irmão, ele me disse que vai fazer o último do médio, então eu... _Exatamente! A não ser que eu tivesse repetido um ano ou então ele... _Espera aí, vocês dois tem a mesma idade? _Nossa! Você está brincando, né?- Ana não conseguiu deixar de rir. _De-de-desculpe! “ Que lindo! Ele gagueja um pouquinho quando fica nervoso!” -pensou Ana. _Você não sabia que nós somos irmãos gêmeos? _Não, que vergonha! Eu pensei que você era a irmã mais velha. Então você tem... 17 anos? _Exatamente 17 anos, eu fiz no dia 27 de dezembro- Ana percebeu que Alexandre ficou desapontado ao saber a idade dela. _Certo! Me desculpe, Ana. _Só para saber... quantos anos você pensou que eu tivesse? _Uns 19 anos. Mais uma vez me desculpe, Ana. _Não tem motivo algum para se desculpar, você não sabia, é só isso. Bom, acho melhor entrar, obrigada pela carona. Boa aula para você amanhã. Tchau! _Para você também, tchau, Ana. Ana já estava no quarto pronta para dormir, mas não conseguia parar de pensar na conversa que teve com Alexandre. Ela tinha certeza que ele havia se decepcionado com a idade dela. Então ele pensou que ela tivesse 19 anos. 48
  47. 47. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! Até aquele dia Ana nunca havia sentido vontade de ter mais idade, até aquele dia. Alexandre também não conseguia dormir, ficou pensando na garota de cabelos negros e em como ele foi ridículo. A segunda-feira começou cedo para a todos os membros da família, Roberto foi para o restaurante, seria o seu primeiro dia, Ana e Felipe foram à escola juntos com Carol, saíram com quase 30 minutos de antecedência, Ana não queria correr o risco de chegar atrasada para o seu primeiro dia de aula, o horário de entrada era às 7h. Ana e Felipe fariam o 3º ano enquanto Carol o 2º , mas pelo menos no intervalo elas ficariam juntas. Ana ficou feliz ao ver que ela e o irmão estudariam juntos. Ao entrar em sua classe, logo reconheceu Simone, que participava da EBD com ela, a cumprimentou com um sorriso, Simone só balançou a cabeça. A manhã no colégio passou sem novidades. Pouco antes das 23h, Roberto chegou todo animado, contando detalhes sobre o restaurante e querendo saber também se os filhos gostaram da escola, mas não dava para conversar muito pois todos teriam que acordar cedo no outro dia. E assim os dias foram passando rapidamente e enfim chegou a sexta-feira, Ana e Carol estavam conversando no intervalo do colégio sobre o retiro que fariam no carnaval. A igreja havia alugado uma chácara em Campos do Jordão, teriam muitas atividades para os adolescentes e jovens, seriam 4 dias. Elas estavam animadas porque já estavam no dia 13 de fevereiro só faltava uma semana para o tão esperado passeio. Depois do 49
  48. 48. Tânia Gonzales intervalo, Ana entrou na classe e encontrou Simone sozinha, os outros alunos ainda não tinham voltado. Ana aproveitou para tentar conversar com ela, pois ela parecia tão inacessível. _Oi, Simone! Você também vai ao retiro de carnaval? A garota olhou para Ana sem interesse, não tinha a mínima vontade de responder, mas resolveu não ser grosseira com a nova menina que veio do interior. _Eu? Nem pensar! Já imagino a chatice que vai ser. _Chatice? Pelo que eu pude saber da programação vai ser bem legal. Aos poucos os alunos foram entrando e Ana resolveu encerrar o assunto, ela percebeu que Simone não estava nem um pouco interessada. O sábado chegou e com ele o encontro do grupo de teatro, Ana estava bem animada, foi até o ponto de ônibus, não queria chegar atrasada, por isso saiu 30 minutos antes do horário marcado. Teve que ir sozinha pois Carol tinha um casamento de um amigo de seu pai que seria em uma chácara. Ao chegar à igreja entrou pela porta lateral , cumprimentou o irmão Cláudio, que era o zelador e subiu as escadas para o 1º andar, só então ela se deu conta que não sabia em qual sala eles se reuniriam, já estava pensando em voltar para perguntar ao zelador, quando ela viu Alexandre. _Olá! É impressão minha ou você está perdida? - disse Alexandre abrindo um grande sorriso. _ Oi! Você está certíssimo! Qual é a sala do grupo de teatro? _Venha comigo, eu também vou para lá. 50
  49. 49. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! Ana seguiu Alexandre pelo longo corredor, o grupo estava reunido na sala 11. Beth já havia começado a reunião. _Entrem, que bom que você veio Ana! Oi, Alê! Beth então passou a explicar sobre a peça e distribuiu os papéis, Ana seria uma jovem que não sabia nada do sentido da páscoa e que adorava chocolates. Alexandre seria um rapaz cristão que contaria para ela o verdadeiro significado da Páscoa através de histórias bíblicas desde Gênesis, e então as personagens iriam aparecer conforme o desenrolar da história contada por ele. Beth pediu para que fosse feita a primeira leitura da peça quando de repente, entrou um rapaz totalmente desorientado. Era o irmão de Cíntia, que tinha problemas com drogas e havia sumido há três dias. _Alguém me ajuda! Alguém! - gritava Carlinhos que estava com as roupas sujas e descalço. Alexandre foi rapidamente até ele e o amparou. _Oi, é você ? Eu te conheço, não conheço? Eu acho que sim! _Oi, amigo! Claro que você me conhece, sou o Alê, lembra? Vamos sair daqui, está bem? Beth, você liga para o pastor Luís, diga que o Carlinhos apareceu, eu vou lá na cantina com ele. Alexandre já estava saindo amparando Carlinhos em seus braços, quando o rapaz não conseguiu segurar e acabou vomitando na camisa de Alexandre. A cena não foi nada agradável, na sala havia uns 20 jovens observando assustados e enojados ao mesmo tempo. _Eu sou uma porcaria mesmo! Olha que eu fiz! Só sirvo pra fazer sujeira! 51
  50. 50. Tânia Gonzales _Não tem problema, amigo,vamos sair daqui, eu resolvo isso. Beth dispensou a turma, e ligou para o pastor Luís que era o responsável pelo centro de recuperação que a igreja mantinha em Suzano. Depois foi até a casa de Alexandre pegar uma camisa limpa. Quando estava a caminho, viu Ana no ponto de ônibus e lhe ofereceu carona. _Coitado do Carlinhos, como é triste ver alguém controlado pelos vícios. Sinto muito, Ana, você ter visto, mas é a realidade. Ele precisa muito de ajuda. Só mesmo Jesus para tirá-lo desta prisão. _ Foi muito triste mesmo, Beth, ele é tão jovem! _ Só 20 anos! Foi um milagre ele aparecer justamente na igreja, foram 3 dias sem notícias! Beth parou primeiro na casa de Alexandre, a mãe dele já estava no portão com uma sacola nas mãos. Ela tinha recebido um telefonema do filho. Luísa cumprimentou-as e entregou a sacola para Beth, agradecendo. No caminho para casa Ana pensou que se tivesse o número do celular de Alexandre ela ligaria mais tarde para saber notícias, foi então que ela resolveu fazer uma coisa bem ousada, pelos menos para ela, pensou. _Beth, você teria o celular do Alexandre, é que eu gostaria de saber como o Carlinhos ficou. _Claro, Ana - Beth pegou seu celular assim que parou o carro em frente à casa de Ana e logo encontrou o número que precisava. Ana não conseguia tirar aquela triste cena da cabeça. Era a primeira vez que ela tinha visto Carlinhos, só o conhecia pelo 52
  51. 51. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! nome, sempre estavam pedindo oração por ele. Ela olhou para o horário em seu celular já passava das 23h, depois olhou para o número que Beth lhe havia dado, então resolveu ligar. Após três toques e ela ouviu pela primeira vez a voz de Alexandre pelo telefone. _Alexandre? _Eu! Quem fala? _ Ana! Me desculpe ligar uma hora destas, mas é que eu fiquei preocupada com o que aconteceu... _Oi, Ana! Não se desculpe, que bom ouvir você! – Alexandre respondeu sem disfarçar a alegria que estava sentindo ao ouvir a voz dela. _Eu pedi o seu número para Beth- Ana foi logo se explicando. _Não tem problema! Você está bem? Se não tivesse acontecido tudo aquilo eu ia me oferecer para levá-la para casa. Você foi sozinha? Percebi que a Carol não estava. _A Beth me deu uma carona. Carol foi em um casamento com a família. E o Carlinhos está melhor? _Ele está no centro de recuperação, eu fui junto com o Ronaldo para levá-lo, dormiu o caminho inteiro. Ele vai ficar bem. O pior já passou, afinal ele ficou sem dar notícias por três dias. _E os pais dele? _Os pais não pertencem à igreja, só aparecem quando ele piora. Eu acho que se houvesse um comprometimento deles as coisas seriam mais fáceis. É que eles procuram em todos os caminhos, entende? Carlinhos fica dividido. 53
  52. 52. Tânia Gonzales _Entendi. E você já se recuperou? _Ah! Tomei um belo banho, passei perfume. Estou bem cheiroso, que pena que não dá pra você sentir. Me de- desculpe, e-eu acho que exagerei. _Não, tudo bem! Eu gostei da brincadeira! - Ana riu ao perceber que ele havia ficado nervoso, a gagueira quase passava despercebida, mas ela achava um charme. _Acho que é melhor mudar de assunto. E aí, você vai participar do retiro?- perguntou Alexandre. _Eu vou e você? _Também! Tenho certeza que você vai gostar, estamos caprichando na programação. _Você também faz parte da equipe organizadora! E eu perguntando se você ia participar... _Você não sabia, é só isso! Mas agora eu percebi uma coisa, eu estou em desvantagem! _Desvantagem, em quê? _Você tem meu telefone, e eu não tenho o seu. Não apareceu seu número no meu visor. Foi de propósito? _Não, claro que não!Acho que meu irmãozinho querido andou mexendo no meu celular... anote... Ana passou o número e depois se despediu, seus saldos estavam acabando. O sono demorou a chegar naquela noite, ela ficou lembrando de cada palavra dele. Como era bom ouvir a voz dele pelo telefone, mas pessoalmente era muito melhor, podia ouvir a voz e ficar olhando para os olhos azuis ao mesmo tempo, perfeito. 54
  53. 53. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! "É obra do diabo sugestionar; é obrigação do cristão não ceder.” Agostinho Capítulo 5 -Tentação Ana acordou mais cedo naquele domingo, pois iriam tomar café na igreja. _Bom dia, Ana - tio Rubens cumprimentou assim que Ana entrou no carro. _Bom dia, tio, oi Carol e a tia Isabel? _Está atrasada, vou tocar a buzina para ela se apressar. _Calma, já estou aqui! Bom dia, sobrinha querida! - disse Isabel dando um beijo em Ana. Sabrina entrou logo em seguida com cara de poucos amigos, detestava acordar cedo... _Algumas pessoas se esquecem de algumas regras de boas maneiras – Rubens disse olhando para Sabrina- Que tal dizer um bom dia bem amigável, filha? _Bom dia! - Sabrina respondeu em um tom nada amistoso. _Bom, já é alguma coisa! - Rubens brincou. Chegaram no estacionamento da igreja faltando 25 minutos para o início das aulas ainda daria tempo para tomarem café. Quando Ana desceu do carro percebeu que a família de Alexandre também havia acabado de chegar. Ele estava segurando um menininho em seus braços e sua mãe estava de mãos dadas com uma garotinha de cabelos cacheados. 55
  54. 54. Tânia Gonzales _Graça e paz – cumprimentou Rubens. _Graça e paz, amigo. - Dr. Afonso deu um apertado abraço no tio de Ana. Depois Isabel e Luísa também se cumprimentaram com um beijo e ficaram conversando, enquanto Ana e Carol se aproximaram de Alexandre. Sabrina havia saído rapidamente. _Que menininho mais lindo! - disse Ana – Qual o nome dele? _Este é o Lucas- respondeu Alexandre. _Que nome lindo, também! Qual a idade dele ?- Ana perguntou olhando para Alexandre. _Um aninho. _Você é “namolada” do meu tio? - perguntou a menina dos cabelos cacheados assim que se aproximou de Ana. _Eu? Não ! - Ana respondeu meio sem graça. _Melissa! Desculpe, Ana, ela quer arrumar uma namorada para mim de qualquer jeito. _Não deve ser uma missão difícil! A mãe de Alexandre ouviu o comentário de Ana e deu um sorriso para o filho, que corou. _Acho melhor vocês irem com a vovó . Luísa foi se afastando com os netos, Alexandre e Ana acabaram sozinhos no estacionamento. _Qual a idade da Melissa? - Ana perguntou para acabar com o clima de constrangimento. _Quatro anos, ela é muito esperta, fala cada coisa que você não acredita! Eles estão conosco hoje porque a Joyce, minha irmã, foi com o marido dela, o Celso, levar os sogros para rodoviária, eles vão viajar para Jales, pertinho da sua cidade, 56
  55. 55. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! né? _Eles vão para Jales! Parentes? _A cunhada da Joyce mora lá. Os meus avôs moram em Rio Preto. _Que legal! Então sua família conhece bem a região. _Com certeza. Se você quiser dar um passeio qualquer dia destes em Santa Fé é só falar comigo, eu posso ser o seu motorista! - disse Alexandre se divertindo com a ideia. _Valeu! Eu aviso! É melhor nós irmos senão vamos ficar sem café. _Vale a pena o sacrifício! Ana percebeu que Alexandre estava bem descontraído, ela gostou disso. Ele nem havia dado sinal de sua discreta gagueira, o que ela achou uma pena porque ele ficava mais charmoso ainda, se é que isso era possível. Chegaram no refeitório ainda em tempo, os tios estavam tomando café, Ana logo avistou Carol e se aproximou dela. Achou melhor se distanciar de Alexandre, não queria que os outros tivessem oportunidade de fazer algum comentário, o refeitório estava lotado. Após o café cada um foi para sua sala de aula. _Meninas, contagem regressiva para o grande dia! - Beth falou com toda animação se referindo ao evento da próxima semana: o retiro de carnaval. _O tema da palestra principal será: Tentação, como vencê- la? O texto bíblico: Gênesis 39.6-12 – Beth falava ao mesmo tempo que escrevia a referência bíblica no quadro branco. Em 57
  56. 56. Tânia Gonzales seguida Beth dividiu as meninas em 5 grupos. _Nas últimas aulas nós falamos sobre romances impossíveis, em especial sobre o casal fictício: Edward e Bella. O obstáculo deles é o fato que ele ser um vampiro e ela uma humana. Mas vocês sabem que para ela o mais importante é ficar com ele, então Bella não mede esforços para alcançar o seu objetivo, não importando o alto preço a ser pago. Eu quero que vocês conversem e depois anotem o que seria obstáculo no mundo real para que um romance fosse impossível ou pelo menos complicado de se concretizar. Vocês têm 15 minutos. As meninas começaram a discutir o assunto, os minutos passavam rápidos demais, a única que não falava nada era Simone, ela estava no mesmo grupo de Ana e Carol. Dava para perceber o quanto estes assuntos a incomodava. _Tempo esgotado, meninas! Vamos começar pelo grupo 1: Carol, Ana, Simone ,Cíntia e Priscila. Beth escreveu no quadro branco: VOCÊ NÃO PODE NAMORAR COM ELE, POR QUÊ ? _Resposta do grupo 1 – pediu Beth. _Ele não professa a mesma fé que eu - Ana respondeu. _Então isso é um obstáculo? Será que vocês realmente abririam mão do seu príncipe por este motivo? - perguntou Beth. _É um problemão, pelo menos pra mim! - respondeu Carol- Meus pais nunca iriam deixar eu namorar um cara que não 58
  57. 57. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! fosse da igreja. _Ah! Meus pais não deixariam! E se dependesse só de você? _Professora, não faça isso comigo! Não é justo!- disse Carol. As outras meninas não conseguiram segurar e começaram a rir e falar todas ao mesmo tempo. _Vocês percebem? A questão aqui é : meus pais não deixariam! Mas se dependesse só de você, você abriria mão por causa da sua fé? Há ainda algumas garotas que pensam que podem começar a namorar um rapaz não cristão e depois é só trazê-lo para igreja. Unindo o útil ao agradável: ganho um namorado e uma alma para o reino de Deus! Mas é um caminho bem perigoso; mas quero saber outro motivo, grupo 2. _Porque ele é namorado da minha melhor amiga! - disse Amanda. _Muito bem! Então temos aqui uma competição. Ele é lindo, maravilhoso, mas já tem dona! comentou Beth. _Dona! Eles são só namorados, não estão casados! Se liga!- reclamou Priscila. _Então, se sua melhor amiga está namorando e você se interessa pelo namorado dela, não tem a menor importância, o que vale é o que você sente? É isso Priscila? Vou ficar bem longe de você! - disse Amanda sem disfarçar a indignação. _Minhas queridas e amadas alunas, acalmem-se. Eu gostei por vocês terem colocado este obstáculo. Ninguém gostaria de ter o namorado roubado, aqui vale a máxima : Amar o próximo com a ti mesmo! Ninguém gosta de ser traído, então não seja 59
  58. 58. Tânia Gonzales a traidor, ninguém gosta de ser enganado, então não seja o enganador. Outro grupo... _Meus pais não aceitam o namoro! - disse uma garota do 3º grupo. _Vocês estão muito comportadas, até parece que não namorariam escondidas, me engana que eu gosto – Priscila mais uma vez fez um comentário que mexeu com todas. _Esperem! Uma de cada vez – disse a professora para colocar ordem na classe. _Professora, a Priscila é engraçada, ela quer responder por todas nós! Eu acho que é um grande obstáculo meus pais não aceitarem meu namoro, somos muito unidos lá em casa. - disse Carla olhando para Priscila. _Duvido – provocou Priscila- Ele é o que eu sempre sonhei, o meu príncipe encantado, mas papai e mamãe acham que não, então, tchau, meu príncipe ! Depois do engraçado comentário de Priscila, foi difícil para Beth manter a ordem na classe. As meninas falavam todas juntas e ninguém entendia mais nada. _Chega! Chega! Meninas, por favor. Nosso tempo está acabando. A próxima aula será em Campos do Jordão, que chique, vocês não acham? Mas agora, chegou a vez do Grupo 4, podem falar... _Ele é uma fraude! Sabe aquele carinha que é um gato? Inteligente, bom moço, prestativo, educado, crente, mas é só aparência, na realidade ele é outra coisa, ele está fingindo para conquistar? Eu digo isso pois conheci alguém exatamente assim - era a voz de Simone que não pertencia ao grupo 4- Eu 60
  59. 59. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! sei que meu grupo já foi, mas eu precisava dizer isso, desculpe. _Tudo bem, Simone, continue- Beth queria ouví-la, as manifestações dela eram tão raras... _Pois é isso! Ele finge ser um príncipe, mas na realidade ele só quer seduzir, depois ele conquista outra, pois para ele isso é muito fácil. _Infelizmente, meninas- começou Beth- existem garotos que só querem brincar com vocês, por isso muito cuidado, não sejam ingênuas, mas é claro que ainda há bons rapazes, cristãos sinceros, mas os lobos também estão por aí. Cuidado, o coração é enganoso, a Bíblia diz que ele é mais enganoso do que todas as coisas6. Não se deixem levar pelas aparências. Só Deus sabe as verdadeiras intenções, só Ele conhece cada coração. Por isso é tão importante a comunhão com Deus, assim vocês aprendem desde cedo a serem orientadas por Ele. Próximo grupo... _Ele só quer ficar – disse Sandra do 4º grupo. _Interessante! Ele só quer um passatempo, quer curtir! vocês não aceitariam isso?-perguntou Beth. _Me desculpe, sei que depois do que eu falar vocês vão querer acabar comigo, mas vamos ser bem sinceras, ele é o máximo, é alguém irresistível, vocês não estão falando sério, até parece que iriam perder a oportunidade de ficar com ele. - disse Priscila consciente dos olhares das outras - Eu já entendi, vocês estão querendo agradar a professora Beth, é isso! _Você, Priscila, pelo jeito cede fácil, fácil! - provocou Carla. 6 Jeremias 17.9 61
  60. 60. Tânia Gonzales _Cuidado, olha como fala comigo! _Meninas, por favor, hoje vocês estão impossíveis. É necessário aprender a respeitar a opinião dos outros, ok, Priscila? Como meninas que pertencem a Jesus, o grupo 4 está correto, se ele não quer nada sério para que eu vou começar um relacionamento, só para dar uns beijinhos? Eu sei que lá fora isso é normal, mas não deve ser com vocês, vocês são diferentes. Pena que o nosso tempo acabou. Mas, lá no retiro vamos conversar bastante. Vamos orar agradecendo estes momentos e continuem orando pelo Carlinhos, creio que logo ele estará entre nós novamente. 62
  61. 61. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! "O Filho de Deus tornou-se homem para possibilitar que os homens se tornem filhos de Deus.” C.S.Lewis Capítulo 6 -Culto especial Eram 16h30min, Ana havia tomado banho e estava escolhendo uma roupa para ir ao culto quando ouviu o celular tocando. Olhou para o visor e deu um leve sorriso, era Alexandre. _Alô! _Oi Ana, tudo bem? Estou atrapalhando? _Oi , Alexandre, claro que não, e eu estou bem e você? _Estou bem. É... e-eu, me desculpe, eu gostaria de fa-fazer um convite. _Ok, estou esperando! _Você quer sair para comer pizza comigo depois do culto? _Eu quero- Ana respondeu e ao mesmo tempo pensou que sua resposta havia saído rápida demais. _Ótimo, então... _Não, espera um pouco! Eu quero, mas eu preciso falar com meu pai, eu tenho que ligar para ele, pedir autorização, sabe como é... _Tudo bem, você me liga para dar a resposta? _Ligo! Alexandre... alguém mais vai comer pizza ou só nós dois? _Eu estou convidando você, a não ser que você tenha algum problema com isso? 63
  62. 62. Tânia Gonzales _Não, é só para saber se era algum programa com pessoal da igreja... _Entendi! É um programa só para nós dois. Se você quiser, é claro! _Eu ligo para você em seguida, tchau! _Eu aguardo! Tchau! Ana não estava acreditando, ela havia recebido um convite do dono dos lindos olhos azuis! Será que o pai permitiria? Ana não queria esperar mais nem um minuto, então, ligou para Roberto. _Não sei, não, filha! Você sair com este rapaz sozinha? Qual a idade dele? _Vinte e um. _Ele tem 21 anos? Ana, eu acho … _Pai, nós só vamos comer uma pizza! Você não confia em mim? _Querida, claro que confio em você, é nele que eu não confio, eu nem o conheço! Iriam como? _Como? De carro! _Não, vamos fazer o seguinte, eu deixo vocês irem com uma condição: nada de carro, vão de ônibus ou andando, sei lá , mas não vão de carro. _Pai, se eu falar isso pra ele vai pensar que eu sou uma criancinha! _Esqueci, eu tenho mais uma condição, o horário de chegada: 22h30min; sem estas duas condições, nada feito! _Tá bom, eu vou falar com ele. Beijo pai e vê se não chega muito tarde, tá? 64
  63. 63. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! _Beijão, filha! Vou tentar! E cuidado, juízo! Tchau! Ana desligou e ficou pensando qual seria a reação de Alexandre. Com certeza ele iria dar um jeito de desfazer o convite, quem manda ele querer sair com uma menor de idade? _Alexandre? _Oi, Ana! E aí ? _Bom, ele deu duas condições... Ana contou para Alexandre quais eram as condições impostas pelo pai e esperou ansiosa pela resposta dele. _Só isso? Sem problemas! _Sério? _Seu pai está certo, Ana! Ele nem me conhece, eu até estou surpreso por ele ter deixado! _Como nós vamos fazer? _É melhor eu passar na sua casa logo depois do culto. _ Eu vou dar um jeito para sair rapidinho. Tchau! Ana resolveu caprichar no visual, agora ela tinha um encontro. O culto começou pontualmente às 18h, Ana estava se esforçando para parar de pensar no encontro que teria mais tarde, mas era uma tarefa difícil, seria a primeira vez que ela sairia com um rapaz. Ela havia contado para Carol que prometeu guardar segredo e ficou toda animada com a novidade. Antes de seu sermão, pastor Jair chamou Laura para louvar, ela era dona de uma voz belíssima , era uma jovem de 23 65
  64. 64. Tânia Gonzales anos muito esforçada na igreja e estava noiva de Ronaldo o líder dos jovens. Ela escolheu um louvor que tocou profundamente os corações de todos ali. “ Espírito Santo, ore por mim, leve pra Deus tudo aquilo que eu preciso, Espírito Santo, use as palavras que eu necessito usar, mas não consigo, me ajude nas minhas fraquezas, não sei como devo pedir, Espírito Santo, vem interceder por mim...”7 Após o louvor de Laura, Pr. Jair convidou todos para uma breve oração, o clima estava propício para o agir do Espírito Santo de Deus, corações quebrantados, lágrimas rolavam da face de muitos. Naquele momento Ana esqueceu de tudo e só pensou em como era bom sentir a doce presença de Deus. _Meus amados, maravilhosa é a presença de Deus neste lugar, aproveite estes preciosos momentos e sinta o agir do Espírito Santo -- foram as palavras iniciais do Pr. Jair- Eu sinto que há vidas aqui que estão sedentas, que cansaram de correr de um lado para o outro e hoje querem dar ouvidos à voz de Deus. Mateus escreveu no capítulo 11 e versículos 28, 29 e 30: “ Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve.” Foi o Salvador manso e humilde quem disse estas palavras, Ele faz o convite a todos, Ele promete alívio! Jesus hoje te convida: Vinde a mim! E 7 Cantora : Fernanda Brum. 66
  65. 65. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! hoje você não vai conseguir recusar este tão doce convite. Como dizer não àquele que sofreu e morreu por ti? Como dizer não a um convite tão singelo? Hoje você não vai resistir! Jesus está de braços abertos para te receber, é só você dar um passo. Dê um passo e Jesus te receberá! Eu não vou falar mais, eu sei que você está ansioso para aceitar o convite do Salvador. Por isso venha, pode vir agora, nem precisa levantar a sua mão, simplesmente venha, Jesus te ama! Quando o Pr. Jair parou de falar algo maravilhoso aconteceu, várias pessoas foram à frente, chorando, dava para perceber o quanto elas estavam ansiosas. Foi algo realmente inesquecível. E no meio daqueles que estavam se entregando para Jesus, estavam também os pais de Carlinhos, eles finalmente tinham sido tocados pelo Espírito Santo de Deus. Pr. Sílvio, auxiliar do Pr. Jair , orou com todos eles, foi uma oração de confissão e arrependimento. _Amados – disse o Pr. Sílvio- Que grande festa! Nós só temos que agradecer ao nosso amado Deus por estas vidas preciosas. Venham jovens e cantem aquele hino “ Te agradeço”, pois temos muito o que agradecer nesta noite. “ Por tudo o que tens feito, por tudo que vais fazer, por tuas promessas e tudo o que és, eu quero te agradecer, com todo o meu ser”8 Quando o hino terminou, Pr. Jair fez uma oração especial e depois os irmãos foram se cumprimentando felizes sabendo que tinham participado de um culto inesquecível. Ana foi dar um abraço em sua amiga da EBD, Cíntia, que estava chorando 8 Música do Ministério de Louvor “ Diante do Trono”. 67
  66. 66. Tânia Gonzales e sorrindo ao mesmo tempo pela conversão de seus pais. Foi bem difícil conseguir sair do templo, o clima estava tão maravilhoso que dava vontade de ficar lá, mas depois de alguns minutos, Ana conseguiu chegar até o estacionamento, o tio já estava dentro do carro, em seguida chegaram: Carol, Isabel e Felipe. Sabrina iria sair com algumas amigas. _Que culto! Que benção! Oh glória! - disse Rubens com toda animação. _ Tem razão, que culto! - concordou Isabel. _Oh glória! - Felipe, Ana e Carol disseram juntos. Ana chegou em casa e resolveu mandar um torpedo para Alexandre que respondeu dizendo que chegaria em 15 minutos. _Demorei? - perguntou Alexandre assim que Ana apareceu. _Eu estava quase desistindo! - brincou Ana. Eles foram até o ponto de ônibus que ficava próximo à casa de Ana e não precisaram esperar nem cinco minutos. Ana achou meio estranho andar com ele assim, ela ficou um pouco tímida, sem saber direito o que fazer, era tudo novo para ela. Quando estavam no ônibus conversaram sobre o culto, Alexandre estava muito feliz pelos pais de Carlinhos. Ele contou que Cíntia e Carlinhos iam na igreja desde pequenos, levados pela tia deles, a irmã Lurdes, que trabalhava na cantina, mas Carlinhos se afastou depois que fez amizade com um pessoal que o apresentou às drogas. Depois de algum tempo ele voltou disposto a abandonar aquela vida, mas sempre tinha uma recaída. Alexandre contou de um dia que os jovens estavam ensaiando, Carlinhos entrou e começou a 68
  67. 67. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! dizer que estava vendo monstros, que estava sendo seguido por monstros horríveis, e gritava muito. Ronaldo, o líder dos jovens, o tirou de lá rapidamente. Ele foi levado novamente para o centro de recuperação. _O centro de recuperação é em Suzano, né? Carol me contou que toda semana vai um grupo fazer visita. Eu quero ir algum dia – disse Ana. _Aviso quando eu for novamente, assim nós podemos i-i-ir juntos. Ana reparou na leve gagueira e pensou que pelo menos não era só ela que estava com um certo nervosismo. _É melhor nós irmos direto para a praça de alimentação, não temos muito tempo- Alexandre disse assim que chegaram ao shopping. Depois de alguns minutos já estavam sentados saboreando uma deliciosa pizza. _Aninha, Aninha! Alguém te chama assim? _Meu pai, às vezes; meu querido irmão, quando está querendo alguma coisa; a vovó Tele e minha prima Sabrina, só pra me irritar. _Sério? A Sabrina faz isso? _É verdade! Ela fala de um jeito só pra me provocar! Dá pra sentir pelo tom, entende? _Sabrina! _Mas, quem sempre me chamava assim era... minha mãe. A não ser quando ela estava brava, aí era um sonoro: Ana! _Sua mãe! Você deve sentir muita falta dela... é... me desculpe, Ana. 69
  68. 68. Tânia Gonzales _Não tem problema algum, às vezes é bom falar, sabe? Lá em casa a gente meio que evita, é complicado... _Entendo. Vocês duas conversavam muito? _Muito, muito mesmo! Era tão bom! Ela era professora, então sempre tinha uma história de algum aluno e ela fazia questão de saber sobre tudo o que tinha acontecido no meu dia escolar. _Há quantos anos ela... se foi... _Quatro anos.... _Sabe de uma coisa, vamos mudar de assunto, você ficou com um rostinho muito triste... que tal a pizza ? _A pizza está ótima. _E aí, Ana, você pretende fazer faculdade? _Com certeza! Vamos ver se você consegue adivinhar ... _Hum... tem alguma coisa a ver com um certo “chef” Roberto? _Na mosca! Eu vou fazer Gastronomia. _Muito bem. Então eu já vou me acostumando com a ideia, “chef” Ana! Quando faltavam 5 minutos para o horário combinado com Roberto, Alexandre deixou Ana no portão da casa dela. Ana enviou uma mensagem para a amiga Kátia, que morava em Santa Fé, contando sobre o encontro com Alexandre. Naquela noite, Ana ficou pensando em cada palavra dita por Alexandre, era tão bom conversar com ele, pena que tiveram pouco tempo. Ana lembrou do sorriso, da voz, dos lindos olhos azuis... pensou tanto que acabou sonhando. Sonhou que estava no carro dele conversando e quando iam se despedir 70
  69. 69. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! com um beijo no rosto, Alexandre se afastava bem lentamente e colocava uma das mãos no rosto dela, para sem seguida deslizar até os seus lábios fazendo o contorno com os dedos, o que fez Ana estremecer, em seguida ele se aproximava ... e... Ana despertou de seu doce sonho. “Era um sonho! Parecia tão real! Que hora para acordar!” - lamentou Ana. 71
  70. 70. Tânia Gonzales “De cem homens, um lerá a Bíblia; noventa e nove lerão o cristão.” D.L.Moody Capítulo 7 -Retiro Felizmente a semana passou rapidamente, Ana estava super ansiosa afinal havia chegado a sexta-feira e com ela os últimos preparativos para o retiro de carnaval, que prometia ser ótimo. Depois da rápida saída do domingo à noite, Ana e Alexandre tinham conversado pelo celular na quarta-feira e ele havia feito a ligação, o que deixou Ana nas nuvens, pois ela estava louca para ligar mas conseguiu se controlar. Carol quis saber de tudo o que aconteceu no encontro de domingo e Ana satisfez a curiosidade da prima que escutou com total interesse. Naquela noite, Ana voltou a sonhar com Alexandre, mas não foi nada agradável, desta vez não era ela quem estava com ele no carro era Sabrina e os dois estavam se beijando. Ana acordou assustada e pensou como era injusto, no outro sonho ela acordou bem na hora que ele iria beijá-la. _Lipe, acorda! Vamos, acorda, olha a hora! - insistia Ana com o irmão. Vamos perder o ônibus, já são seis horas! Roberto estava de folga por isso foi ele quem os levou até a igreja. Carol e Sabrina aproveitaram a carona do tio, chegaram 10 minutos antes do horário marcado para a saída. Haviam 5 ônibus estacionados à porta da igreja. Ana logo avistou Alexandre que estava todo envolvido na organização do evento, o coração da garota acelerou ao receber um largo 72
  71. 71. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! sorriso do rapaz. Ela não tinha a menor ilusão de ir no mesmo ônibus que ele e muito menos de sentar-se ao lado dele, sabia que seria muita pretensão de sua parte. Para quem não iria ao retiro, o final de semana na igreja seria bem agitado, teriam um jantar especial para arrecadar fundos para missões, no qual Roberto iria emprestar toda sua habilidade culinária, o que seria naquela mesma noite; domingo seria um dia cheio de atividades para as crianças e também teriam eventos para a 3ª idade, caminhadas, oficinas de trabalhos manuais e estava programado para terça-feira uma tarde com direito a muitas delícias como bolos, pães, etc... A vovó Tereza estava animadíssima prepararia o seu bolo especial de fubá cremoso que era sempre muito elogiado. Ana ficou muito feliz quando viu Simone entrar no primeiro ônibus, ela havia dito que não iria participar de jeito nenhum, “que bom que ela mudou de ideia”- pensou Ana- E como ela havia previsto, Alexandre foi no terceiro ônibus e ela no segundo junto com sua inseparável prima Carol. A viagem foi bem agradável, a animação era geral. Às dez horas da manhã chegaram à chácara em Campos do Jordão. Tudo estava muito bem programado. Participaram de um delicioso café e depois todos estavam livres para conhecer a chácara que era belíssima, tinha 3 piscinas, quadras de esportes, muita área verde e excelentes acomodações. Ana ficou no quarto com mais 14 meninas entre elas Carol, Priscila e Cíntia. Foram montadas várias equipes de trabalho, Ana recebeu a missão de ajudar no almoço daquele dia que 73
  72. 72. Tânia Gonzales seria servido às 14h e na segunda-feira ela iria ajudar na limpeza. Tudo foi muito bem dividido para que todos ajudassem e se divertissem também. _Olá, “chef” Ana! - cumprimentou Alexandre assim que entrou na espaçosa cozinha. _Oi! - Ana ficou muito feliz ao vê-lo, ainda não tinha conseguido falar com ele . _O que você está achando desta cozinha? É digna de uma “chef” ? _Está bem organizada, tem de tudo aqui. E onde está a chef? Alguém viu? - perguntou Ana para as outras meninas que estavam ajudando. _Não disfarça, não, Ana! Filha de peixe... - comentou Cíntia - Estou sabendo que você é fera na cozinha! _Que cheirinho bom!- Beth foi logo dizendo ao entrar- Eu não sei quanto à vocês, mas eu já estou com uma fome! _Este lugar é perigoso! Balança... não espere por mim na quarta-feira! - o comentário foi de Lurdes, a tia de Cíntia, que sempre estava começando um regime novo. O almoço ficou pronto na hora planejada. Tudo estava delicioso, macarrão, carne, vários tipos de salada, sucos, refrigerantes e sorvete de sobremesa. Após o almoço, Ana aproveitou para descansar um pouco, foi até a área verde e sentou-se debaixo de uma árvore, o clima era maravilhoso. Ana fechou os olhos e ficou ali distraída com seus pensamentos. _Desculpe interromper a sua meditação, mas eu posso me sentar ao seu lado? 74
  73. 73. Edward Cullen não existe! Príncipes existem! Ana se assustou, estava tão envolta em seus pensamentos, que não percebeu a aproximação de Eduardo, um bonito rapaz de 20 anos que era conhecido como “o paquerador”, Ana nunca havia falado com ele, só sabia de sua fama. _Pode. - disse Ana meio contrariada. _Então, você é a linda garota de veio do interior. Linda garota! Ana não gostou do jeito que Eduardo olhava para ela, ele a estava encarando com um sorriso tão cínico, pelo menos foi a impressão que ela teve. _Ana, não é? _Acertou! E você ... _Eduardo! Pode me chamar de Edu se quiser ou Dudu, fique à vontade, gata! Você pode tudo! Tudo! Neste momento Ana pensou se não apareceria alguém para salvá-la. _Sabe Ana, eu quero aproveitar muito bem este retiro e você? _Depende o que você chama de aproveitar! _Aproveitar, gata! Sentir emoções, sabe, muitas emoções. Eu posso dizer que já comecei sentir algo especial, você gata, você é tão... linda, é difícil aguentar ficar longe de você, sabia? Posso me aproximar um pouquinho mais? _Eu acho que é melhor não! A distância está bem legal. _Não faz isso comigo! Você machuca meu pobre coração! _Não é esta a minha intenção, bem eu acho melhor voltar, preciso … _Espera, gata! Não se vá... Eduardo segurou o braço de Ana enquanto ela se preparava 75
  74. 74. Tânia Gonzales para levantar. _Solta o meu braço... _Gata, vamos aproveitar a oportunidade! Com tanta gente nesta chácara quando nós vamos ficar sozinhos novamente? _Quem foi que disse que eu quero ficar sozinha com você? Solta o meu braço... _E aí, Edu! - Ana reconheceu a voz imediatamente e sentiu um enorme alívio. _Oi, Alê! Eu estava aqui conversando com a Ana. Mas eu preciso ir agora, tchau Ana, Alê! _Tchau! - respondeu Alexandre sem tirar os olhos de Ana. _Por que você demorou tanto? - perguntou Ana agora sorrindo aliviada. _Ele estava te incomodando, é ? _Nossa, ele é sempre assim? _Assim como? _Deixa pra lá! Conseguiu uma folga? _Eu mereço um descanso, você não acha? _Acho! _Parabéns, o almoço estava show! _Eu não sou a única responsável. Somos uma equipe! _Que modéstia! Eu estava pensando se teria uma oportunidade de conversar com você com toda esta agitação. _É, parece que você conseguiu e ainda por cima me salvou! _Você estava mesmo tendo problemas com o Edu? Eu acho que você ia se sair muito bem da situação. _É sério, eu fiquei aliviada quando você chegou, eu não queria ser grosseira, mas ele estava começando a me irritar e 76

×