1
Como fazer uma apreciação crítica?
Vejamosoexemplo
Jovens empresários
Como alguns gurus não se cansam de dizer e outros ...
2
Atividade 2
Vejam-seagora as notícias seguintes
«Há anos que esperava» a prisão de
Sócrates
Palavras do ex-deputado soci...
3
O antigo presidente da Câmara Municipal de Lisboa criticou também toda a situação e
condução mediática do período que me...
4
top 10 deste mês constam ainda nomes como Passos Coelho, Cavaco Silva, Papa
Francisco, Paulo Portas, Angela Merkel, Bara...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Como fazer comentario ou apreciaçao critica

536 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
536
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Como fazer comentario ou apreciaçao critica

  1. 1. 1 Como fazer uma apreciação crítica? Vejamosoexemplo Jovens empresários Como alguns gurus não se cansam de dizer e outros tantos aplaudem, as crises são "um horizonte de oportunidades". Deve ter sido a pensar nisso que a ANJE* se lembrou de ensinar aos seus jovens empresários um curso de magia. Ao que parece, a associação contratou mesmo um ilusionista profissional, de seu nome Jomaguy, para ajudar os rapazes "nos negócios". O workshop, de resto, tem um nome curioso e atual: "Empresas e Pessoas Mágicas - O Ensaio e a Performance, a Evidência e o Oculto na Gestão". A formação inclui aprendizagem sobre "inovadores métodos pedagógicos" que, esclarece a ANJE, possibilitam a apresentação de analogias entre o mundo dos negócios e a magia". Uma analogia que Cottim Oliveira, o líder da associação, considera extensiva ao facto de a atividade de um mágico e o trabalho de um empresário serem "maiores do que se possa pensar". Descontando o facto dos jovens empresários serem quase sempre mais empresários do que jovens, a ideia do workshop é avisada. E atenta. De facto, nunca a atividade económica teve tantas semelhanças com o ilusionismo. Nos últimos tempos, aliás, Portugal deu fartos exemplos da sua queda para este nicho de mercado, sobretudo no sector bancário. Desconfio mesmo que o BPN e o BPP mantinham - mais uma vez sem o conhecimento de Constâncio - escolas de formação na área, com grau de doutoramento mais rápido do que Bolonha. A julgar pelo que se lê, prestidigitação, a magia e a ilusão eram prática corrente. E de sucesso. Porém, como todos sabemos, o bom ilusionista não deixa rasto nem revela os truques. E talvez por isso a ANJE queira aperfeiçoar as qualidades dos futuros gestores. Um dos métodos para chegar a tal é o "mentalismo" e visa adivinhar o pensamento dos clientes. Vai daí, contrataram o Jomaguy. A falha talvez esteja aqui. Sem querer beliscar o currículo de Jomaguy, que leva "25 anos magicando", a realidade é que o nosso País tem gente mais qualificada para a tarefa. É verdade que um ou outro estão presos. Mas magicar foi o que eles fizeram toda a vida, de Porto Rico a Marrocos, de Oliveira de Azeméis a Lisboa. E, com maior ou menor dificuldade, continuam no ativo, a magicar. Se o objetivo da ANJE é, como diz o seu presidente, "adaptar as características de um espetáculo de ilusionismo ao universo das empresas", já existe trabalho feito e, assim sendo, há que ir buscar os melhores. Estão disponíveis, têm livros publicados, experiência política e fazem desaparecer qualquer coisa que lhe ponham nas mãos, de atas de reuniões a bancos de sucesso. E além disso, o circo até já está montado. Miguel Carvalho, in Visão, 19/12/2014 ______________________________________________________________________ *associaçãonacional de jovens empresários Atividade 1 Delimite a introdução, o desenvolvimento e a conclusão, resumindo o que é dito nessas partes
  2. 2. 2 Atividade 2 Vejam-seagora as notícias seguintes «Há anos que esperava» a prisão de Sócrates Palavras do ex-deputado socialistaHenrique Neto sobre a prisão preventiva de José Sócrates, em declarações ao «i» Por: Redação / PO | 28 de Novembro às 11:35 O ex-deputado do PS Henrique Neto é o primeiro socialista a assumir publicamente que não ficou surpreendido com a prisão de José Sócrates. «Há anos que esperava que isso acontecesse. Os indícios eram mais que muitos», considerou Neto, em declarações ao jornal «i», onde defende que «as reações de alguns socialistas (à detenção de Sócrates] são irracionais». Henrique Neto acusa: «Há muitos socialistas que não querem conhecer o que se passou. Fecham os olhos, porque estão moral e eticamente metidos nestas desgraças». Para Henrique Neto, que não é de agora que tem sido crítico da governação de José Sócrates, tendo em junho lançado um manifesto com duras críticas à governação do ex- PM, «António Costa não será credível no país se não limpar o partido com grande clareza e grande determinação. Sofrerá com os estilhaços do que vier a acontecer com o eng. Sócrates». O Partido Socialista estará reunido em congresso durante o fim-de-semana e prevê-se que o conclave seja dominado pela prisão preventiva de José Sócrates. Depois de ter ido visitar à prisão de Évora, o histórico Mário Soares já fez saber que irá marcar presença no congresso, que se realiza na Feira Internacional de Lisboa, no Parque das Nações. Manuel Alegre também já disse que falará do ex-PM durante a reunião magna. http://www.tvi24.iol.pt ___________________________________________________________ Prisão de Sócrates é «injusta» e «injustificada», afirma João Soares O deputado socialista João Soares considerou injusta a medida de coação de prisão preventiva aplicada a José Sócrates, salientando estar preocupado com a "promiscuidade entre política e os negócios e entre a Justiça e a comunicação social". "Considero injusta a medida de coação de prisão preventiva aplicada (...) a José Sócrates. Conheço há muito e confio, como cidadão e advogado, em João Araújo, advogado de José Sócrates. Portanto, quero crer que essa medida é, como João Araújo disse, injustificada", escreveu João Soares na sua conta pessoal no Facebook.
  3. 3. 3 O antigo presidente da Câmara Municipal de Lisboa criticou também toda a situação e condução mediática do período que mediou o interrogatório do ex-governante. "Desde o momento da sua detenção, e durante três dias, a investigação foi 'libertando' para a comunicação social os 'factos' que considerou necessários divulgar para 'fundamentar', junto da opinião pública, a medida de coação mais gravosa. A cirurgia foi feita de tal forma que dispensou, no comunicado do Tribunal, a divulgação dos fundamentos da prisão preventiva. Enquanto cidadão, preocupa-me tanto a promiscuidade entre a política e os negócios, como entre a Justiça e a comunicação social", refere no Facebook O ex-primeiro-ministro José Sócrates tornou-se o primeiro ex-líder de Governo da história da democracia portuguesa a ficar em prisão preventiva, indiciado por fraude fiscal qualificada, branqueamento de capitais e corrupção. Depois de ter sido detido na passada sexta-feira à noite no aeroporto de Lisboa, quando regressava de Paris, José Sócrates começou a ser interrogado no domingo. O Tribunal Central de Instrução Criminal (TCIC) decretou segunda-feira à noite a prisão preventiva do ex-primeiro ministro José Sócrates, do seu motorista, João Perna, e do empresário Carlos Santos Silva, por suspeitas de crime económicos. Ao advogado Gonçalo Trindade Ferreira, o juiz Carlos Alexandre determinou a proibição de contactos com os restantes arguidos, de se ausentar para o estrangeiro, com a obrigação de entregar o passaporte e de se apresentar duas vezes por semana ao Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP). José Sócrates, detido na sexta-feira, está indiciado por fraude fiscal qualificada, branqueamento de capitais e corrupção e o motorista João Perna por fraude fiscal qualificada, branqueamento de capitais e detenção de arma proibida. O empresário Carlos Santos Silva, ex-administrador do Grupo Lena, está indiciado por fraude fiscal, branqueamento de capitais e corrupção, enquanto o advogado Gonçalo Ferreira é suspeito de ter cometido os crimes de fraude fiscal e branqueamento de capitais. Diário Digital com Lusa http://diariodigital.sapo.pt ____________________________________________________________________ Em Novembro, nem Ronaldo esteve à altura de Sócrates nas redes sociais 17 de Dezembrode 2014 às 16:31:22, por PedroDurães Habitual líder entre as personalidades analisadas pelo serviço Social Media Explorer do grupo Marktest, Cristiano Ronaldo foi ultrapassado em Novembro pelo ex-Primeiro- Ministro José Sócrates, que registou quase o dobro das referências do craque do Real Madrid nas redes sociais. Em sites como Facebook, Twitter, Google+, Instagram, Blogues, Fóruns, YouTube e Notícias RSS, foram encontradas em Novembro mais de 12 mil referências a José Sócrates como reflexo da sua detenção em prisão preventiva desde 24 de Novembro. Na segunda posição ficou Cristiano Ronaldo, que obteve cerca de 7 mil menções ao longo do mês. António Costa, consagrado este mês como secretário-geral do PS, foi a terceira personalidade com mais buzz social, com mais de 6 mil menções. No
  4. 4. 4 top 10 deste mês constam ainda nomes como Passos Coelho, Cavaco Silva, Papa Francisco, Paulo Portas, Angela Merkel, Barack Obama e José Mourinho (ver gráfico). http://www.meiosepublicidade.pt Atendendo às notícias anteriores, selecione uma posição de análise e redija um artigo de apreciação crítica sobre a prisão do engenheiro e ex-ministro José Sócrates. 1. Comece por fazer uma planificação a. Introdução b. Desenvolvimento c. Conclusão 2. Textualização a. Organização em parágrafos e respetiva articulação 3. Revisão a. Rever o que escreveu

×