D . A . C A R S O N
OS PERIGOS DA
INTERPRETAÇÃO BÍBLICA
O QUE É UMA FALÁCIA?
• Falácia é um substantivo feminino que
significa erro,engano, falsidade. (significados.com)
• Em res...
FALÁCIAS VOCABULARES
• As falácias vocabulares podem ser divididas em:
• Falácia do radical.
• Anacronismo semântico.
• Ob...
FALÁCIAS VOCABULARES.
• Uso seletivo e preconceituoso das evidências.
• Disjunções e restrições semânticas.
• Restrição in...
FALÁCIA DO RADICAL
• Esta é uma falácia que consiste em um erro muito
persistente que pressupõe que toda a palavra
esteja ...
FALÁCIA DO RADICAL
• Trench acredita que o termo ὑπηρέτας deriva de
'επέσσω, que significa remador. Já Robertson e
Hofmann...
FALÁCIA DO RADICAL
7
ANACRONISMO SEMÂNTICO
• Nesta falácia o interpretador comete o erro de
transportar um significado atual para um vocábulo
q...
ANACRONISMO SEMÂNTICO
• Romanos 1:16 diz: Eu não me envergonho do
evangelho, pois ele é o poder (δύναμις) de Deus
para sal...
OBSOLESCÊNCIA SEMÂNTICA
• É o oposto da última falácia.
• O interpretador escolho uma tradução para certo
vocábulo que est...
REIVINDICAÇÕES DE SIGNIFICADOS
DESCONHECIDOS OU IMPROVÁVEIS
• Ao tentar explicar 1 Coríntios 11:2-16 os autores
Berkeley e...
REIVINDICAÇÕES DE SIGNIFICADOS
DESCONHECIDOS OU IMPROVÁVEIS
12
NEGLIGÊNCIA DE USO DE MATERIAL
DE APOIO
• Essa fálácia aparece quando o autor por
negligência, ou qualquer outro motivo nã...
PARALELOMANIA VERBAL
• Essa falácia tende a mostrar a idéia de que um
autor coloca um certo jogo de palavras como
sendo um...
ASSOCIAÇÃO ENTRE LÍNGUA E
MENTALIDADE
• Essa falácia consiste em dizer que a língua era
usada de acordo com a mentalidade ...
FALSAS PRESSUPOSIÇÕES SOBRE
SIGNIFICADOS TÉCNICOS
• Essa falácia tem um nome que já diz muito por si só.
• Consiste de um ...
PROBLEMAS ENVOLVENDO SINÔNIMOS
E ANÁLISE DE COMPONENTES
• Isto ocorre quando termos são sinônimos em alguns
contextos e o ...
USO SELETIVO E PRECONCEITUOSO
DAS EVIDÊNCIAS
• Voltamos aqui a palavra κεφαλή.
• O autor Thomas H. Groome para defender o ...
RESTRIÇÃO INJUSTIFICADA DO CAMPO
SEMÂNTICO
• Essa falácia ocorre quando um autor nega uma
possibilidade semântica de uma p...
CONCLUSÃO
• Vimos que é fácil conseguir extrair ideias não
legítimas de um texto bíblico mesmo que
acidentalmente.
• Mas v...
FONTES
• Pode ser visto em
<http://www.significados.com.br/falacia/>.
Acessado em 20/09/2015 as 15:28.
21
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Falácias Vocabulares na Homilética e na Exegese

174 visualizações

Publicada em

Este slide propõem apresentar algumas das falácias vocabulares que são mais utilizadas com ou sem intenção pelos exegetas e pregadores modernos.

Publicada em: Estilo de vida
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
174
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Falácias Vocabulares na Homilética e na Exegese

  1. 1. D . A . C A R S O N OS PERIGOS DA INTERPRETAÇÃO BÍBLICA
  2. 2. O QUE É UMA FALÁCIA? • Falácia é um substantivo feminino que significa erro,engano, falsidade. (significados.com) • Em resumo é se utilizar de uma fala duvidosa e falsa para se atingir um resultado desejado. 2
  3. 3. FALÁCIAS VOCABULARES • As falácias vocabulares podem ser divididas em: • Falácia do radical. • Anacronismo semântico. • Obsolescência semântica. • Reinvindicação de significados desconhecidos ou improváveis. • Negligência de uso de material de apoio. • Paralelomania Verbal. • A associação entre a lingua e a mentalidade. • Falsas pressuposições ou significados técnicos. • Problemas envolvendo sinônimos e análise de componentes. 3
  4. 4. FALÁCIAS VOCABULARES. • Uso seletivo e preconceituoso das evidências. • Disjunções e restrições semânticas. • Restrição injustificada do campo semântico. • Adoção injustificada de um campo semântico expandido. • Negligência injustificada de particularidades distintivas de um grupo de palavras. 4
  5. 5. FALÁCIA DO RADICAL • Esta é uma falácia que consiste em um erro muito persistente que pressupõe que toda a palavra esteja ligada a um radical ou a sua forma e componentes. • Em 1 Corínthios 4:1 diz: Vocês nos devem tratar como servidores de Cristo, que foram encarregados de administrar a realização dos planos secretos de Deus. • Οὕτως ἡμᾶς λογιζέσθω ἄνθρωπος ὡς ὑπηρέτας Χριστοῦ καὶ οἰκονόμους μυστηρίων Θεοῦ. 5
  6. 6. FALÁCIA DO RADICAL • Trench acredita que o termo ὑπηρέτας deriva de 'επέσσω, que significa remador. Já Robertson e Hofmann acreditam que o vocábulo é uma junção de ύπο + 'ερέτης, que daria a ideia de um sub- remador. • Porém a idéia de tentar julgar uma palavra única e exclusivamente pela sua forma e radical segue a mesma lógica de analisar primavera como uma prima que se chama vera. 6
  7. 7. FALÁCIA DO RADICAL 7
  8. 8. ANACRONISMO SEMÂNTICO • Nesta falácia o interpretador comete o erro de transportar um significado atual para um vocábulo que não tinha esse significado no tempo em que foi escrito. • Este erro foi cometido pelos pais da igreja ao dizer que o vocábulo 'επίσκοπος se referia a um bispo, que seria um pastor que cuidaria de várias igrejas locais. • O vocábulo δύναμις que significa poder ou milagre também gerou a palavra dinamite, sendo óbvio que esse não era o seu contexto. 8
  9. 9. ANACRONISMO SEMÂNTICO • Romanos 1:16 diz: Eu não me envergonho do evangelho, pois ele é o poder (δύναμις) de Deus para salvar todos os que crêem, primeiro os judeus e também os não-judeus. • Poderiamos de acordo com essa falácia traduzir então: “... Pois ele é a dinamite de Deus para salvar todos os que crêem...” 9
  10. 10. OBSOLESCÊNCIA SEMÂNTICA • É o oposto da última falácia. • O interpretador escolho uma tradução para certo vocábulo que está obsoleto até mesmo para quando ele foi escrito em tal texto. • Por exemplo a palavra μάρτυς, que é traduzida corretamente como alguém que testemunha sua fé pessoal mesmo sob ameaça de morte mas, que poderia ser erroneamente traduzida com um significado obsoleto que é o de ser alguém que fornece provas em um julgamento. 10
  11. 11. REIVINDICAÇÕES DE SIGNIFICADOS DESCONHECIDOS OU IMPROVÁVEIS • Ao tentar explicar 1 Coríntios 11:2-16 os autores Berkeley e Mickelsen afirmam que “cabeça” pode significar “fonte” ou “origem”, a ideia é porém apoiada somente pelo documento Fragmenta Orphicorum. • É disso que se consiste esta falácia. Quando alguém para provar sua ideia pega um significado muito pouco provável ou até mesmo inexistente para apoiar sua ideia. 11
  12. 12. REIVINDICAÇÕES DE SIGNIFICADOS DESCONHECIDOS OU IMPROVÁVEIS 12
  13. 13. NEGLIGÊNCIA DE USO DE MATERIAL DE APOIO • Essa fálácia aparece quando o autor por negligência, ou qualquer outro motivo não utiliza o material adequado para uma exegése ou tradução. • O resultado é algo como o visto nas falácias anteriores, trazendo significados antigos, novos demais ou desconhecidos para o resultado final da análise da palavra. 13
  14. 14. PARALELOMANIA VERBAL • Essa falácia tende a mostrar a idéia de que um autor coloca um certo jogo de palavras como sendo um paralelo. O que normalmente não o é. • Samuel Sandmal chamou esse termo de Paralelomania. 14
  15. 15. ASSOCIAÇÃO ENTRE LÍNGUA E MENTALIDADE • Essa falácia consiste em dizer que a língua era usada de acordo com a mentalidade da pessoa. • Ou seja, os gregos têm tal vocabulário por que pensavam assim e os hebreus por que pensavam de outro jeito. • Não há nenhum meio de provar que a língua varia de acordo com o pensamento. 15
  16. 16. FALSAS PRESSUPOSIÇÕES SOBRE SIGNIFICADOS TÉCNICOS • Essa falácia tem um nome que já diz muito por si só. • Consiste de um estudioso trazer um significado falso para uma palavra só porque ele assim se encaixa na sua teologia pessoal. • Como no termo santificação eu usar um termo falso só para dizer que posso viver sem pecados enquanto estou nesta terra. 16
  17. 17. PROBLEMAS ENVOLVENDO SINÔNIMOS E ANÁLISE DE COMPONENTES • Isto ocorre quando termos são sinônimos em alguns contextos e o autor quer clamar significado igual também em partes diferentes. • Exemplo um humano pode ser adulto. Mas um menino e uma menina são humanos também. • Já um macho pode ser humano assim como um animal mas um animal não pode ser um humano. 17
  18. 18. USO SELETIVO E PRECONCEITUOSO DAS EVIDÊNCIAS • Voltamos aqui a palavra κεφαλή. • O autor Thomas H. Groome para defender o uso de sua ideia só mostra esta palavra sendo utilizada em um contexto perdendo assim o seu significado usado em outras vezes. • Esta falácia se toma então como aquele que ignora outras teorias que são rivais aos seus pensamentos sem dar um explicação do porquê. Geralmente por que esta não existe. 18
  19. 19. RESTRIÇÃO INJUSTIFICADA DO CAMPO SEMÂNTICO • Essa falácia ocorre quando um autor nega uma possibilidade semântica de uma palavra que realmente é um possibilidade plausível. • Assim acontece como por exemplo na palavra corpo. Pode significar o nosso corpo (tronco, pernas, cabeça, etc...), como um grupo de pessoas que atuam juntas, um grupo qualquer, uma base, etc... 19
  20. 20. CONCLUSÃO • Vimos que é fácil conseguir extrair ideias não legítimas de um texto bíblico mesmo que acidentalmente. • Mas vimos também que falácias são enganos, isto é, não devemos usar uma das artimanhas de Satanás para atingirmos uma finalidade. 20
  21. 21. FONTES • Pode ser visto em <http://www.significados.com.br/falacia/>. Acessado em 20/09/2015 as 15:28. 21

×