Revisão de jornalismo digital

227 visualizações

Publicada em

Revisão de jornalismo digital

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
227
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
47
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Revisão de jornalismo digital

  1. 1. JORNALISMO DIGITAL Prof. Iuri Lammel @lammel fb.com/lammel
  2. 2. O QUE É JORNALISMO DIGITAL?
  3. 3. QUAIS SÃO AS DIFERENÇAS?
  4. 4. QUAIS SÃO AS DIFERENÇAS?
  5. 5. QUAIS SÃO AS DIFERENÇAS? “Diferenças” = características próprias
  6. 6. QUAIS SÃO AS DIFERENÇAS? “Diferenças” = características próprias Se uma mídia mantém características vantajosas, ela sobreviverá
  7. 7. QUAIS SÃO AS DIFERENÇAS? “Diferenças” = características próprias Se uma mídia mantém características vantajosas, ela sobreviverá ... mas, no seu início, a nova mídia imita as características da velha mídia
  8. 8. Exemplo: o rádio
  9. 9. 1940: Repórter Esso
  10. 10. 1950
  11. 11. 1950 Quando a TV surgiu, o formato do jornal inovou? ... ou apenas copiou o formato do rádio?
  12. 12. ? ?? O que copiou? O que inovou?
  13. 13. ? ?? O que copiou? O que inovou? O que diferencia o digital do resto?
  14. 14. ? ?? O que copiou? O que inovou? O que diferencia o digital do resto? Quais são suas características?
  15. 15. BREVE HISTÓRICO DO JORNALISMO DIGITAL: AS 3 GERAÇÕES
  16. 16. JORNALISMO DIGITAL Gerações do jornalismo digital: ■ 1ª geração: páginas jornalísticas são apenas reproduções de partes de jornais impressos Manchete do dia Vitate eritatque voles sus con rerciae preprae. Nem fugitate volorep elestorem ex et in non cus reiur, ex en- tsequid exceperume con nul- luptae dolut quodips andelit, tecepudiam res voluptae porioratur maion eturit vol- litatur sintiam, cum quid que prerum ea cus del et aut aut idia sundian dipidel licipitat vel ipsapid que volumquam, optae. Tatius doloris quissed ute lam fugitiosanda dolese- quid exceperume con nul- luptae dolut quodips andelit, tecepud igendebis es excessi mporrup icate.
  17. 17. JORNALISMO DIGITAL Gerações do jornalismo digital: ■ 2ª geração: começa a existir a preocupação em explorar alguns dos recursos da web Título da notícia Vitate eritatque voles sus con rerciae preprae. Nem fugitate volorep elestorem ex et in non cus reiur, ent sequid exceperume con nulluptae dolut quodips andelit, tecepudiam res Fale com a repórter: maria@jornal.com EDITORIA XHOME EDITORIA Y CONTATO
  18. 18. JORNALISMO DIGITAL Gerações do jornalismo digital: ■ 3ª geração: surge ideia de que essa é uma modalidade diferente de jornalismo, com um potencial de inguagem e formato próprios Últimas notícias Título da notícia principal aqui Nem fugitate vo- lorep elestorem ex et ent sequid exceperume on rerciae preprae consusam, pe- rume on rerciae pr volescipsum as sita volupta der Título notícia um Sus con rerciae preprae. Nem fugitate sedis doluptam risum Título notícia dois Sus con rerciae preprae. Nem fugitate sedis doluptam risum Título notícia três Sus con rerciae preprae. Nem fugitate sedis doluptam risum EDITORIA XHOME EDITORIA Y CONTATO
  19. 19. JORNALISMO DIGITAL Gerações do jornalismo digital: ■ 3ª geração: surge ideia de que essa é uma modalidade diferente de jornalismo, com um potencial de inguagem e formato próprios Surge uma mídia com características próprias Últimas notícias Título da notícia principal aqui Nem fugitate vo- lorep elestorem ex et ent sequid exceperume on rerciae preprae consusam, pe- rume on rerciae pr volescipsum as sita volupta der Título notícia um Sus con rerciae preprae. Nem fugitate sedis doluptam risum Título notícia dois Sus con rerciae preprae. Nem fugitate sedis doluptam risum Título notícia três Sus con rerciae preprae. Nem fugitate sedis doluptam risum EDITORIA XHOME EDITORIA Y CONTATO
  20. 20. CARACTERÍSTICAS DO JORNALISMO DIGITAL DE 3ª GERAÇÃO
  21. 21. JORNALISMO DIGITAL Características do webjornalismo: ■ Multimidialidade (convergência)
  22. 22. JORNALISMO DIGITAL Características do webjornalismo: ■ Multimidialidade (convergência) ■ Hipertextualidade
  23. 23. JORNALISMO DIGITAL Características do webjornalismo: ■ Multimidialidade (convergência) ■ Hipertextualidade ■ Interatividade
  24. 24. JORNALISMO DIGITAL Características do webjornalismo: ■ Multimidialidade (convergência) ■ Hipertextualidade ■ Interatividade ■ Instantaneidade (atualização contínua)
  25. 25. JORNALISMO DIGITAL Características do webjornalismo: ■ Multimidialidade (convergência) ■ Hipertextualidade ■ Interatividade ■ Instantaneidade (atualização contínua) ■ Customização do conteúdo (personalização)
  26. 26. JORNALISMO DIGITAL Características do webjornalismo: ■ Multimidialidade (convergência) ■ Hipertextualidade ■ Interatividade ■ Instantaneidade (atualização contínua) ■ Customização do conteúdo (personalização) ■ Memória
  27. 27. ATIVIDADE: COMO VOCÊ ADAPTARIA ESTA MATÉRIA PARA O FORMATO DO WEBJORNALISMO DE 3 GERAÇÃO?
  28. 28. Fonte: jornal A Razão, 22 de fevereiro de 2016
  29. 29. A NOTÍCIA NO IMPRESSO No tradicional, temos a pirâmide invertida: Lead + importante - importante Dados secundários Final
  30. 30. A NOTÍCIA NO DIGITAL No digital, muda um pouco... Pirâmide deitada (Canavilhas, 2002): Unidade base Nível de explicação Nível de contextualização Nível de exploração
  31. 31. A NOTÍCIA NO DIGITAL No digital, muda um pouco... Diamante da notícia (Bradshaw, 2007): Alerta Rascunho Artigo (notícia) Contexto Análise / Reflexão Interatividade Personalização + rapidez + profundidade + controle do usuário
  32. 32. IMAGINE A SITUAÇÃO... Para compreender melhor o modelo do diamante da notícia, vamos imaginar como seria o comportamento de um editor de jornalismo digital frente à seguinte série de acontecimentos hipotéticos na cidade de Santa Maria:
  33. 33. IMAGINE A SITUAÇÃO... Terça-feira, 19h ■ Surgem informações nas redes sociais de que o antigo prédio da Av. Rio Branco desabou ■ Um usuário diz que há três pessoas embaixo dos escombros ■ Outro usuário diz que conversou com alguém que passava pelo local e que afirmou ter testemunhdo o desabamento e que teria visto 5 pessoas sendo soterradas ■ Repórter liga para a polícia. O policial diz que receberam mais de 20 ligações e que viaturas e carros dos bombeiros estão a caminho.
  34. 34. IMAGINE A SITUAÇÃO... Terça-feira, 19h ■ O que você faria se estivesse trabalhando como editor em um jornal impresso?
  35. 35. IMAGINE A SITUAÇÃO... Terça-feira, 19h ■ O que você faria se estivesse trabalhando como editor em um jornal impresso? ■ ... e que você faria se estivesse trabalhando como editor em um jornal digital?
  36. 36. A NOTÍCIA NO DIGITAL No digital, muda um pouco... Diamante da notícia (Bradshaw, 2007): Alerta Rascunho Artigo (notícia) Contexto Análise / Reflexão Interatividade Personalização + rapidez + profundidade + controle do usuário Não temos informações apuradas e nem confirmadas. Então, não há informações suficientes nem mesmo para um alerta! AlertaAlertaAlertaAlerta
  37. 37. IMAGINE A SITUAÇÃO... Terça-feira, 19h10 ■ A repórter chega no local
  38. 38. IMAGINE A SITUAÇÃO... Terça-feira, 19h15 ■ A repórter confirmou que houve um desabamento ■ A repórter registrou o cenário em seu bloco de anotações: > Uma pilha de entulhos no chão > Policiais e bombeiros realizam buscas nos entulhos > Uma multidão observa ao redor ■ A repórter tentou conversar com os policiais, mas não conseguiu, porque estão todos ocupados
  39. 39. IMAGINE A SITUAÇÃO... Terça-feira, 19h15 ■ O que você faria se estivesse trabalhando como editor em um jornal digital?
  40. 40. A NOTÍCIA NO DIGITAL No digital, muda um pouco... Diamante da notícia (Bradshaw, 2007): Alerta Rascunho Artigo (notícia) Contexto Análise / Reflexão Interatividade Personalização + rapidez + profundidade + controle do usuário Não temos informações suficientes para uma notícia, mas já temos confirmações. Podemos enviar alerta via site e via redes sociais.
  41. 41. IMAGINE A SITUAÇÃO... Terça-feira, 19h20 ■ A repórter entrevistou algumas pessoas: > Uma mulher, chorando, diz que viu tudo e que havia umas cinco pessoas caminhando na calçada. > Um homem diz que mora no prédio da frente e testemunhou tudo da sacada. Ele disse que estava ventando demais, que parte do último andar caiu e que três pessoas estavam caminhando e foram soterradas. > Um homem diz que trabalha na loja ao lado e que primeiro escutou um barulho de explosão e, uns cinco segundos depois, escutou o barulho da queda dos tijolos.
  42. 42. IMAGINE A SITUAÇÃO... Terça-feira, 19h20 ■ O que você faria se estivesse trabalhando como editor em um jornal digital?
  43. 43. A NOTÍCIA NO DIGITAL No digital, muda um pouco... Diamante da notícia (Bradshaw, 2007): Alerta Rascunho Artigo (notícia) Contexto Análise / Reflexão Interatividade Personalização + rapidez + profundidade + controle do usuário O alerta no site pode ser incrementado com informações que são apuradas e confirmadas.
  44. 44. IMAGINE A SITUAÇÃO... Terça-feira, 19h40 ■ A repórter conseguiu conversar com o sargento, que afirmou: > À primeira vista, parece que caiu uma parede inteira do último andar e parte da parede do penúltimo. > Ainda não sabem a causa. > Ainda não encontraram ninguém nas buscas. > Comportamento de cães farejadores indicam a possibilidade de haver pessoas soterradas.
  45. 45. IMAGINE A SITUAÇÃO... Terça-feira, 19h40 ■ O que você faria se estivesse trabalhando como editor em um jornal digital?
  46. 46. A NOTÍCIA NO DIGITAL No digital, muda um pouco... Diamante da notícia (Bradshaw, 2007): Alerta Rascunho Artigo (notícia) Contexto Análise / Reflexão Interatividade Personalização + rapidez + profundidade + controle do usuário Ainda não temos informações suficientes para uma boa notícia! Faltam informações para um lead básico.
  47. 47. IMAGINE A SITUAÇÃO... Terça-feira, 20h15 ■ Logo após ter percebido movimento agitado dos bombeiros, a repórter conversa novamente com sargento: > Os bombeiros encontraram uma pessoa soterrada. É um homem e ele está desacordado.
  48. 48. IMAGINE A SITUAÇÃO... Terça-feira, 20h30 ■ O homem encontrado desacordado foi retirado dos escombros e colocado na ambulância. ■ Logo após ter percebido movimento agitado dos bombeiros, a repórter conversa novamente com sargento: > Os bombeiros encontraram mais duas pessoas. Uma está desacordada, outra está consciente.
  49. 49. IMAGINE A SITUAÇÃO... Terça-feira, 21h ■ Bombeiros retiram as duas vítimas dos escombros. A que está consciente é colocada na maca e depois na ambulância. A outra é tapada com lençol branco. ■ Repórter já conseguiu entrevistar 10 pessoas. Cinco estavam nas imediações e escutaram os barulhos, mas nenhuma viu o acidente. Nenhuma delas ouviu barulho de explosão. ■ Policial confirma que não há mais vítimas nos escombros, que infelizmente duas vítimas morreram e que uma mulher, de 29 anos, está no hospital, consciente e fora de perigo.
  50. 50. IMAGINE A SITUAÇÃO... Terça-feira, 21h ■ O que você faria se estivesse trabalhando como editor em um jornal digital?
  51. 51. A NOTÍCIA NO DIGITAL No digital, muda um pouco... Diamante da notícia (Bradshaw, 2007): Alerta Rascunho Artigo (notícia) Contexto Análise / Reflexão Interatividade Personalização + rapidez + profundidade + controle do usuário Já temos informações suficientes para um lead de uma notícia. A notícia poderá ser continuamente atualizada.
  52. 52. A NOTÍCIA NO DIGITAL No digital, muda um pouco... Diamante da notícia (Bradshaw, 2007): Alerta Rascunho Artigo (notícia) Contexto Análise / Reflexão Interatividade Personalização + rapidez + profundidade + controle do usuário Com o tempo, a redação conseguirá produzir novas matérias jornalísticas para buscar compreender as razões para o ocorrido e montar uma recuperação histórica do caso (linhas do tempo, infográficos etc).
  53. 53. A NOTÍCIA NO DIGITAL No digital, muda um pouco... Diamante da notícia (Bradshaw, 2007): Alerta Rascunho Artigo (notícia) Contexto Análise / Reflexão Interatividade Personalização + rapidez + profundidade + controle do usuário Mais tarde, começa a produção e publicação de matérias opinativas (que exigem tempo de reflexão)
  54. 54. A NOTÍCIA NO DIGITAL No digital, muda um pouco... Diamante da notícia (Bradshaw, 2007): Alerta Rascunho Artigo (notícia) Contexto Análise / Reflexão Interatividade Personalização + rapidez + profundidade + controle do usuário Com tanto material jornalístico já produzido e publicado, os jornalistas passam a se preocupar com o conteúdo produzido pelos leitores, como comentários e outras contribuições enviadas pela internet. Nesta fase, o jornalista conversa com sua audiência.
  55. 55. A NOTÍCIA NO DIGITAL No digital, muda um pouco... Diamante da notícia (Bradshaw, 2007): Alerta Rascunho Artigo (notícia) Contexto Análise / Reflexão Interatividade Personalização + rapidez + profundidade + controle do usuário Na última fase, permitimos aos usuários que compartilhem a notícia, assinem sistemas de envio de notícias por email ou RSS, entre outras funções que dependam da iniciativa do usuário. Também devemos permitir que o usuário continue sua leitura por outras matérias relacionadas (ou seja, que explorem a memória do jornal). Isso se consegue com o uso de metadados no BD, como as tags, e em seguida com o uso do recurso “Notícias relacionadas”.
  56. 56. A 4ª GERAÇÃO DO JORNALISMO DIGITAL:
  57. 57. A 4ª GERAÇÃO DO JORNALISMO DIGITAL: A VEZ DOS BANCOS DE DADOS
  58. 58. 4ª GERAÇÃO DO JD ■ O jornalismo digital continuou se transformando devido à evolução do suporte digital
  59. 59. 4ª GERAÇÃO DO JD ■ O jornalismo digital continuou se transformando devido à evolução do suporte digital ■ No final dos anos 1990, a internet começou a ficar um pouco mais complexa... antes, tínhamos uma web formada basicamente por páginas estáticas. Agora, começam a proliferar as páginas dinâmicas.
  60. 60. 4ª GERAÇÃO DO JD Páginas estáticas: ■ Páginas estáticas são documentos fechados, (como se fossem textos do Word em rede). ■ Para alterar o conteúdo da página estática, é preciso abrir o documento no computador e alterar o código HTML.
  61. 61. 4ª GERAÇÃO DO JD Páginas dinâmicas: ■ Páginas dinâmicas não contêm conteúdo... elas são formadas por uma estrutura com “espaços vazios” que recebem os conteúdos que estão armazenados em bancos de dados. ■ Para editar um conteúdo, o usuário não precisa abrir o documento; basta acessar um sistema que alimenta e gerencia BDs
  62. 62. 4ª GERAÇÃO DO JD Web 2.0: ■ Com a proliferação das páginas dinâmicas, começaram a surgir sites que permitiam maior interatividade com os usuários. ■ Os usuários passaram a participar mais na produção de conteúdos na web. ■ Assim, surge a Web 2.0.
  63. 63. 4ª GERAÇÃO DO JD Jornalismo Digital em Base de Dados: ■ No contexto da Web 2.0, surge o conceito de Jornalismo Digital em Base de Dados (JDBD), proposto por Suzana Barbosa (2007). ■ No JDBD, o banco de dados influencia a forma como a notícia é montada e apresentada. ■ No JDBD, as notícias passam a ter metadados.
  64. 64. 4ª GERAÇÃO DO JD Bush envia tropas ao Iraque Por Cláudia Maria, 5 de agosto de 2000 Banco de dados Sus con rerciae preprae. Nem fugi- tate volorep elestorem ex et in non cus reiur, ent sequid exceperume on rerciae preprae con. Sus con rerciae preprae. Nem fugi- tate volorep elestorem ex et in non cus reiur, ent sequid exceperume on rerciae preprae con Sus con rerciae preprae. Nem fugitate volorep ele- storem ex et in non cus reiur, Título Bush envia tropas ao Iraque Autor Cláudia Maria Data 05-08-2000 Resumo Sus con rerciae preprae. Nem fugitate volorep elestorem ex et in non cus reiur, ent sequid exceperume on rerciae preprae con Texto Sus con rerciae preprae. Nem fugitate volorep elestorem ex et in non cus reiur, ent sequid exceperume on rerciae preprae con Sus con rerciae preprae. Nem fugitate volorep elestorem ex et in non cus reiur, ent sequid exceperume on rerciae preprae con Editoria Mundo, Política Tags EUA, George W. Bush, Guerra, Iraque Alterações 06-08-2000, Sus con rerciae preprae. Nem fugitate volorep elestorem ex et in non cus reiur, ent sequid exceperume on rerciae preprae con
  65. 65. 4ª GERAÇÃO DO JD Recursos que os metadados proporcionam:
  66. 66. 4ª GERAÇÃO DO JD Recursos que os metadados proporcionam:
  67. 67. 4ª GERAÇÃO DO JD Recursos que os metadados proporcionam:
  68. 68. E... HOJE?
  69. 69. E HOJE? Novo ecossistema digital ■ Ok, a notícia para a web publicada via CMS virou um modelo padrão em meados da década de 2000. ■ PORÉM, eis que o cenário começou a se modificar, mais uma vez:
  70. 70. E HOJE? Novo ecossistema digital ■ Surgimento do iPhone (2007) ■ Popularização do Facebook e Twitter ■ Surgimento do iPad (2010) ■ Popularização do 3G ■ ...
  71. 71. E HOJE? Novo ecossistema digital ■ Fazer um site jornalístico dinâmico já não é mais suficiente, pois a audiência começou a mudar seus hábitos: ■ Passou a ocupar o tempo livre com as redes sociais ■ Passou a escutar indicação de leituras dos amigos ■ Passou a acessar a internet em dispositivos móveis ■ Passou a acessar apps nos smarts e tablets
  72. 72. E HOJE? Novo ecossistema digital ■ Além da mudança nos hábitos da audiência, ainda temos um outro problema: a internet também passou a oferecer outros espaços para a publicidade. ■ Em outras palavras: o sistema tradicional de financiamento do jornalismo começou a desmoronar...
  73. 73. E HOJE? Novo ecossistema digital ■ Com todos estes problemas, ■ os jornais impressos passaram a vender menos ■ o rádio e a TV passaram a ter menos audiência ■ os sites jornalísticos passaram a funcionar em um ambiente cada vez mais complexo, fragmentado, complicado e competitivo
  74. 74. E HOJE? Novo ecossistema digital ■ Aí, passaram a surgir os debates sobre a “crise no jornalismo”. ■ O jornalismo está em crise? ■ Vamos debater nas próximas aulas!

×