SlideShare uma empresa Scribd logo
DESIGN
Princípios do
Baseado no livro “Design para quem não é designer”,
de Robin Williams
TÍTULO TÍTULO TÍTULO
Texto, texto, texto, texto,
texto, texto, texto, texto,
texto, texto, texto, texto,
texto, texto, texto, texto,
texto, texto, texto,
Texto, texto, texto, texto, texto,
texto, texto, texto, texto, texto,
texto, texto, texto, texto, texto,
texto,
?
Tenho títulos, textos, formas e imagens para
colocar nesta página... como devo fazer isso?
Quatro princípios do design gráfico:
• Contraste
• Repetição
• Alinhamento
• Proximidade
Contraste
“O objetivo do contraste é evitar elementos
meramente similares em uma página”.
O contraste costuma ser a mais importante
atração visual de uma página. É o que faz o
leitor, antes de qualquer coisa, olhar para
ela.
Podemos contrastar de diversas formas: com
peso, tamanho, cor, CAIXA ALTA, fundo
Contraste
1 MOVIMENTOS ARTÍSTICOS
Não são muitos os designers
gráficos que conhecem as
origens de sua atividade e a
natureza dos elementos que
determinam o bom resultado do
trabalho que realizam.
A maioria dos designers
contemporâneos adquiriu os
conhecimentos profissionais mais
por “osmose” do que por uma
formação escolar na área.
Embora a experiência ensine, o
conhecimento e a formação
Designers e conhecimento
1 MOVIMENTOS ARTÍSTICOS
Não são muitos os designers
gráficos que conhecem as
origens de sua atividade e a
natureza dos elementos que
determinam o bom resultado do
trabalho que realizam.
A maioria dos designers
contemporâneos adquiriu os
conhecimentos profissionais mais
por “osmose” do que por uma
formação escolar na área.
Embora a experiência ensine, o
conhecimento e a formação
Designers e conhecimento
Repetição
“Quando temos mais de uma seção ou página,
precisamos fazer com que estas seções ou
páginas pareçam fazer parte de uma mesma
unidade. Conseguimos isso com a repetição”.
Repita os elementos visuais do design e espalhe-
os pelo material.
Você pode repetir a cor, a forma, a textura e as
relações espaciais, como a espessura, as fontes,
os tamanhos, os conceitos gráficos etc.
Repetição
2. ARTE
QUAIS SÃO os designers
gráficos que conhecem as
origens de sua atividade e a
natureza dos elementos que
determinam o bom resultado do
trabalho que realizam.
O maioria dos designers
contemporâneos adquiriu os
conhecimentos profissionais mais
por “osmose” do que por uma
formação escolar na área.
Embora a experiência ensine, o
conhecimento e a formação
Jornalismo
1. MOVIMENTOS ARTÍSTICOS
NÃO SÃO muitos os designers
gráficos que conhecem as
origens de sua atividade e a
natureza dos elementos que
determinam o bom resultado do
trabalho que realizam.
A maioria dos designers
contemporâneos adquiriu os
conhecimentos profissionais mais
por “osmose” do que por uma
formação escolar na área.
Embora a experiência ensine, o
conhecimento e a formação
Designers e conhecimento
2. ARTE
São são muitos os designers
gráficos que conhecem as
origens de sua atividade e a
natureza dos elementos que
determinam o bom resultado do
trabalho que realizam.
O maioria dos designers
contemporâneos adquiriu os
conhecimentos profissionais mais
por “osmose” do que por uma
formação escolar na área.
Embora a experiência ensine, o
conhecimento e a formação
Jornalismo
1. MOVIMENTOS ARTÍSTICOS
Não são muitos os designers
gráficos que conhecem as
origens de sua atividade e a
natureza dos elementos que
determinam o bom resultado do
trabalho que realizam.
A maioria dos designers
contemporâneos adquiriu os
conhecimentos profissionais mais
por “osmose” do que por uma
formação escolar na área.
Embora a experiência ensine, o
conhecimento e a formação
Designers e conhecimento
Alinhamento
“Nada deve ser inserido arbitrariamente em
uma página”.
Cada elemento deve ter uma ligação visual
com outro elemento da página, para assim
criar relações significativas eles e, também,
criar uma aparência limpa na página.
Alinhamento
1 MOVIMENTOS ARTÍSTICOS
Não são muitos os designers
gráficos que conhecem as
origens de sua atividade e a
natureza dos elementos que
determinam o bom resultado do
trabalho que realizam.
A maioria dos designers
contemporâneos adquiriu os
conhecimentos profissionais mais
por “osmose” do que por uma
formação escolar na área. Embora
a experiência ensine, o
conhecimento e a formação
Designers e conhecimento
1 MOVIMENTOS ARTÍSTICOS
Não são muitos os designers
gráficos que conhecem as
origens de sua atividade e a
natureza dos elementos que
determinam o bom resultado do
trabalho que realizam.
A maioria dos designers
contemporâneos adquiriu os
conhecimentos profissionais mais
por “osmose” do que por uma
formação escolar na área.
Embora a experiência ensine, o
conhecimento e a formação
Designers e conhecimento
Proximidade
“Itens relacionados a si devem ser agrupados”.
Quando vários itens estão próximos, tornam-se
uma unidade visual integrada, e não várias
unidades individualizadas.
A proximidade ajuda a organizar as
informações, reduz a desordem e oferece ao
leitor uma estrutura clara.
Proximidade
1 MOVIMENTOS ARTÍSTICOS
Não são muitos os designers
gráficos que conhecem as
origens de sua atividade e a
natureza dos elementos que
determinam o bom resultado do
trabalho que realizam.
A maioria dos designers
contemporâneos adquiriu os
conhecimentos profissionais mais
por “osmose” do que por uma
formação escolar na área.
Embora a experiência ensine, o
conhecimento e a formação
Designers e conhecimento
1 MOVIMENTOS ARTÍSTICOS
Não são muitos os designers
gráficos que conhecem as
origens de sua atividade e a
natureza dos elementos que
determinam o bom resultado do
trabalho que realizam.
A maioria dos designers
contemporâneos adquiriu os
conhecimentos profissionais mais
por “osmose” do que por uma
formação escolar na área.
Embora a experiência ensine, o
conhecimento e a formação
Designers e conhecimento
Princípios do design gráfico:
Contraste
Repetição
Alinhamento
Proximidade

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Introdução a Projeto Gráfico.
Introdução a Projeto Gráfico.Introdução a Projeto Gráfico.
Introdução a Projeto Gráfico.
Wunderman
 
Design e design gráfico
Design e design gráficoDesign e design gráfico
Design e design gráfico
Deisi Motter
 

Mais procurados (20)

Aula01 conceito design
Aula01 conceito designAula01 conceito design
Aula01 conceito design
 
Aula - Direção e Finalização - Diagramação / Design Editorial
Aula - Direção e Finalização - Diagramação / Design EditorialAula - Direção e Finalização - Diagramação / Design Editorial
Aula - Direção e Finalização - Diagramação / Design Editorial
 
Design
Design Design
Design
 
Tipografia
TipografiaTipografia
Tipografia
 
Conceitos de Design
Conceitos de DesignConceitos de Design
Conceitos de Design
 
1. Aula Teoria das Cores
1. Aula Teoria das Cores1. Aula Teoria das Cores
1. Aula Teoria das Cores
 
Introdução a Projeto Gráfico.
Introdução a Projeto Gráfico.Introdução a Projeto Gráfico.
Introdução a Projeto Gráfico.
 
Projeto grafico II | Aula 01
Projeto grafico II | Aula 01Projeto grafico II | Aula 01
Projeto grafico II | Aula 01
 
Oficina Design para quem não é Designer
Oficina Design para quem não é DesignerOficina Design para quem não é Designer
Oficina Design para quem não é Designer
 
Aula 2 composição visual
Aula  2 composição visualAula  2 composição visual
Aula 2 composição visual
 
Design Editorial | Estruturas
Design Editorial | EstruturasDesign Editorial | Estruturas
Design Editorial | Estruturas
 
Design e design gráfico
Design e design gráficoDesign e design gráfico
Design e design gráfico
 
Design - O que é?
Design - O que é?Design - O que é?
Design - O que é?
 
Diagramação 01.3
Diagramação 01.3Diagramação 01.3
Diagramação 01.3
 
Metodologia de Projeto - Design Conceitos - 1.0.BAI430
Metodologia de Projeto - Design Conceitos - 1.0.BAI430Metodologia de Projeto - Design Conceitos - 1.0.BAI430
Metodologia de Projeto - Design Conceitos - 1.0.BAI430
 
01 introducao_identidade
01 introducao_identidade01 introducao_identidade
01 introducao_identidade
 
Design Editorial | Elementos Editoriais
Design Editorial | Elementos EditoriaisDesign Editorial | Elementos Editoriais
Design Editorial | Elementos Editoriais
 
Design Editorial | Introdução
Design Editorial | IntroduçãoDesign Editorial | Introdução
Design Editorial | Introdução
 
Produção gráfica
Produção gráficaProdução gráfica
Produção gráfica
 
Teoria do design aula 01 [conceitos basicos]
Teoria do design aula 01 [conceitos basicos]Teoria do design aula 01 [conceitos basicos]
Teoria do design aula 01 [conceitos basicos]
 

Destaque

Design Pra Quem Não é Designer
Design Pra Quem Não é DesignerDesign Pra Quem Não é Designer
Design Pra Quem Não é Designer
Daniela Fiuza
 
Aula 04 design gráfico na publicidade tipologia
Aula 04   design gráfico na publicidade tipologiaAula 04   design gráfico na publicidade tipologia
Aula 04 design gráfico na publicidade tipologia
Elizeu Nascimento Silva
 
Revista época estudo de capa
Revista época   estudo de capaRevista época   estudo de capa
Revista época estudo de capa
aulasdejornalismo
 
Memorial descritivo Genétiqué
Memorial descritivo GenétiquéMemorial descritivo Genétiqué
Memorial descritivo Genétiqué
Rafo Barbosa
 

Destaque (20)

Design Pra Quem Não é Designer
Design Pra Quem Não é DesignerDesign Pra Quem Não é Designer
Design Pra Quem Não é Designer
 
Apresentação principios do design share
Apresentação principios do design shareApresentação principios do design share
Apresentação principios do design share
 
Aula 04 design gráfico na publicidade tipologia
Aula 04   design gráfico na publicidade tipologiaAula 04   design gráfico na publicidade tipologia
Aula 04 design gráfico na publicidade tipologia
 
Design para quem não é designer - Robin Williams
Design para quem não é designer - Robin WilliamsDesign para quem não é designer - Robin Williams
Design para quem não é designer - Robin Williams
 
Princípios clássicos de composição visual e Gráfica para não Designers
Princípios clássicos de composição visual e Gráfica para não DesignersPrincípios clássicos de composição visual e Gráfica para não Designers
Princípios clássicos de composição visual e Gráfica para não Designers
 
Revista época estudo de capa
Revista época   estudo de capaRevista época   estudo de capa
Revista época estudo de capa
 
Design da Informação x Novas mìdias: A proposta do NIC/DDI-UFES
Design da Informação x Novas mìdias: A proposta do NIC/DDI-UFESDesign da Informação x Novas mìdias: A proposta do NIC/DDI-UFES
Design da Informação x Novas mìdias: A proposta do NIC/DDI-UFES
 
DESIGN THINKING WEEKEND - Fortaleza - Turma 2
DESIGN THINKING WEEKEND - Fortaleza - Turma 2DESIGN THINKING WEEKEND - Fortaleza - Turma 2
DESIGN THINKING WEEKEND - Fortaleza - Turma 2
 
DESIGN THINKING WEEKEND - Recife - Turma 4
DESIGN THINKING WEEKEND - Recife - Turma 4DESIGN THINKING WEEKEND - Recife - Turma 4
DESIGN THINKING WEEKEND - Recife - Turma 4
 
Design Thinking Weekend - 3ª Edição - Rio de Janeiro
Design Thinking Weekend - 3ª Edição - Rio de JaneiroDesign Thinking Weekend - 3ª Edição - Rio de Janeiro
Design Thinking Weekend - 3ª Edição - Rio de Janeiro
 
DESIGN THINKING CRASH COURSE - RECIFE - TURMA 3
DESIGN THINKING CRASH COURSE - RECIFE - TURMA 3DESIGN THINKING CRASH COURSE - RECIFE - TURMA 3
DESIGN THINKING CRASH COURSE - RECIFE - TURMA 3
 
DESIGN THINKING WEEKEND - Salvador - Turma 1
DESIGN THINKING WEEKEND - Salvador - Turma 1DESIGN THINKING WEEKEND - Salvador - Turma 1
DESIGN THINKING WEEKEND - Salvador - Turma 1
 
Quando Efe | Identidade Visual do Espetáculo
Quando Efe | Identidade Visual do EspetáculoQuando Efe | Identidade Visual do Espetáculo
Quando Efe | Identidade Visual do Espetáculo
 
Recife GovJam 2016
Recife GovJam 2016Recife GovJam 2016
Recife GovJam 2016
 
Memorial descritivo Genétiqué
Memorial descritivo GenétiquéMemorial descritivo Genétiqué
Memorial descritivo Genétiqué
 
Identidade Visual - NV Store
Identidade Visual - NV StoreIdentidade Visual - NV Store
Identidade Visual - NV Store
 
Design para quem não é designer - Robin Williams
Design para quem não é designer - Robin WilliamsDesign para quem não é designer - Robin Williams
Design para quem não é designer - Robin Williams
 
Gestão em Design - Consultoria - 08
Gestão em Design - Consultoria - 08Gestão em Design - Consultoria - 08
Gestão em Design - Consultoria - 08
 
Design para quem não é Designer - WordCamp SP - Marco Frasson
Design para quem não é Designer - WordCamp SP - Marco FrassonDesign para quem não é Designer - WordCamp SP - Marco Frasson
Design para quem não é Designer - WordCamp SP - Marco Frasson
 
O que você precisa saber de design para montar o seu negócio
O que você precisa saber de design para montar o seu negócioO que você precisa saber de design para montar o seu negócio
O que você precisa saber de design para montar o seu negócio
 

Semelhante a Principios do design

Teoria do designer
Teoria do designerTeoria do designer
Teoria do designer
Elizeu Ferro
 
Os 15 mandamentos da direção de arte
Os 15 mandamentos da direção de arteOs 15 mandamentos da direção de arte
Os 15 mandamentos da direção de arte
Aline Corso
 

Semelhante a Principios do design (20)

Design de superfície: criatividade e tecnologia renata rubim
Design de superfície: criatividade e tecnologia renata rubimDesign de superfície: criatividade e tecnologia renata rubim
Design de superfície: criatividade e tecnologia renata rubim
 
O Design está aqui
O Design está aquiO Design está aqui
O Design está aqui
 
O design do designer
O design do designerO design do designer
O design do designer
 
Laboratório Web 2013-2014 - Etapas na Produção: Desenho e Composição
Laboratório Web 2013-2014 - Etapas na Produção: Desenho e ComposiçãoLaboratório Web 2013-2014 - Etapas na Produção: Desenho e Composição
Laboratório Web 2013-2014 - Etapas na Produção: Desenho e Composição
 
Design - O que Bruce Lee sabe sobre design
Design - O que Bruce Lee sabe sobre designDesign - O que Bruce Lee sabe sobre design
Design - O que Bruce Lee sabe sobre design
 
Gestão em Design - Conceitos - 01
Gestão em Design - Conceitos - 01Gestão em Design - Conceitos - 01
Gestão em Design - Conceitos - 01
 
Desing
DesingDesing
Desing
 
Vendendo seu Peixe
Vendendo seu PeixeVendendo seu Peixe
Vendendo seu Peixe
 
Palestra - Viver de design 2014
Palestra - Viver de design 2014Palestra - Viver de design 2014
Palestra - Viver de design 2014
 
O que e o design
O que e o designO que e o design
O que e o design
 
Processo criativo e Design - Weekreate SENAC 2015
Processo criativo e Design - Weekreate SENAC 2015Processo criativo e Design - Weekreate SENAC 2015
Processo criativo e Design - Weekreate SENAC 2015
 
Teoria do designer
Teoria do designerTeoria do designer
Teoria do designer
 
Apresentaçao Aula 2
Apresentaçao Aula 2Apresentaçao Aula 2
Apresentaçao Aula 2
 
Aula 2 Webdesign
Aula 2 WebdesignAula 2 Webdesign
Aula 2 Webdesign
 
Hd 2016.1 aula 2_o que e design
Hd 2016.1 aula 2_o que e designHd 2016.1 aula 2_o que e design
Hd 2016.1 aula 2_o que e design
 
Teste_revista_planejamento1
Teste_revista_planejamento1Teste_revista_planejamento1
Teste_revista_planejamento1
 
Conceituação
ConceituaçãoConceituação
Conceituação
 
Glossário do design gráfico
Glossário do design gráficoGlossário do design gráfico
Glossário do design gráfico
 
Os 15 mandamentos da direção de arte
Os 15 mandamentos da direção de arteOs 15 mandamentos da direção de arte
Os 15 mandamentos da direção de arte
 
Aula 00 designer gráfico
Aula 00 designer gráficoAula 00 designer gráfico
Aula 00 designer gráfico
 

Mais de Iuri Lammel

Mais de Iuri Lammel (18)

Banco de dados e CMS
Banco de dados e CMSBanco de dados e CMS
Banco de dados e CMS
 
Internet x Web
Internet x WebInternet x Web
Internet x Web
 
Grid no jornalismo
Grid no jornalismoGrid no jornalismo
Grid no jornalismo
 
Pré-diagramação no jornalismo
Pré-diagramação no jornalismoPré-diagramação no jornalismo
Pré-diagramação no jornalismo
 
Movie Maker em sete passos
Movie Maker em sete passosMovie Maker em sete passos
Movie Maker em sete passos
 
Modelos de negócio no jornalismo digital
Modelos de negócio no jornalismo digitalModelos de negócio no jornalismo digital
Modelos de negócio no jornalismo digital
 
O que é podcast?
O que é podcast?O que é podcast?
O que é podcast?
 
Interface digital
Interface digitalInterface digital
Interface digital
 
Banco de dados, CMS e Jornalismo Digital em Base de Dados
Banco de dados, CMS e Jornalismo Digital em Base de DadosBanco de dados, CMS e Jornalismo Digital em Base de Dados
Banco de dados, CMS e Jornalismo Digital em Base de Dados
 
Revisão de jornalismo digital
Revisão de jornalismo digitalRevisão de jornalismo digital
Revisão de jornalismo digital
 
Elenco do Inter-SM 2015
Elenco do Inter-SM 2015Elenco do Inter-SM 2015
Elenco do Inter-SM 2015
 
Tipografia
TipografiaTipografia
Tipografia
 
Elementos do jornal impresso
Elementos do jornal impressoElementos do jornal impresso
Elementos do jornal impresso
 
Slides aula 1
Slides aula 1Slides aula 1
Slides aula 1
 
Introdução ao Jornalismo de Dados
Introdução ao Jornalismo de DadosIntrodução ao Jornalismo de Dados
Introdução ao Jornalismo de Dados
 
A teoria da Cauda Longa
A teoria da Cauda LongaA teoria da Cauda Longa
A teoria da Cauda Longa
 
Organização e gerenciamento de conteúdos jornalísticos na Web Semântica
Organização e gerenciamento de conteúdos jornalísticos na Web SemânticaOrganização e gerenciamento de conteúdos jornalísticos na Web Semântica
Organização e gerenciamento de conteúdos jornalísticos na Web Semântica
 
SlideShare e Scribd
SlideShare e ScribdSlideShare e Scribd
SlideShare e Scribd
 

Último

Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
rarakey779
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
ssuserbb4ac2
 

Último (20)

04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdfRespostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
Respostas prova do exame nacional Port. 2008 - 1ª fase - Criterios.pdf
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
 
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdfLabor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
Labor e Trabalho em A Condição Humana de Hannah Arendt .pdf
 
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdfHans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
Hans Kelsen - Teoria Pura do Direito - Obra completa.pdf
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdfAS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
AS COLUNAS B E J E SUAS POSICOES CONFORME O RITO.pdf
 
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anosFotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
Fotossíntese para o Ensino médio primeiros anos
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 

Principios do design

  • 1. DESIGN Princípios do Baseado no livro “Design para quem não é designer”, de Robin Williams
  • 2. TÍTULO TÍTULO TÍTULO Texto, texto, texto, texto, texto, texto, texto, texto, texto, texto, texto, texto, texto, texto, texto, texto, texto, texto, texto, Texto, texto, texto, texto, texto, texto, texto, texto, texto, texto, texto, texto, texto, texto, texto, texto, ? Tenho títulos, textos, formas e imagens para colocar nesta página... como devo fazer isso?
  • 3. Quatro princípios do design gráfico: • Contraste • Repetição • Alinhamento • Proximidade
  • 4. Contraste “O objetivo do contraste é evitar elementos meramente similares em uma página”. O contraste costuma ser a mais importante atração visual de uma página. É o que faz o leitor, antes de qualquer coisa, olhar para ela. Podemos contrastar de diversas formas: com peso, tamanho, cor, CAIXA ALTA, fundo
  • 5. Contraste 1 MOVIMENTOS ARTÍSTICOS Não são muitos os designers gráficos que conhecem as origens de sua atividade e a natureza dos elementos que determinam o bom resultado do trabalho que realizam. A maioria dos designers contemporâneos adquiriu os conhecimentos profissionais mais por “osmose” do que por uma formação escolar na área. Embora a experiência ensine, o conhecimento e a formação Designers e conhecimento 1 MOVIMENTOS ARTÍSTICOS Não são muitos os designers gráficos que conhecem as origens de sua atividade e a natureza dos elementos que determinam o bom resultado do trabalho que realizam. A maioria dos designers contemporâneos adquiriu os conhecimentos profissionais mais por “osmose” do que por uma formação escolar na área. Embora a experiência ensine, o conhecimento e a formação Designers e conhecimento
  • 6. Repetição “Quando temos mais de uma seção ou página, precisamos fazer com que estas seções ou páginas pareçam fazer parte de uma mesma unidade. Conseguimos isso com a repetição”. Repita os elementos visuais do design e espalhe- os pelo material. Você pode repetir a cor, a forma, a textura e as relações espaciais, como a espessura, as fontes, os tamanhos, os conceitos gráficos etc.
  • 7. Repetição 2. ARTE QUAIS SÃO os designers gráficos que conhecem as origens de sua atividade e a natureza dos elementos que determinam o bom resultado do trabalho que realizam. O maioria dos designers contemporâneos adquiriu os conhecimentos profissionais mais por “osmose” do que por uma formação escolar na área. Embora a experiência ensine, o conhecimento e a formação Jornalismo 1. MOVIMENTOS ARTÍSTICOS NÃO SÃO muitos os designers gráficos que conhecem as origens de sua atividade e a natureza dos elementos que determinam o bom resultado do trabalho que realizam. A maioria dos designers contemporâneos adquiriu os conhecimentos profissionais mais por “osmose” do que por uma formação escolar na área. Embora a experiência ensine, o conhecimento e a formação Designers e conhecimento 2. ARTE São são muitos os designers gráficos que conhecem as origens de sua atividade e a natureza dos elementos que determinam o bom resultado do trabalho que realizam. O maioria dos designers contemporâneos adquiriu os conhecimentos profissionais mais por “osmose” do que por uma formação escolar na área. Embora a experiência ensine, o conhecimento e a formação Jornalismo 1. MOVIMENTOS ARTÍSTICOS Não são muitos os designers gráficos que conhecem as origens de sua atividade e a natureza dos elementos que determinam o bom resultado do trabalho que realizam. A maioria dos designers contemporâneos adquiriu os conhecimentos profissionais mais por “osmose” do que por uma formação escolar na área. Embora a experiência ensine, o conhecimento e a formação Designers e conhecimento
  • 8. Alinhamento “Nada deve ser inserido arbitrariamente em uma página”. Cada elemento deve ter uma ligação visual com outro elemento da página, para assim criar relações significativas eles e, também, criar uma aparência limpa na página.
  • 9. Alinhamento 1 MOVIMENTOS ARTÍSTICOS Não são muitos os designers gráficos que conhecem as origens de sua atividade e a natureza dos elementos que determinam o bom resultado do trabalho que realizam. A maioria dos designers contemporâneos adquiriu os conhecimentos profissionais mais por “osmose” do que por uma formação escolar na área. Embora a experiência ensine, o conhecimento e a formação Designers e conhecimento 1 MOVIMENTOS ARTÍSTICOS Não são muitos os designers gráficos que conhecem as origens de sua atividade e a natureza dos elementos que determinam o bom resultado do trabalho que realizam. A maioria dos designers contemporâneos adquiriu os conhecimentos profissionais mais por “osmose” do que por uma formação escolar na área. Embora a experiência ensine, o conhecimento e a formação Designers e conhecimento
  • 10. Proximidade “Itens relacionados a si devem ser agrupados”. Quando vários itens estão próximos, tornam-se uma unidade visual integrada, e não várias unidades individualizadas. A proximidade ajuda a organizar as informações, reduz a desordem e oferece ao leitor uma estrutura clara.
  • 11. Proximidade 1 MOVIMENTOS ARTÍSTICOS Não são muitos os designers gráficos que conhecem as origens de sua atividade e a natureza dos elementos que determinam o bom resultado do trabalho que realizam. A maioria dos designers contemporâneos adquiriu os conhecimentos profissionais mais por “osmose” do que por uma formação escolar na área. Embora a experiência ensine, o conhecimento e a formação Designers e conhecimento 1 MOVIMENTOS ARTÍSTICOS Não são muitos os designers gráficos que conhecem as origens de sua atividade e a natureza dos elementos que determinam o bom resultado do trabalho que realizam. A maioria dos designers contemporâneos adquiriu os conhecimentos profissionais mais por “osmose” do que por uma formação escolar na área. Embora a experiência ensine, o conhecimento e a formação Designers e conhecimento
  • 12. Princípios do design gráfico: Contraste Repetição Alinhamento Proximidade