Webjornalismo: características

383 visualizações

Publicada em

Características do jornalismo digital, fases e conceitos de Henry Jenkins. Slide produzido para a disciplina Introdução às Técnicas Jornalísticas

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
383
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Webjornalismo: características

  1. 1. Webjornalismo Introdução às tecnicas jornalísticas
  2. 2. Jornalismo: um ofício em mutação - Nicholas Negroponte (pesquisador de TI dos EUA) previu que o fim do jornais aconteceria em 2015. Jornalistas trabalhariam por demanda, encaminhando matérias para um feed assinado. - Ramon Salaverría: defende não o fim dos jornais, mas a adaptação deles: o público participa, constrói seu próprio caminho de narrativa. A notícia pode ser explorada em várias mídias numa mesma plataforma...
  3. 3. Jornalismo: um ofício em mutação Fenômenos industriais: - crise econômica: depressão financeira em países ocidentais desde 2007 - crise tecnológica: surgimento e difusão das novas tecnologias, a partir de 1990 - mídia impressa e digital dividindo o valor da publicidade; - jornais impressos reduzindo suas tiragens na Europa e nos EUA Rachaduras na mídia tradicional
  4. 4. Características do webjornalismo Interatividade: capacidade de fazer com que o leitor se sinta parte do processo. Ex: troca de e- mails entre leitores e jornalistas, opinião dos leitores, fóruns de discussão. As mídias tradicionais sempre tiveram algum tipo de interatividade (cartas nos jornais, telefonemas nas rádios), mas no webjornalismo as possibilidades são bem maiores.
  5. 5. Características do webjornalismo Hipertextualização: segundo Marcos Palacios, gerou temor inicialmente, pela possibilidade de fazer migrar os leitores a outros conteúdos Personalização: também diz respeito aos feeds de notícia, atualmente pouco utilizados.
  6. 6. Características do webjornalismo Instantaneidade: difusão instantânea da informação e possibilidade de complementação do fato ao longo do dia. Mídias em tempos distintos: jornais 24 em 24h; TVs 8 em 8h; o rádio foi, por um bom tempo, o veículo mais instantâneo Multimídia: vários tipos de mídia. Imagem estática (fotos) e em movimento (slides), áudio (rádios, podcasts), vídeo (programas, videocasts), texto em papel (possibilidade de imprimir o conteúdo da internet), notícias por celular (SMS).
  7. 7. Características do webjornalismo Banco de dados (memória): “Jornal de ontem é papel de enrolar peixe”. O material jornalístico produzido online pode ser guardado indefinidamente. O custo de armazenamento de informação binária é barato. Na Web, a memória torna-se coletiva e interfere, inclusive, na seleção de informações para outras mídias.
  8. 8. Exemplos: terremoto em Nepal e execução na Indonésia Interatividade, hipertextualização, personalização do conteúdo, instantaneidade, multimídia e memória
  9. 9. Fases do webjornalismo
  10. 10. Fases do webjornalismo Fase transpositiva: Reproduções de partes dos grandes jornais impressos: jornal na internet atualizado a cada 24 horas, com o fechamento das edições do impresso
  11. 11. Fases do webjornalismo Fase metáforica: Uso de links com chamadas para fatos que aconteciam entre as edições do jornal; e-mail começa a ser usado como possibilidade de interação entre jornalistas e leitores
  12. 12. Fases do webjornalismo Fase webjornalística: Iniciativas exclusivas para a internet: sites que melhor exploram as possibilidades oferecidas pela rede e passam a de fato fazer jornalismo na internet
  13. 13. Fases do webjornalismo Momento atual: Popularização e aprimoramento da convergência de suportes e participação dos espectadores
  14. 14. Convergência
  15. 15. “ “As velhas mídias não morrem, nós é que mudamos a maneira como nos comunicamos com elas” (Henry Jenkins)
  16. 16. Tecnológica: junção de aparelhos e serviços em uma única infraestrutura. Conceito para além da web: bancos, telefonia, biotecnologia Midiática: junção das mídias, das formas de se comunicar, adaptando-se à realidade da internet. O jornalismo toma isso como fórmula de distribuir seu produto, que é a notícia Convergência: teorias
  17. 17. Convergência de mídias Vivemos um novo momento na distribuição e na produção de informações:
  18. 18. Conceitos de Jenkins Convergência midiática: processo que acontece não apenas nos dispositivos, mas no cérebro das pessoas, alterando a forma como nos relacionamos Aprendemos a administrar a mídia, a personalizá- la. Ela não está mais apenas nas mãos de grandes conglomerados. Exemplo? Aqui
  19. 19. Conceitos de Jenkins Transmídia: nova estética surgida em resposta à cultura da convergência. Conteúdos passam a circular em diversas plataformas, respeitando suas especificidades. Exemplo: aqui!
  20. 20. Conceitos de Jenkins Cultura participativa: construímos narrativas e conhecimentos juntos. Internet como ambiente de deliberação, de decisões coletivas. Em seu livro, Jenkins usa o exemplo dos fandoms e das fanfics, mas esse conceito está para além das narrativas. Corporações e adolescentes constroem conhecimento juntos Exemplos? Aqui e aqui também Digam lá: um exemplo brasileiro dos anos 90?
  21. 21. Conceitos de Jenkins Inteligência coletiva: “forma de consumo coletivo exercida pelos fãs” Exemplo? Terror filmado Os vídeos não servem apenas para a disputa "quem aterroriza mais?", mas também para recrutar, para regimentar, construindo coletivamente um sentimento de ódio, de segregação; a difusão de uma ideologia.
  22. 22. “ “Umbora ver se vocês tão se garantindo mesmo!” (Henry Jenkins) - Convergência midiática - Transmídia - Cultura participativa - Inteligência coletiva

×