Bibliotecas escolares como CRAs

1.913 visualizações

Publicada em

Projeto do Centro de Recursos de Aprendizagem do Colegio Marista de Brasilia

Publicada em: Educação, Espiritual, Negócios
2 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Professora Kelley o nosso país precisa de pessoas como você para administrar o nosso país, que realmente pensa no futuro e no próximo,pessoas como você faz com que a gente acredita que o mundo ainda tem jeito.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • No final da decada de 90, trabalhavamos em uma biblioteca de 300 metros quadrados no Colegio Marista de Brasilia. Nessa época, começamos a fazer um trabalho intensivo com a comunidade educacional e o resultado foi ótimo: a biblioteca não dava conta de atender a grande demanda. O irmão Paulo, na época, diretor geral do Colegio Marista de Brasilia, com visão futuristica, lutou para a construção da nova biblioteca. Estive presente em cada momento da construção desse espaço como uma mae zelosa, desenhando os moveis, escolhendo cores, pensando no lay-out. O Centro de Recursos de Aprendizagens nasceu de muitas pesquisas e visitas e pretendia ser o coração da escola. É um espaço único! Meu sonho é que os estudantes brasileiros possam usufruir de espaços como esse e que os professores tenham consciência da importância do uso das bibliotecas escolares na formação de futuros rpesquisadores.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.913
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
277
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
2
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Bibliotecas escolares como CRAs

  1. 1. “De biblioteca a Centro de Recursos de Aprendizagem – uma nova visão de espaço, mobiliário e serviços.”<br />Kelley Cristine Gonçalves Dias Gasque<br />
  2. 2. TÓPICOS:<br />Histórico do projeto<br />Concepção do projeto do CRA <br /> Layout, mobiliário, cores.<br />KelleyCristine Gonçalves Dias Gasque<br />
  3. 3. CONCEPÇÕES:<br />Aprender a conhecer.<br /> Aprender a fazer.<br /> Aprender a viver juntos.<br /> Aprender a ser.<br />KelleyCristine Gonçalves Dias Gasque<br />
  4. 4. ADAPTAÇÕES:<br />Kelley Cristine Gonçalves Dias Gasque<br />
  5. 5. ORIENTAÇÕES GERAIS:<br /><ul><li>Mobiliário em madeira
  6. 6. Layout que permita a utilização simultânea.
  7. 7. Uso de cores.
  8. 8. Praticidade e durabilidade dos materiais.
  9. 9. Visibilidade e segurança.</li></ul>KelleyCristine Gonçalves Dias Gasque<br />
  10. 10. Kelley Cristine Gonçalves Dias Gasque<br />
  11. 11. ORGANIZAÇÃO DOS ESPAÇOS:<br />Térreo: Mochileiro, Atendimento/empréstimo, Centro Cultural ( cor: Marfim/ azul Petróleo)<br />1º piso: Leitura, videoteca, mapoteca, serviços, Hora do conto (Marfim, nata, vermelhas e azuis )<br />2º Piso: Acervo geral, cabines de estudo, espaço central, bancada internet e sala champagnat(Areia e azul petróleo )<br />KelleyCristine Gonçalves Dias Gasque<br />
  12. 12. AMB.<br />HIGIENIZAÇÃO<br />CAPELA<br />CENTRO CULTURAL<br />Kelley Cristine Gonçalves Dias Gasque<br />
  13. 13. ENTRADA<br />Mochileiro<br />
  14. 14. ATENDIMENTO/CENTRO CULTURAL<br />Kelley Cristine Gonçalves Dias Gasque<br />
  15. 15. ESPAÇO INTERMEDIÁRIO<br />Kelley Cristine Gonçalves Dias Gasque<br />
  16. 16.
  17. 17. CENTRO CULTURAL<br />Kelley Cristine Gonçalves Dias Gasque<br />
  18. 18. EXPOSITOR DE OBJETOS<br />C: 2,20<br />A: 50CM<br />A: 1,30<br />Kelley Cristine Gonçalves Dias Gasque<br />
  19. 19. ESPAÇO DE HIGIENIZAÇÃO<br />Banheiros<br />Kelley Cristine Gonçalves Dias Gasque<br />
  20. 20. HORA DO CONTO<br />
  21. 21. ESPAÇO DA LEITURA – VISÃO CENTRAL<br />Kelley Cristine Gonçalves Dias Gasque<br />
  22. 22. ESPAÇO CENTRAL – 1º PISO<br />Kelley Cristine Gonçalves Dias Gasque<br />
  23. 23. MAPOTECA<br />Kelley Cristine Gonçalves Dias Gasque<br />
  24. 24. Kelley Cristine Gonçalves Dias Gasque<br />
  25. 25. 1º PISO - LATERAL<br />Gibiteca<br />Kelley Cristine Gonçalves Dias Gasque<br />
  26. 26. A: 1,8<br />P: 0,25 <br />
  27. 27. EXPOSITORES DE REVISTAS<br />Kelley Cristine Gonçalves Dias Gasque<br />
  28. 28. Kelley Cristine Gonçalves Dias Gasque<br />
  29. 29.
  30. 30. SALA DA HORA DO CONTO<br />Kelley Cristine Gonçalves Dias Gasque<br />
  31. 31. SALA DE COORDENAÇÃO/PROCESSAMENTO TÉCNICO<br />Kelley Cristine Gonçalves Dias Gasque<br />
  32. 32.
  33. 33. Champagna<br />t<br />
  34. 34. VISÃO DO ESPAÇO – CENTRAL 2º PISO<br />D.I: 2,10<br />D: 3, 5<br />Kelley Cristine Gonçalves Dias Gasque<br />
  35. 35. Kelley Cristine Gonçalves Dias Gasque<br />
  36. 36. BANCADA DE ACESSO À INTERNET<br />Kelley Cristine Gonçalves Dias Gasque<br />
  37. 37. CABINES DE ESTUDO EM GRUPO<br />
  38. 38. SALA CHAMPAGNAT<br />
  39. 39. FICHA TECNICA<br />Projeto Geral: Kelley Cristine Gonçalves Dias Gasque<br />Projeto de rede: Angelo Martinelli<br />DireçãoEducacional: Claudia Prinschak<br />DireçãoGeral: Irmão Paulo Ramos<br />Projeto de Engenharia: Yoshi<br />Inauguração: 2000<br />

×