Prefeitura Municipal de Mossoró
Secretaria Municipal de Educação e Desporto
Rua Pedro Alves Cabral, 01 – Aeroporto – 59.60...
Maria do Socorro dos Santos

Pedagógico

Professora

Maria do Socorro de Freitas Alves

Pedagógico

Professora

Maria José...
O tema Dengue, será trabalhado logo nas primeiras semanas de aula. A dengue é um dos principais
problemas de saúde pública...
Durante o mês de maio, no período de 20 a 24, todas as turmas estarão tratando do tema
VERMINOSE.
Verminose é uma doença p...


Conhecer os tipos de leischmaniose que existem;



Conhecer as formas de transmissão da leischmaniose;



Conhecer os...
O tema LEISCHMANIOSE será trabalhado de 10 a 14 de junho.
O tema HANSENÍASE será trabalhado durante os meses de agosto e s...
participação de alunos do curso de medicina realizando uma verificação em nossos alunos (mediante
autorização prévia do re...
6. 2 Descriminação (Capital)
Quantidade

Valor
Valor Total R$
Individual R$
Total de Capital

VALOR TOTAL DO PROJETO
FONTE...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

8 projeto saúde, nosso bem maior

479 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
479
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
19
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

8 projeto saúde, nosso bem maior

  1. 1. Prefeitura Municipal de Mossoró Secretaria Municipal de Educação e Desporto Rua Pedro Alves Cabral, 01 – Aeroporto – 59.607 – 140 Mossoró/RN Fone – Fax – (84)3315-4942 FORMULÁRIO PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DADOS CADASTRAIS Escola: M. Prof. Francisco Morais Filho Endereço: Rua Artur Bernardes, 1189 – Bairro Bom Jardim PROJETO: Saúde, nosso bem maior: Subtema do projeto: conhecer para prevenir Espécie de Projeto ( ) científico ( ) cultural (x ) outro Datado início 18/02/2013 Atende a algum edital? Qual? ( ) sim ( x ) não Submetido à análise da Diretoria RESPONSÁVEL Responsável Diretoria KELLY CRISTINA DE MEDEIROS DA SILVA ELIENE MARIA DE SOUSA DUARTE Área de atuação Educação (X ) Esporte ( ) Lazer ( ) Telefone do responsável 87039650/33155096 94111746 Duração (meses) 08 Fax Setor PEDAGÓGICO e-mail kellycristina1971@gmail.com leninha904@yohoo.com.br COLABORADORES Nome Adriana Kelly da Silva Setor Merenda escolar Função Merendeira Eliana Maria Pires Pedagógico Professora Isonária Maria de Andrade Oliveira Secretaria escolar Auxiliar de secretaria Joana D’arc de Moura Pedagógico Professora Leône Patrícia Rocha Celedônio Pedagógico Professora Liliam da Silva Carneiro Pedagógico Professora Lúcia Alves de Melo Pedagógico Professora Madelon Maria Pedagógico Professora responsável pela sala de leitura
  2. 2. Maria do Socorro dos Santos Pedagógico Professora Maria do Socorro de Freitas Alves Pedagógico Professora Maria José Lima e Silva Limpeza Zeladora Maria Lúcia da Silva Pedagógico Professora Maurilio Alves do Nascimento Júnior Secretaria Escolar Rosinete Ferreira de Sousa Limpeza Secretário Geral/ laboratório de Informática Zeladora Siomara Batista Marques Carneiro Pedagógico Professora Vanúzia Saldanha de Medeiros Lima Direção Diretora Zélia Maria da Silva Pedagógico Professora Maria da Conceição Alves de Oliveira Pedagógico Professora 1. JUSTIFICATIVA Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) saúde é um estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não apenas a ausência de doenças. Entretanto, o conceito de saúde é bem mais complexo do que isto. Podemos dizer também que Saúde significa o estado de normalidade de funcionamento do organismo humano. Ter saúde é viver com boa disposição física e mental. A saúde de um indivíduo pode ser determinada pela própria biologia humana, pelo ambiente físico, social e econômico a que está exposto e pelo seu estilo de vida, isto é, pelos hábitos de alimentação e outros comportamentos que podem ser benéficos ou prejudiciais. Uma boa saúde está associada ao aumento da qualidade de vida. É sabido que uma alimentação balanceada, a prática regular de exercícios físicos e o bem-estar emocional são fatores determinantes para um estado de saúde equilibrado. Diante disto, podemos dizer que para ter saúde é necessário ter conhecimentos sobre práticas de higiene, sobre doenças (suas causas, suas conseqüências), sobre alimentação, dentre outros temas. Por isso entendemos que a saúde e a educação devem sempre caminhar juntas. Neste projeto, trabalharemos basicamente sobre quatro temas: 1- Dengue 2- verminoses 3- Hanseníase 4- Leischmaniose Estes temas foram escolhidos por serem assuntos que tem repercutido, uma vez que a incidência de pessoas acometidas destas enfermidades pode ser considerada alta.
  3. 3. O tema Dengue, será trabalhado logo nas primeiras semanas de aula. A dengue é um dos principais problemas de saúde pública no mundo. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que entre 50 a 100 milhões de pessoas se infectem anualmente, em mais de 100 países, de todos os continentes, exceto a Europa. Cerca de 550 mil doentes necessitam de hospitalização e 20 mil morrem em consequência da dengue. No Brasil, as condições socioambientais favoráveis à expansão do Aedes aegypti possibilitaram a dispersão do vetor desde a sua reintrodução, em 1976, e o avanço da dengue. Essa reintrodução não conseguiu ser controlada com os métodos tradicionalmente empregados no combate às doenças transmitidas por vetores em nosso país e no continente. Programas essencialmente centrados no combate químico, com baixíssima ou mesmo nenhuma participação da comunidade, sem integração entre setores e com pequena utilização do instrumental epidemiológico mostraram-se incapazes de conter um vetor com altíssima capacidade de adaptação ao novo ambiente criado pela urbanização acelerada e pelos novos hábitos. Em Mossoró este quadro não é diferente. Estamos, em 2013, na eminência de uma epidemia de dengue. Segundo a Gerência Executiva de Saúde, em cada 10 casas visitadas pelos agentes de endemias, sete apresentam foco de dengue. A prevenção é o melhor caminho, mas não é o mais fácil. Ela exige conscientização, que por sua vez, só se dá por meio da educação. Por isto, entendendo a escola, enquanto local de construção e desenvolvimento de saberes, consideramos imprescindível o trabalho com este tema, não somente com os alunos, mas também, com a comunidade escolar como um todo. As atividades serão intensas durante as duas semana, mas este assunto não se esgota ao término deste período. Estaremos constantemente abordando o tema dengue. Diante desta realidade, temos como objetivos: 1- geral: Reforçar a conscientização dos alunos e da comunidade escolar sobre as atitudes para a prevenção da dengue, alertando para o perigo desta doença. 2- específicos:  Identificar a dengue;  Conhecer as diversas formas de contágio, prevenção e tratamento;  Reconhecer a importância dos hábitos de higiene na prevenção da dengue;  Entender a origem do mosquito transmissor;  Desenvolver e fortalecer hábitos e atitudes que colaborem para o combate ao mosquito transmissor;
  4. 4. Durante o mês de maio, no período de 20 a 24, todas as turmas estarão tratando do tema VERMINOSE. Verminose é uma doença provocada por agentes específicos, denominados parasitas, especialmente Endoparasitas que vivem no interior do corpo do hospedeiro. Constitui-se uma doença frequente, de difícil controle pelos órgãos públicos, que acomete o ser humano de forma irrestrita. É observada nas crianças e nos adultos, em ambos os sexos, em todas as classes sociais, tanto na zona rural como nas cidades. As consequências decorrentes destas doenças podem representar grandes danos à saúde do indivíduo, por vezes até fatais. A prevenção constitui-se a forma mais segura e eficaz contra estas infecções, e a prevenção só poderá se efetivar se as pessoas, desde a idade escolar, tiverem informações e conhecimentos a respeito deste tema. Ao trabalhar este assunto, temos os seguintes objetivos: 1- GERAL: conhecer as causas e consequências da verminose para a saúde. 2- ESPECÍFICOS:  Conhecer os principais sintomas da verminose;  Compreender que a higiene do corpo e dos alimentos é a principal forma de evitar a verminose;  Conhecer as formas de contágio da verminose;  Conhecer as verminoses mais comuns;  Adotar medidas de prevenção da verminose;  Conhecer as formas de tratamento das verminoses O tema LEISCHMANIOSE será trabalhado de 10 a 14 de junho. A leishmaniose é uma doença crônica, de manifestação cutânea ou visceral (pode-se falar de leishmanioses, no plural), causada por protozoários flagelados do gênero Leishmania, da família dos Trypanosomatidae. O calazar (leishmaniose visceral) e a úlcera de Bauru(leishmaniose tegumentar americana) são formas da doença. É uma zoonose comum ao cão e ao homem. É transmitida ao homem pela picada de mosquitos flebotomíneos. Trata-se de uma doença que acompanha o homem desde tempos remotos e que tem apresentado, nos últimos 20 anos, um aumento do número de casos e ampliação de sua ocorrência geográfica, sendo encontrada atualmente em todos os Estados brasileiros, sob diferentes perfis epidemiológicos. Ao trabalharmos com este tema, temos os seguintes objetivos: 1- GERAL: conhecer a Leischmaniose para se prevenir 2- ESPECÍFICOS:  Conhecer termos como zoonose, parasitas, protozoários;  Conhecer o ciclo de vida do inseto causador da leischmaniose;
  5. 5.  Conhecer os tipos de leischmaniose que existem;  Conhecer as formas de transmissão da leischmaniose;  Conhecer os sintomas da doença e as formas de tratamento;  Saber como se prevenir da doença; A HANSENÍASE será trabalhada durante os meses de agosto e setembro. A hanseníase, conhecida oficialmente por este nome desde 1976, é uma das doenças mais antigas na história da medicina. É causada pelo bacilo de Hansen, o Mycobacterium leprae: um parasita que ataca a pele e nervos periféricos, mas pode afetar outros órgãos como o fígado, os testículos e os olhos. Não é, portanto, hereditária. Estudos realizados mostram que esta doença ainda atinge um grande número de pessoas. É muito importante que tenhamos conhecimento a respeito desta enfermidade, uma vez que ela é conhecida popularmente como “Lepra”, designação antiga desta doença, sendo o nome dado a doenças da pele em geral, como psoríase, eczema e a própria hanseníase. Devido ao estigma dado a esta denominação e também ao fato de que hoje, com o avanço da medicina, há nomes apropriados para cada uma destas dermatoses, este termo deixou de ser utilizado (ou, pelo menos, deveria ter sido). Ao trabalhar este tema, temos os seguintes objetivos: 1- GERAL: conhecer a Hanseníase para se proteger 2- ESPECÍFICOS:  Conhecer como se dá transmissão da hanseníase;  Conhecer as principais características da hanseníase;  Conhecer o tratamento para a hanseníase;  Conhecer as formas de prevenção da hanseníase; 2. PALAVRAS-CHAVE Saúde; verminose; leischmaniose; hanseníase; dengue 3. METODOLOGIA (como fazer) O tema DENGUE será trabalhado durante o período de 18 de fevereiro a 01 de março, no qual toda a escola estará mobilizada na discussão sobre o combate ao mosquito Aedes Aegipty que é o transmissor da dengue. O tema VERMINOSE será trabalhado de 20 a 24 de maio.
  6. 6. O tema LEISCHMANIOSE será trabalhado de 10 a 14 de junho. O tema HANSENÍASE será trabalhado durante os meses de agosto e setembro Abaixo seguem algumas atividades a serem realizadas:                           Exploração de poesias Textos informativos Cantiga de roda Exploração do vídeos Conversas informais; Levantamento dos conhecimentos prévios; Leituras compartilhadas, músicas, poesias relacionadas ao tema; Apresentação de fantoches; Exibição de vídeos; Aulas expositivas; Leituras e produções textuais; Trabalhos grupais e individuais; Confecção de cartazes; Atividades xerografadas; Dobraduras; Diagrama; Caça-palavras; Criação de estrofes; Histórias em quadrinho; Enigmas; Problemas matemáticos; Criação de frases; Cruzadinhas; Desenhos; Pinturas. Concurso de redação e/ou pintura; Em todas as salas do horário matutino será trabalhado o vídeo da FIOCRUZ sobre as fases de desenvolvimento do mosquito da dengue. Nos dias 27 de fevereiro e 01 de março, teremos palestra com pessoas da Vigilância sanitária. No dia 27 será no horário matutino, destinado aos alunos da escola. No dia 01 de março, será no horário vespertino com a presença dos alunos. A culminância desta etapa do projeto se dará através da apresentação de atividades elaboradas pelas turmas para todos da escola. Durante o mês de maio, durante o período de 20 a 24, todas as turmas estarão tratando do tema VERMINOSE. Convidaremos um profissional da saúde para fazer palestras informativas junto aos alunos e também, aos pais. Este mesmo procedimento será adotado para os demais temas tratados no projeto. No que se refere à hanseníase, há um diferencial, pois além das atividades acima teremos a
  7. 7. participação de alunos do curso de medicina realizando uma verificação em nossos alunos (mediante autorização prévia do responsável pela criança), por meio de testes, para identificar possíveis portadores da hanseníase. Diante dos resultados obtidos, haverá uma intervenção dos médicos, junto às famílias, realizando o encaminhamento para os postos de saúde para iniciar o tratamento. 4. RESULTADOS ESPERADOS Para todos os temas abordados neste projetos, esperamos que os alunos sejam capazes de:  Identificar as doenças;  Conhecer as diversas formas de contágio, prevenção e tratamento;  Reconhecer a importância dos hábitos de higiene na prevenção;  Conhecer as formas de contágio;  Desenvolver e fortalecer hábitos e atitudes que colaborem para o combate das doenças; 5. INDICADORES Alunos e comunidade escolar sensibilizados e conhecedores de formas preventivas e sintomas das doenças destacadas neste projeto. 6. ORÇAMENTO Descriminação (custeio) Quantidade Papel ofício Cartolinas Papel madeira 02 resmas 10 folhas 10 folhas Cola comum Cola de isopor Eva de cores diversas Isopor Reabastecimento de tonner Pincel atômico Folhas de papel pautado Lápis de cor Lápis hidrocor 12 tubos 12 tubos 10 folhas 4 folhas 01 04 100 12 12 Valor Individual R$ 15,00 0,50 0,30 2,00 3,00 2,00 3,50 65,00 5,00 0,10 3,00 5,00 Total de custeio Valor Total R$ 30,00 5,00 3,00 24,00 36,00 20,00 14,00 65,00 20,00 10,00 36,00 60,00 323,00 6.1 Descriminação (Pessoal) (Física/Jurídica) Quantidade Valor Valor Total R$ Individual R$ Total de Pessoal
  8. 8. 6. 2 Descriminação (Capital) Quantidade Valor Valor Total R$ Individual R$ Total de Capital VALOR TOTAL DO PROJETO FONTE(S) ORÇAMENTÁRIAS: PROMEM/PDDE 323,00 7. IMPACTOS  Diminuição dos casos de dengue, verminose, leischmaniose e hanseníase entre os que compõem nossa escola;  Melhoria na qualidade de vida dos alunos e de suas famílias;  Melhores resultados na aprendizagem dos alunos; 8. REFERÊNCIAS  http://pt.wikipedia.org/wiki/Sa%C3%BAde  http://www.significados.com.br/saude/  http://pt.wikipedia.org/wiki/Verminose  http://pt.wikipedia.org/wiki/Verminose  http://www.abcdasaude.com.br/artigo.php?452  http://www.seaacamericana.org.br/Saude/verminoses.htm  http://pt.wikipedia.org/wiki/Leishmaniose  http://www.brasilescola.com/doencas/hanseniase.htm Mossoró/RN, 25 de Abril de 2013. ___________________________________________ Assinatura do(a) Coordenador(a) do Projeto ______________________________ Assinatura do Diretor(a) __________________________________ Assinatura da Secretária

×