O filme comercial

1.348 visualizações

Publicada em

Resumo do Capítulo VII - O filme comercial.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.348
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
31
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O filme comercial

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO INSTITUTO DE LINGUAGENS DEPARTAMENTO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL Docente Drª. Andréa Ferraz Fernandez Heliandra Leandro Ferreira – habilitação Radialismo RODRIGUES, Chris. O cinema e a produção. Rio de Janeiro: DP&A, 2002. Capítulo VII - O Filme comercial O filme publicitário transformou-se em um produto audiovisual próprio e na atualidade é outro objeto de consumo de nossa sociedade. “A publicidade não apenas convida ao consumo de bens, mas antes que tudo, é algo que se consome, transformando-se dessa forma, no mais precioso dos bens de consumo” (BAUDRILLARD, 1974, p. 32, em RIBARIC, 2011). BREVE HISTÓRIA DO FILME PUBLICITÁRIO. O filme comercial ou publicitário surge a partir de 1896 produzidos por Thomas Edison, mas foi o francês George Mélies em 1898 que anteviu a possibilidade de inserir mensagens publicitárias no roteiro de seus filmes, expressada na histórica frase: “O cinema, que maravilhoso veículo de propaganda para a venda de produto de todas as espécies. Bastaria encontrar uma idéia original para atrair a atenção do público, e no meio do filme, se passaria o nome do produto escolhido” (George Mélies, 1898, em MATTELART, 1991). O formato de Mélies se popularizou a partir de 1920, quando as produções cinematográficas comercias se valorizaram. Exemplos de nações que utilizaram o cinema e a propaganda: Na recém nascida União Soviética, inspirados pela revolução bolchevista surgem cineastas que utilizam o cinema como forma de propagandear seus ideais revolucionários. Nos Estados Unidos a produção de filmes voltados aos ideais governamentais e para atacar o regime comunista. Criando uma disputa entre duas nações que aprimoravam suas técnicas de produção e persuasão, baseados nos estudos comportamentais. No Brasil, a Eclética (1913) é conhecida como a primeira agência brasileira destinada à propaganda. Enfim, havia todo um espaço publicitário onde já eram empregadas as técnicas de difusão de mensagem por parte dos anunciantes, no entanto, a televisão ampliaria esta extensão, a partir da década de 1950. MÉTODO DE PRODUÇÃO.
  2. 2. O filme comercial geralmente tem 30 segundos e faz parte de um pacote sugerido pela agencia de publicidade, quando está é procurada por um cliente que possui uma empresa e precisa divulgar o seu produto, seja para melhorar as vendas ou simplesmente melhor situá-lo no mercado. Esse pacote além do filme publicitário com veiculação em cinema ou TV podem incluir: - campanha publicitária em jornais e revista; - nova embalagem e novo formato para o produto; - participação em promoções diversas com distribuição gratuita do produto; - cartazes, cartazetes e outdoors; - spots e jingles para rádio; Antes de trilhar o caminho da produção é válido identificar alguns termos: - Agência de publicidade: também conhecida por agência de propaganda, empresa responsável pela criação, planejamento, produção e veiculação de campanhas publicitárias. - Produtora: Responsável pela organização, planejamento, filmagem ou gravação do produto audiovisual. - RTVC (produtor de rádio, cinema e TV e mídia eletrônica): é funcionário da agencia de publicidade e responsável total da produção do filme na agencia. Equivale ao produtor executivo do longa-metragem. - Briefing: É um documento que reúne explicações relevantes para o desenvolvimento do novo projeto, precisa ser passado à agência com o máximo de detalhes. Se for um produto que sua agência ainda não viu, apresente os concorrentes e referências do que sua empresa deseja. Basicamente o briefing precisa conter as seguintes informações sobre o produto ou serviço: Histórico, Características e diferenciais, Público-alvo, material a ser desenvolvido para divulgação e que peças de comunicação devem ser criadas pela agência? Que características a empresa quer atribuir? Qual deve ser a abordagem da comunicação? Existem cores a serem seguidas ou evitadas? Pode usar linguagem coloquial? Sua empresa tem imagens para passar a agência? Tem alguma imagem que já foi utilizada na campanha? Existe alguma restrição de imagem, tamanho, palavra ou formato? Muito importante: se você já tem algo em mente, mostre à sua agência! Fica mais fácil acertar na criação. - Produtor: Diretor de Produção. - Telecinado: transformado em vídeo e editado como se fosse originalmente rodado com câmera de vídeo
  3. 3. O CAMINHO. NA AGÊNCIA DE PUBLICIDADE NA PRODUTORA Dupla de Criação faz o roteiro encaminha para RTVC que convoca 3 produtoras para o briefing (a agencia já pode definir o diretor) As produtoras mantêm contato com o diretor para definir o que ele precisa para a produção. Caso o diretor seja da Produtora, o orçamento será em cima das suas exigências Encaminha orçamento para a Agência RTVC recebe o orçamento e define a produtora (com base no preço apresentado, na estrutura da produtora e no nível da qualidade do filme apresentado pelo Diretor Produtora é informada e imediatamente convocada para novo briefing Nesse briefing participarão: Pela Agência: O chefe de atendimento da conta, o RTVC, a dupla de criação Pela Produtora: O Diretor ou representantes da produtora, o dono da produtora, e o Produtor Apresentação do briefing pela Agência e Apresentação do cronograma de execução Marca-se data para a próxima reunião OBS: Segundo Tiago Barreto (2004) no livro Vende-se 30 segundos, o briefing é o primeiro passo realizado entre agencia e cliente. Reunião de Produção participarão: Cliente RTVC Produtora com equipe técnica principal Delinearão como a produção será feita: Diretor Apresenta a decupagem de direção modos de dramaturgia Diretor de fotografia Demonstra com fotos o clima fotográfico do filme Diretor de Arte Explica os elementos visuais de cada cena Produtor de elenco Come#nta o teste de elenco caso houver Figurinista Mostra tipos e estilos vestuário escolhido Diretor de produção Expõem locações veículos de cena e equipamentos técnicos da produção Todos os elementos do filme deverão ser aprovados pela Agência e pelo cliente, caso contrário, nova reunião. Se tudo foi aprovado confirma-se o dia da filmagem/gravação. .
  4. 4. - As filmagens serão acompanhadas pelo RTVC e dupla de criação, e eventualmente o cliente. - Montagem ou edição é supervisionada pelo RTVC. - A dupla de criação será chamada para aprovação, então mostra a versão semi pronta ao cliente que aprova ou não. - Se aprovado começará o processo de finalização e cópias finais do filme. - Para o produtor e sua equipe o processo é o mesmo dos outros tipos de filmes. - Normalmente rodado em dois dias - Análise técnica e a decupagem de produção são bem simplificadas - É comum o filme ser rodado em 16 mm ou 35 mm e depois telecinado. REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS. RIBARIC, Marcelo Eduardo Breve síntese sobre a trajetória do filme publicitário. Disponível em: http://www.ufrgs.br/alcar/encontros-nacionais-1/8o-encontro-2011- 1/artigos/Breve%20historia%20sobre%20a%20trajetoria%20do%20filme%20publicitario.pdf/at_downloa d/file. Acessado em 12/07/2013. BARRETO, Tiago. Vende-se em 30 Segundos - Manual do Roteiro para Filme Publicitário. Rio de Janeiro: Senac, 2004.

×