proinfo

659 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
659
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
15
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

proinfo

  1. 1. Quando vale a pena usar as TIC nas escolas públicas? Seminário ProInfo e TV Escola/2008 – Edição Nordeste
  2. 2. Quando as TIC forem utilizadas como recursos de transformação da escola pública para uma escola conectada com as necessidades do mundo
  3. 3. <ul><li>potencializando a compreensão de fatos e fenômenos da realidade; </li></ul><ul><li>valorizando os diferentes sujeitos e a própria democratização dos saberes; </li></ul><ul><li>abrindo novas possibilidades de relação com o mundo das ciências, da cultura e do trabalho. </li></ul>Isso significa ter lugar no mundo de hoje!!! Quando as TIC se tornam poderosas ferramentas para facilitar a aprendizagem das crianças e adolescentes da escola pública:
  4. 4. Quando as TIC se tornam poderosos recursos para facilitar o trabalho do Professor com: Recursos interativos para potencializar as intervenções e trocas com alunos e professores; Ferramentas de acompanhamento e avaliação dos processos de aprendizagem individuais; Ferramentas de busca de informações;
  5. 5. Situação Atual no Mundo e no Brasil E a Tecnologia Digital? Como Ajuda?
  6. 6. Linguagem Oral Escrita imagética Informática Digital (Hipermídia ) Impressa Rádio Televisão Vídeo Jornal revistas livros Eletrônica Internet Mídia Linear Mídia Reticular Cinema Em diferentes épocas NOVAS TECNOLOGIAS passaram a fazer parte dos ambientes educacionais E OU
  7. 7. Atividades na sala Qual a relação entre luz e sombras? 4ª série Atividade disparadora: vídeo <ul><li>Atividades no pátio </li></ul><ul><li>Descobertas: </li></ul><ul><li>É preciso a presença da luz e de um objeto para se ter sombra Em dias nublados, não é possível ver as sombras, pois há ausência de luz do sol. </li></ul><ul><li>A eclipse é um fenômeno da natureza que ocorre no claro e no escuro. </li></ul><ul><li>A sombra é a possibilidade de refletir um objeto a partir da influência da luz. </li></ul><ul><li>A sombra das árvores não é igual durante o dia porque o sol se movimenta. </li></ul><ul><li>Sombra é um reflexo das imagens;qualquer objeto que ficar contra a luz, cria sombra;a luz é que faz criar a sombra </li></ul>
  8. 8. Um aluno ficou pensativo e em seguida discordou da turma. Os alunos olharam para ele com um sorriso de desdém, quase deboche, quando ele se levantou, pegou o quadrado, a lanterna e Momento interessante: “ Perguntei se um cartão quadrado sempre daria sombra quadrada. Pedi que eles pensassem. A maioria respondeu que sim.
  9. 9. Registro das atividades Novos questionamentos: E de noite não há sombras?
  10. 10. <ul><li>O que aconteceria se os alunos apenas tivessem aulas sobre as sombras e luz, aprendessem um pouco sobre elas sem que suas concepções viessem à tona? </li></ul><ul><li>Suas concepções anteriores continuariam existindo em desordenadas idéias contraditórias a respeito das sombras e da luz. Poderiam decorar o que o professor diz, passar na prova e voltar tranquilamente a pensar como pensavam até então. </li></ul><ul><li>Características do desenvolvimento por substituição e não por transformação: </li></ul><ul><li>As idéias menos maduras não são totalmente erradicadas, permanecendo como um modo potencial de pensamento; </li></ul><ul><li>A criança precisa estar mentalmente pronta para a concepção nova e socialmente validada, para que esta possa realmente tornar-se parte de seu pensamento. </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Favorecem o acolhimento de interesses dos alunos; </li></ul><ul><li>Desafiam os estudantes a examinar temas ou aspectos nos quais a escola não costumam se deter normalmente e que são levantados pela mídia; </li></ul><ul><li>Envolvem o aluno com a realidade local e global; </li></ul>Valorização dos interesses e necessidades dos alunos ;
  12. 12. <ul><li>Agregam alunos com diferentes interesses e níveis de capacidade,não impondo normas únicas de rendimento nos resultados possíveis; </li></ul><ul><li>Colocam o aluno em um papel ativo: pesquisar, expor, observar, entrevistar, participar em simulações, argumentar facilita a defesa de diferentes pontos de vista; </li></ul><ul><li>Favorecem a interação entre alunos, professores e comunidades diferenciadas, descobrindo alternativas de solução diferentes para problemas semelhantes. </li></ul>Respeito e valorização das diferenças
  13. 13. <ul><li>Permitem ao aluno tomar decisões quanto ao modo o trabalho; </li></ul><ul><li>Oportunizam, aos estudantes, planejar com outros e participar em seu desenvolvimento e resultados; </li></ul><ul><li>Exigem dos alunos que escrevam de novo, revisem e aperfeiçoem seus esforços iniciais, aproveitando sugestões e cooperações; </li></ul><ul><li>Abrigam a aceitação de um certo risco de sucesso, fracasso ou crítica. </li></ul>Autonomia e trabalho coletivo
  14. 14. E para o Professor? <ul><li>Importância cada vez maior da mediação entre alunos, objetos de aprendizagem e TIC; </li></ul><ul><li>Concretização de situações impossíveis de acontecer na sala de aula; </li></ul><ul><li>Facilitação dos registros acerca dos alunos; </li></ul><ul><li>Formação de redes entre pares e especialistas; </li></ul><ul><li>Atualização permanente; </li></ul>
  15. 15. WEB 2 <ul><li>O termo designa o que alguns chamam de “nova fase do desenvolvimento de aplicações para a Web”. </li></ul><ul><li>Envolvimento do usuário </li></ul><ul><ul><li>A interação é parte essencial, por exemplo, em blogs e wikis, onde o conteúdo é feito pelo usuário. </li></ul></ul><ul><li>Acessibilidade </li></ul><ul><ul><li>É a Web como plataforma . Você pode acessar as aplicações independente de Sistema Operacional, navegador ou hardware e de qualquer lugar que esteja, sem necessidade de guardar arquivos no computador. </li></ul></ul>
  16. 16. WEB 2 <ul><li>Recursos mais conhecidos </li></ul><ul><ul><li>Blog é um sistema onde cada um publica textos, imagens, som com arquivamento cronológico, e normalmente permite que visitantes comentem cada postagem. </li></ul></ul><ul><li>Wiki </li></ul><ul><ul><li>Sistema colaborativo de produção de conteúdo. Pode ser usado como enciclopédia (Wikipédia), portal de notícias (Wikinews), dicionário (Wikicionário), mapa (Wikimapia). </li></ul></ul><ul><li>Google Docs </li></ul><ul><ul><li>Processador de textos online. </li></ul></ul>
  17. 17. WEB 2 <ul><li>Recursos mais conhecidos </li></ul><ul><ul><li>Podcast A palavra vem da junção de Ipod com Broadcast. É um meio de publicação de programas personalizados de áudio, gravados em mp3. </li></ul></ul><ul><ul><li>V ídeos disponibilizados pela internet. </li></ul></ul>
  18. 19. Obrigada ! Beatriz Corso Magdalena – [email_address] Iris Elisabeth Tempel Costa – [email_address]

×