Be: un poder para a vida!

174 visualizações

Publicada em

Xornada técnica sobre a biblioteca escolar na formación profesional, em Santiago de Compostela (12.05.2014)

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
174
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Be: un poder para a vida!

  1. 1. XORNADA TÉCNICA A BIBLIOTECA ESCOLAR NA FORMACIÓN PROFESIONAL (SANTIAGO DE COMPOSTELA) BE: un poder para a vida! José António Batista (Portugal) 12 de maio de 2014
  2. 2. Sumário  O papel da Biblioteca Escolar na atualidade  Algumas atividades desenvolvidas com os alunos  Workshops dinamizados com os professores sobre a Web 2.0  Sugestões de ferramentas da Web 2.0 para a realização de iniciativas  Considerações finais Vídeo – La educación prohibida
  3. 3. Sociedade da Informação e do Conhecimento Mudança de paradigma educativo (Construtivismo - Piaget e Vigotsky; Conetivismo - Siemens) Nativos digitais (Prensky, 2001) (R)Evolução tecnológica BREVE CONTEXTUALIZAÇÃO Biblioteca Escolar do século XXI Aumento exponencial da informação Sociedade complexa, globalizada e competitiva
  4. 4.  Desenvolve: - competências multiliterácicas e a transliteracia; - conhecimentos/ capacidades. - valores/ atitudes.  Investe em competências-chave: pensamento crítico, criatividade, imaginação, comunicação, curiosidade, interação, colaboração, tomada de decisões, autonomia, iniciativa, empreendedorismo.  Promove: - o trabalho articulado e colaborativo com os professores; - a interdisciplinaridade e a transversalidade; - a integração curricular e a integração das TIC. A BIBLIOTECA TEM MUITO PODER…
  5. 5.  Fomenta: - metodologias ativas centradas no aluno (prosumer); - aprendizagens estimulantes, significativas e duradouras; - uma aprendizagem baseada em recursos (resource-based learning).  Contribui para: - a melhoria da qualidade das aprendizagens; - o sucesso educativo; - o exercício pleno da cidadania; - a formação ao longo da vida. A BE é um laboratório (aprender a aprender) para a construção de saberes, agente da mudança e impulsionadora de novas práticas, prolongamento da sala de aula, espaço de (in)formação, cultura e inclusão social.
  6. 6. Vídeo – “El Rap de la Educación 2.0” “Vivemos […] num corpus de homo sapiens digital orientado pelas marcas características do homo sapiens sapiens.” Luís Valente (2012: 127): “Homo Sapiens Digital com manias de Sapiens Sapiens”, in TIC na Educação – Perspetivas de Inovação (org. por Paulo Dias e António Osório). Braga: Centro de Competência da Universidade do Minho Fonte: http://imagens.canaltech.com.br
  7. 7. "Los menores son poco competentes utilizando las TIC en ámbitos de aprendizaje, porque no se ha trabajado con ellas en la escuela. El concepto de nativo digital se ha puesto en duda a menudo en ese sentido: si no se forma en el uso de las TIC más vinculado al aprendizaje, los chicos no van a aprender a hacerlo solos". Dolors Reig, psicóloga social e especialista em inovação e tecnologia, “Los jóvenes hacen un uso superficial de la nuevas tecnologías”, in La Vanguardia.com (04.01.2013) Fonte: http://www.confap.org.br
  8. 8. “[…] reinventar o papel da leitura e das bibliotecas corresponde a perceber que o sujeito-leitor é outro […].” Excerto do depoimento, em vídeo, da Dr.ª Teresa Calçada (ex-Coordenadora Nacional da Rede de Bibliotecas Escolares) – 1.º Encontro Internacional de Bibliotecas Escolares – Bogotá (23 e 25 de abril de 2013) Fonte: http://www.rbe.min-edu.pt
  9. 9. PROJETO CAMÕES, UM POETA GENIAL  Promotores: Associação Casa-Memória de Camões em Constância, apoiada pelo Plano Nacional de Leitura, Câmara Municipal de Constância e Centro Ciência Viva de Constância.  Público-alvo: alunos dos Ensinos Básico, Ensino e Secundário e Ensino Profissional  Objetivo: criar um sítio/ blog (máximo de 3 alunos) com o acompanhamento de, pelo menos, 1 professor  Temática a desenvolver: Luís de Camões  Duração: de dezembro a junho
  10. 10. ETAPAS DO PROJETO 1.ªFase – Motivação/ sensibilização 2.ªFase – Elaboração/ desenvolvimento 3.ª Fase – Submissão/ apresentação
  11. 11. Blog – Camões, um poeta genial sem igual http://camoesumpoetagenialsemigual.blogspot.pt/
  12. 12. ATIVIDADES COM OS ALUNOS Leituras com a Web 2.0 Em trabalho de grupo, escolhe uma obra (nacional ou estrangeira) e, de acordo com os tópicos abaixo propostos, apresenta-a aos restantes participantes, utilizando algumas das ferramentas da Web 2.0., a saber, Voki, Fotobabble , Audacity, Prezi, Issuu . Sugestão de tópicos a abordar:  Biografia do Autor  Outras obras escritas pelo Autor  Breve descrição da capa  Explicação do título  Sinopse da obra  Identificação e caracterização de personagens  Localização e descrição do(s) espaço(s) representado(s)  Alusão ao(s) tempo(s) referenciado(s)  Seleção, justificada, de um excerto significativo  Atualidade do(s) tema(s) abordado(s) na obra  Comentário ao livro Exemplo 1 Exemplo 2
  13. 13. Leituras com a Web 2.0
  14. 14. Proposta de tarefas a desenvolver: A – A partir de vários poemas recortados e distribuídos em envelopes, cada grupo reconstrói alguns, mas que façam sentido. Os poemas reelaborados podem conter parcialmente ou todos os versos dos textos originais. B – Seguidamente, cada grupo atribui um título sugestivo aos poemas reconstruídos, justificando, por escrito, a sua escolha, bem como regista a(s) principal(ais) temática(s) abordada(s) e produz um resumo do conteúdo referente a cada poema reconstruído. C – Depois, cada grupo prepara a leitura dos poemas. D – Por fim, cada grupo apresenta o trabalho realizado a todos os participantes, havendo uma organização prévia deste momento e a distribuição de papéis pelos vários elementos.
  15. 15. PROJETO LITEA (PROJETO PARA O DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS DE LITERACIA DA INFORMAÇÃO E ELABORAÇÃO DE TRABALHOS ESCOLARES/ ACADÉMICOS)
  16. 16. DIA MUNDIAL DA CIÊNCIA
  17. 17. SABER CONSUMIR, É SABER POUPAR!
  18. 18. NAVEGAR NAS IMAGENS
  19. 19. ENCONTRO DE SABORES E CULTURAS
  20. 20. WORKSHOPS COM OS PROFESSORES Webblizar 2.0
  21. 21.  Programa HotPotatoes  Prezi  WebQuest (zunal, PHP)  Blog (blogger)  Wiki (pbworks, wikispaces)  Wirenode – Website móvel – Exemplo  MobileStudy  Dropbox  Online-converter  Post-its  Voki  SlideShare  Scribd  Bubbl.us  Wordle, Tagxedo, Worditout
  22. 22.  QR code (Quick Response)  Redes Sociais (Facebook, Twitter)  VoiceThread  Drive  Padlet  Popplet Vídeo SUGESTÕES DE FERRAMENTAS DA WEB 2.0 PARA A REALIZAÇÃO DE INICIATIVAS
  23. 23. Em jeito de conclusão… “É preciso contrariar a ideia de que as bibliotecas são um sítio cinzento e (demasiado) silencioso: se não forem úteis, as bibliotecas deixam de ser precisas. E elas só são úteis se tiverem o que os alunos precisam.” Dr.ª Teresa Calçada, ex-Coordenadora Nacional da Rede de Bibliotecas Escolares, in maxima.xl.pt (14.04.2013)
  24. 24. “Não se pode ficar numa excelente biblioteca do século XX, temos de ter uma boa biblioteca do século XXI.” Calçada, Teresa ( 21 de fevereiro de 2014). “A revolução silenciosa da leitura pública”. in Blimunda n. º 21. Lisboa: Fundação José Saramago
  25. 25. Ter boas ideias! Pode ser a chave para o Não ter medo de arriscar! Fonte: http://www.forexsucessodigital.com/2012/04/fique-rico-devagar-no-forex.html
  26. 26. Fonte: http://1.bp.blogspot.com “Se procuras resultados diferentes, não faças sempre o mesmo.” Albert Einstein
  27. 27. Un placer = :) joseantoniobatista@hotmail.com joseantoniobatista2@gmail.com Blog da BE http://be-cre-epa.blogspot.pt/ Facebook da BE https://www.facebook.com/biblioteca. epadecarvalhais

×