ESTUDO DE UMBANDA 05/06/20131.1.Guias. O que são?As GUIAS usadas na Umbanda são aqueles colares coloridos que os médiuns u...
ESTUDO DE UMBANDA 05/06/2013Geralmente, quando um médium entra para a religião e começa a trabalhar numa casa de Umbanda, ...
ESTUDO DE UMBANDA 05/06/20131.1.3. CORES DAS GUIASExistem cinco tipos de guias que tem cores e formato “padrão”.* Branco e...
ESTUDO DE UMBANDA 05/06/20131.1.5. CuidadosAntes de cruzar, todas as guias devem receber banho de sal grosso este banho po...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Guias colares

4.567 visualizações

Publicada em

0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.567
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
82
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
59
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Guias colares

  1. 1. ESTUDO DE UMBANDA 05/06/20131.1.Guias. O que são?As GUIAS usadas na Umbanda são aqueles colares coloridos que os médiuns utilizam nos trabalhos, fazendoparte do uniforme do Umbandista. Estes “colares” são verdadeiros para-raios em defesa dos médiuns.É um objeto no qual os Guias e Protetores imantam com determinadas energias. Servem de instrumentos emocasiões precisas.A Guia é então, uma das muitas ferramentas utilizadas pelo médium que, muitas vezes, se vê obrigado a entrarem contato com energias densas divergentes, difíceis de suportar, daí a explicação para as guias que arrebentam derepente. Por ser de material altamente atrativo, a guia recebe toda a carga negativa que foi direcionada ao médium earrebenta.A guia não serve somente como proteção do médium. Esta tem muitas outras utilidades como: instrumento deligação psíquica entre Médium e Entidade, instrumento de trabalho das Entidades, atraindo ou emitindo energias e etc.1.1.1. CONFECÇÃO DAS GUIASAs guias devem ser confeccionadas com produtos naturais, pois são imantáveis e condutores de energias. Essesmateriais podem ser: sementes, madeira como o bambu, pedras, conchas e outros objetos marinhos, pedras preciosas esemipreciosas (mesmo que lapidadas), cristais, porcelana, miçangas, dentes de animais, guizos e outros, como porexemplo, os metais. Jamais se usa plástico ou outro produto artificial.Usando-se os materiais citados acima, as guias serão confeccionadas de acordo com o pedido feito pelasentidades, de acordo com a doutrina da casa que você frequenta ou de acordo com a necessidade daquela guia.Não se pode montar uma guia só porque acha bonito, ou porque todos usam, ou porque você acha que deva usar.Espere, tudo na sua hora!Nas lojas especializadas encontram-se guias prontas dos mais variados modelos, mas existem casos em que aentidade pede para que você monte a guia pedida. Porquê?A guia é uma peça “benta” com força e irradiação para nos proteger e aumentar nossa força, nossa vibração eetc. São ritualisticamente preparadas, ou seja, imantadas, de acordo com a tônica vibracional de quem as irá utilizar(médium e entidade), e conforme o objetivo a que se destinam.Geralmente, quando uma entidade pede para seu filho montar a sua Guia, a mesma estará presente naquelemomento, ou para dar orientações na montagem por intuição, ou para ver se o filho realmente tem o devido respeitopela religião (objetos, entidades, rituais e etc.) ou por vários outros motivos como, por exemplo, testes de fé, depaciência, pois tem vezes que a guia se quebra várias vezes antes de ficar pronta, ou às vezes a entidade estádesenvolvendo sua mediunidade através das intuições e muito mais.Por isso, para montar uma guia, deve-se estar tranquilo, sem agitação externa e sem preocupações, enfimtrabalhando, meditando e se conectando com seus Guias espirituais.As guias, depois de prontas ou compradas devem ser descarregadas (lavadas com sal grosso) e cruzadas(benzidas).Dependendo da doutrina de cada casa, as guias serão colocadas no conga por um determinado tempo, as vezesserão colocadas em certos recipientes com misturas de ervas, ou colocadas em sal grosso, lavadas com alfazema, etc.Só depois de feito isso é que a entidade chefe da casa ou seu próprio guia vai cruzá-la.Lembre-se, se a guia não foi cruzada, a mesma não terá nenhum valor.Como dissemos acima, a guia será imantada com energias de acordo com as necessidades de quem vai usa-la ea que finalidade será utilizada.1.1.2. TIPOS DE GUIASExistem pelo menos quatro tipos de guias que são utilizadas frequentemente pelos filhos de fé.* Guia de proteção* Guia de tratamento* Guia do Orixá* Guias das EntidadesCada guia tem seu formato e cores específicas, como já lemos acima, ela será de acordo com a necessidade aque se destina.1.1.1.1. GUIA DE PROTEÇÃO
  2. 2. ESTUDO DE UMBANDA 05/06/2013Geralmente, quando um médium entra para a religião e começa a trabalhar numa casa de Umbanda, pede-separa que ele providencie a sua guia de proteção.Essa guia, não é uma regra, mas geralmente pede-se uma Guia de Oxalá, ou de Sete Linhas, em algumas casasutiliza-se uma guia “incomum”, ou seja, uma guia com cores e formatos diferentes do tradicional, de acordo com asinstruções do Mentor da Casa é preparada uma guia “Daquele Centro”.A guia de Oxalá é de cor branca. Oxalá é o Orixá Maior representado por Jesus.Essa é a mais usada nos casos de proteção e tratamentos.Já a guia de Sete Linhas, é aquela que tem sete cores, ou seja, representa os sete Orixás da Umbanda.É utilizada também para proteção, pois significa que o médium está sob a proteção das Sete Linhas da Umbanda.1.1.1.2. GUIA DE TRATAMENTOComo vimos acima, usa-se muito a guia branca, pois ela tem, “também”, um efeito psicológico no tratamento.Quando uma pessoa vai passar por um tratamento utilizando essa guia, é dito ao paciente que é uma guiadevidamente cruzada para aquele tratamento, e que essa guia branca é a guia que representa a força ou vibração de Jesus,Oxalá na Umbanda.Dito isso, a pessoa acaba tendo sua fé aumentada, só por ter dito que é de Jesus; e com isso se obtém melhoresresultados no tratamento, não que outras guias não sirvam, mas a parte psicológica conta e muito.Existem casos em que a entidade lhe empresta ou te dá a guia Dele. Nestes casos, quando você for presenteadocom uma, não precisa repor; mas, quando for solicitada a sua reposição, não se esqueça de faze-la, existe aí uma grandeligação entre paciente e entidade.Não precisa pressa, não; mas a devolução é um meio pelo qual a Entidade tem a certeza de que você ao menostem interesse pelo "teu caso" e respeita o que o Caboclo ou Preto-Velho falou.1.1.1.3. GUIA DO ORIXÁÉ a guia que está ligada à faixa vibratória do médium e também é a guia que representa a linhagem das entidadesque trabalham com esse médium.A guia do Orixá é feita na cor relacionada ao Orixá, geralmente de uma cor só, apesar de existirem centros quetrabalham com Orixás cruzados. Nesses casos as guias são de duas ou mais cores.Por exemplo, um Filho de Ogum, usa uma guia vermelha e um Filho de Oxóssi usa uma guia verde.Ogum (guerreiro) tem sua vibração nos campos abertos, já Oxóssi (caçador) tem sua vibração nas matas, naguia cruzada teríamos vermelho e verde onde a cor de maior influência seria a dominante e a de menor a influência dalinha.1.1.1.4. GUIAS DAS ENTIDADESSão aquelas guias que não tem um padrão, ou seja, cada entidade pede sua guia de trabalho de acordo com suasnecessidades. Por isso é que temos tantos modelos de guias tão diferentes umas das outras; temos guias feitas com contas(bolinhas) coloridas e intercaladas com outros materiais, como dentes, olho de cabra, coquinhos e etc.As guias das entidades devem ser feitas exatamente como elas pediram, pois tem grandes significados para elasque nós nem sequer imaginamos, é como um ponto riscado, cheio de mistérios. Algumas dão até para adivinhar, porexemplo, uma guia toda verde com sete flechas intercaladas e com o fechamento vermelho.Bem, vamos lá... A cor verde quer dizer que é um Caboclo, as sete flechas poderia indicar o nome desse Cabocloe o fechamento vermelho pode estar indicando a linha que a entidade trabalha, nesse caso linha de Ogum. Então teríamosaí o Caboclo Sete Flechas de Ogum.Isso foi só um exemplo, bem fácil por sinal. Existem muitas outras guias que são indecifráveis para nós.
  3. 3. ESTUDO DE UMBANDA 05/06/20131.1.3. CORES DAS GUIASExistem cinco tipos de guias que tem cores e formato “padrão”.* Branco e Verde - Caboclo* Branco e Preto - Preto Velho* Azul e Rosa - Crianças* Vermelho e Preto - Exu* Branco, Vermelho, Azul, Verde, Amarelo, Marrom e Roxo - 7 Linhas (Orixás)Essas guias, modelo padrão, são encontradas nas lojas especializadas. E são feitas na contagem de sete contasde cada cor.Outros modelos de guias, só a pedido das entidades.1.1.4. UTILIZANDO AS GUIASGeralmente os médiuns usam as seguintes guias no trabalho:* De proteção* Do seu Orixá* Dos seus Guias (entidades que trabalham com o médium)As guias são geralmente usadas no pescoço, porém em alguns casos pode-se notar que alguns médiuns as usamatravessadas no peito, outros na mão e etc.Isso ocorre por vários motivos.* As guias usadas no pescoço servem como um elo de ligação entre seu Orixá (faixa vibratória) e a entidade atuantenaquele momento. Usa-se a guia no pescoço para dar mais intensidade no lado mental do médium, melhorando acomunicação ou transmissão daquilo que a entidade pretende passar ou até mesmo ajudando na ligação do médium aoespírito na hora da incorporação das entidades, onde o médium precisa elevar a sua faixa vibratória e a entidade descer asua para que ocorra a comunicação.* Quando um médium utiliza a guia atravessada no peito, geralmente do lado direito para o esquerdo, é por causa docoração (estado emocional). A entidade percebe que seu filho está ou tem algum problema ou desvio emocional quepoderia influenciar no trabalho, geralmente corações endurecidos, então a guia será imantada para agir na parte emocionaldo médium. Utiliza-se a guia atravessada também em tratamentos de certas partes do corpo, mas somente quando forordenado que seja dessa forma, caso contrário a guia deve ser colocada no pescoço normalmente.* Guias nas mãos ou enroladas no pulso, somente quando o médium está incorporado. Nesse caso, a entidade utiliza aguia para dar passes. Quando a entidade enrola sua guia na mão, às vezes nas mãos do consulente, ela está direcionandoenergias. Uma guia enrolada na mão da entidade serve como um condutor de energia que será emitida àquela pessoa,quando enrolada nas mãos do consulente, pode ser que a entidade esteja retirando energias negativas daquela pessoa.Lembre-se que nem todas entidades trabalham dessa forma, cada um com seu jeito de trabalhar. Muitas entidades, aoinvés de usar a guia para retirar ou emitir energias, preferem trabalhar com seu charuto* Existem entidades que colocam suas guias no chão e pedem para que o consulente entre dentro daquele círculo na horaque forem passar pelo passe. Esse círculo forma um campo magnético, onde a entidade vai trabalhar as diversas energiasque está sendo trazida pelo consulente. Existem entidades que não colocam sua guia, mas fazem um círculo riscado nochão, e trabalham da mesma maneira.* Algumas entidades usam suas guias no pescoço do consulente na hora do passe, outras usam as guias para formar umcírculo no ponto riscado e etc.Muito bem, aí foram algumas formas que as guias são usadas nos trabalhos. Podem existir muitas outrasmaneiras diferentes de se usar uma guia, mas tudo deve ser feito com orientação. Uma guia cruzada, usada semorientação ou de forma errada, pode causar problemas a quem as utiliza.
  4. 4. ESTUDO DE UMBANDA 05/06/20131.1.5. CuidadosAntes de cruzar, todas as guias devem receber banho de sal grosso este banho pode ser repetido a cada 03 mesesou quando se faça necessárioApós ser cruzada as guias devem ser cuidadas como algo preciso do médium. Deve ser evitado o manuseio poroutras pessoas ou utilização em locais impróprios.Recomenda-se que ao menos 1 vez por mês as guias sejam lavadas em agua natural (rio, mar, lago, mina etc) ecolocadas para secar ao ar livre à noite (lua cheia ou crescente) e retiradas pela manhã com o sol ainda no horizonte (osol poderá danificar os fios tornando-os fracos e quebradiços).O uso de ervas e alfazema somente em guias da direita pois as guias da esquerda requerem cuidados específicosde cada entidade (a entidade especificará o que deve ser utilizado, podendo ser uma bebida, um perfume etc)Guias da Direita e Esquerda não devem permanecer guardas misturadas. Elas podem ser envolvidas em umtecido separadas (direita e esquerda) ou guarda de forma que elas não entrem em contato. Isto para evitar o cruzamentode energias entre direita e esquerda.Guias quebradas poderão ser refeitas após o tratamento do material de que eram feitas (limpeza energética,harmonização e irradiação), contudo consultar a entidade para saber se há a necessidade de descarte do material é muitoimportante, uma vez que o motivo da quebra pode não ser apenas descarga energética.1.1.6. RELEMBRANDO* As guias são elementos ritualísticos pessoais, individuais e intransferíveis, devendo ser confeccionadas, manipuladas eutilizadas somente pelo médium a quem se destinam.* Deve-se observar que cada indivíduo e cada ambiente possuem um campo magnético e uma tônica vibracional própriose individual (tanto positivo quanto negativo).* A confecção ou manipulação das guias por outras pessoas, ou ainda, seu uso, em ambientes ou situações negativas oudiscordantes com o trabalho espiritual, fatalmente acarretará uma "contaminação" ou interferência vibracional.* Como elemento de atração e isolamento, funcionam como um tipo de "Para-Raios", atraindo para si, toda (ou quase) acarga negativa ou estranha ao médium, isolando-o até certo ponto. No entanto, as guias irão permanecer "carregadas", atéserem devidamente "limpas".* Excepcionalmente, podem ser utilizadas pelo médium, para "puxar" uma determinada vibração, de forma a lheproporcionar alivio em seus momentos de aflição. Nestes casos, 10 a 15 minutos de uso são suficientes.* Em qualquer dos casos, a guia ira proporcionar uma interferência no campo magnético do médium. Dependendo dasituação ou circunstância, poderá até mesmo causar-lhe um certo desconforto aparente ou mal-estar, devido a umaceleramento de sua Faixa Vibratória.* Mesmo durante um trabalho espiritual ou ritualístico, notadamente antes de uma incorporação, o uso indiscriminado dediversas guias ao mesmo tempo, poderá prejudicar a sintonia do médium, uma vez que, diversas falanges serão atraídasao mesmo tempo.* Apenas em casos muito raros e excepcionais, podem ser utilizadas em outra pessoa, como forma a favorece-la com umavibração positiva específica (notadamente em relação à saúde), observando-se, contudo o cuidado de ao retira-las, limpa-las adequadamente antes de serem reutilizadas pelo médium.Como vimos, as guias são elementos ritualísticos muito sérios e como tal que devem ser respeitados e cuidados.Seu uso deve se restringir ao trabalho espiritual, ao ambiente cerimonial (terreiro) e aos momentos de extremanecessidade por parte do médium. Utilizar a guia em ambientes ou situações dissonantes com o trabalho espiritual, oupor mera vaidade e exibicionismo, é no mínimo um desrespeito para com a vibração a qual representam. A guia é umobjeto muito sério e deve ser utilizado com seriedade.Lembre-se que as guias são objetos sagrados e como tais devem ser tratadas.Mas, o mais importante de fato, é que o Filho aprenda a ter fé e confiança nas Entidades e em Deus, não seapoiando em verdadeiras "muletas psicológicas" para se sentir protegido.

×