Metodologia do ensino de ciências biológicas 1 métodos e procedimentos de ensino 2 métodos e técnicas de ensino de ciência...
Método de ensino <ul><li>Méthodos: caminho para chegar a um fim. </li></ul><ul><li>Unção de procedimentos, tecnicas e estr...
Piaget: visão da psicologia <ul><li>Métodos verbais tradicionais: por associação </li></ul><ul><li>Métodos ativos: por con...
Irene de carvalho: educadora. <ul><li>Métodos individualizados: atende a individualidade de cada aluno. </li></ul><ul><li>...
Libâneo. <ul><li>Método de exposição pelo professor </li></ul><ul><li>Método de trabalho independente </li></ul><ul><li>Mé...
Exposição pelo professor <ul><li>Exposição verbal: expõe o conteúdo verbalmente. Receptivo-ativo. </li></ul><ul><li>Demons...
Método de trabalho independente <ul><li>Tarefa preparatória: exige uma pesquisa prévia do aluno. O aluno se prepara para o...
Método de elaboração conjunta <ul><li>Proporciona a interação aluno-professor. Os alunos devem conhecer  algo do assunto c...
Trabalho em grupo <ul><li>Feito em pequenos grupos dentro da sala, sempre com um coordenador responsavel, um lider. Os obj...
<ul><li>Debate: debate diante de um grupo com diferentes ponto de vista. </li></ul><ul><li>Philips 66: seis grupos de seis...
Atividades especiais <ul><li>São atividades complementares. </li></ul><ul><li>Estudo do meio: o conteúdo associado ao meio...
Métodos e técnicas de ensino de ciências biológicas <ul><li>Biologia: é o estudo da vida. Nossa relação com nosso corpo e ...
O ensino de ciências biológicas é dinâmico <ul><li>As ciências de maneira geral estão sempre em constante transformação. C...
Conhecimento prévio dos alunos <ul><li>Todo aluno quando ingressa no ensino fundamental já traz consigo uma bagagem vinda ...
Biologia e formação social <ul><li>Qual o papel social da biologia? Conscientização dos problemas ambientais. Formar cidad...
Concepções de uma nova didática <ul><li>Qual o sentido de formar alunos repetidores de conceitos e informações? Sabemos qu...
Uma didática voltada para a realidade <ul><li>Aquilo que o aluno desenvolve dentro de sala deve ser voltado para sua vida ...
A didática e a pedagogia do pensar <ul><li>Para que essa transformação aconteça o trabalho deve acontecer antes em sala de...
O assunto deve ser interdisciplinado.  <ul><li>Não só o estudo de ciências biológicas deve envolver-se nesse propósito com...
A evolução tecnológica e a temática ambiental. <ul><li>O consumismo auxilia no processo de esgotamento do meio ambiente, e...
Cinco princípios gerais da educação ambiental. <ul><li>Sensibilização: preocupar-se com a atual situação. </li></ul><ul><l...
PCNs de ciências biológicas <ul><li>Os parâmetros curriculares nacionais servem como documentos norteadores para o trabalh...
Objetivos para educação básica <ul><li>A educação básica deve beneficiar o aluno para que ele possa desenvolver, de maneir...
Organização da estrutura curricular do ensino básico. <ul><li>De acordo com os PCNs, a estrutura do ensino básico é organi...
Ciclos <ul><li>Os ciclos no ensino fundamental estão organizados de dois em dois anos. O primeiro ciclo contempla primeiro...
Os conteúdos de ciências naturais no ensino fundamental. <ul><li>Os conteúdos apresentam-se em blocos tematicos para que n...
Seleção de conteúdos <ul><li>Alguns critérios são necessários na escolha dos conteúdos abordados. São eles: </li></ul><ul>...
Os blocos temáticos. <ul><li>Os blocos sugerem o conteúdo, mas cabe ao professor desenvolver seu planejamento. São eles: <...
As séries finais do ensino fundamental. <ul><li>Até esta fase, o papel de preparar o aluno é do pedagogo. Do sexto ao nono...
Objetivos para o terceiro ciclo. <ul><li>Dentre outros, citaremos dois objetivos de aprendizagem: </li></ul><ul><li>Reconh...
Conteúdos para o terceiro ciclo <ul><li>Terra e universo: informações sobre o tempo, como os astros e os corpos celestes s...
<ul><li>Ser humano e saúde: alimentos plásticos energéticos e reguladores; função dos alimentos no nosso corpo, sistema di...
Critérios de avaliação para o terceiro ciclo <ul><li>Varias são as características que os alunos devem apresentar para con...
Objetivos para o quarto ciclo <ul><li>Dentre outros, citaremos dois objetivos de aprendizagem: </li></ul><ul><li>Compreend...
Conteúdos para o quarto ciclo. <ul><li>Terra e universo: identificar constelações, estrelas e planetas; gravidade; modelo ...
<ul><li>Ser humano e saúde: compreensão do organismo humano como um todo; doenças comuns e saúde coletiva e individual; pr...
Critérios de avaliação para o quarto ciclo <ul><li>Varias são as características que os alunos devem apresentar para concl...
Documentos oficias orientadores do ensino de biologia no e. medio <ul><li>LDB de 1996; </li></ul><ul><li>DCNEM (diretrizes...
Biologia no ensino médio <ul><li>No ensino médio, os conhecimentos adquiridos no ensino fundamental deve se tornar efetivo...
As finalidades de biologia no ensino médio <ul><li>São quatro finalidades que resumidas ficam assim: </li></ul><ul><li>Apr...
Competências e habilidades a serem desenvolvidas. <ul><li>Representação e comunicação: saber representar e distinguir os c...
Conteúdos para o ensino médio <ul><li>No ensino médio os conteúdos do ensino fundamental são revistos e aprofundados para ...
Temas estruturados e unidades temáticas. <ul><li>São seis temas estruturados que auxiliam no trabalho pedagógico do profes...
1:Interações entre os seres vivos <ul><li>Unidade 1.1: a independência da vida. </li></ul><ul><li>Unidade 1.2: os moviment...
2:Qualidade de vida das populações humanas. <ul><li>Unidade 2.1: o que é saúde? </li></ul><ul><li>Unidade 2.2: a distribui...
3: Identidade dos seres vivos. <ul><li>Unidade 3.1: a organização celular da vida. </li></ul><ul><li>Unidade 3.2: as funçõ...
4: Diversidade da vida <ul><li>Unidade 4.1: a origem da diversidade. </li></ul><ul><li>Unidade 4.2: os seres vivos diversi...
5: Transmissão da vida, ética e manipulação genética. <ul><li>Unidade 5.1: os fundamentos da hereditariedade. </li></ul><u...
6: Origens e evolução da vida. <ul><li>Unidade 6.1: hipóteses sobre a origem da vida e vida a primitiva. </li></ul><ul><li...
Critérios de avaliação. <ul><li>Quatro parâmetros podem servir como critérios no processo de avaliação: </li></ul><ul><li>...
Elementos da didática para o ensino de ciências biológicas. <ul><li>Existem algumas ferramentas que auxiliam o trabalho do...
Analise do livro didático. <ul><li>Uma importante ferramenta no trabalho didático, deve ser cautelosamente selecionado par...
Critérios de seleção do livro didático. <ul><li>A aptidão do professor nessa tarefa depende de seus conhecimentos e experi...
Um bom livro. <ul><li>Um bom livro deve estimular e auxiliar a construção deste aluno que discutimos até aqui. Deve levar ...
Estratégias de ensino. <ul><li>Estratégias e metodologias didáticas: inovar, reinventar a maneira de dar aula. </li></ul><...
Aulas praticas. <ul><li>Podem ser feitas dentro e fora da sala de aula. Experimentar, trazer a teoria para a pratica é mui...
<ul><li>Trabalho em equipe: promover a socialização dos alunos. Trabalho em equipe. </li></ul><ul><li>Debate de idéias: de...
Conclusões. <ul><li>É viável acreditar no ser humano. </li></ul><ul><li>A ciência deve trabalhar em favor da vida  não con...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Metodologia do ensino de ciências biológicas

8.341 visualizações

Publicada em

seminario da aula de metodologia do ensino de cências biológicas da uniasselvi

Publicada em: Educação, Tecnologia
1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Os slideshare é um dos recursos muito bom em termo de informações, pois auxiliam alunos e acadêmicos na hora de realisar uma pesquisa.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.341
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
170
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Metodologia do ensino de ciências biológicas

  1. 1. Metodologia do ensino de ciências biológicas 1 métodos e procedimentos de ensino 2 métodos e técnicas de ensino de ciências biológicas 3 PCNs de ciências 4 elementos da didática para o ensino de ciências biológicas
  2. 2. Método de ensino <ul><li>Méthodos: caminho para chegar a um fim. </li></ul><ul><li>Unção de procedimentos, tecnicas e estrategias </li></ul><ul><li>Técnica de ensino: operacionalização do método </li></ul><ul><li>Operacional: relativo a operação; que esta pronto para funcionar; que esta em condições de realizar operações. </li></ul>
  3. 3. Piaget: visão da psicologia <ul><li>Métodos verbais tradicionais: por associação </li></ul><ul><li>Métodos ativos: por construção, cognição. </li></ul><ul><li>Métodos intuitivos: formação. </li></ul><ul><li>Ensino programado: acostumar-se, behaviorismo . </li></ul>
  4. 4. Irene de carvalho: educadora. <ul><li>Métodos individualizados: atende a individualidade de cada aluno. </li></ul><ul><li>Métodos socializados: efetiva-se em grupo. </li></ul><ul><li>Métodos socioindividualizados: une os outros doi métodos. </li></ul>
  5. 5. Libâneo. <ul><li>Método de exposição pelo professor </li></ul><ul><li>Método de trabalho independente </li></ul><ul><li>Método de elaboração conjunta </li></ul><ul><li>Método de trabalho em grupo </li></ul><ul><li>Atividades especiais </li></ul>
  6. 6. Exposição pelo professor <ul><li>Exposição verbal: expõe o conteúdo verbalmente. Receptivo-ativo. </li></ul><ul><li>Demonstração: representa os fatos. Demonstra-se. </li></ul><ul><li>Ilustração: demonstração gráfica, com imagens, mapas, esquemas, etc. </li></ul><ul><li>Exemplificação: demonstra com exemplos. </li></ul><ul><li>Obs: a exposição pelo professor é extremamente nescessaria quando os alunos não conhecem nada do que esta sendo visto. É importante que não haja arbitrariedade por parte do professor, e nem que se torne uma aprendizagem mecanica. O interesse tambem é muito importante. </li></ul>
  7. 7. Método de trabalho independente <ul><li>Tarefa preparatória: exige uma pesquisa prévia do aluno. O aluno se prepara para o conteudo. </li></ul><ul><li>Tarefa de assimilação de conteudo: os alunos se aprofundam nos conteudos, fazem exercicios e atividades para assimilar. </li></ul><ul><li>Tarefa de elaboração pessoal: os alunos pensam e criam suas próprias respostas. </li></ul><ul><li>Obs: os alunos devem já ter um conhecimento prévio do assunto. Enfase na criação. Precisa haver o interesse dos alunos e muita disciplina. O professor deve estar sempre acompanhando e orientando os alunos. </li></ul>
  8. 8. Método de elaboração conjunta <ul><li>Proporciona a interação aluno-professor. Os alunos devem conhecer algo do assunto como ponto de partida. Este ponto de partida é que proporciona o diálogo. </li></ul><ul><li>Conversação didática: não funciona como imposição, mas leva os alunos a pensarem e desenvolverem sua faculdades mentais. Deve haver o encorajamento por parte do professor. </li></ul>
  9. 9. Trabalho em grupo <ul><li>Feito em pequenos grupos dentro da sala, sempre com um coordenador responsavel, um lider. Os objetivos das atividades devem ser muito bem explicados e precisa haver disciplina e foco. O grupo discute e expõe para sala o resultado. A seguir, algumas formas de trabalho em grupo: </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Debate: debate diante de um grupo com diferentes ponto de vista. </li></ul><ul><li>Philips 66: seis grupos de seis debatem um tema rapidamente e apresentam sua conclusões. Bom para avaliação. </li></ul><ul><li>Tempestade mental: um tema é dado e ideias são lançadas. Aquelas com validade são anotadas e assim sucessivamente. </li></ul><ul><li>GV-GO: um grupo de verbalização (central) discute sobre algo, e um grupo de observação discute sobre a discussão deste primeiro. </li></ul><ul><li>Seminario: um aluno ou grupo prepara um tema e o apresenta diante da classe, com supervisão do professor. </li></ul>
  11. 11. Atividades especiais <ul><li>São atividades complementares. </li></ul><ul><li>Estudo do meio: o conteúdo associado ao meio. Exige três fases: </li></ul><ul><li>Planejamento, execução e exploração dos resultados. </li></ul>
  12. 12. Métodos e técnicas de ensino de ciências biológicas <ul><li>Biologia: é o estudo da vida. Nossa relação com nosso corpo e com nosso meio. O propósito do ensino de ciências biológicas é compreender tudo aquilo que nos cerca. </li></ul>
  13. 13. O ensino de ciências biológicas é dinâmico <ul><li>As ciências de maneira geral estão sempre em constante transformação. Ciências biológicas também devem estar sempre sendo repensadas e atualizadas de maneira a atender as sempre novas necessidades do planeta. </li></ul>
  14. 14. Conhecimento prévio dos alunos <ul><li>Todo aluno quando ingressa no ensino fundamental já traz consigo uma bagagem vinda das suas relações anteriores a escolar, com a família, a comunidade e os meios de comunicação. Esses conhecimentos devem ser respeitados e utilizados em sala de aula. </li></ul>
  15. 15. Biologia e formação social <ul><li>Qual o papel social da biologia? Conscientização dos problemas ambientais. Formar cidadãos comprometidos com o planeta, que respeitam a vida, tanto a sua como a dos outros seres que compartilham a vida no planeta Terra. </li></ul>
  16. 16. Concepções de uma nova didática <ul><li>Qual o sentido de formar alunos repetidores de conceitos e informações? Sabemos que muitos dos conceitos estão errôneos. Cada vez mais há a necessidade de formar cidadãos que pensem por si naquilo que é realmente melhor para ele e a vida em comunidade. A nossa tarefa enquanto educadores é repensar praticas educativas ultrapassadas e inovar em consciência e trabalho de equipe. </li></ul>
  17. 17. Uma didática voltada para a realidade <ul><li>Aquilo que o aluno desenvolve dentro de sala deve ser voltado para sua vida fora dela. Sua vida em comunidade, como ser social capaz de modificar o meio, deve ser de consciência naquilo que é de melhor proveito à ele e os outros seres que com ele convivem. Romper as barreiras da utilização do conhecimento. </li></ul>
  18. 18. A didática e a pedagogia do pensar <ul><li>Para que essa transformação aconteça o trabalho deve acontecer antes em sala de aula, formando cidadãos críticos e atuantes. A capacidade de raciocínio do aluno deve ser trabalhada antes de tudo. Formando seres pensantes estamos prestando um serviço a toda comunidade. </li></ul>
  19. 19. O assunto deve ser interdisciplinado. <ul><li>Não só o estudo de ciências biológicas deve envolver-se nesse propósito como toda comunidade escolar. As disciplinas todas devem preocupar-se nesse papel de desenvolvimento do aluno crítico e pensante. </li></ul>
  20. 20. A evolução tecnológica e a temática ambiental. <ul><li>O consumismo auxilia no processo de esgotamento do meio ambiente, e esse é um assunto muito delicado, considerando o atual sistema capitalista severo que vivenciamos e nos rouba a humanização. Deve haver a discussão disso também, sempre com muito cuidado. A reflexão neste assunto é indispensável. </li></ul>
  21. 21. Cinco princípios gerais da educação ambiental. <ul><li>Sensibilização: preocupar-se com a atual situação. </li></ul><ul><li>Compreensão: compreender como tudo acontece. </li></ul><ul><li>Responsabilidade: sentir-se também responsável pelo que esta acontecendo. </li></ul><ul><li>Competência: saber como agir diante da atual realidade. </li></ul><ul><li>Cidadania: agir, conscientizar, trabalhar em prol do propósito. </li></ul><ul><li>Em resumo, fazer um trabalho que de resultados satisfatórios. </li></ul>
  22. 22. PCNs de ciências biológicas <ul><li>Os parâmetros curriculares nacionais servem como documentos norteadores para o trabalho didático que será realizado, podendo e devendo serem adaptados a realidade escolar de cada comunidade, para que se torne mais flexível e acessível. </li></ul>
  23. 23. Objetivos para educação básica <ul><li>A educação básica deve beneficiar o aluno para que ele possa desenvolver, de maneira crítica, conhecimentos científicos, relações entre homem e natureza, saberes sobre sua saúde individual e coletiva, e saber utilizar tudo isso na sua vida pratica. Deve valorizar o trabalho grupal e saber utilizar conceitos científicos básicos. </li></ul>
  24. 24. Organização da estrutura curricular do ensino básico. <ul><li>De acordo com os PCNs, a estrutura do ensino básico é organizada por ciclos. Segundo esta proposta o aluno passa por ciclos de desenvolvimento, sendo assim, fica mais fácil a adaptação dos conteúdos para sua vida pratica e quebramos alguns conceitos atrasados como o conhecimento mecânico. </li></ul>
  25. 25. Ciclos <ul><li>Os ciclos no ensino fundamental estão organizados de dois em dois anos. O primeiro ciclo contempla primeiro, segundo e terceiro anos. O segundo ciclo, quarto e quinto anos. O terceiro, sexto e sétimo anos. O quarto e ultimo ciclo do ensino fundamental contempla os oitavo e nono anos. </li></ul>
  26. 26. Os conteúdos de ciências naturais no ensino fundamental. <ul><li>Os conteúdos apresentam-se em blocos tematicos para que não sejam tratados como assuntos isolados e sim inter-relacionados entre si e interdependentes. </li></ul>
  27. 27. Seleção de conteúdos <ul><li>Alguns critérios são necessários na escolha dos conteúdos abordados. São eles: </li></ul><ul><li>Os conteúdos devem ser compatíveis com o desenvolvimento do aluno. </li></ul><ul><li>Devem favorecer uma construção de visão de mundo. </li></ul><ul><li>Devem ter relevância na vida pratica do aluno, para seu aproveitamento e de sua comunidade. </li></ul>
  28. 28. Os blocos temáticos. <ul><li>Os blocos sugerem o conteúdo, mas cabe ao professor desenvolver seu planejamento. São eles: </li></ul><ul><li>Ambiente; </li></ul><ul><li>Ser humano e saúde; </li></ul><ul><li>Recursos tecnológicos; </li></ul><ul><li>Terra e universo. </li></ul>
  29. 29. As séries finais do ensino fundamental. <ul><li>Até esta fase, o papel de preparar o aluno é do pedagogo. Do sexto ao nono ano (terceiro e quarto ciclo) o professor especifico de ciencias tem o papel de formar um aluno critico tendo entendimento sobre ser humano e meio ambiente, bem como sua relação. </li></ul>
  30. 30. Objetivos para o terceiro ciclo. <ul><li>Dentre outros, citaremos dois objetivos de aprendizagem: </li></ul><ul><li>Reconhecer que a humanidade sempre se envolveu com o conhecimento da natureza e que a ciência, uma forma de desenvolver este conhecimento, relaciona-se com outras atividades humanas. </li></ul><ul><li>Caracterizar os movimentos visíveis de corpos celestes no horizonte e seu papel na orientação espaço-temporal hoje e no passado da humanidade. </li></ul>
  31. 31. Conteúdos para o terceiro ciclo <ul><li>Terra e universo: informações sobre o tempo, como os astros e os corpos celestes se relacionam com tal tematica; concepção de universo; constituição da Terra. </li></ul><ul><li>Vida e ambiente: transformações no meio ambiente e a responsabilidade do homem; cadeia alimentar; ecossistemas brasileiros; investigação da vida na terra. </li></ul>
  32. 32. <ul><li>Ser humano e saúde: alimentos plásticos energéticos e reguladores; função dos alimentos no nosso corpo, sistema digestivo; sistema reprodutor e sexo seguro. </li></ul><ul><li>Tecnologia e sociedade: tecnologia e ambiente, vantagens e problemas; informática e qualidade de vida; processo de produção dos equipamentos; conservação dos alimentos. </li></ul>
  33. 33. Critérios de avaliação para o terceiro ciclo <ul><li>Varias são as características que os alunos devem apresentar para concluir o terceiro ciclo, dentre elas apresento duas: </li></ul><ul><li>Descrever os movimentos do sol, da lua e das estelas em relação ao horizonte, localizando os pontos cardeais durante o dia e a noite, mediante expressão oral, produção de texto ou desenhos com legenda. </li></ul><ul><li>Elaborar dieta balanceada para seu próprio consumo, descrevendo o aspecto cultural presente em sua alimentação, explicando a digestão dos alimentos e a nutrição do corpo. </li></ul>
  34. 34. Objetivos para o quarto ciclo <ul><li>Dentre outros, citaremos dois objetivos de aprendizagem: </li></ul><ul><li>Compreender e exemplificar como as necessidades humanas, de caráter social, prático ou cultural, contribuem para o desenvolvimento do conhecimento científico ou, no sentido inverso, beneficiam-se desse conhecimento. </li></ul><ul><li>Compreender como as teorias geocêntrica e heliocêntrica explicam os movimentos dos corpos celestes. </li></ul>
  35. 35. Conteúdos para o quarto ciclo. <ul><li>Terra e universo: identificar constelações, estrelas e planetas; gravidade; modelo heliocêntrico; comparação entre heliocentrismo e geocentrismo; organização estrutural da Terra; valorização do conhecimento historicamente acumulado. </li></ul><ul><li>Vida e ambiente: relação entre a história geológica do planeta e a evolução dos seres vivos; seres vivos e processos adaptativos; reprodução dos seres vivos; ciclos do carbono e do oxigênio; estados físicos e ciclo da água; poluição e suas mudanças no meio ambiente. </li></ul>
  36. 36. <ul><li>Ser humano e saúde: compreensão do organismo humano como um todo; doenças comuns e saúde coletiva e individual; processos comuns a todas as células do organismo humano e de outros seres vivos; sistemas nervoso e hormonal; sexo seguro e gravidez planejada. </li></ul><ul><li>Tecnologia e sociedade: alterações no ambiente por vários motivos; extração e produção de energia, valorizando a preservação dos recursos naturais; compreensão das relações de mão dupla entre as necessidades sociais e a evolução das tecnologias, valorizando a saúde e a qualidade de vida. </li></ul>
  37. 37. Critérios de avaliação para o quarto ciclo <ul><li>Varias são as características que os alunos devem apresentar para concluir o quarto ciclo, dentre elas apresento duas: </li></ul><ul><li>Comparar as teorias geocêntrica e heliocêntrica em relação aos movimentos dos corpos celestes, as diferentes concepções de Universo e sua importância histórica. </li></ul><ul><li>Reconhecer relações entre as funções de nutrição, as reguladoras e as reprodutivas no organismo humano, tanto no se funcionamento normal como em situações de risco. </li></ul>
  38. 38. Documentos oficias orientadores do ensino de biologia no e. medio <ul><li>LDB de 1996; </li></ul><ul><li>DCNEM (diretrizes curriculares para o ensino médio) 1998; </li></ul><ul><li>PCNEM (parâmetros curriculares nacionais para o ensino médio) 2000; </li></ul><ul><li>PCN+ de 2002; </li></ul><ul><li>OCNEM (orientações curriculares nacionais para o ensino médio) 2006. </li></ul>
  39. 39. Biologia no ensino médio <ul><li>No ensino médio, os conhecimentos adquiridos no ensino fundamental deve se tornar efetivos. O aluno já deve agir como ser consciente do seu papel no meio em que vive. Amplia os conteúdos já trabalhados para formar um cidadão consciente e atuante. </li></ul>
  40. 40. As finalidades de biologia no ensino médio <ul><li>São quatro finalidades que resumidas ficam assim: </li></ul><ul><li>Aprofundar os conhecimentos do ensino fundamental; </li></ul><ul><li>Preparação básica para a vida fora da escola, flexibilidade para adaptar-se, se for o caso; </li></ul><ul><li>Formação ética, desenvolvimento da autonomia intelectual e do pensamento crítico; </li></ul><ul><li>Usar na pratica os ensinamentos adquiridos. </li></ul>
  41. 41. Competências e habilidades a serem desenvolvidas. <ul><li>Representação e comunicação: saber representar e distinguir os conhecimentos científicos; expressar dúvidas, idéias e conclusões acerca dos fenômenos biológicos. </li></ul><ul><li>Investigação e compreensão: relacionar fenômenos, utilizar critérios científicos, estabelecer relações, formular questões, utilizar noções e conceitos (escolar e lógica externa) </li></ul><ul><li>Contextualização sociocultural: a relação entre homem e meio ambiente, processos históricos e resultados. Criticidade para agir no meio. </li></ul>
  42. 42. Conteúdos para o ensino médio <ul><li>No ensino médio os conteúdos do ensino fundamental são revistos e aprofundados para que haja a efetivação dos conhecimentos e conceitos que foram aplicados. Assim eles devem desenvolver e aperfeiçoar tudo o que viram no terceiro e quarto ciclo do ensino fundamental. </li></ul>
  43. 43. Temas estruturados e unidades temáticas. <ul><li>São seis temas estruturados que auxiliam no trabalho pedagógico do professor. Este deve aperfeiçoar os conteúdos de acordo com a realidade da comunidade escolar onde atua e o perfil de seus estudantes. </li></ul>
  44. 44. 1:Interações entre os seres vivos <ul><li>Unidade 1.1: a independência da vida. </li></ul><ul><li>Unidade 1.2: os movimentos dos materiais e da energia na natureza. </li></ul><ul><li>Unidade 1.3: desorganizando os fluxos da matéria e da energia: a intervenção humana e os desequilíbrios ambientais. </li></ul><ul><li>Unidade 1.4: problemas ambientais brasileiros e o desenvolvimento sustentável: uma relação possível? </li></ul>
  45. 45. 2:Qualidade de vida das populações humanas. <ul><li>Unidade 2.1: o que é saúde? </li></ul><ul><li>Unidade 2.2: a distribuição desigual da saúde pelas populações. </li></ul><ul><li>Unidade 2.3: as agressões a saúde das populações. </li></ul><ul><li>Unidade 2.4: saúde ambiental. </li></ul>
  46. 46. 3: Identidade dos seres vivos. <ul><li>Unidade 3.1: a organização celular da vida. </li></ul><ul><li>Unidade 3.2: as funções vitais básicas. </li></ul><ul><li>Unidade 3.3: DNA: a receita da vida. </li></ul><ul><li>Unidade 3.4: tecnologias de manipulação do DNA. </li></ul>
  47. 47. 4: Diversidade da vida <ul><li>Unidade 4.1: a origem da diversidade. </li></ul><ul><li>Unidade 4.2: os seres vivos diversificam os processos vitais. </li></ul><ul><li>Unidade 4.3: organizando a diversidade dos seres vivos. </li></ul><ul><li>Unidade 4.4: a diversidade ameaçada. </li></ul>
  48. 48. 5: Transmissão da vida, ética e manipulação genética. <ul><li>Unidade 5.1: os fundamentos da hereditariedade. </li></ul><ul><li>Unidade 5.2: genética humana e saúde. </li></ul><ul><li>Unidade 5.3: aplicações da engenharia genética. </li></ul><ul><li>Unidade 5.4: os benefícios e os perigos da manipulação genética: um debate ético. </li></ul>
  49. 49. 6: Origens e evolução da vida. <ul><li>Unidade 6.1: hipóteses sobre a origem da vida e vida a primitiva. </li></ul><ul><li>Unidade 6.2: idéias evolucionistas e a evolução biológica. </li></ul><ul><li>Unidade 6.3: a origem do ser humano e a evolução cultural. </li></ul><ul><li>Unidade 6.4: a evolução sob intervenção humana. </li></ul>
  50. 50. Critérios de avaliação. <ul><li>Quatro parâmetros podem servir como critérios no processo de avaliação: </li></ul><ul><li>A) apropriação dos conhecimentos adquiridos no ensino fundamental. </li></ul><ul><li>B) relação entre a teoria e a prática. </li></ul><ul><li>C) preparação do aluno para o mundo do trabalho e o exercício da cidadania. </li></ul><ul><li>D) formação ética e desenvolvimento de uma personalidade autônoma e crítica. </li></ul>
  51. 51. Elementos da didática para o ensino de ciências biológicas. <ul><li>Existem algumas ferramentas que auxiliam o trabalho do professor para que o conhecimento se torne efetivo. Estas ferramentas são chamadas estratégias, e o professor deve saber como utilizá-las corretamente. </li></ul>
  52. 52. Analise do livro didático. <ul><li>Uma importante ferramenta no trabalho didático, deve ser cautelosamente selecionado para que atenda as necessidades do professor em levar o conhecimento aos alunos, construindo cidadãos com autonomia crítica. </li></ul>
  53. 53. Critérios de seleção do livro didático. <ul><li>A aptidão do professor nessa tarefa depende de seus conhecimentos e experiências. Ele deve ter certeza antes de assumir esta responsabilidade. </li></ul>
  54. 54. Um bom livro. <ul><li>Um bom livro deve estimular e auxiliar a construção deste aluno que discutimos até aqui. Deve levar o aluno á pensar, trazer atividades estimulantes e praticas, a complexidade deve ser compatível com a realidade escolar, etc. </li></ul>
  55. 55. Estratégias de ensino. <ul><li>Estratégias e metodologias didáticas: inovar, reinventar a maneira de dar aula. </li></ul><ul><li>Pesquisa bibliográfica: ler, pesquisar e tirar conclusões. </li></ul><ul><li>O uso das imagens: uma imagem fala mais que mil palavras. </li></ul>
  56. 56. Aulas praticas. <ul><li>Podem ser feitas dentro e fora da sala de aula. Experimentar, trazer a teoria para a pratica é muito importante. A grande vantagem da biologia é que existe vida em todo lugar. </li></ul>
  57. 57. <ul><li>Trabalho em equipe: promover a socialização dos alunos. Trabalho em equipe. </li></ul><ul><li>Debate de idéias: desenvolver o debate, estimular a formulação de conceitos e a troca de informação via debate. </li></ul><ul><li>Produção textual: tão importante quanto debater, é saber produzir um bom texto. </li></ul><ul><li>As saídas de campo: estimula, inova, ajuda a assimilar. </li></ul><ul><li>Seminários: estimula a pesquisa e a auto-confiança. O aluno se prepara e socializa o que preparou. </li></ul>
  58. 58. Conclusões. <ul><li>É viável acreditar no ser humano. </li></ul><ul><li>A ciência deve trabalhar em favor da vida não contrária a ela. </li></ul><ul><li>Aluno: Everton Kunzler Bronzoni. </li></ul>

×