Apresentacao sobre desastre eni bertolini 16-05-2013

621 visualizações

Publicada em

DESASTRES - DESLIZAMENTOS

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
621
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentacao sobre desastre eni bertolini 16-05-2013

  1. 1. OrientadoraProfª Eni BertoliniDesastresDeslizamentos
  2. 2. INTEGRANTESGRUPO FÊNIXÁLVARO G. JUSTINOANA PAULA F. GUIMARÃESDIOLINO P. MOREIRAJANE MARIA DA CRUZJOSEMAR AMARALRAFAEL BARRETORENATO ALBERTO DA SILVASTEPHANY NEVESOrientadoraProfª Eni Bertolini
  3. 3. O deslizamento ocorre com a rupturado solo de uma encosta causada poralgum fator de risco.DESLIZAMENTOCOMO OCORRE
  4. 4. Quando chove, a água penetra naterra. Com o desmatamento paraconstrução de casas irregulares, osolo fica encharcado e acabacedendo e, assim ocorrem osdeslizamentos.DESLIZAMENTOCOMO OCORRE
  5. 5. Outros agentes causadores são: Terremotos, Erupções vulcânicas e Vibrações causadas pormáquinas,Erros Humanos.DESLIZAMENTOCOMO OCORRE
  6. 6. DESLIZAMENTOCHUVASCratera causada por deslizamentos de terra na passagemda tempestade tropical pela Cidade da Guatemala, 06/2010.
  7. 7. DESLIZAMENTOTERREMOTODeslizamentos do terremoto no Himalaia Sikkim Darjeeling,11/2011.
  8. 8. O vulcão localizado no Monte Unzen, Kyushu, entrou emerupção, tirando a vida de 43 pessoas. Japão 06/1993.DESLIZAMENTOERUPÇÕES VULCÂNICAS
  9. 9. DESLIZAMENTOVIBRAÇÕES DAS MÁQUINASDeslizamento durante a construção da Estação Pinheiros dometrô de São Paulo, matando 07 pessoas, 01/2007.
  10. 10. No Chile, dia 13/10/2010, 33 mineiros presos foramresgatados a uma profundidade de 700 metros, acidenteaconteceu 05/08/2010.DESLIZAMENTOERROS HUMANOS
  11. 11. O desastre é enorme quando hámoradia.DESLIZAMENTOCONSTRUÇÕES IRREGULARES
  12. 12. DESLIZAMENTOTragédia noRio deJaneiro
  13. 13. A destruição ocorre em váriascidades, a mais atingida por serRegião Serrana é o Rio de Janeiro.As Regiões Serranas são formadaspor morros, e terrenos inclinados.RIO DE JANEIRO
  14. 14. RIO DE JANEIRO
  15. 15. Rio de Janeiro , 12 de janeiro de 2011.RIO DE JANEIRO
  16. 16. RIO DE JANEIRO
  17. 17. De acordo com a Organização dasNações Unidas (ONU), odeslizamento na região serrana doRio é o segundo desastre naturalcom o maior número de vítimas.DESLIZAMENTO
  18. 18. A China ocupa o 1º lugar com 1.765mortes,07/2010.DESLIZAMENTO
  19. 19. Tragédiaanunciada!?RIO DE JANEIRO
  20. 20. Um estudo financiado pelaSecretaria estadual do Ambiente doRio, de 2007 a 2010, com um grupode geólogos e engenheirospercorreu bairros do Rio de Janeiro.RIO DE JANEIRO
  21. 21. O estudo analisou: Inclinação, Altitude e Áreas por onde a água escoa.Da pesquisa, foi criado um mapados riscos com a seguinte análise:RIO DE JANEIRO
  22. 22. "Áreas de muito alto risco, aprimeira providência é remover aspessoas dali. É uma tragédiaanunciada e as pessoas seperguntam quando vai acontecer“.Palavras do coordenador do estudo, Antonio Guerra.RIO DE JANEIRO
  23. 23. 2011916 mortesRIO DE JANEIRO
  24. 24. Avisos emitidos pelo INMET(Instituto Nacional de Meteorologia)e repassados pela SecretariaNacional de Defesa Civil foramignorados.Com isso providências não foramtomadas no sentido de prevenir ohistórico desastre.RIO DE JANEIRO
  25. 25.  Em Nova Friburgo o alerta chegou,mas a população não foicomunicada. A prefeitura de Teresópolis, nãorecebeu o aviso.RIO DE JANEIRO
  26. 26. Cidades mais afetadas foram: Teresópolis, Nova Friburgo, Petrópolis, Sumidouro e São José do Vale do Rio Preto.RIO DE JANEIRO - 2011
  27. 27.  Nova Friburgo - 426 mortesRIO DE JANEIRO - 2011
  28. 28.  Teresópolis - 382 mortesRIO DE JANEIRO - 2011
  29. 29.  Petrópolis - 71 mortesRIO DE JANEIRO - 2011
  30. 30.  35 mil desalojados/desabrigadosRIO DE JANEIRO - 2011
  31. 31.  345 pessoas desaparecidasRIO DE JANEIRO - 2011
  32. 32. 2012Mais de 30 mortesRIO DE JANEIRO
  33. 33. O que evitou outras mortes foi ofuncionamento de alarmes etreinamentos.RIO DE JANEIRO - 2012
  34. 34. 2013Mais de 90 mortesRIO DE JANEIRO
  35. 35. RIO DE JANEIRO - 2013
  36. 36. Mortes ocorridas :Angra dos Reis, 53 pessoas, Petrópolis/Teresópolis, 33 pessoas,Duque de Caxias, 02 pessoas, Xerém, 03 pessoas.RIO DE JANEIRO - 2013
  37. 37. Mais uma vez as sirenes instaladasem áreas de risco foram acionadasa tempo para as pessoas deixaremas casas e irem para os pontos deapoio em escolas e uma igreja.RIO DE JANEIRO - 2013
  38. 38. RIO DE JANEIRO - 2013
  39. 39.  3 mil desalojados/desabrigadosRIO DE JANEIRO - 2013
  40. 40.  Outras TragédiasRIO DE JANEIRO* Número estimado
  41. 41. RIO DE JANEIROSOLIDARIDADEEAPOIO
  42. 42.  Bombeiros / ExércitoRIO DE JANEIRO - APOIO
  43. 43.  DoaçõesRIO DE JANEIRO - APOIO
  44. 44.  Cruz Vermelha BrasileiraRIO DE JANEIRO - APOIO
  45. 45.  LBVRIO DE JANEIRO - APOIO
  46. 46.  VoluntáriosRIO DE JANEIRO - APOIO
  47. 47. RIO DE JANEIRO - APOIO Barracas
  48. 48.  Hospitais MóveisRIO DE JANEIRO - APOIO
  49. 49. Marilia Tardim mora em Nova Friburgo e está atrás de seu  sobrinho,  Gabriel  Hubach,  de  1  ano  e  seis  meses. Ele morava com os pais em Jardilândia. Os pais saíram do prédio que desabou e o menino está desaparecido."Quero  achar  meu  sobrinho,  a  família  dele  está  toda atrás dele“. Internet Gilberto Luiz Justino,  55  anos,  pede  para  avisar  a filha, Fabiana Luiz Justino, que a sua família está bem.“Comigo  e  com  a  mãe  dela  está  tudo  bem.  Nós  só sofremos  prejuízos  materiais.  Mas  quero  dizer  que  a família está com saúde e tranqüila”, diz Gilberto. RIO DE JANEIRO - APOIO
  50. 50. CAUSASDESLIZAMENTO
  51. 51.  Construções IrregularesDESLIZAMENTO - CAUSAS
  52. 52.  Obstruções do caminho das águasDESLIZAMENTO - CAUSAS
  53. 53.  Obstruções de bueirosDESLIZAMENTO - CAUSAS
  54. 54. EFEITOSDESLIZAMENTO
  55. 55. DESLIZAMENTO - EFEITOS Perdas
  56. 56.  DestruiçãoDESLIZAMENTO - EFEITOS
  57. 57.  MortesDESLIZAMENTO - EFEITOS
  58. 58.  DoençasDESLIZAMENTO - EFEITOS
  59. 59.  Hospitais lotadosDESLIZAMENTO - EFEITOS
  60. 60.   Famílias  desabrigadas  e desalojadas.DESLIZAMENTO - EFEITOS
  61. 61.  Falta de escolas (sendo utilizadas para alojar os desabrigados). DESLIZAMENTO - EFEITOS
  62. 62. GESTÃODERISCODESLIZAMENTO
  63. 63. Previstos x ImprevistosGESTÃO DE RISCO
  64. 64.  Equilíbrio entre recursos e custos, Objetivos claros e possíveis, Análise de prioridade, Identificação de eventos,GESTÃO DE RISCO
  65. 65. PDCAPDCAGESTÃO DE RISCOAGIRANALISAREXECUTARPLANEJAR
  66. 66. PLANEJAR Identificar os problemas, Estabelecer metas, Análise do processo, Elaboração do plano de ação.  GESTÃO DE RISCO
  67. 67. EXECUTAREXECUTAR  Realizar  as  atividades  conforme plano de ação.GESTÃO DE RISCO
  68. 68. ANALISARANALISAR  Verificar  a  execução  das atividades, Avaliar os resultados,  Comparar  os  resultados  com  o plano de ação, Elaborar e gerar relatórios.GESTÃO DE RISCO
  69. 69. AGIRAGIR Agir conforme avaliação e relatórios,GESTÃO DE RISCO
  70. 70.  Geração de novas estratégias caso necessário, Aprimora a execução, Corrige eventuais falhas,  Elaboração  e  geração  de  novos relatórios.GESTÃO DE RISCO AGIRAGIR
  71. 71. Lei  nº  4.771,  de  1965  –  Áreas  de Preservação Permanentes APPS,Alerta  constante  com  o  INMET (Instituto Nacional de Meteorologia),Defesas Civil, Corpo de Bombeiros.PREVENÇÃO DE RISCO
  72. 72. PLANODEAÇÃODESLIZAMENTO
  73. 73.  Considerável número deengenheiros e geólogos,Capacidade técnica, acadêmica eprática,Possuir várias empresasexecutoras de projetos e de obras,PLANO DE AÇÃOCENÁRIO ATUAL
  74. 74. Então, se a realidade éesta, por que, a cadachuva de grande volume,temos que conviver comtantos acidentes?PLANO DE AÇÃO
  75. 75. O fator principal é educação ecultura.As cidades, estradas, indústrias eoutros empreendimentos foram esão implantados sem um projetogeotécnico (ausência da aplicaçãoda engenharia civil geotécnica).PLANO DE AÇÃO
  76. 76.  Avaliação da área por geólogos, Estudo de risco da área feito pelaPrefeitura ou órgão competente, Obras de contenção, Plantação de árvores com raízesprofundas.PLANO DE AÇÃOSUGESTÕES
  77. 77.  Parceria com a ItáliaEm 11/03/2013, o governo da Itália eo do estado do Rio de Janeirofirmaram uma parceria para evitarriscos de inundação e dedeslizamentos de terra.PLANO DE AÇÃO
  78. 78. A iniciativa prevê: Análise e elaboração de cenáriosde mudanças climáticas, Mapeamento das áreas com riscode deslizamentos, Medidas de prevenção e reduçãode riscos.PLANO DE AÇÃO
  79. 79. 6,2%das cidades brasileiras têmplanos para áreas de risco, dizIBGE.GOVERNO
  80. 80. GOVERNO
  81. 81. RIO DE JANEIROPROMESSAS
  82. 82. -Investimento estimado em R$ 3,4bilhões no prazo de dois anos,-Construção de 6 mil casaspopulares,-Aluguel Social, valor de R$ 500,00.GOVERNO FEDERAL
  83. 83. REALIDADERIO DE JANEIRO
  84. 84.  Corrupção - 2011Os esquemas de corrupção teriamsido fechados dias após a tragédia.Propina subiu de 10% para 50%,devido ao grande repasse de verbas.RIO DE JANEIRO
  85. 85. Em 04/01/2012, o governadorSérgio Cabral, fez a seguintedeclaração:“A demora na construção de casas éjustificada por não encontrar locaisgeologicamente propícios”.RIO DE JANEIRO
  86. 86.  Aluguel SocialUm servidor da Secretaria estadualde Assistência Social é suspeito dedesviar R$ 1,25 milhão dopagamento de aluguel social afamílias em situação de risco noestado.RIO DE JANEIRO
  87. 87.  Aluguel SocialRIO DE JANEIRO - REALIDADE
  88. 88.  Xerém - 2013Após quatros meses da tempestadeque deixou 3 mortos e 350 famíliasdesabrigadas, Xerém ainda vive sobcenário de tragédia.RIO DE JANEIRO
  89. 89. RIO DE JANEIRO Xerém – 02/05/2013
  90. 90. RIO DE JANEIRO PetrópolisEm 1981, JamilLuminato, tornou-se símbolo dacatástrofe.
  91. 91. RIO DE JANEIROEm 2013, viveu o drama de enterrarfilha e netos.
  92. 92. Ele diz que, depois da tragédia de1981, nada foi feito para retirar aspessoas do local."A gente sabe que lá é área de risco.Mas vamos para onde? Não temoscondição de comprar uma casa."RIO DE JANEIRO
  93. 93. "Infelizmente, grande parte dosmapeamentos de risco não é levadoa sério e não gera as conseqüênciasque deveria ter“.Afirmação do secretário de Estado do Ambientedo Rio de Janeiro Carlos Minc, 2010.CONCLUSÃO
  94. 94. http://www.valcann.com/publicacoes/riscos_conceitosaplicacoes.pdfhttp://www.ces.uc.pt/aigaion/attachments/O%20colapso_RubiaSantos.pdf-db48caa580811194f7d7http://www.zun.com.br/deslizamento-de-terras-causas-e-consequencias/http://colunas.revistaepoca.globo.com/planeta/2009/03/30/lei-pode-agravar-enchentes-e-deslizamehttp://www.paracatunews.com.br/index.php?section=item&id=2312http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/as-maiores-tragedias-dos-ultimos-tres-anoshttp://www.mundosustentavel.com.br/2012/12/brasil-e-o-sexto-pais-mais-afetado-por-catastrofes-nhttp://www.icjp.pt/sites/default/files/publicacoes/files/ebook_catastrofes_final1_isbn.pdfhttp://redpgv.coppe.ufrj.br/index.php?option=com_docman&task=doc_download&gid=676&Itemid=http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2012/01/chuva-deixa-3-mortos-e-mais-de-3-mil-desalojadREFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
  95. 95. http://blogs.estadao.com.br/arquivo/2012/01/13/ha-um-ano-chuvas-arrasavam-regiao-serrana-do-rihttp://biogilmendes.blogspot.com.br/2012/01/enchentes-historicas-no-brasil.htmlhttp://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/rj/desabrigados+da+regiao+serrana+serao+alojados+em+tenhttp://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/noticias/um-ano-apos-chuvas-em-angra-dos-reis-familias-aindahttp://g1.globo.com/rio-de-janeiro/chuvas-no-rj/noticia/2011/01/no-g1-atingidos-pela-chuva-no-rj-mahttp://veja.abril.com.br/blog/veja-acompanha/a-tragedia-das-enchentes/rede-de-solidariedade-em-ahttp://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2013/02/servidor-do-rj-e-suspeito-de-desviar-r-125-milhaohttp://jornalsportnews.blogspot.com.br/2012/01/cabral-promete-casas-na-serra-enquanto.htmlhttp://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2011/07/regiao-serrana-do-rj-ganhara-sirenes-de-alerta-paREFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
  96. 96. http://oglobo.globo.com/mundo/tempestade-tropical-agatha-deixa-mortos-feridos-milhares-de-desabrigados-na-america-central-3000202http://noticias.bol.uol.com.br/internacional/2013/03/11/rio-de-janeiro-firma-parceria-com-italia-para-evitar-deslizamentos-e-inundacoes.jhtmhttp://www.matutando.com/enchentes-na-regiao-serrana-do-rio-de-janeiro-o-outro-lado-da-tragedia/http://www.matutando.com/enchentes-na-regiao-serrana-do-rio-de-janeiro-o-outro-lado-da-tragedia/http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/1248049-chuva-provoca-alagamentos-e-deslizamentos-em-petropolis-rj.shtmlhttp://super.abril.com.br/blogs/superlistas/as-5-maiores-enchentes-e-deslizamentos-de-terra-do-mundo-ocorridos-nos-ultimos-12-meses/http://g1.globo.com/jornal-da-globo/noticia/2013/03/mortes-causadas-por-deslizamentos-na-regiao-serrana-do-rj-chegam-27.htmlhttp://blogs.estadao.com.br/olhar-sobre-o-mundo/catastrofe-no-rio-de-janeiro/http://g1.globo.com/rj/serra-lagos-norte/fotos/2013/03/veja-imagens-dos-estragos-da-chuva-em-petropolis-rj.html#F749280REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

×