Deslizamentos em Petrópolis

604 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
604
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Deslizamentos em Petrópolis

  1. 1. Deslizamentos de Petrópolis
  2. 2. Enchentes e deslizamentos de terra atingiram o estado do Rio de Janeiro , localizado no Sudeste do Brasil, em janeiro de 2011. As cidades mais afetadas foram Teresópolis, Nova Friburgo, Petrópolis, Sumidouro e São José do Vale do Rio Preto, na Região Serrana do estado. Os serviços governamentais contabilizaram 916 mortes e em torno de 345 desaparecidos, sendo 180 em Teresópolis, 85 em Nova Friburgo, 45 em Petrópolis e duas em Sumidouro, ainda de acordo com o MP, outras 32 pessoas não foram encontradas em outras localidades da Região Serrana, até aquele momento,nas quatro cidades, e cerca de 35 mil desalojados em consequência dos desastres naturais. A tragédia foi considerada como o maior desastre climático da história do país, superando os 463 mortos do temporal que atingiu a cidade paulista de Caraguatatuba, em 1967.
  3. 3. Causas:  Infelizmente, o recorrente problema das enchentes em Petrópolis (RJ), não se refere somente ao volume de águas que o prefeito e demais políticos envolvidos propagam, para livrarem-se da responsabilidade das tragédias e mortes que ocorrem no período de chuvas.
  4. 4.  O que falta é vergonha e consciência dos políticos para enfrentar este problema. Falta um projeto multidisciplinar de proteção das margens e nascentes, multas aos cidadãos que jogarem lixo e outros detritos nos rios e educação ambiental maciça à população.
  5. 5. São 506 mortes, já é considerada a maior tragédia climática da história país. O número de vítimas ultrapassou o registrado em 1967, na cidade de Caraguatatuba, no litoral norte de São Paulo. Naquela tragédia, tida até então como a maior do Brasil, 436 pessoas morreram.
  6. 6.  Falta, sobretudo, respeito à lei de uso do solo do município, que proíbe a construção em áreas de risco, mas que contam com a lenidade da prefeitura e com os candidatos à cargos políticos que ajudam os pobres ingênuos a construir seus barracos, fornecendo material de construção em troca de votos.
  7. 7. Ana Carolina E. Braga  Pâmela Gomes  Luana Leal   Turma 3001

×