Workshop Think 2010 - Aprendizagem informal e Web Social

1.916 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.916
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
469
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
27
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Workshop Think 2010 - Aprendizagem informal e Web Social

  1. 1. aprendizagem informal e Social Web antónio moreira, carlos santos, luís pedro
  2. 2. Do formal ao informal • Formal • Não formal • Informal
  3. 3. Formal • planeada • contexto institucional (escolas, universidades,...) • mediada em contexto formal • o aluno segue ofertas pré-determinadas • o objectivo do professor é fornecer conhecimento; o do aluno é incrementar conhecimentos e competências
  4. 4. Não-formal • planeada mas flexível • contexto institucional fora da esfera formal e informal • mediada mas a motivação intrínseca pode ser totalmente do aprendente • Ex.: formação contínua, visitas a museus,...
  5. 5. Informal • Voluntária e auto-dirigida • Exploração pessoal e espontânea • Decorrente de contextos variados • Ausência de uma figura de autoridade • Motivação intrínseca • Resulta do desejo de aprender
  6. 6. informal - não - formal
  7. 7. Problemas • O enfoque permanece na oferta formal, na qualificação e na prova • o vocábulo “informal” é demasiado abrangente, mas... • o conceito tende a ser meramente administrativo (indexado ao contexto) • o conceito é fluído
  8. 8. Influências • Cognição distribuída • Aprendizagem situada
  9. 9. Palavras-chave • Conhecimento tácito • Produção social do conhecimento • aprendizagem implícita, reactiva, deliberada, auto-dirigida, comunal
  10. 10. Definição “… o processo ao longo da vida através do qual todo o indivíduo adquire e acumula conhecimento, competências, atitudes e compreensões a partir das experiências diárias e exposição ao ambiente – em casa, no trabalho, quando se diverte: a partir de exemplos e atitudes de familiares e amigos; a partir de viagens, leitura de jornais e livros; ou a partir da rádio, do cinema ou da televisão. Geralmente a aprendizagem informal é não organizada, assistemática e mesmo por vezes não intencional, mas dá conta da maioria da aprendizagem da vida total de aprendizagem de um indivíduo – incluindo as pessoas com elevada escolarização” (Coombs and Ahmed 1974: 8).
  11. 11. Princípios • Exploração do conhecimento tácito • Apoio à auto-aprendizagem • Fortalecimento das vivências associativas • Desenvolvimento da educação informal Que potencial da Web Social para a aprendizagem informal?
  12. 12. Web social • O que é?
  13. 13. Conceitos • Abertura • Partilha • Comunicação • ... cultura participativa!
  14. 14. Ferramentas • Blogs • Wikis • Partilha de vídeos e fotografias • Micro-blogging • Redes sociais • Social bookmarking • ...
  15. 15. Identidade Digital • Pegadas digitais = reputação • Visibilidade • Exposição pública • Ferramentas: personas,...
  16. 16. Saber analisar... • Desafios • Riscos • Oportunidades
  17. 17. Exercício prático • Inspiração • Título: “Construir o amigo digital” • Objectivo: construir um artefacto para entregar ao “amigo”
  18. 18. Organização • Trabalho em grupo (5 elementos) - 45min • Apresentação de resultado final - 3 a 5min
  19. 19. Quem é quem? Carlos Fragateiro Carlos Pinto Coelho Joana Sousa Celeste Machado Luís Pedro João Lima
  20. 20. Fecho • O que aprendemos? • Qual o papel da escola neste mundo digital? • Qual o impacto da tecnologia? Meramente instrumental ou a sua utilização pode passar uma mensagem?
  21. 21. Obrigado! • António Moreira - moreira@ua.pt | @more_ira • Carlos Santos - carlossantos@ua.pt | @csantos • Luís Pedro - lpedro@ua.pt | @lfpedro

×