Newton laura 2 a

3.217 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.217
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
47
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
91
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Newton laura 2 a

  1. 1. AS TRÊS LEIS DE ISAAC NEWTON<br />
  2. 2. 1ª lei: Inércia<br />Na ausência de uma força externa, um objeto em repouso permanece em repouso, e um objeto em movimento permanece em movimento.<br />Este princípio foi estudado por Galileu, que se inspirou em Aristóteles (associava a idéia de força à de movimento). Segundo Aristóteles não existia movimento sem a presença de força.<br />Para Galileu e Newton a velocidade de um ponto material não sofre variação se este estiver livre de ação de forças. Esta propriedade que os corpos possuem de permanecerem em repouso ou em movimento retilíneo e uniforme quando livres da ação de forças é chamada de inércia. Quanto maior a massa do corpo maior será sua inércia e, assim, temos uma definição para massa que seria uma constante característica do corpo que mede sua inércia.<br />Por exemplo quando estamos no ônibus, ou no metrô, e este freia bruscamente, nossos corpos continuam em movimento e temos que nos segurar para não cairmos.<br />
  3. 3. 2ª lei: F=m.a<br />Onde:<br />F é a força aplicada<br />m é a massa do corpo (kg)<br />a é a aceleração do corpo<br />A segunda lei fala que uma força agindo sobre um objeto de massa m, provoca uma aceleração. Esta aceleração é proporcional à massa do objeto. <br /> A segunda lei é a mais importante da Mecânica e podemos utilizá-la para analisar movimentos de objetos próximos a Terra e também de corpos celestes. A Força modifica a velocidade do corpo. A força aplicada pode ser a força peso (gravitacional) sempre vertical pra baixo; de contato, onde os corpos estão um exercendo força sobre o outro; normal, é contato perpendicular à superfície de contato; de tração, por exemplo a corda segurando o elevador; e de atrito, que vai ser explicado no slide a seguir.<br />
  4. 4. A definição de força de atrito é a força natural que atua sobre os corpos quando estes estão em contato com outros corpos e sofrem a ação de uma força que tende a colocá-lo em movimento, e ela é sempre contrária ao movimento ou à tendência de movimento. A força de atrito aparece em razão das rugosidades existentes nas superfícies dos corpos. O atrito depende da força normal entre o objeto e a superfície de apoio, quanto maior for a força normal maior a força de atrito. Matematicamente podemos calcular a força de atrito a partir da seguinte equação: <br />Fate = μe.N<br />Força de atrito cinético: é o atrito que aparece quando os corpos estão em movimento, ou seja, ele é contrário à movimentação dos corpos.<br />Fatc = μc.N<br />Força de atrito estático: é a força que está contrária à tendência de movimento. <br />Fate = μe.N<br />
  5. 5. 3ª lei: Ação e Reação<br />Se um corpo A aplicar uma força sobre um corpo B, receberá deste uma força de mesma intensidade, mesma direção e sentido oposto à força que aplicou em B.<br /> Podemos observar essa troca de forças entre dois corpos, por exemplo, na colisão abaixo.<br />
  6. 6. Fontes<br />http://1.bp.blogspot.com/_5shC77ZubZA/Sibc_wUVcTI/AAAAAAAAAvI/MOzOgLwoflg/s400/leis-de-newton.jpg<br />http://www.brasilescola.com<br />http://www.colegioweb.com.br/fisica/as-3-leis-de-newton<br />Laura Michelazzo Durante, n° 18 - 2° A<br />

×