Microsoft Word Workshop

381 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Turismo
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
381
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Microsoft Word Workshop

  1. 1. Tarefa1: Workshop formativo de Apresentação do Modelo de Auto-Avaliação dirigido à minha escola/agrupamento. As temáticas a abordar deverão ser, entre outras, as seguintes: - Pertinência da existência de um Modelo de Avaliação para as Bibliotecas Escolares; - O Modelo enquanto instrumento pedagógico e de melhoria de melhoria. Conceitos implicados; - Organização estrutural e funcional; - Integração/aplicação à realidade da escola/biblioteca escolar. Oportunidades e constrangimentos; - Gestão participada das mudanças que a sua aplicação impõe. Níveis de participação da escola; Workshop Calendarização: Constituído por 5 sessões realizadas em dias diferentes; Público-alvo: pessoal do executivo da Escola/Agrupamento e todo o pessoal docente do agrupamento (O workshop seria o mesmo para todos, no entanto os grupos a assistir seriam divididos: Grupo1: órgãos do executivo; Grupo2: professores do Agrupamento (sede- EB2,3 marquês de Pombal); Grupo3: docentes do 1ºCEB do Agrupamento; Grupo4: Educadores de Infância do Agrupamento; Local: Auditório do Agrupamento Linguagem utilizada: acessível a todos sem muitos termos técnicos no discurso oral; Sessão1: Tema: Pertinência da existência de um modelo de avaliação para as Bibliotecas Escolares. Apresentação e esclarecimento de ideias: O Modelo de Auto-Avaliação da nossa BE do Agrupamento é um instrumento pedagógico e precioso de melhoria contínua que permite a todos que com a BE trabalham e dela 1
  2. 2. esperam muito, uma avaliação do trabalho da mesma, permitindo-nos de alguma forma prática e eficiente identificar as áreas de sucesso e aquelas que precisam com a colaboração de todos uma maior intervenção, um maior investimento ou seja uma mudança de algumas práticas. Assim, este processo não será mais do que um caminho que a BE deve seguir com vista à melhoria do seu desempenho, facilitando-lhe a elaboração de um plano de acção que a orientará no cumprimento dos seus objectivos e prioridades. Actividade: Visionamento de um PowerPoint com estes tópicos e debate geral de dúvidas do público-alvo. Sessão2: Tema: Conceitos implicados no contexto do Modelo de Auto-Avaliação É apresentado num PowerPoint os seguintes tópicos para reflexão: - Novos contextos e conceitos de aprendizagem; - Novas estratégias de abordagem à realidade; - Introdução das TIC; - Necessidade de gerir a mudança; - Melhoria da prestação de serviços e da qualidade da BE; Actividade: Distribuição da plateia em 5 grupos. Cada grupo debatia entre si o tema proposto e atribuído pela formadora. Depois, faríamos a apresentação de cada grupo à plateia restante e registaríamos as conclusões. Sessão3 e 4: Tema: Organização Estrutural e Funcional Apresentação em PowerPoint com um pequeno esclarecimento do tema proposto nesta sessão: - Necessidade de a BE ter um professor Bibliotecário e/ou uma equipa que lidere e assegure as rotinas inerentes à gestão e que articule com toda a escola/agrupamento e com todo o pessoal docente, alunos, departamentos e de aprendizagem; 2
  3. 3. - Necessidade de envolver a BE em todos os projectos do Agrupamento: PE de Agrupamento, PCT, PTE, PAA,… - Valorização/reconhecimento da BE como instrumento de sucesso no âmbito do ensino-aprendizagem; - Permissão de uma reflexão/análise conjunta da BE face ao seu contributo na escola/agrupamento, assim como a sua qualidade de eficácia; - Disponibilização por parte da BE de recursos de informação, em diferentes ambientes e suportes, actualizada e adequada às necessidades dos utilizadores; - Apresentação de competências de leitura e de um programa de literacia da informação, integrado no desenvolvimento curricular e que ao mesmo tempo faculte condições de trabalho individual e/ou em grupo; - Informar que a BE não é só para os professores de Português, mas sim para todo o corpo docente do agrupamento, pois existe este preconceito instaurado na maioria do corpo docente de outras áreas; Actividade: 1- Visita guiada à BE do Agrupamento com formação de utilizador, explicação da organização da BE por classes e não só, além de facultar uma lista de material livro e não livro existente na BE para cada disciplina dos departamentos do Agrupamento. 2- Depois mantendo a dinâmica de trabalho de grupo e após exposição pelo formador destes tópicos de análise e reflexão conjunta, pedir-lhes- ia que apresentassem os pontos fortes e constrangimentos de actuação da BE da escola/agrupamento. Após este levantamento feito pelo grupo, pedir-lhes-ia uma listagem de actividades curriculares disciplinares e não disciplinares, em que a BE seja um recurso fundamental na concretização das mesmas. No final faríamos a apresentação das tarefas à plateia;(os grupos seriam os mesmos da sessão anterior) 3
  4. 4. Sessão5: Tema: Conclusões e debate final do workshop: gestão participada das mudanças que o modelo de Auto-Avaliação impõe; níveis de participação da escola. Apresentação de um PowerPoint com os seguintes temas para reflexão: - Necessidade de fazer diagnósticos/avaliar o impacto e o valor da BE na escola/agrupamento; - Realização de processos de formação para todos; - Necessidade de uma forte e constante comunicação com o órgão directivo; - Apresentação e discussão deste modelo de Auto-Avaliação para a BE no conselho pedagógico; - Aproximação/relação mais directa através de diálogos/encontros com os departamentos/professores e apresentação da necessidade de os mesmos fazerem parte neste processo de avaliação; Níveis de actuação da escola/agrupamento: - A escola deve incorporar a BE na sua própria Auto-Avaliação; - A escola não se deve esquecer de articular com a BE nos próprios objectivos do PE de Agrupamento e RI(regimento interno); - A escola deve apoiar e ajudar a BE no cumprimento dos seus objectivos; - A escola deve facultar a participação de todos no processo de Auto-Avaliação da BE, assim como dar a conhecer os seus resultados e divulgá-los; Actividade final: preencher uma ficha de auto-avaliação do workshop em que o público-alvo iria responder a questões relacionadas com a pertinência do workshop, a organização do mesmo, a calendarização, a prestação da formadora, a oportunidade de esclarecimentos,… Depois e após a entrega da ficha de auto-avaliação do workshop, analisaria os dados recolhidos na mesma e aproveitá-los-ia para os aplicar na Auto- Avaliação da BE. Bibliografia: Utilizei a Bibliografia dada na plataforma; 4

×