Partilha ministerialRecife, maio, 2012Revd. Ariel Irrazábal Montero amontero@hotmail.com.br
http://www.slideshare.net/arielirra
“Ética e Moral na Crise Atual –       Estado da Questão no           Anglicanismo”• Temos uma palavra a dizer sobre ética ...
Caminho a percorrer• Motivação inicial• Prenotandas   a)   Cultura   b)   Ideologia   c)   Ética1. Status questiones (Sexu...
Motivação inicial: novos paradigmas!Within Temptation - Our Solemn Hour -Black SymphonyPergunta:    Temos à possiblidade d...
Prenotandas          CulturaÉtica                 Ideologia
a) Dimensão cultural• Permanência, integração e aceitação pelo  conjunto humano do que a pessoa forma  parte.
b) Dimensão Ideológica           (Paradigma explicativo da realidade)              Nível axiológico: paradigmas de compree...
c) Dimensão Ética            Definição de Ética:                   Práxis de humanização,                   com os outro...
Ética                                 Moral Horizonte transcendente dos valores    “Detalhamento" dos princípios éticos ...
a) Nível científico - académicob) Nível jurídicoc) Nível ético - religioso      Sagrado : 50° episódio - Liberdade Sexual...
2. Princípios éticos anglo-saxões        ESQUEMA GERAL DE      REFERENCIAIS OBJETIVOS
A PESSOA                          AS PESSOAS EM INTERRELAÇÃO                        (Sujeito ético próprio)Critério Ético ...
3. Etapas do desenvolvimento moral A TEORIA DE LAWRENCE KOHLBERG        EE.UU, 1927 – 1987.      http://ficus.pntic.mec.es...
Etapa 1: castigo e obediência                                               (heterônoma)Nível I: moral pre - convencional....
Considerações finais
Bibliografia sobre o tema• Rowan Willams , The Oxford Companion to  Christian Thought• Stephen Holmgren, Ethics After East...
Partilha ministerial
Partilha ministerial
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Partilha ministerial

637 visualizações

Publicada em

Material preparado e apresentado na Partilha ministerial, Recife, maio, 2012.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
637
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Partilha ministerial

  1. 1. Partilha ministerialRecife, maio, 2012Revd. Ariel Irrazábal Montero amontero@hotmail.com.br
  2. 2. http://www.slideshare.net/arielirra
  3. 3. “Ética e Moral na Crise Atual – Estado da Questão no Anglicanismo”• Temos uma palavra a dizer sobre ética e moral no contexto atual de mudança de época?• Temos desde nossa tradição eclesial alguma coisa a aportar nestes novos contextos éticos e morais?
  4. 4. Caminho a percorrer• Motivação inicial• Prenotandas a) Cultura b) Ideologia c) Ética1. Status questiones (Sexualidade humana)2. Princípios éticos anglo-saxões3. Etapas do desenvolvimento moral• Considerações finais
  5. 5. Motivação inicial: novos paradigmas!Within Temptation - Our Solemn Hour -Black SymphonyPergunta: Temos à possiblidade da integração e dialogo entre o antigo e o novo?
  6. 6. Prenotandas CulturaÉtica Ideologia
  7. 7. a) Dimensão cultural• Permanência, integração e aceitação pelo conjunto humano do que a pessoa forma parte.
  8. 8. b) Dimensão Ideológica (Paradigma explicativo da realidade) Nível axiológico: paradigmas de compreensão (valores, ideais/utopias)Pre - comprenssãovital (Pathos) Coerência Projeto de Vida Nível histórico: estilo de vida, atitudes vitais, estratégias de vida
  9. 9. c) Dimensão Ética Definição de Ética:  Práxis de humanização,  com os outros,  na historia,  no seguimento de Cristo. o Ética de consensos o Ética personalista – baseada na lei natural o Ética de princípios
  10. 10. Ética Moral Horizonte transcendente dos valores  “Detalhamento" dos princípios éticos que orientam a vida em cada cultura. Mais global e universal  Esta em referencia a um grupo determinado, a uma cultura Responde ao ser da pessoa determinada À ética procura responder desde a experiência a pregunta essencial: o como atuo – atuamos para ser felizes? o Como atuo - atuamos para ser plenamente pessoas?
  11. 11. a) Nível científico - académicob) Nível jurídicoc) Nível ético - religioso  Sagrado : 50° episódio - Liberdade Sexual e religiões (Rede Globo)  Sagrado : 51° episódio - Homossexualidade e Religiões (Rede Globo)  Sagrado : 47° episódio - Sexo X Espiritualidade (Rede Globo)  Sagrado : 49° episódio - Sexualidade: reprodução X prazer (Rede Globo)  Sagrado : 52° episódio - Diferentes Modelos Conjugais (Rede Globo)
  12. 12. 2. Princípios éticos anglo-saxões ESQUEMA GERAL DE REFERENCIAIS OBJETIVOS
  13. 13. A PESSOA AS PESSOAS EM INTERRELAÇÃO (Sujeito ético próprio)Critério Ético Implica: Implica:Fundamental • A procura do sentido de vida • O reconhecimento da alteridade • A procura do máximo desenvolvimento • A procura do pleno desenvolvimento do pessoal outro.Principios • Coerência • BeneficênciaÉticos Procurar uma sintonia cada vez maior Procurar e promover o bem do outro ou ao entre o que se crê e o que faz a pessoa. menos não prejudica-lo. • Liberdade • Autonomia Realizar às opções de modo de ir-se Respeitar (absolutamente) toda decisão de tornando dono da sua própria vida. outra persona. • Equanimidade No exigir-se más nem menos do que • Equidade puder, Tomando consciência de própria Ter igual consideração e respeito por toda realidade, ponderando adequadamente outra pessoa. sus limitações e possibilidades.
  14. 14. 3. Etapas do desenvolvimento moral A TEORIA DE LAWRENCE KOHLBERG EE.UU, 1927 – 1987. http://ficus.pntic.mec.es/~cprf0002/nos_hace/desarrol.html http://www.ite.educacion.es/
  15. 15. Etapa 1: castigo e obediência (heterônoma)Nível I: moral pre - convencional. Etapa 2: propósito e intercambio (individualismo) Etapa 3: expectativas, relações e conformidade interpessoal (mutualidade)Nível II: moral convencional. Etapa 4: sistema social e consciência (lei e ordem)Nível III: moral post - convencional ou Etapa 5: direitos prévios y contrato socialbaseada em princípios. (utilidade).Às decisões morais em este nível tem suaorigem no conjunto de princípios, direitos e Etapa 6: princípios éticos universaisvalores que podem ser admitidos por todas (autonomia)às pessoas que compõem a sociedade,entendendo-se esta como una associaçãodestinada a organizar-se de um jeito quebeneficie todas as pessoas sem exceções.
  16. 16. Considerações finais
  17. 17. Bibliografia sobre o tema• Rowan Willams , The Oxford Companion to Christian Thought• Stephen Holmgren, Ethics After Easter• Timothy F. Sedgwick, Sacramental Ethics: Paschal Identity and the Christian Life

×