Introdução à Filosofia

202 visualizações

Publicada em

Ética

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
202
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Introdução à Filosofia

  1. 1. Introdução à Filosofia UNIDADE 3 – ÉTICA 1. O QUE É ÉTICA? PRISCILLA TOMAZI VIEIRA DA COSTA
  2. 2. Ética significa “costume”, uso, hábito. O homem, a ética e o conhecimento surgem como as questões centrais da filosofia. Ética é reflexão filosófica sobre os valores e princípios para o agir humano, tendo em vista o bem, a virtude, a equidade e a justiça.
  3. 3. 2. Conceito de ética
  4. 4. Pertencem ao vasto campo da Ética, a reflexão sobre os valores da vida, a virtude e o vício, o direito, o bem e o mal. A cultura de cada povo estabelece valores e normas morais a serem seguidos. Cabe à ética filosófica questioná-los e buscar seus fundamentos.
  5. 5. NORMAS MORAIS INDIVIDUAIS E SOCIAIS: têm como base valores morais assumidos, individual ou coletivamente. As normas morais podem se estender por toda uma coletividade, ou se restringir a um indivíduo. Todavia, ainda que seja individual, está atrelada aos determinismos do grupo ao qual o indivíduo pertence, como a família, o trabalho, os amigos etc.
  6. 6. NORMAS MORAIS JURÍDICAS: têm como base o poder social do Estado sobre a população que habita seu território. A norma jurídica conta com a força e repressão potencial do Estado para ser obedecida pelas pessoas.
  7. 7. 3. Consciência reflexiva do homem
  8. 8. CONSCIÊNCIA REFLEXIVA: o homem pode acumular conhecimentos e experiências sobre o mundo. Graças à linguagem, desenvolveu a comunicação entre os membros da sua espécie. Assim, o conhecimento de cada pessoa foi-se tornando patrimônio coletivo, colocado à disposição do grupo social.
  9. 9. Por meio da transmissão dos conhecimentos, não precisavam reinventar as soluções já desenvolvidas anteriormente pelos antepassados. Cada nova geração pôde herdar as descobertas da geração anterior, ficando com tempo disponível para efetuar novas conquistas.
  10. 10. Criando um “mundo novo”, diferente daquele encontrado na Natureza. Por isso, a consciência de si mesmo tornou o homem dono de uma vida que somente ele pode viver.
  11. 11. 4. Consciência moral e a liberdade humana
  12. 12. A consciência de si mesmo, ou autoconsciência, confere ao ser humano a capacidade de julgar suas ações, e de escolher, dentre as circunstâncias possíveis, o próprio caminho na vida.
  13. 13. Característica do homem, de julgar suas próprias ações, decidindo se elas são boas ou más, damos o nome de consciência moral. À possibilidade que o homem tem de escolher seu caminho na vida e construir sua história, damos o nome de liberdade.
  14. 14. 5. As diferentes concepções éticas 6. Valores morais: ética subjetiva e ética objetiva 6.1 Ética subjetiva 6.2 Ética objetiva
  15. 15. O humanismo não quer afirmar ou negar Deus. Para a ética humanista objetiva, são os valores “objetivamente válidos” que devem gerar os desejos.
  16. 16. Dúvidas? Boa prova!

×