Identidade – Jorge Aragão
Elevador é quase um templo
Exemplo pra minar teu sono
Sai desse compromisso
Não vai no de serviç...
A questão racial no Brasil e o
movimento negro contemporâneo
●
Racismo científico (séc. XIX) Democracia Racial (1936) Mito...
Malcolm X
Martin Luther King
Angela Davis
Partido dos Panteras Negras
Nelson Mandela (África do Sul)
Amílcar Cabral (Guiné-Bissau
Agostinho Neto (Angola)
Lélia González à esq. E
Vovô do Ilê Aiyê acima
Abdias do
Nascimento Luísa Mahin
20 de novembro: Zumbi e o Quilombo
dos Palmares (1629-1694)
●
“Quilombo” “separado”, “sociedade guerreira”→
●
Na Serra da ...
Retrato de Zumbi
feito por Manuel
Victor.
Monumento a
Zumbi,
localizado na
Rua Presidente
Vargas, no
centro do RJ.
Dandara...
Ressignificando Palmares
●
A ameaça que representou Palmares
●
20 de novembro de 1695: O assassinato de Zumbi
Zumbi – Jorge Ben
Angola, Congo, Benguela
Monjolo, Cabinda, Mina
Quiloa, Rebolo
Aqui onde estão os homens
Há um grande lei...
Kizomba, A Festa Da Raça
Luiz Carlos da Vila
Valeu, Zumbi
O grito forte dos Palmares
Que correu terra, céus e mares
Influe...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Novembro negro, história e consciência

572 visualizações

Publicada em

Novembro negro, história e consciência negra

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
572
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
246
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Novembro negro, história e consciência

  1. 1. Identidade – Jorge Aragão Elevador é quase um templo Exemplo pra minar teu sono Sai desse compromisso Não vai no de serviço Se o social tem dono, não vai... Quem cede a vez não quer vitória Somos herança da memória Temos a cor da noite Filhos de todo açoite Fato real de nossa história Se o preto de alma branca pra você É o exemplo da dignidade Não nos ajuda, só nos faz sofrer Nem resgata nossa identidade
  2. 2. A questão racial no Brasil e o movimento negro contemporâneo ● Racismo científico (séc. XIX) Democracia Racial (1936) Mito da→ → democracia racial (1978) ● Movimento Negro contemporâneo (a partir de 1978): ● Denúncia do racismo escondido pelo mito da democracia racial ● Orgulho negro (Consciência, Ressignificação, Auto-amor, valorização da beleza) ● Busca de referências culturais nas culturas africanas e da diáspora (dispersão de afro- descendentes pelo mundo por causa da escravidão)
  3. 3. Malcolm X Martin Luther King Angela Davis Partido dos Panteras Negras
  4. 4. Nelson Mandela (África do Sul) Amílcar Cabral (Guiné-Bissau Agostinho Neto (Angola)
  5. 5. Lélia González à esq. E Vovô do Ilê Aiyê acima Abdias do Nascimento Luísa Mahin
  6. 6. 20 de novembro: Zumbi e o Quilombo dos Palmares (1629-1694) ● “Quilombo” “separado”, “sociedade guerreira”→ ● Na Serra da Barriga, em Alagoas, chegou a ocupar 27 mil km² e a ter cerca de 20 mil habitantes. ● Aldeias: Macaco, Subupira, Dambrabanga, Zumbi, Tabocas, Acotirene e Amaro, Andalaquituche, Aqualrene ● Economia: pecuária, alimentos, comércio com população vizinha
  7. 7. Retrato de Zumbi feito por Manuel Victor. Monumento a Zumbi, localizado na Rua Presidente Vargas, no centro do RJ. Dandara dos Palmares.
  8. 8. Ressignificando Palmares ● A ameaça que representou Palmares ● 20 de novembro de 1695: O assassinato de Zumbi
  9. 9. Zumbi – Jorge Ben Angola, Congo, Benguela Monjolo, Cabinda, Mina Quiloa, Rebolo Aqui onde estão os homens Há um grande leilão Dizem que nele há Uma princesa à venda Que veio junto com seus súditos Acorrentados em carros de boi Eu quero ver... Angola, Congo, Benguela Monjolo, Cabinda, Mina Quiloa, Rebolo Aqui onde estão os homens De um lado cana de açúcar Do outro lado cafezal Ao centro senhores sentados Vendo a colheita do algodão branco Sendo colhidos por mãos negras Eu quero ver Quando Zumbi chegar O que vai acontecer Zumbi é senhor das guerras È senhor das demandas Quando Zumbi chega é Zumbi É quem manda Eu quero ver...
  10. 10. Kizomba, A Festa Da Raça Luiz Carlos da Vila Valeu, Zumbi O grito forte dos Palmares Que correu terra, céus e mares Influenciando a abolição Zumbi, valeu Hoje a Vila é Kizomba É batuque, canto e dança Jongo e Maracatu Vem, menininha Pra dançar o Caxambu Ô,ô, Ô,ô Nega mina Anastácia não se deixou escravizar Ô,ô Ô,ô,ô,ô Clementina, o pagode é o partido popular Sacerdote ergue a taça Convocando toda a massa Neste evento que congraça Gente de todas as raças Numa mesma emoção Esta Kizomba é nossa constituição Esta Kizomba é nossa constituição Que magia Reza, ajeum e Orixá Tem a força da cultura Tem a arte e a bravura E o bom jogo de cintura Faz valer seus ideais E a beleza pura dos seus rituais Vem a Lua de Luanda Para iluminar a rua Nossa sede e nossa sede De que o aparthaid se destrua

×