Verbos

3.414 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.414
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
100
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Verbos

  1. 1. VERBOS
  2. 2. • Verbo é a palavra que indica ação, praticada ou sofrida pelo sujeito, fato, de que o sujeito participa ativamente, estado ou qualidade do sujeito, ou fenômeno da natureza. É a palavra que se flexiona em número, pessoa, voz, tempo e modo. • Estrutura do verbo O verbo é formado por três diferentes partes: radical, vogal temática e desinências.
  3. 3. • RADICAL: ou raiz, é a parte do verbo que não se modifica (a não ser em alguns verbos irregulares) e é nela que está a parte significativa do verbo (núcleo semântico). Por exemplo: estudar, a raiz ou radical desse verbo é estud-.Obtém-se o radical do verbo tirando-se as terminações –ar,-er, -ir do infinitivo. • VOGAL TEMÁTICA: são as vogais que se agregam ao radical a fim de indicar a conjugação a que o verbo pertence.
  4. 4. • São três as conjugações: part-i-r vend-e-r pul-a-r exemplo 3ª-i 2ª-e 1ª-a conjugaçãoVogal temática
  5. 5. O conjunto formado pela raiz e pela vogal temática é denominado tema.Por exemplo: vende DESINÊNCIAS: são morfemas acrescentados à raiz do verbo, indicando pessoa (1ª,2ª,3ª), número (singular ou plural), modo (indicativo, subjuntivo e imperativo), tempo (presente, pretérito e futuro) e voz (ativa, passiva e reflexiva).
  6. 6. • Desinências modo-temporais: são os elementos que indicam o modo e o tempo do verbo. Pulava – indica imperfeito do indicativo Vendesse – indica o pretérito imperfeito do indicativo • Desinências números-pessoais – indicam o número (singular ou plural) e as pessoas do discurso. Pulo – 1ª pessoa do singular Vendes – 2ª pessoa do singular Partimos – 3ª pessoa do singular
  7. 7. Conjugações verbais • Conjugar um verbo é modificar suas desinências, de acordo com as diferentes idéias a serem expressas.É dizê-lo em todos os modos, tempos, pessoas, números e vozes. • Há três conjugações para os verbos da língua portuguesa: • 1ª conjugação: verbos terminados em –ar • 2ª conjugação: verbos terminados em –er • 3ª conjugação: verbos terminados em –ir • Obs.: O verbo pôr e seus derivados pertencem à 2ª conjugação, por se originarem do antigo verbo poer.
  8. 8. FLEXÃO VERBAL • Número e pessoa: o verbo se flexiona ao mesmo tempo em pessoa e número. São três as pessoas do discurso: Primeira pessoa - a que fala Singular - estudo Plural - estudamos
  9. 9. Segunda pessoa – com quem se fala Singular – estudas Plural – estudais Terceira pessoa – de quem se fala Singular – estuda Plural – estudam • Pessoas verbais: • 1ª pes. do sing.:eu 1ª pes. do pl.:nós 2ª pes. do sing.:tu 2ª pes. do pl.:vós 3ª pes. do sing.:ele 3ª pes. do pl.:eles
  10. 10. • Flexão de voz: o fato expresso pelo verbo pode ser representado por três diferentes formas: Meu pai se penteou antes de sair O sujeito pratica e sofre a ação verbal. Voz reflexiva A matéria foi explicada pelo professor O professor explicou a matéria. O sujeito sofre a ação verbal O sujeito pratica a ação verbal Voz passiva Voz ativa
  11. 11. • Flexão de modo: São três os modos verbais na língua portuguesa: Indicativo, que expressa atitudes de certeza, Subjuntivo, que expressa atitudes de dúvida, hipótese, desejo, e Imperativo, que expressa atitude de ordem, pedido, conselho. Indicativo - Os brasileiros gostam de futebol. Subjuntivo – Talvez eu viaje com você. Imperativo – Façam silêncio!
  12. 12. • Flexão de tempo: • Tempos verbais do Indicativo • 01) Presente: • Indica fato que ocorre no dia-a-dia, corriqueiramente. Caracterizamos este tempo pela frase Todos os dias... Estudo no Pandiá Calógeras. Confio em meus amigos.
  13. 13. 02) Pretérito: • Indica fatos que já ocorreram. • A) Pretérito Perfeito: • Indica fato que ocorreu no passado em determinado momento, observado depois de concluído. • Ontem caminhei no Parque das Nações Indígenas. • Estudei no Pandiá Calógeras no ano passado. • Confiei em pseudo-amigos.
  14. 14. • B) Pretérito Imperfeito: • Indica fato que ocorria com freqüência no passado, ou fato que não havia chegado ao final no momento em que estava sendo observado. • Naquela época, todos os dias, eu caminhava no Parque das Nações Indígenas. • Eu estudava no Pandiá Calógeras quando conheci Magali. • Eu confiava naqueles amigos.
  15. 15. • Pretérito Mais-que-perfeito: • Indica fato ocorrido antes de outro no Pretérito Perfeito do Indicativo. • Eu já estudara no Pandiá Calógeras, quando conheci Magali. • 03) Futuro: • Indica fatos que ocorrem depois do momento da fala • A) Futuro do Presente: • Indica fato que, com certeza, ocorrerá. • Amanhã caminharei no Parque das Nações Indígenas pela manhã.
  16. 16. • B) Futuro do Pretérito: • Indica fato futuro, dependente de outro anterior a ele. • Eu caminharia todos os dias, se não trabalhasse tanto. • Estudaria na USP, se morasse em São Paulo.
  17. 17. • OS MODOS SUBJUNTIVO E IMPERATIVO • Tempos verbais do Subjuntivo: • 01) Presente: • Indica desejo atual, dúvida que ocorre no momento da fala. • Espero que eu caminhe bastante no ano que vem. • O meu desejo é que eu estude no Pandiá Calógeras ainda.
  18. 18. • 02) Pretérito Imperfeito: • Indica condição, hipótese; normalmente é usado com o Futuro do Pretérito do Indicativo. Estudaria na USP, se morasse em São Paulo. • 03) Futuro: • Indica hipótese futura. • Quando eu começar a caminhar todos os dias, sentir-me-ei melhor.
  19. 19. • O MODO IMPERATIVO • O modo Imperativo expressa ordem, pedido ou conselho. Caminhe todos os dias, para a saúde melhorar. Estude no Pandiá Calógeras! Confie em mim! • A formação do modo imperativo ocorre da seguinte maneira:
  20. 20. • IMPERATIVO AFIRMATIVO • Tu e Vós: conjuga-se o verbo no presente do indicativo, retirando-se a letra s. Por exemplo: • Todos os dias tu estudas. Retirando-se a letra s: Estuda tu. • Todos os dias vós estudais. Retirando-se o s: Estudai vós. • Exceção: o verbo ser: Sê tu, sede vós.
  21. 21. • Você, nós e vocês: conjuga-se o verbo no presente do subjuntivo. O imperativo afirmativo é idêntico a ele para essas três pessoas: • Espero que você estude: Estude você. • Espero que nós estudemos: Estudemos nós. • Espero que vocês estudem: • Estudem vocês.
  22. 22. • IMPERATIVO NEGATIVO • Todas as pessoas coincidem com o presente do subjuntivo: • Não estudes tu, não estude você, não estudemos nós, não estudeis vós, não estudem vocês.

×