SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 18
O Verbo
Definição:
 Os verbos são palavras variáveis e
têm seis categorias:
número, pessoa, tempo, modo, voz e
aspeto.
Conjugações:
Existem três tipos de conjugação.
 1ª Conjugação- vogal temática é –a.
     Ex.: pensar- a- r
  (radical)+ vogal temática+ desinência
 2ª Conjugação- vogal temática é –e.
     Ex.: beb- e- r
 3ª Conjugação- vogal temática é –i.
     Ex.: part- i- r
Flexão dos verbos:
 Verbos regulares- mantêm o
  radical, ex.: cantar, partir, vender…
 Verbos irregulares- têm alterações
  no radical, ex.: ser, estar, pedir…
 Verbos defetivos- não se usam em
  certos tempos, modos ou
  pessoas, ex.: chover, nevar…
Modos verbais:
 Os modos têm de acordo com atitude (de
certeza, de desejo, de dúvida, de
mando…)
 Modo Indicativo- apresenta uma
  realidade uma certeza, ex.: Os rapazes
  não comeram as couves.
 Modo Conjuntivo- apresenta um desejo,
  uma possibilidade, uma dúvida, ex.:
  Oxalá, os rapazes comam as couves.
 Modo Condicional- apresenta uma
  hipótese, dependendo de uma condição,
  ex.: Se as couves fossem doces, os
  rapazes comeriam as couves.
 Modo Imperativo- apresenta uma ordem,
  um conselho, um pedido, ex.: Comam as
  couves!
 Nas frases negativas o imperativo é
substituído pelo conjuntivo, ex.: Não deixem
as couves no prato, por favor/ Comam as
   Modo Infinitivo- apresenta uma
    maneira abstracta, ex.: Deixar as
    couves no prato, acontece.
Conjugação perifrástica
 A conjugação perifrástica consiste na
junção de um verbo auxiliar e, geralmente,
por uma preposição a um verbo principal,
no infinitivo ou no gerúndio, para lhe
conferir novas significações.
 Os verbos auxiliares que se usam com
mais frequência são: ir, vir, andar, dever,
estar, ter, haver, começar, acabar, ficar e
continuar.
 As significações mais frequentes
 Duração do processo- andar a, estar a+
  infinitivo ou andar/estar+ gerúndio, ex.:
  ando a ler um livro.
 Início do processo- começar a+ infinitivo,
  ex.: comecei a ler um livro.
 Fim do processo- deixar de+ infinitivo
  acabar de, estar a+ infinitivo, ex.: deixei de
  fumar; acabei de comer; estive a comer.
 Necessidade ou obrigação- ter de+
  infinitivo, ex.: tenho de comer.
 Certeza- haver de+ infinitivo, ex.:
  havemos de comer.
 Intenção- estar para, haver de+
  infinitivo, ex.: estive para telefonar;
  hei-de fazer.
 Simultaneidade- ir a, vir a, estar a+
  infinitivo, ex.: vinha a pensar em ti,
  quando te encontrei.
 Probabilidade ou dever- dever+
  infinitivo, ex.: A minha mãe deve
  estar a cozinhar.
 Compromisso- ficar de+ infinitivo,
  ex.: Fiquei de lhe telefonar.
Conjugação pronominal:
 A conjugação pronominal é uma forma de
conjugação em que as formas são
acompanhadas de pronomes.
 Existem três tipos de conjugação
pronominal: conjugação pronominal/
conjugação pronominal reflexa/ conjugação
pronominal recíproca.
Conjugação pronominal:
 Os pronomes colocados antes do verbo, não
se alteram, ex.: Não o dou;
 Os pronomes colocados depois do verbo, as
formas o/a passam a lo/los, quando a forma
verbal termina em –r, -s, -z; as formas lo/los
passam a no/nos ou na/nas quando a forma
verbal termina numa sílaba nasal.
Conjugação pronominal reflexa:

 O sujeito pratica e sofre acção. O
pronome aparece como complemento
direto.
 Utilizam-se os pronomes pessoais me,
te, se, nos, vos e se.
Conjugação pronominal recíproca:

 A acção de cada um dos sujeitos recai
sobre ambos. Esta conjugação utiliza-
se apenas no plural, com os pronomes
nos, vos e se.
Colocação do pronome junto do
             verbo:
 Geralmente, os pronomes colocam-se
depois do verbo ligado a ele por um
hífen.
 Na negativa ou no modo conjuntivo, o
pronome coloca-se antes do verbo.
Voz ativa/ Vos passiva
 Os verbos podem ser conjugados em duas
vozes: na voz ativa, o sujeito pratica a acção
expressa pelo verbo, na vos passiva, o sujeito
recebe a ação expressa pelo verbo.
     Ex.: Os alunos lêem livros.
          Livros são lidos pelos alunos.
Conjugação do verbo na voz passiva

 Para conjugar os verbos na voz passiva,
recorre-se ao verbo auxiliar “ser”,
acrescentando-lhe o particípio passado
do verbo principal.
Ex.: Livros são lidos pelos alunos.
Nota: pelos alunos são o agente da
passiva.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Verbo: Estrutura, regular e irregular
Verbo: Estrutura, regular e irregularVerbo: Estrutura, regular e irregular
Verbo: Estrutura, regular e irregular
 
Verbos - resumo
Verbos - resumoVerbos - resumo
Verbos - resumo
 
Os verbos
Os verbosOs verbos
Os verbos
 
Locuções
LocuçõesLocuções
Locuções
 
Verbos 1
Verbos 1Verbos 1
Verbos 1
 
Verbo – 1° aula
 Verbo – 1° aula Verbo – 1° aula
Verbo – 1° aula
 
O verbo
O verboO verbo
O verbo
 
O Mundo Divertido
O Mundo DivertidoO Mundo Divertido
O Mundo Divertido
 
Verbos i
Verbos iVerbos i
Verbos i
 
O Verbo
O VerboO Verbo
O Verbo
 
verbo
 verbo verbo
verbo
 
Verbo www.professorpalmito.com.br
Verbo www.professorpalmito.com.brVerbo www.professorpalmito.com.br
Verbo www.professorpalmito.com.br
 
Flexão verbal
Flexão verbalFlexão verbal
Flexão verbal
 
Verbos estrutura tempos
Verbos estrutura temposVerbos estrutura tempos
Verbos estrutura tempos
 
Os verbos
Os verbosOs verbos
Os verbos
 
Verbo
VerboVerbo
Verbo
 
Verbo - Seminário de Português (1° Bimestre)
Verbo - Seminário de Português (1° Bimestre)Verbo - Seminário de Português (1° Bimestre)
Verbo - Seminário de Português (1° Bimestre)
 
80 estudoverbos
80 estudoverbos80 estudoverbos
80 estudoverbos
 
Verbos
VerbosVerbos
Verbos
 
Verbos 2 ano em
Verbos 2 ano emVerbos 2 ano em
Verbos 2 ano em
 

Destaque (20)

Pronome reflexivo e Pronomes recíproco
Pronome reflexivo e Pronomes recíprocoPronome reflexivo e Pronomes recíproco
Pronome reflexivo e Pronomes recíproco
 
O verbo modo
O verbo  modoO verbo  modo
O verbo modo
 
Verbos
Verbos  Verbos
Verbos
 
Ft4 raiz-quadrada-raiz-cubica
Ft4 raiz-quadrada-raiz-cubicaFt4 raiz-quadrada-raiz-cubica
Ft4 raiz-quadrada-raiz-cubica
 
Pronomes reflexos
Pronomes reflexosPronomes reflexos
Pronomes reflexos
 
Verbos conjugados português
Verbos conjugados   portuguêsVerbos conjugados   português
Verbos conjugados português
 
Classes de palavras nome
Classes de palavras nomeClasses de palavras nome
Classes de palavras nome
 
1 a 99 exercícios
1 a 99 exercícios1 a 99 exercícios
1 a 99 exercícios
 
Verbs – daily routine (rotina diária)
Verbs – daily routine (rotina diária)Verbs – daily routine (rotina diária)
Verbs – daily routine (rotina diária)
 
Conjugações perifrástica, recíproca, reflexa
Conjugações perifrástica, recíproca, reflexaConjugações perifrástica, recíproca, reflexa
Conjugações perifrástica, recíproca, reflexa
 
O pronome
O pronomeO pronome
O pronome
 
Gramática - Verbos - Exercícios
Gramática - Verbos - ExercíciosGramática - Verbos - Exercícios
Gramática - Verbos - Exercícios
 
Ficha Trabalho 13
Ficha Trabalho 13Ficha Trabalho 13
Ficha Trabalho 13
 
Daily routines unit 7
Daily routines unit 7Daily routines unit 7
Daily routines unit 7
 
Daily routine!!
Daily routine!!Daily routine!!
Daily routine!!
 
Adjetivos
AdjetivosAdjetivos
Adjetivos
 
Adjetivo
AdjetivoAdjetivo
Adjetivo
 
O adjetivo
O adjetivoO adjetivo
O adjetivo
 
Recursos Estilísticos Todos Os Recursos
Recursos Estilísticos Todos Os RecursosRecursos Estilísticos Todos Os Recursos
Recursos Estilísticos Todos Os Recursos
 
PowerPoint: Determinantes vs Pronomes (demonstrativos e possessivos)
PowerPoint: Determinantes vs Pronomes (demonstrativos e possessivos)PowerPoint: Determinantes vs Pronomes (demonstrativos e possessivos)
PowerPoint: Determinantes vs Pronomes (demonstrativos e possessivos)
 

Semelhante a Verbo

Aula_13___Verbo (1).pdf
Aula_13___Verbo (1).pdfAula_13___Verbo (1).pdf
Aula_13___Verbo (1).pdfAna Vaz
 
[Trabalho_de_Portoguês]
[Trabalho_de_Portoguês][Trabalho_de_Portoguês]
[Trabalho_de_Portoguês]Danny_9
 
7.5 verbos (estudo completo)
7.5   verbos (estudo completo)7.5   verbos (estudo completo)
7.5 verbos (estudo completo)Ivana Mayrink
 
Concrdância Verbal
Concrdância VerbalConcrdância Verbal
Concrdância VerbalJomari
 
Concrdância verbal
Concrdância verbalConcrdância verbal
Concrdância verbalJomari
 
Resumo de portugues
Resumo de portuguesResumo de portugues
Resumo de portuguesRita Pereira
 
Materia global exame portugues
Materia global exame portuguesMateria global exame portugues
Materia global exame portuguesCarla Fernandes
 
Resumo da disciplina de Português - 10 Ano
Resumo da disciplina de Português - 10 AnoResumo da disciplina de Português - 10 Ano
Resumo da disciplina de Português - 10 AnoRui Oliveira
 
Lingua portuguesa 12_verbos
Lingua portuguesa 12_verbosLingua portuguesa 12_verbos
Lingua portuguesa 12_verbosStudy With Us
 
O verbo 2ºciclo natalina
O verbo 2ºciclo  natalinaO verbo 2ºciclo  natalina
O verbo 2ºciclo natalinaNMBQ
 
Concordância Verbal e Nominal
Concordância Verbal e NominalConcordância Verbal e Nominal
Concordância Verbal e NominalDaniele Silva
 

Semelhante a Verbo (20)

4_Aula_Verbo.pptx
4_Aula_Verbo.pptx4_Aula_Verbo.pptx
4_Aula_Verbo.pptx
 
Aula_13___Verbo (1).pdf
Aula_13___Verbo (1).pdfAula_13___Verbo (1).pdf
Aula_13___Verbo (1).pdf
 
[Trabalho_de_Portoguês]
[Trabalho_de_Portoguês][Trabalho_de_Portoguês]
[Trabalho_de_Portoguês]
 
Concordância
ConcordânciaConcordância
Concordância
 
Concordância
ConcordânciaConcordância
Concordância
 
7.5 verbos (estudo completo)
7.5   verbos (estudo completo)7.5   verbos (estudo completo)
7.5 verbos (estudo completo)
 
Concrdância Verbal
Concrdância VerbalConcrdância Verbal
Concrdância Verbal
 
Concrdância verbal
Concrdância verbalConcrdância verbal
Concrdância verbal
 
Resumo de portugues
Resumo de portuguesResumo de portugues
Resumo de portugues
 
Materia global exame portugues
Materia global exame portuguesMateria global exame portugues
Materia global exame portugues
 
Resumo da disciplina de Português - 10 Ano
Resumo da disciplina de Português - 10 AnoResumo da disciplina de Português - 10 Ano
Resumo da disciplina de Português - 10 Ano
 
Lingua portuguesa 12_verbos
Lingua portuguesa 12_verbosLingua portuguesa 12_verbos
Lingua portuguesa 12_verbos
 
Plural dos substantivos
Plural dos substantivosPlural dos substantivos
Plural dos substantivos
 
Concordancia verbal 2015
Concordancia verbal 2015Concordancia verbal 2015
Concordancia verbal 2015
 
O verbo 2ºciclo natalina
O verbo 2ºciclo  natalinaO verbo 2ºciclo  natalina
O verbo 2ºciclo natalina
 
Verbos
VerbosVerbos
Verbos
 
Português
PortuguêsPortuguês
Português
 
Concordância Verbal e Nominal
Concordância Verbal e NominalConcordância Verbal e Nominal
Concordância Verbal e Nominal
 
Estudo do Verbo .pptx
Estudo do Verbo .pptxEstudo do Verbo .pptx
Estudo do Verbo .pptx
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
 

Mais de Iga Almeida

Human Trafficking
Human TraffickingHuman Trafficking
Human TraffickingIga Almeida
 
Porta Leste do Batistério de Florença - Ghiberti
Porta Leste do Batistério de Florença - GhibertiPorta Leste do Batistério de Florença - Ghiberti
Porta Leste do Batistério de Florença - GhibertiIga Almeida
 
As Gerações n'Os Maias
As Gerações n'Os MaiasAs Gerações n'Os Maias
As Gerações n'Os MaiasIga Almeida
 
Igreja do Convento do Carmo
Igreja do Convento do CarmoIgreja do Convento do Carmo
Igreja do Convento do CarmoIga Almeida
 
Metro das Olaias
Metro das OlaiasMetro das Olaias
Metro das OlaiasIga Almeida
 
Cesário Verde - "Ao Gás"
Cesário Verde - "Ao Gás"Cesário Verde - "Ao Gás"
Cesário Verde - "Ao Gás"Iga Almeida
 
Cinema Mudo: "Madame Du Barry" (1919)
Cinema Mudo: "Madame Du Barry" (1919)Cinema Mudo: "Madame Du Barry" (1919)
Cinema Mudo: "Madame Du Barry" (1919)Iga Almeida
 
"Estou cansado, é claro," Álvaro de Campos
"Estou cansado, é claro," Álvaro de Campos"Estou cansado, é claro," Álvaro de Campos
"Estou cansado, é claro," Álvaro de CamposIga Almeida
 
"Mar Português" - Mensagem
"Mar Português" - Mensagem"Mar Português" - Mensagem
"Mar Português" - MensagemIga Almeida
 
Casa-Estúdio Carlos Relvas
Casa-Estúdio Carlos RelvasCasa-Estúdio Carlos Relvas
Casa-Estúdio Carlos RelvasIga Almeida
 
As Estruturas Visuais
As Estruturas Visuais As Estruturas Visuais
As Estruturas Visuais Iga Almeida
 
Linguagem audiovisual: Escala de Planos
Linguagem audiovisual: Escala de PlanosLinguagem audiovisual: Escala de Planos
Linguagem audiovisual: Escala de PlanosIga Almeida
 
Energias Renováveis e Não Renováveis
Energias Renováveis e Não RenováveisEnergias Renováveis e Não Renováveis
Energias Renováveis e Não RenováveisIga Almeida
 
A valorização do mar português
A valorização do mar portuguêsA valorização do mar português
A valorização do mar portuguêsIga Almeida
 
Radiação Solar
Radiação SolarRadiação Solar
Radiação SolarIga Almeida
 

Mais de Iga Almeida (20)

Human Trafficking
Human TraffickingHuman Trafficking
Human Trafficking
 
Porta Leste do Batistério de Florença - Ghiberti
Porta Leste do Batistério de Florença - GhibertiPorta Leste do Batistério de Florença - Ghiberti
Porta Leste do Batistério de Florença - Ghiberti
 
As Gerações n'Os Maias
As Gerações n'Os MaiasAs Gerações n'Os Maias
As Gerações n'Os Maias
 
Petit Trianon
Petit TrianonPetit Trianon
Petit Trianon
 
Igreja do Convento do Carmo
Igreja do Convento do CarmoIgreja do Convento do Carmo
Igreja do Convento do Carmo
 
Metro das Olaias
Metro das OlaiasMetro das Olaias
Metro das Olaias
 
Cesário Verde - "Ao Gás"
Cesário Verde - "Ao Gás"Cesário Verde - "Ao Gás"
Cesário Verde - "Ao Gás"
 
Lies
LiesLies
Lies
 
René Descartes
René DescartesRené Descartes
René Descartes
 
Cinema Mudo: "Madame Du Barry" (1919)
Cinema Mudo: "Madame Du Barry" (1919)Cinema Mudo: "Madame Du Barry" (1919)
Cinema Mudo: "Madame Du Barry" (1919)
 
"Estou cansado, é claro," Álvaro de Campos
"Estou cansado, é claro," Álvaro de Campos"Estou cansado, é claro," Álvaro de Campos
"Estou cansado, é claro," Álvaro de Campos
 
"Mar Português" - Mensagem
"Mar Português" - Mensagem"Mar Português" - Mensagem
"Mar Português" - Mensagem
 
Casa-Estúdio Carlos Relvas
Casa-Estúdio Carlos RelvasCasa-Estúdio Carlos Relvas
Casa-Estúdio Carlos Relvas
 
Fotojornalismo
FotojornalismoFotojornalismo
Fotojornalismo
 
As Estruturas Visuais
As Estruturas Visuais As Estruturas Visuais
As Estruturas Visuais
 
Linguagem audiovisual: Escala de Planos
Linguagem audiovisual: Escala de PlanosLinguagem audiovisual: Escala de Planos
Linguagem audiovisual: Escala de Planos
 
Emily Dickinson
Emily DickinsonEmily Dickinson
Emily Dickinson
 
Energias Renováveis e Não Renováveis
Energias Renováveis e Não RenováveisEnergias Renováveis e Não Renováveis
Energias Renováveis e Não Renováveis
 
A valorização do mar português
A valorização do mar portuguêsA valorização do mar português
A valorização do mar português
 
Radiação Solar
Radiação SolarRadiação Solar
Radiação Solar
 

Último

Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasCenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasRosalina Simão Nunes
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxfabiolalopesmartins1
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfAdrianaCunha84
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.keislayyovera123
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBCRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBAline Santana
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniCassio Meira Jr.
 
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdfJorge Andrade
 
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaAula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaaulasgege
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADOcarolinacespedes23
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalJacqueline Cerqueira
 
Bullying - Texto e cruzadinha
Bullying        -     Texto e cruzadinhaBullying        -     Texto e cruzadinha
Bullying - Texto e cruzadinhaMary Alvarenga
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 

Último (20)

Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasCenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBCRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
 
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
 
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaAula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
 
Bullying - Texto e cruzadinha
Bullying        -     Texto e cruzadinhaBullying        -     Texto e cruzadinha
Bullying - Texto e cruzadinha
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 

Verbo

  • 2. Definição: Os verbos são palavras variáveis e têm seis categorias: número, pessoa, tempo, modo, voz e aspeto.
  • 3. Conjugações: Existem três tipos de conjugação.  1ª Conjugação- vogal temática é –a. Ex.: pensar- a- r (radical)+ vogal temática+ desinência  2ª Conjugação- vogal temática é –e. Ex.: beb- e- r  3ª Conjugação- vogal temática é –i. Ex.: part- i- r
  • 4. Flexão dos verbos:  Verbos regulares- mantêm o radical, ex.: cantar, partir, vender…  Verbos irregulares- têm alterações no radical, ex.: ser, estar, pedir…  Verbos defetivos- não se usam em certos tempos, modos ou pessoas, ex.: chover, nevar…
  • 5. Modos verbais: Os modos têm de acordo com atitude (de certeza, de desejo, de dúvida, de mando…)  Modo Indicativo- apresenta uma realidade uma certeza, ex.: Os rapazes não comeram as couves.  Modo Conjuntivo- apresenta um desejo, uma possibilidade, uma dúvida, ex.: Oxalá, os rapazes comam as couves.
  • 6.  Modo Condicional- apresenta uma hipótese, dependendo de uma condição, ex.: Se as couves fossem doces, os rapazes comeriam as couves.  Modo Imperativo- apresenta uma ordem, um conselho, um pedido, ex.: Comam as couves!  Nas frases negativas o imperativo é substituído pelo conjuntivo, ex.: Não deixem as couves no prato, por favor/ Comam as
  • 7. Modo Infinitivo- apresenta uma maneira abstracta, ex.: Deixar as couves no prato, acontece.
  • 8. Conjugação perifrástica A conjugação perifrástica consiste na junção de um verbo auxiliar e, geralmente, por uma preposição a um verbo principal, no infinitivo ou no gerúndio, para lhe conferir novas significações. Os verbos auxiliares que se usam com mais frequência são: ir, vir, andar, dever, estar, ter, haver, começar, acabar, ficar e continuar. As significações mais frequentes
  • 9.  Duração do processo- andar a, estar a+ infinitivo ou andar/estar+ gerúndio, ex.: ando a ler um livro.  Início do processo- começar a+ infinitivo, ex.: comecei a ler um livro.  Fim do processo- deixar de+ infinitivo acabar de, estar a+ infinitivo, ex.: deixei de fumar; acabei de comer; estive a comer.
  • 10.  Necessidade ou obrigação- ter de+ infinitivo, ex.: tenho de comer.  Certeza- haver de+ infinitivo, ex.: havemos de comer.  Intenção- estar para, haver de+ infinitivo, ex.: estive para telefonar; hei-de fazer.
  • 11.  Simultaneidade- ir a, vir a, estar a+ infinitivo, ex.: vinha a pensar em ti, quando te encontrei.  Probabilidade ou dever- dever+ infinitivo, ex.: A minha mãe deve estar a cozinhar.  Compromisso- ficar de+ infinitivo, ex.: Fiquei de lhe telefonar.
  • 12. Conjugação pronominal: A conjugação pronominal é uma forma de conjugação em que as formas são acompanhadas de pronomes. Existem três tipos de conjugação pronominal: conjugação pronominal/ conjugação pronominal reflexa/ conjugação pronominal recíproca.
  • 13. Conjugação pronominal: Os pronomes colocados antes do verbo, não se alteram, ex.: Não o dou; Os pronomes colocados depois do verbo, as formas o/a passam a lo/los, quando a forma verbal termina em –r, -s, -z; as formas lo/los passam a no/nos ou na/nas quando a forma verbal termina numa sílaba nasal.
  • 14. Conjugação pronominal reflexa: O sujeito pratica e sofre acção. O pronome aparece como complemento direto. Utilizam-se os pronomes pessoais me, te, se, nos, vos e se.
  • 15. Conjugação pronominal recíproca: A acção de cada um dos sujeitos recai sobre ambos. Esta conjugação utiliza- se apenas no plural, com os pronomes nos, vos e se.
  • 16. Colocação do pronome junto do verbo: Geralmente, os pronomes colocam-se depois do verbo ligado a ele por um hífen. Na negativa ou no modo conjuntivo, o pronome coloca-se antes do verbo.
  • 17. Voz ativa/ Vos passiva Os verbos podem ser conjugados em duas vozes: na voz ativa, o sujeito pratica a acção expressa pelo verbo, na vos passiva, o sujeito recebe a ação expressa pelo verbo. Ex.: Os alunos lêem livros. Livros são lidos pelos alunos.
  • 18. Conjugação do verbo na voz passiva Para conjugar os verbos na voz passiva, recorre-se ao verbo auxiliar “ser”, acrescentando-lhe o particípio passado do verbo principal. Ex.: Livros são lidos pelos alunos. Nota: pelos alunos são o agente da passiva.