Parque Natural de Montesinho

949 visualizações

Publicada em

.

Publicada em: Meio ambiente
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
949
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Parque Natural de Montesinho

  1. 1. Parque Natural de Montesinho 9ºano Realizado por: Ana Canteiro
  2. 2. Índice • Localização • Relevo • Clima • Fauna • Flora • Habitats naturais e povoações • Patrimônio Cultural e histórico
  3. 3. Introdução A área das serras de Montesinho e Coroa foi escolhida para Parque Natural por reunir condições em que é visível a integração harmoniosa do homem com o meio ambiente. O Parque Natural de Montesinho foi criado em 1979, sendo uma das maiores áreas protegidas de Portugal. Este também encerra uma imensa riqueza natural e cultural.
  4. 4. Localização O Parque Natural de Montesinho fica situado no extremo nordeste de Portugal Continental, na região de Alto Trás-os- Montes, no distrito de Bragança. O Parque é limitado a Sul, grosseiramente, por uma linha que liga Bragança e Vinhais; e a Oeste, Norte e Leste pela fronteira com Espanha. Esta fronteira pode ser atravessada por estrada através dos postos fronteiriços da Moimenta, do Portelo ou de Quintanilha, ou a pé, se visitarmos a aldeia de Rio de Onor, cujo interior passa a linha de fronteira.
  5. 5. Relevo  É constituído por uma sucessão de  elevações arredondadas e vales  profundamente encaixados, com altitudes  variando entre os 438m e os 1481m onde  as aldeias estão alinhadas em pontos  abrigados e discretos que passam  facilmente despercebidas aos olhos dos  visitantes. Tem uma superfície de 75 000  hectares, inclui cerca de 9 000 habitantes  distribuídos por 92 aldeias.        É a quarta maior elevação de Portugal  com 1481 metros de altitude.
  6. 6. Clima  Sob o ponto de vista climático o Parque Natural de Montesinho insere-se  numa região mais vasta de clima sensivelmente homogéneo, a Terra Fria  Transmontana. A esta região, caraterizada por Invernos longos e frios e  Verões curtos e quentes, a sabedoria popular atribui, através dum ditado,  “nove meses de Inverno e três meses de inferno”. Na área do Parque, a temperatura média oscila entre os 3 e 5º C no mês mais  frio e entre 20 e 21º C no mês mais quente. A temperatura média anual é  superior na parte Este do Parque mas diminui com a altitude. A pluviosidade é elevada e, de um modo geral, é maior na parte Oeste do  Parque e na Serra de Montesinho. As quedas de neve são frequentes entre  Dezembro e Março, podendo registar, nas zonas altas, 40 a 50 dias com  precipitação de neve por ano. Nas restantes áreas neva em média 10 a 20  dias por ano. Evidenciando as variações do solo e do clima, a paisagem,  sempre verde na parte Oeste e Central, torna-se mais agreste na parte  Oriental, onde a pluviosidade é mais escassa. 
  7. 7. Fauna Lobo-ibérico Veado Cegonha negra Toupeira-de-água Águia Real
  8. 8. Fauna É uma das áreas para a fauna mais importantes da Europa.  Aqui habitam 250 espécies de vertebrados, alcançam-se as  maiores densidades de Lobo (Canis lupus) de todo o Velho  Continente, as cumeadas e os lameiros são percorridos por  mais de 160 espécies de aves, entre as quais se contam as  raríssimas Águia-real (Aquila chrysaetos), Cegonha-negra  (Ciconia nigra) ou Tartaranhão-azulado (Circus cyaneus). Os  ribeiros de montanha apresentam as melhores populações  nacionais da escassa Toupeira-de-água (Galemys pyrenaicus)  e são exclusivas várias espécies de borboletas como a Lycaena virgaureae ou a Brenthis daphne. 
  9. 9. Flora • Nas zonas mais elevadas encontra-se: Urze Erica Cinérea Gramínea Agrostis Curtisii •No clima quente encontra-se: Esteva (cistus ladanifer) Gilbardeira (ruscus aculeatus) Trovisco( daphne gnidium) sanganho (cistus salvifolius)
  10. 10. Flora Há uma grande variedade de vegetação, em conjuntos de árvores tais como: • Sardoais • Soutos • Carvalhais • Bosques Ripícolas • Estevais • Lameiros
  11. 11. Povoações • Região povoada desde há milênios, conserva vestígios arqueológicos em muitas das suas aldeias. Possuem ainda antigos nomes de fortificações castredais e outras antigas propriedades rurais, exibem nomes pessoais de Origem germânica, atribuídos pelos colonizadores visigodos, que conservavam o costume romano de dar às "vilas" o nome de "dominus“. Após a queda do império visigodo e a formação da nacionalidade, uma das primeiras preocupações dos soberanos foi povoar o reino, através da distribuição de terras a fidalgos e à Igreja., e da criação de um sistema de "forais" coletivos, já que as rudes condições geográficas e sociais desses tempos exigiam que toda a organização do espaço dependesse da vida em grupo. Ainda hoje, as estruturas econômicas e sociais das aldeias conservam hábitos comunitários. O que dá a este Parque características únicas no nosso país é precisamente a forma como ao longo dos séculos as populações souberam integrar-se harmoniosamente na paisagem, apesar das peculiaridades geoclimáticas.
  12. 12. Conclusão • Conclui-se que o parque de Montesinho percorre um terreno bastante extenso com uma grande diversidade quer seja de flora como fauna. Este parque é ótimo para dar passeios a pé ou de bicicleta e é bastante recomendado a turistas.
  13. 13. Bibliografia • http://www.google.pt/search?hl=pt-PT&q=parque+natural+de+montesinho&bav=on.2,or.r_qf.&bvm=bv.46226182,d.d2k&biw montesinho%252F%3B1600%3B1200 • http://www.google.pt/search?hl=pt-PT&site=imghp&tbm=isch&source=hp&biw=1024&bih=663&q=galaxia&oq=galaxia&gs_ • http://www.google.pt/search?hl=pt-PT&site=imghp&tbm=isch&source=hp&biw=1024&bih=620&q=pastagem&oq=pastagem • http://www.slideshare.net/pedropeixoto76/parque-natural-do-montesinho?from_search=1 • http://faunaiberica.blogspot.pt/2007/04/parque-natural-de-montesinho-ou-parque.html • http://www.catraios.pt/menugeral/NORDESTE/parquenm/parque.htm

×