Universidade Estadual do Maranhão
Centro de Estudos Superiores de Caxias
Departamento de Química e Biologia
Disciplina: Zo...
Geografia e Ecologia da Era Mesozóica

 Divisões da escala do
tempo.

 Caracterizadas pelas
formas em que os
continentes...
Geografia e Ecologia da Era Mesozóica

• A Era Mesozóica é conhecida como “Idade dos Répteis” devido
ao surgimento dos rép...
•

A Era Mesozóica se divide em três períodos:

 Triássico

 Jurássico

 Cretáceo

 Período Triássico:
 Supercontinen...


Mais tarde, o clima onde os tetrápodes
eram encontrados mudou de morno e
úmido para quente e seco;



No triássico ain...
Período Jurássico





Fig 13. Era dos Dinossauros e vegetação bem típica.
http://mundopre-historico.blogspot.com.br

...
 Os dinossauros tornaram-se o elemento dominante da fauna de
grandes vertebrados e mostrou radiações como:
•

Allossaurid...
Período Cretáceo
•

Ocorreu a separação dos
continentes;

•

Possuía uma vegetação
semelhante ao jurássico;

•

Surgiram ...
Os Diapsida da Era Mesozóica:
Dinosauria, Crocodila e Aves
Tetrápodes semelhantes
a anfíbios

Anápsidos

Fig.21 http://2.b...
Fig 24. http://ufogenesis.com.br

Fig 25.
http://repteis.mundoentrepatas.com

 Relações Filogenéticas entre os Diapsida

...
 Os Diapsidos dividem-se em dois subgrupos, que evoluíram de
maneiras diferentes:

Fig 30. dinossauros.
http://www.saudea...
Archosauria
• Constitui um grupo de répteis representado
atualmente por crocodilianos e aves.

• No passado eram represent...
• Se dividiram em dois grandes grupos:

Crurotarsi

Ornithodira

Jacarés

Pterosauria

Crocodilos

Gavial
http://zooterra....
Dinossauros

• Os
Archosauria
mais
conhecidos são, de longe, os
Ornithischia e os Saurischia.
• Esses grupos são reunidos,...
Tendências Morfológicas

• Deslocamento dos membros para
debaixo do corpo.
• Tendência generalizada em
direção ao bipedism...
Os Dinossauros Ornisthiscia

mundopre-historico.blogspot.com
pt.wikipedia.org

www.astrodinohomepage.xpg.com.br
Thyreophora - Stegosauria e Ankylosauria

alligater.org
Ornithopoda

Marginocephalia

www.achetudoeregiao.com.br

deadliestfiction.wikia.com
Os Dinossauros Saurischia

• Dois grupos de dinossauros Saurischia são distinguidos;
• Dez caracteres derivados unem os Sa...
Características estruturais dos Sauropoda
Ovos e Ninhos de Dinossauros

pt.wikipedia.org

www.universitario.com.br
Temperatura dos Dinossauros

Endotermia

Ectotermia

Homeotermia

Fonte: googleimagens.com
Temperatura dos Dinossauros

Gigantotermia
• Animais de grande porte tem a maior facilidade de manter a
temperatura consta...
Evolução das Aves e do Vôo
• Thomas Huxley consideravam as aves como “Repteis
Glorificados”;
• As aves e os Therapoda incl...
• Teoria Arbícola

 Essa teoria postula que os
ancestrais de Archeopteryx
eram trepadores arbícola e
pulavam de galho em ...
Teoria Cursora
•

Essa teoria postula que o vôo batido evoluiu diretamente
de corredores bípedes terrícolas. (Ostrom, 1974...
Archaeopteryx

• Encontrado na Alemanha
em 1861;

• É considerado o fóssil
mais antigo das aves;
• O fóssil era
aproximada...
Capacidade de vôo do Archaeopteryx

• Proporções do seu esqueleto;
• O numero de remiges primarias e
secundarias;
• A fúrc...
Aves primitivas
• Foram feitas varias descobertas
do Cretáceo Inferior.
Um deles foi Iberomesornis
• Tinha uma cintura pei...
Enantiornithes
• Foram descobertos na argentina
• Tamanho pequeno,
• Viviam em arvores, mas alguns tinham pernas longas.
•...
A evolução das ordens e famílias derivadas de
aves
• Os Neornithes provavelmente começaram a se diversificaram no
cretáceo...
Filogenia das aves atuais
• Charles Sibley e seus colaboradores apresentaram uma
análise cladista baseada em comparações d...
As Ratitas
•

originaram de um único ancestral
que não voava e vivia na
Gondwana

• Formariam um grupo
monofilético.
•

As...
Especializações das Aves
•
•
•
•
•
•
•
•

O vôo é a característica principal das aves;
Nem todas as aves voam;
São derivad...
Estrutura das aves
• Penas

• Tipos de penas

 As penas desenvolvem-se a partir de folículos na
pele;

Pterilas

Apteril...
Estrutura da pena
• A pena é formada pelas seguintes estruturas:
Calamo
Raque
Barba
Barbulas
Ramos Distais
Ramos Proximai...
•Tipos de penas
As penas classificam-se em 5 tipos:

Penas de
Contorno

Semiplumas

Cerdas

Plúmulas de
diversos
tipos

Fi...
Penas de Contorno
• Penas de vôo (remiges e rectrizes)
• Revestem o corpo

Semiplumas
• Intermediarias
• Fornece isolament...
Plúmulas de diversos tipos
Plúmulas

• Plúmulas de recém nascido
• Plúmulas definitivas
• Plúmulas de glândula uropigial

...
Formas do Corpo e do esqueleto
Formas do Corpo
• Muitos ossos são pneumatizados;
• Não possui bexiga urinaria;
• Possui um...
Esqueleto
• Os ossos são ocos e cheios de ar
• A cintura pélvica é alongada
• Os membros traseiros são
alongadas
• O crâni...
Músculo
• Músculo da mandíbula e pescoço exibem especializações
• Músculos abdominais são pouco desenvolvimento
• Músculos...
Principais músculos de vôo
Estrutura das asas

Asas de planeio ascedente
dinâmico
Asas de planeio
ascedente dinâmico

Asas elípticas
Asas elípticas
Asas de alta velocidade

Asas de alta ascensão
Membrana traseira
• São especializadas em duas ou mais
formas diferentes de locomoção:

• Marcha bípede membros traseiros
...
Adaptações dos bípedes
• Um aumento progressivo no
comprimento dos elementos distais
dos membros.
• Uma diminuição na área...
Locomoção
• Andar;
• Saltar;
• Empoleirar;
• Escalar
Natação na superfície
 As modificações dos membros traseiros das aves são as
especializações mais evidentes para a nataçã...
Alimentação e Digestão

 Bicos e línguas



Os mecanismos predatórios das
aves concentram- se nos seus
bico e pés;



A...


O bico das aves são extremamente diversas e são adaptadas aos
seus hábitos alimentares;

•

insetívoras

Fig. http://up...
 Aparelho digestório
• A ausência de dentes impede as aves de realizarem o processamento
do alimento na boca e o aparato ...
 Sistemas sensoriais

•

•

http://netnature.files.wordpress.com/2013/02/coruja-ouvido.jpg

As aves movem se rapidamente ...
Sistemas de Acasalamento, Reprodução e Cuidado à Prole

• As atividades associadas com a reprodução estão entre os
comport...
Comportamento Social e Sistemas de Acasalamento
• Cores e Padrões
• Vocalização e Exibição Visual

www.imagenswiki.com

hy...
Sistemas de Acasalamento e Investimento Parental
• Acredita-se que o sistema de acasalamento dos vertebrados
refletem a di...
Sistemas de Acasalamento

• Monogamia, copulação extra-par e poligamia;
• Monogamia Social
• Copulação Extra-Par
• Poligin...
Reprodução
• Oviparidade

– As restrições impostas às
aves, devido às
especializações para o vôo,
muitas vezes são lembrad...
Biologia do ovo

www.ensinoonline.com.br
Migração e Navegação

• Deslocamentos Migratórios de Aves;
– Preparação Fisiológica para a Migração
Orientação e Navegação
• Como os vertebrados encontram seu caminho de ida e volta nas
migrações sazonais?

www.acidadeicap...
Referencias bibliográficas
HICKMAN, Clevand. Princípios Integrados de Zoologia.Rio de
Janeiro: Guanabara Koogan, 2009.
POU...
Seminario de zoologia
Seminario de zoologia
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Seminario de zoologia

1.964 visualizações

Publicada em

geografia e ecologia da era mesozoica, os diapsida da era mesozoica: : Dinosauria, Crocodyla e Aves
Especializações das Aves

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.964
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
73
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Custom animation effects: title fade-in on path and text fade by letter(Intermediate)Tip: For the effects on this slide, use a picture that measures 7.5” high (the height of the slide) and 2.61” wide.To reproduce the shape effects on this slide, do the following:On the Home tab, in theDrawing group, clickShapes, and then under Rectangles click Rectangle (first option from the left). On the slide, drag to draw a rectangle.Select the rectangle. Under DrawingTools, on the Format tab, in the Size group, do the following: In the ShapeHeight box, enter 3.17”.In the ShapeWidth box, enter 9.5”.Drag the rectangle slightly above the middle of the slide. Select the rectangle. On the Home tab, in the Drawing group, click Arrange, point to Align, and then do the following:Click Align to Slide.Click Align Left.Under DrawingTools, on theFormat tab, in the ShapeStyles group, click the next to ShapeOutline, and then click NoOutline.Under DrawingTools, on the Format tab, in the bottom right corner of the ShapeStyles group, click the FormatShape dialog box launcher. In the FormatShape dialog box, click Fill in the left pane, select Gradient fill in the Fill pane, and then do the following:In the Type list, select Linear.Click the button next to Direction, and then click Linear Right (first row, fourth option from the left). Under Gradient stops, click Add or Remove until two stops appear in the drop-down list.Also under Gradient stops, customize the gradient stops that you added as follows:Select Stop 1 from the list, and then do the following:In the Stop position box, enter 0%.Click the button next to Color, and then under Theme Colors click Orange, Accent 6, Darker 50% (fifth row, 10th option from the left).Select Stop 2 from the list, and then do the following: In the Stop position box, enter 100%.Click the button next to Color, and then under Theme Colors click Orange, Accent 6, Darker 25% (fourth row, 10th option from the left).To reproduce the “heading” text box on this slide, do the following:On the Insert tab, in the Text group, select TextBox. On the slide, drag to draw a text box.Enter the heading text, and then select text. On the Home tab, in the Font group, do the following:In the Font list, select Calibri.In the FontSize box, enter 38.Click Bold.Click the arrow next to FontColor, and then under ThemeColors click Orange, Accent 6, Darker 25% (fourth row, 10th option from the left).On the Home tab, in the Paragraph group, click AlignTextLeft.Drag the text box just above the rectangle, in the right half of the slide. To reproduce the second text box on this slide, do the following:On the Insert tab, in the Text group, click TextBox. On the slide, drag to draw a text box.Enter three lines of text with paragraph breaks, and then select the text. On the Home tab, in the Font group, do the following:In the Font list, select Calibri.In the FontSize list, select 28.Click Bold.Click the arrow next to FontColor, and then under ThemeColors click White, Background 1 (first row, first option from the left).On the Home tab, in the Paragraph group, click AlignTextLeft.Drag the second text box onto the rectangle, below the “heading” text box. To reproduce the full-color picture on this slide, do the following:On the Home tab, in theSlides group, click Layout, and then click Blank.On the Insert tab, in the Illustrations group, clickPicture. In the InsertPicture dialog box, select the 7.5” x 2.61” picture, and then click Insert.On the slide, select the picture. Under Picture Tools, on the Format tab, in the bottom right corner of the Size group, click the Size and Position dialog box launcher. In the Size and Position dialog box, on the Size tab, under Crop from,in the Bottom box, enter 2.43”. (Note: Under Size and rotate, the Height should now be 5.08”.)On the slide, select the picture. UnderPicture Tools, on the Format tab, in the Picture Styles group, click Picture Effects, point to Glow, and then under Glow Variations click Accent color 1, 5 pt glow (first row, first option from the left).Also under PictureTools, on the Format tab, in the PictureStyles group, click PictureEffects, point to Glow, point to MoreGlowColors, and then under ThemeColors click White, Background 1 (first row, first option from the left).Drag the full-color picture on top of the rectangle, to the left of the text boxes. On the Home tab, in the Drawing group, click Arrange, point to Align, and then do the following:Click Align to Slide.Click Align Top. To reproduce the second picture on this slide, do the following:On the Insert tab, in the Illustrations group, click Picture. In the InsertPicture dialog box, select the same 7.5” x 2.61” picture, and then click Insert. On the slide, select the picture. Under Picture Tools, on the Format tab, in the bottom right corner of the Size group, click the Size and Position dialog box launcher. In the Size and Position dialog box, on the Size tab, under Crop from,in the Top box, enter 5.08”. (Note: Under Size and rotate, the Height should now be 2.43”.)On the slide, select the second, smaller picture. Under PictureTools, on the Format tab, in the PictureStyles group, click the FormatShape dialog box launcher. In the FormatPicture dialog box, click Picture in the left pane, and in the Picture pane do the following:In the Brightness box, enter 70%.In the Contrast box, enter -70%.On the slide, drag the smaller picture until it is directly underneath the larger full-color picture.Select the smaller picture. On the Home tab, in the Drawing group, click Arrange, point to Align, and then do the following:Click Align to Slide.Click Align Bottom. Press and hold CTRL, and then select both pictures. On the Home tab, in the Drawing group, click Arrange, point to Align, and then do the following:Click Align Selected Objects.Click Align Center. To reproduce the animation effects on this slide, do the following:On the Animations tab, in the Animations group, click CustomAnimation. On the slide, select the “heading” text box. In the CustomAnimation task pane, do the following:Click AddEffect, point to Entrance, and then click MoreEffects. In the AddEntranceEffect dialog box, under Subtle, click Fade.Select the animation effect (fade effect for the “heading” text box). Click the arrow to the right of the selected text box, and then click Timing. In the Fade dialog box, on the Timing tab, do the following:In the Start list, select WithPrevious.In the Delay box, enter 1.5.In the Speed list, select 2 seconds (Medium).On the slide, select the “heading” text box. In the CustomAnimation task pane, do the following:ClickAddEffect, point to MotionPaths, and then click Left.Select the second animation effect (left motion path for the “heading” text box). Under Modify: Left,do the following:In the Start list, select WithPrevious.In the Speed list, select Medium. On the slide, right-click the left motion path and click ReversePathDirection. With the motion path still selected,point to the starting point (green arrow) of the motion path until the cursor becomes a two-headed arrow. Press and hold SHIFT, and then drag the starting pointabout 1.5” off the left edge of the slide. (Note: It may help to display the ruler. On the View tab, in the Show/Hide group, select Ruler. If your lines of text are longer than in the example above, you may need to further increase the length of the motion path. )On the slide, select the second text box. In the CustomAnimation task pane, do the following:Click AddEffect, point to Entrance, and then click MoreEffects. In the AddEntranceEffect dialog box, under Subtle, click Fade.Select the third animation effect (fade effect for the second text box). Click the arrow to the right of the selected effect, and then click Effect Options. In the Fade dialog box, do the following:On the Effect tab, do the following:In the Animate text list, select By Letter.In the % delay between letters box, enter 5.On the Timing tab, do the following:In the Start list, select AfterPrevious.In the Speed list, select 0.5 seconds (VeryFast).On the TextAnimation tab, in the Grouptext list, select By 1st Level Paragraphs.To reproduce the background on this slide, do the following:Right-click the slide background area, and then click Format Background. In the Format Background dialog box, click Fill in the left pane, select Gradient fill in the Fill pane, and then do the following:In the Type list, select Radial.Click the button next to Direction, and then click From Center (third option from the left).Under Gradient stops, click Add or Remove until three stops appear in the drop-down list.Also under Gradient stops, customize the gradient stops that you added as follows:Select Stop 1 from the list, and then do the following:In the Stop position box, enter 0%.Click the button next to Color, and then under Theme Colors click White, Background 1 (first row, first option from the left).Select Stop 2 from the list, and then do the following: In the Stop position box, enter 40%.Click the button next to Color, and then under Theme Colors click White, Background 1 (first row, first option from the left).Select Stop 3 from the list, and then do the following: In the Stop position box, enter 100%.Click the button next to Color, click More Colors, and then in the Colors dialog box, on the Custom tab, enter values for Red: 232, Green: 227, and Blue: 216.
  • Seminario de zoologia

    1. 1. Universidade Estadual do Maranhão Centro de Estudos Superiores de Caxias Departamento de Química e Biologia Disciplina: Zoologia dos Vertebrados Caxias- MA 2013 Componentes: Alessandra Maria Anderson Felipe Andressa Ramos Cândida Jaine Gleiciane Bacelar
    2. 2. Geografia e Ecologia da Era Mesozóica  Divisões da escala do tempo.  Caracterizadas pelas formas em que os continentes, oceanos e os seres viventes que neles se encontravam. Fig 1. http://liramirian10.blogspot.com.br/  Eras Geológicas
    3. 3. Geografia e Ecologia da Era Mesozóica • A Era Mesozóica é conhecida como “Idade dos Répteis” devido ao surgimento dos répteis gigantes como: Pterossauros Ictiossauros Fig 3. http://www.mundodosanimais.pt fig. 2. http://blog.cancaonova.com Dinossauros fig 4 http://www.avph.com.br/ictiossauro.htm Além disso ocorreu o aparecimento de muitos insetos e angiospermas.
    4. 4. • A Era Mesozóica se divide em três períodos:  Triássico  Jurássico  Cretáceo  Período Triássico:  Supercontinente Pangea; Vegetação incluía coníferas, gincófitas, cicadáceas, e cicadofilicales; e outras plantas como as samambaias e cavalinhas; Dominação de repteis mamiliformes herbívoros, os Lystrossaurus e os primeiros archosauria; Fig 5. Supercontinente Pangea. slideshare.net Fig 7. http://www.rareresource.com/photos/dinosaur
    5. 5.  Mais tarde, o clima onde os tetrápodes eram encontrados mudou de morno e úmido para quente e seco;  No triássico ainda continha répteis como Dicynodontia, Cynodontia e Rhynchosauria; Fig 8. Dicynodontia. http://www.isholf.is/xpert/dicynodontia.jpg Fig 9. Cynodontia. http://palaeos.com Fig 10. Rhynchosauria. http://www.mrugala.net
    6. 6. Período Jurássico    Fig 13. Era dos Dinossauros e vegetação bem típica. http://mundopre-historico.blogspot.com.br Fragmentação da pangea em Laurásia (Norte) e Gondwana (Sul); É o período conhecido como a “Era dos Dinossauros”; A vegetação continuou sendo dominada por conífera e samambaias;
    7. 7.  Os dinossauros tornaram-se o elemento dominante da fauna de grandes vertebrados e mostrou radiações como: • Allossauridae • Prosauropoda e Sauropoda Fig 14.http://planetdi.startlogic.com/dinosaur_list/images/scavengers _2.jpg Fig.15 http://i.ebayimg.com/t/Prosauropoda • Archaeopteryx
    8. 8. Período Cretáceo • Ocorreu a separação dos continentes; • Possuía uma vegetação semelhante ao jurássico; • Surgiram dinossauros herbívoros como os Hadrossauros e os Ceratopsida; • No fim do seu período ocorreu uma extinção em massa que levou o extermínio dos dinossauros. Fig. 20.http://4.bp.blogspot.com
    9. 9. Os Diapsida da Era Mesozóica: Dinosauria, Crocodila e Aves Tetrápodes semelhantes a anfíbios Anápsidos Fig.21 http://2.bp.blogspot.com Diápsidos Fig. 22 http://upload.wikimedia.org Sinápsidos Fig. 23 http://celinoneto.jornaldaparaiba.com.br
    10. 10. Fig 24. http://ufogenesis.com.br Fig 25. http://repteis.mundoentrepatas.com  Relações Filogenéticas entre os Diapsida • Constituem a linhagem de vertebrada mais diversificada; • O nome Diapsida significa dois arcos e se refere a presença de duas aberturas na região temporal do crânio; fig 26. squamata. Googleimagens.com fig 27. tuatuara. Googleimagens.com • O mais antigo Diapsida conhecido é o Petrolacosaurus. Fig 28. petrolacosaurus. Googleimagens.com
    11. 11.  Os Diapsidos dividem-se em dois subgrupos, que evoluíram de maneiras diferentes: Fig 30. dinossauros. http://www.saudeanimal.com.br a) Archosauria: formado pelos dinossauros, crocodilos e são também ancestrais das aves. fig 31. aves. http://3.bp.blogspot.com b) Lepidosauria: grupo de reptéis com escamas e formados pelos lagartos e serpentes.
    12. 12. Archosauria • Constitui um grupo de répteis representado atualmente por crocodilianos e aves. • No passado eram representados pelos Pterossauros e Dinossauros. • São distinguidos pela presença de uma abertura rosto orbital e a órbita ocular.
    13. 13. • Se dividiram em dois grandes grupos: Crurotarsi Ornithodira Jacarés Pterosauria Crocodilos Gavial http://zooterra.wordpress.com/ en.wikipedia.org
    14. 14. Dinossauros • Os Archosauria mais conhecidos são, de longe, os Ornithischia e os Saurischia. • Esses grupos são reunidos, na terminologia popular, como dinossauros, mas representam irradiações independentes e diferem nas especializações que desenvolveram
    15. 15. Tendências Morfológicas • Deslocamento dos membros para debaixo do corpo. • Tendência generalizada em direção ao bipedismo. • A tendência do bipedismo foi importante em termos da abertura de zonas adaptativas aos Archosauria. Aspectos funcionais da pelve de um Archosauria (POUGH,2008)
    16. 16. Os Dinossauros Ornisthiscia mundopre-historico.blogspot.com pt.wikipedia.org www.astrodinohomepage.xpg.com.br
    17. 17. Thyreophora - Stegosauria e Ankylosauria alligater.org
    18. 18. Ornithopoda Marginocephalia www.achetudoeregiao.com.br deadliestfiction.wikia.com
    19. 19. Os Dinossauros Saurischia • Dois grupos de dinossauros Saurischia são distinguidos; • Dez caracteres derivados unem os Saurischia sendo que o mais óbvio é o alongamento de um pescoço móvel em forma de “S”. paleos.com www.freeimageslive.co.uk
    20. 20. Características estruturais dos Sauropoda
    21. 21. Ovos e Ninhos de Dinossauros pt.wikipedia.org www.universitario.com.br
    22. 22. Temperatura dos Dinossauros Endotermia Ectotermia Homeotermia Fonte: googleimagens.com
    23. 23. Temperatura dos Dinossauros Gigantotermia • Animais de grande porte tem a maior facilidade de manter a temperatura constante, em virtude de uma maior relação volume/ superfície http://commons.wikimedia.org/
    24. 24. Evolução das Aves e do Vôo • Thomas Huxley consideravam as aves como “Repteis Glorificados”; • As aves e os Therapoda incluíam características similares como:       Pescoço alongado e móvel na forma de S; Um pé com três dedos voltado para frente e um para trás; Postura digitirada; Ossos ocos; Uma fúrcula (osso da sorte) formada pela fusão das clavículas; Fusão do osso esterno.
    25. 25. • Teoria Arbícola  Essa teoria postula que os ancestrais de Archeopteryx eram trepadores arbícola e pulavam de galho em galho e de árvore em árvore.
    26. 26. Teoria Cursora • Essa teoria postula que o vôo batido evoluiu diretamente de corredores bípedes terrícolas. (Ostrom, 1974) . http://www.tumblr.com/photo
    27. 27. Archaeopteryx • Encontrado na Alemanha em 1861; • É considerado o fóssil mais antigo das aves; • O fóssil era aproximadamente do tamanho de um corvo.
    28. 28. Capacidade de vôo do Archaeopteryx • Proporções do seu esqueleto; • O numero de remiges primarias e secundarias; • A fúrcula; • Um esterno retangular; • Poderia voar no mínimo 1.5 km a 40km/h • Provavelmente um cursor terrícola • Não possuía garras
    29. 29. Aves primitivas • Foram feitas varias descobertas do Cretáceo Inferior. Um deles foi Iberomesornis • Tinha uma cintura peitoral com caracóide bem desenvolvido, • Uma apófise da fúrcula e uma ulna mais longa do que o úmero. • A cauda era reduzida a varias vertebras http://www.yacimientolashoyas.es/sites
    30. 30. Enantiornithes • Foram descobertos na argentina • Tamanho pequeno, • Viviam em arvores, mas alguns tinham pernas longas. • O pulso podia curva-se fortemente para trás, de tal forma que asa podia dobrar-se contar o corpo. • O esterno tinha quilha desenvolvida. Sinornis commons.wikimedia.org Gobipteryx
    31. 31. A evolução das ordens e famílias derivadas de aves • Os Neornithes provavelmente começaram a se diversificaram no cretáceo. • Os esterdos moleculares sugerem que a origem das modernas ordens pode ser tratado no cretáceo. • Nos fosseis dos ossos isolados não se encontra nenhum esqueleto completo.
    32. 32. Filogenia das aves atuais • Charles Sibley e seus colaboradores apresentaram uma análise cladista baseada em comparações de DNA. • Sua classificação dos pássaros tem sido bem aceita, • Mas sua analise de relação entre as aves nãopasseiformes é mais controvertida.
    33. 33. As Ratitas • originaram de um único ancestral que não voava e vivia na Gondwana • Formariam um grupo monofilético. • As ratitas compartilham juntamente com os Tinamídeos (macucos e inambus) a estrutura peleognata do palato. • O paleoganato é distinto do palato neoganato das outras aves.
    34. 34. Especializações das Aves • • • • • • • • O vôo é a característica principal das aves; Nem todas as aves voam; São derivados dos dromeossauros terrestres; Diurtinidade; Homeotérmico; Evoluíram a partir dos répteis; A pele é delgada e flexível; Não possuem glândulas.
    35. 35. Estrutura das aves • Penas • Tipos de penas  As penas desenvolvem-se a partir de folículos na pele; Pterilas Apterilas  As penas são simples e uniformes Composição das penas 90% betaqueratina 1% lipídios 8% água
    36. 36. Estrutura da pena • A pena é formada pelas seguintes estruturas: Calamo Raque Barba Barbulas Ramos Distais Ramos Proximais
    37. 37. •Tipos de penas As penas classificam-se em 5 tipos: Penas de Contorno Semiplumas Cerdas Plúmulas de diversos tipos Fitoplumas
    38. 38. Penas de Contorno • Penas de vôo (remiges e rectrizes) • Revestem o corpo Semiplumas • Intermediarias • Fornece isolamento térmico •Preenche o contorno do corpo da ave
    39. 39. Plúmulas de diversos tipos Plúmulas • Plúmulas de recém nascido • Plúmulas definitivas • Plúmulas de glândula uropigial Cerdas • Possui uma raque rígida • presentes em torno do Plúmulas de pó • Produz pó branco • Fino • Hidrofóbico Fitoplumulas • São penas finas • Estruturas sensoriais bico e dos olhos • • Possui numerosas As cerdas e as penas terminações nervosas livres Semi-Cerdas
    40. 40. Formas do Corpo e do esqueleto Formas do Corpo • Muitos ossos são pneumatizados; • Não possui bexiga urinaria; • Possui um ovário; • As gônadas dos machos e fêmeas são pequenas;
    41. 41. Esqueleto • Os ossos são ocos e cheios de ar • A cintura pélvica é alongada • Os membros traseiros são alongadas • O crânio é pneumático • Vértebras torácicas são imóveis
    42. 42. Músculo • Músculo da mandíbula e pescoço exibem especializações • Músculos abdominais são pouco desenvolvimento • Músculos extrínsecos são desenvolvidos Os tipos de fibras e rotas metabólicas distingue aves corredoras das voadoras As carnes claras e escuras no músculo da galinha  Os músculos escuros Possui mioglobina  Os músculos brancos Não Possui mioglobina
    43. 43. Principais músculos de vôo
    44. 44. Estrutura das asas Asas de planeio ascedente dinâmico Asas de planeio ascedente dinâmico Asas elípticas Asas elípticas
    45. 45. Asas de alta velocidade Asas de alta ascensão
    46. 46. Membrana traseira • São especializadas em duas ou mais formas diferentes de locomoção: • Marcha bípede membros traseiros • Vôo membros dianteiros petmag.com.br www.uol.com
    47. 47. Adaptações dos bípedes • Um aumento progressivo no comprimento dos elementos distais dos membros. • Uma diminuição na área da planta do pé. • Redução do numero de artelhos
    48. 48. Locomoção • Andar; • Saltar; • Empoleirar; • Escalar
    49. 49. Natação na superfície  As modificações dos membros traseiros das aves são as especializações mais evidentes para a natação Corpo largo Plumagem densa Uma grande glândula uropigial Modificações na pena do corpo Mergulho debaixo d'água
    50. 50. Alimentação e Digestão  Bicos e línguas  Os mecanismos predatórios das aves concentram- se nos seus bico e pés;  A presença de um bico córneo no lugar dos dentes não é exclusiva das aves pode ser vistas em: Testudines dicydontia
    51. 51.  O bico das aves são extremamente diversas e são adaptadas aos seus hábitos alimentares; • insetívoras Fig. http://upload.wikimedia.org • Piscívoras http://ednene.files.wordpress.com • Varredores aéreos • Fig. http://www.obimafra.com • Carnívoras Fig. http://colunistas.ig.com.br Utilização da língua
    52. 52.  Aparelho digestório • A ausência de dentes impede as aves de realizarem o processamento do alimento na boca e o aparato gástrico assume essa tarefa. Papo Esôfago Provêntriculo Moela Intestino Ceco Cloaca
    53. 53.  Sistemas sensoriais • • http://netnature.files.wordpress.com/2013/02/coruja-ouvido.jpg As aves movem se rapidamente e necessitam de um continuo fluxo de informações; A visão é o sentido mais apurado, porém ela ainda utiliza a audição e a olfação
    54. 54. Sistemas de Acasalamento, Reprodução e Cuidado à Prole • As atividades associadas com a reprodução estão entre os comportamentos mais complexos e conspícuos das aves; petmag.com.br aurelioschmitt.blogspot.com
    55. 55. Comportamento Social e Sistemas de Acasalamento • Cores e Padrões • Vocalização e Exibição Visual www.imagenswiki.com hypescience.com
    56. 56. Sistemas de Acasalamento e Investimento Parental • Acredita-se que o sistema de acasalamento dos vertebrados refletem a distribuição de alimento, os locais de reprodução e os parceiros em potencial; simple.wikipedia.org
    57. 57. Sistemas de Acasalamento • Monogamia, copulação extra-par e poligamia; • Monogamia Social • Copulação Extra-Par • Poliginia – De Defesa de recurso – De Dominância dos Machos
    58. 58. Reprodução • Oviparidade – As restrições impostas às aves, devido às especializações para o vôo, muitas vezes são lembradas a fim de explicar o fato delas não terem desenvolvido viviparidade; – Supostamente a oviparidade é a forma reprodutiva ancestral dos sauropsídeos.
    59. 59. Biologia do ovo www.ensinoonline.com.br
    60. 60. Migração e Navegação • Deslocamentos Migratórios de Aves; – Preparação Fisiológica para a Migração
    61. 61. Orientação e Navegação • Como os vertebrados encontram seu caminho de ida e volta nas migrações sazonais? www.acidadeicapui.com.br
    62. 62. Referencias bibliográficas HICKMAN, Clevand. Princípios Integrados de Zoologia.Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2009. POUGH, F. Harvey. A Vida dos Vertebrados, 4° ed. São Paulo: Atheneu, 2008.

    ×