Evoluçao

1.557 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.557
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
75
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Evoluçao

  1. 1. EVOLUÇÃO Profº Ronnie
  2. 2. Evolução é o processo pelo qual ocorrem as mudanças ou transformações nos seres vivos ao longo do tempo, dando origem a espécies novas. Adaptação é a capacidade de sobrevivência e reprodução de uma espécie num determinado ambiente.
  3. 3. TEORIAS EVOLUCIONISTAS
  4. 4. FIXISMO ou CRIACIONISMO Propõe que as espécies foram criadas prontas por um ser superior e não se modificam com o tempo.
  5. 5. <ul><li>Em 1809, no seu livro </li></ul><ul><li>Philosophie Zoologique propõe 2 “Leis”: </li></ul><ul><li>1. Do uso ou desuso. </li></ul><ul><li>2. Da transmissão hereditária dos caracteres adquiridos. </li></ul>LAMARCKISMO Jean-Baptiste Lamarck – Biólogo Francês 1744-1829
  6. 6. <ul><li>Lei do uso e desuso – Quanto mais uma parte do corpo é usada, mais se desenvolve do contrário, atrofiará </li></ul><ul><li>Lei da herança de caracteres adquiridos – O que o ser vivo adquire, é transmitido de geração em geração </li></ul>
  7. 7. 1809 - 1882 DARWINISMO Charles Robert Darwin – Naturalista Inglês <ul><li>Filho de Médico, iniciou Medicina, mas sentiu-se sem vocação, então fez Teologia. </li></ul><ul><li>Com 22 anos, iniciou uma viagem ao redor do mundo, que durou 5 anos. </li></ul><ul><li>Teoria da Seleção Natural </li></ul>
  8. 9. <ul><li>Em 1831 zarpou com o Beagle. </li></ul><ul><li>Passou a coletar espécimes da vida terrestre e marítima. </li></ul>
  9. 10. 1. Sobrevivência dos mais aptos Teoria de Darwin - Darwinismo
  10. 11. 2. A população cresce em proporção geométrica (2, 4, 8, ...), enquanto os níveis de subsistência crescem em proporção aritimética (1, 2, 3,...). Conclusão de Darwin em concordância com Malthus. 3. A tendência das espécies é apresentarem algumas variações diferenciando-se do tipo inicial. Conclusão de Darwin em concordância com Wallace.
  11. 14. <ul><li>Vários Cientistas </li></ul><ul><li>Dobzhansky Thomas Morgan Stebbins </li></ul><ul><li>Baseada na Teoria de Darwin </li></ul><ul><li>- Incorporou noções atuais de Genética </li></ul>NEODARWINISMO ou TEORIA SINTÉTICA DA EVOLUÇÃO Ernest Mayr
  12. 15. <ul><li>Baseia-se nos seguintes pontos : </li></ul><ul><li>Mutações, como fator de variação (recomb.gen.) </li></ul><ul><li>Acaso, como justificativa para as Mutações </li></ul><ul><li>Luta pela vida (contra o meio e não contra outro indivíduo) </li></ul><ul><li>Isolamento ( geográfico ou sexual) </li></ul><ul><li>Migração </li></ul><ul><li>- Seleção Natural (sobrevivência dos mais aptos) </li></ul>
  13. 16. PROVAS DA EVOLUÇÃO Anatômicas Embriológicas Paleontológicas
  14. 17.   HOMOLOGIA - Semelhança entre estruturas de diferentes seres vivos, com mesma origem embrionária, com funções iguais ou diferentes.  
  15. 18. ANALOGIA – Semelhança morfológica entre estruturas de seres vivos, com mesma função e diferente origem embriológica.
  16. 19. IRRADIAÇÃO ADAPTATIVA
  17. 20. ADAPTAÇÃO CONVERGENTE Ou Evolução convergente Não há parentesco Submetidos a critérios comuns de seleção natural pelo ambiente
  18. 21. ÓRGÃOS VESTIGIAIS Órgãos desenvolvidos e ativos em alguns seres vivos e atrofiados em outros. Há parentesco entre as espécies. Ex. - Cócix - Apêndice (porção do intestino que aloja microorganismos que digerem a celulose vegetal.
  19. 22. EMBRIOLOGIA COMPARADA
  20. 24. FÓSSEIS Restos ou vestígios de seres vivos extintos (que viveram em épocas remotas).
  21. 27. O Archaeopteryx litographica é considerado uma das provas de que as aves evoluíram dos répteis. Seu organismo fóssil permite observar características de ave e réptil.
  22. 28. http://www.eurekalert.org/pub_releases/2002-03/uoc--efs031802.php Fóssil de Homo erectus - Etiopia
  23. 29. FOSSILIZAÇÃO Conservação em gelo, lavas de vulcão, âmbar, etc. O material orgânico pode ser substituído por sílica ou outra substância. O inseto encontrado em âmbar tem 39 milhões de anos.
  24. 30. IR SLIDE
  25. 31. ESPECIAÇÃO
  26. 32. EVOLUÇÃO DO SER HUMANO
  27. 33. <ul><li>Australopithecus </li></ul><ul><li>Homo habilis </li></ul><ul><li>Homo erectus </li></ul><ul><li>Homo sapiens </li></ul><ul><li>Homo sapiens neanderthalensis </li></ul><ul><li>Homo sapiens sapiens, raças extintas ( Cro-Magnon, Grimaldi, Chancelade , ... </li></ul>
  28. 34. + 1 m 1,20 m 1,70 m 1,60 m 1,70 m ALTURA MÉDIA DO HOMEM
  29. 35. Australopithecus Viveu na África há cerca de 4,0 milhões de anos. Peso: + 30 a 40 quilos Altura: + 1 m – 1,40 m Ferramentas: instrumentos rudimentares, como pedras e paus encontrados no chão Alimento: frutos e ervas Australopithepithecus ramidus e A. afarensis
  30. 36. Homo habilis Viveu na África há cerca de 2 milhões de anos. Peso: + 30 a 40 kg Altura: + 1m - 1,25m Ferramentas: construía suas ferramentas com pedras ou ossos Alimento: frutos e carne
  31. 37. Homo erectus Viveu na África, Ásia, Europa e Oceania, há 1,5 milhões de anos. Peso: + 60 quilos Altura: + 1, 70 m Ferramentas: fogo Alimento: frutos e carne Obs. Resistente ao frio
  32. 38. Homo sapiens Viveu na África, Ásia, Europa e Oceania, há 200 mil anos. Homo sapiens neanderthalensis Viveu na Europa e Oriente Médio, há 200 ou 300 mil anos. Peso: + 80 quilos Altura: + 1,6 m Extinto há 40 mil anos
  33. 39. Caçadores, roupas de pele e choupanas Homo sapiens sapiens Todo o planeta Peso: + 70 quilos Altura: + 1,7 m Surgiu na África De 150 a 100 mil anos
  34. 40. http://www.falco.mi.it/~paoloalpino/curricolo/homosapienssapiens.jpg
  35. 42. Apesar de alguns protestos isolados, a teoria evolucionista de Charles Darwin (1809-1882) é hoje amplamente aceita, inclusive pela Igreja Católica. Segundo essa teoria, suportada por inúmeras evidências científicas e objeto de estudo da paleoantropologia, o homem origina-se de um ancestral comum ao macaco que, ao longo de milhares e milhares de anos, veio sofrendo mutações genéticas naturais, dando origem aos nossos antepassados mais próximos.
  36. 43. REFERÊNCIAS http://science.nasa.gov/headlines/y2003/images/bubble/berries2.jpg http://www.midisegni.it/storia/timeLine.shtml http://www.guia.heu.nom.br/homo_sapiens.htm http://www.avph.hpg.ig.com.br/homoerectus.htm http://science.nasa.gov/headlines/y2003/06jan_bubble.htm?list847478 http://www.jarbasjr.hpg.ig.com.br/vida.htm http://www.ufsm.br/petbio/logo_evolucao.jpg http :// www.marcobueno.net http:://www. mildicas.net;biologia Mariel Hidalgo – 2007 [email_address]
  37. 44. Os mais antigos documentos fenícios, caldeus, sumérios, babilônios e egípcios datam de 6.000 a 5.000 anos A.C. Homem sapiens cro-magnon – França - 40.000 anos

×