Asindromedopato

8.354 visualizações

Publicada em

1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • RESPOSTA:
    É bom lembrar que, ao contrário do que a fábula pretende demonstrar, o que vimos ao longo da evolução da vida neste planeta é que as espécies que desapareceram foram, justamente, as mais especializadas, como os mamutes que tinham patas preparadas para andar somente no gelo. A era glacial acabou, o gelo derreteu e o mamute não tinha condições de andar em solo não congelado. Ele era um especialista, isto é, sabia cada vez de cada vez menos.
    Na verdade, essa fábula tem uma outra versão. São comparadas quatro aves. A águia, que é especialista em voar. O cisne que é especialista em nadar.O pavão, que é especialista em andar em terra firme e, que consegue fazer até auto-marketing, quando abre as penas da bela cauda que possuí. Finalmente, o pato, que é um generalista, isto é, suas habilidades são apenas o suficiente para que ele sobreviva na terra, no ar e na água.
    As mudanças ambientais que aconteçam, por acaso, em qualquer um desses ambientes, ele estará preparado para sobreviver em outro ambiente.
    Sou geógrafo, professor e especialista em gestão universitária. A minha experiência, na área de educação, mostrou-me que o cartesianismo separou a realidade do mundo em “disciplinas” como a Geografia, a História, a Sociologia, a Psicologia, a Física, a Biologia, a Química, a Metemática e outras. Por sua vez, essas ciências foram inter departamentalizadas e não houve a prática da interdiscplinalidade, da transdisciplinalidade e da multidiscplinalidade. Assim conseguiu produzir humanos com visões compartimentadas separando a natureza física (entre si) da humana. O primeiro impacto dessa prática foi a degradação ambiental do planeta e a perda da visão do “todo”.
    Pois bem, assim como a natureza é dinâmica, mudando em rítimos variados a cada instante, a única coisa estável no mercado de trabalho é a instabilidade e, digo isso, com a experiência de cinquenta e cinco anos de trabalho em diversos setores e/ou funções
    Hoje estou aposentado, sem nunca ter trabalhado, pois quem faz o que gosta está sempre de férias.
    Digo, portanto, que a única especialização que funciona e a ESPECIALIZAÇÃO EM SE TORNAR UM SER HUMANO MELHOR NO DIA SEGUINTE DO QUE FOI NO DIA ANTERIOR E, NESSE SENTIDO, NÃO CABE A COMPETIÇÃO MAS SIM A “SIMBIOSE” OU SEJA A COOPERAÇÃO.
    POR OUTRO LADO, ESPECIALIZE-SE, TAMBÉM EM “NÃO SER O PRIMEIRO” EM EM “LIDAR COM PERDAS” SEJAM ELAS PROFISSIONAIS, SENTIMENTAIS, FINANCEIRAS E FÍSICAS. ESPECIALIZE-SE EM SOBREVIVER NA INSTABILIDADE, ISTO É, SEJA UMA “METAMORFOSE AMBULANTE”
    ATLAS MONTEIRO
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.354
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5.842
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
112
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Asindromedopato

  1. 1. A SÍNDROME DO PATO (O QUE VOCÊ FAZ PARA SE DIFERENCIAR DOS OUTROS?) É sempre muito importante sermos referência naquilo que fazemos… VEJA PORQUE:e baixe este e outros materiais gratuitos, para a sua diversão ou para usarem palestras e treinamentos, do site: www.dirkwolter.com/downloads.html Clique aqui para continuar
  2. 2. A SÍNDROME DO PATO (O QUE VOCÊ FAZ PARA SE DIFERENCIAR DOS OUTROS?) Os bichos da floresta estavam em polvorosa, pois ultimamente vinham aparecendo, por aquelas bandas, terríveis caçadores, que matavam quem encontrassem pelo caminho. Certo dia, reuniram-se à margem do lago um pássaro, um peixe, um coelho e um pato, que conversavam sobre o que cada um poderia fazer, caso aparecesse algum caçador.Clique aqui para voltar Clique aqui para continuar
  3. 3. A SÍNDROME DO PATO (O QUE VOCÊ FAZ PARA SE DIFERENCIAR DOS OUTROS?) Dizia o pássaro: "Ah, se aparecer algum caçador, eu saio voando como um foguete. Com toda a minha força e habilidade, não tem como ele me acertar, pois ninguém consegue voar mais rápido do que eu."Clique aqui para voltar Clique aqui para continuar
  4. 4. A SÍNDROME DO PATO (O QUE VOCÊ FAZ PARA SE DIFERENCIAR DOS OUTROS?) O peixe olhou para o pássaro e comentou: "Quanto a mim, se esse tal caçador aparecer, eu mergulho no lago e nado como nunca. Com a minha destreza e velocidade, ninguém nada melhor do que eu."Clique aqui para voltar Clique aqui para continuar
  5. 5. A SÍNDROME DO PATO (O QUE VOCÊ FAZ PARA SE DIFERENCIAR DOS OUTROS?) O coelho, por sua vez, ponderou: "No meu caso, não tenho nem o que pensar. Corro o mais veloz que puder. Com toda a minha elasticidade e leveza, vocês acham que alguém me alcançaria?"Clique aqui para voltar Clique aqui para continuar
  6. 6. A SÍNDROME DO PATO (O QUE VOCÊ FAZ PARA SE DIFERENCIAR DOS OUTROS?) O pato, demonstrando um certo ar de superioridade, deu um passo à frente e declarou:Clique aqui para voltar Clique aqui para continuar
  7. 7. A SÍNDROME DO PATO (O QUE VOCÊ FAZ PARA SE DIFERENCIAR DOS OUTROS?) "Coitados de vocês, companheiros! Tão limitados! Se aparecer algum caçador, eu não terei problema algum, pois eu sei fazer tudo isso que vocês dizem que fazem: eu nado, corro e vôo. No momento certo, utilizo qualquer uma dessas habilidades."Clique aqui para voltar Clique aqui para continuar
  8. 8. A SÍNDROME DO PATO (O QUE VOCÊ FAZ PARA SE DIFERENCIAR DOS OUTROS?) De repente, surge um caçador e, mais que depressa, o pássaro voou, o coelho saiu em disparada e o peixe entrou no lago e nadou bem fundo. O pato, porém, foi apanhado. Literalmente, "pagou o pato". Mesmo tendo todas as habilidades dos demais, não tinha desenvolvido nenhuma com excelência.Clique aqui para voltar Clique aqui para continuar
  9. 9. A SÍNDROME DO PATO (O QUE VOCÊ FAZ PARA SE DIFERENCIAR DOS OUTROS?) É alarmante ter que ressaltar isto, mas diariamente convivemos com profissionais que fazem tudo pela metade, pois desenvolveram suas habilidades também pela metade - estamos falando de pessoas que têm o que intitulamos de "SÍNDROME DO PATO".Clique aqui para voltar Clique aqui para continuar
  10. 10. A SÍNDROME DO PATO (O QUE VOCÊ FAZ PARA SE DIFERENCIAR DOS OUTROS?) Pessoas que aceitam o comodismo, fazem as coisas de qualquer jeito e acreditam que podem colher os mesmos resultados sem uma boa dose de esforço. O que mais me surpreende é que estes mesmos profissionais reclamamClique aqui para voltar Clique aqui para continuar
  11. 11. A SÍNDROME DO PATO (O QUE VOCÊ FAZ PARA SE DIFERENCIAR DOS OUTROS?) que "não ganham o que merecem", "não são reconhecidos pelo que fazem", "são perseguidos pelos seus chefes", mas daí vem a pergunta: Quais competências desenvolveram nos últimos doze meses? Normalmente nenhuma. Ou então inúmeras, mas tudo pela metade...Clique aqui para voltar Clique aqui para continuar
  12. 12. A SÍNDROME DO PATO (O QUE VOCÊ FAZ PARA SE DIFERENCIAR DOS OUTROS?) Experimente fazer esta mesma pergunta para você: O que o diferencia dos demais profissionais de sua área? Todos sabemos da importância de sermos multifuncionais, polivalentes, verdadeiros "coringas“ e jogar em todas as posições;Clique aqui para voltar Clique aqui para continuar
  13. 13. A SÍNDROME DO PATO (O QUE VOCÊ FAZ PARA SE DIFERENCIAR DOS OUTROS?) Entretanto, você só será lembrado se fizer algo tão bem que possa torná-lo em referência, naquilo que faz. A Síndrome faz com que o pato seja um medíocre nadador, voe com dificuldade e corra pior ainda. Esta combinação o transformou em uma presa fácil aos caçadores;Clique aqui para voltar Clique aqui para continuar
  14. 14. A SÍNDROME DO PATO (O QUE VOCÊ FAZ PARA SE DIFERENCIAR DOS OUTROS?) e para nós, esta síndrome se torna um verdadeiro suicídio profissional ...Clique aqui para voltar Clique aqui para fechar

×