Deusdoimpossivel

18.973 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
18.973
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
15.514
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
74
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Deusdoimpossivel

  1. 1. Palavra de VidaChiara Lubich – Dezembro de 2010
  2. 2. "Nada é impossível a Deus" (Lc 1,37).
  3. 3. Onipotente: este nome de Deus é frequentemente encontrado naSagrada Escritura e é usado quando se deseja exprimir o seu poderde abençoar, julgar, dirigir o curso dos acontecimentos, realizar os seus desígnios.
  4. 4. “Como é que vai ser isso?”. Esta pergunta de Maria, feita depois do anúncio do anjo, teve como resposta: “Nada é impossível a Deus”. E,como prova disso, o anjo citou o exemplo de Isabel, que, na sua velhice, tinha concebido um filho. Maria acreditou e tornou-se a Mãe do Senhor.
  5. 5. Existe apenas um limite à onipotência de Deus, a liberdadehumana, que pode se opor à vontade de Deus, tornando o ser humano impotente, ao passo que ele foi chamado a compartilhar a mesma força de Deus.
  6. 6. "Nada é impossível a Deus" (Lc 1,37).
  7. 7. É uma Palavra que nos abre a uma confidência ilimitada noamor de Deus-Pai, pois, se Deus existe e o seu ser é Amor, a confiança completa Nele nada mais é que uma consequência lógica disso.
  8. 8. Todas as graças, temporais e espirituais, possíveis e impossíveis, estão em seupoder. E Ele as dá a quem as pede e até mesmo a quemnão pede, porque, como diz o Evangelho, Ele, o Pai, “faz nascer o seu sol igualmente sobre maus e bons” (cf Mt 5,45) e convida todos nós a agirmos como Ele, com o mesmo amor universal, sustentado pela fé em que:
  9. 9. "Nada é impossível a Deus"Como podemos, então, colocar em prática essa Palavra na vida diária?
  10. 10. Todos nós, de vez em quando, temos de enfrentar situações difíceis, dolorosas, tanto na nossa vida pessoal quanto nos relacionamentos com os outros.
  11. 11. E, algumas vezes, experimentamos toda a nossa impotência, pois percebemos que existem em nós apegos a coisas e pessoas que nos tornam escravos de amarras das quais gostaríamos de nos libertar.
  12. 12. Frequentemente, nós nos vemos diante dos muros daindiferença e do egoísmo, e nos sentimos sem forças ante acontecimentos que parecem maiores do que nós.
  13. 13. Pois bem, nesses momentos, a Palavra de Vida pode vir em nossaajuda. Jesus nos deixa experimentar a nossa incapacidade, não paranos desencorajar, mas para nos ajudar a entender melhor que “nada é impossível a Deus”;
  14. 14. para nos preparar a fim de experimentarmos a extraordináriapotência da sua graça, que se manifesta justamente quandoconstatamos que, com as nossas pobres forças, nada vamos conseguir.
  15. 15. Ao nos relembrarmos disso nos momentos mais críticos, a Palavra de Deus nos mandará aquela energia que ela encerra, fazendo-nos participar de algum modo da própria onipotência de Deus.
  16. 16. "Nada é impossível a Deus" (Lc 1,37).
  17. 17. Porém, com uma condição: que vivamos a sua vontade, procurandoirradiar ao nosso redor aquele amor que foi depositado em nossoscorações. Assim estaremos em uníssono com o Amor onipotente de Deus pelas suas criaturas, para o qual tudo aquilo que contribui para a realização dos seus planos, em cada pessoa e em toda a humanidade, é possível.
  18. 18. Mas existe um momento especial em que podemos viver essa Palavrae experimentar toda a sua eficácia: é durante a oração.Jesus disse que qualquer coisa que pedirmos ao Pai em seu nome, Elenos concederá.
  19. 19. Portanto, experimentemos pedir-lhe aquilo que mais desejamos ou necessitamos, com a certeza de fé que a Ele nada é impossível: dasolução dos casos mais desesperadores até a paz no mundo; da cura de doenças graves até a solução de conflitos familiares e sociais.
  20. 20. E se formos duas ou mais pessoas, unidas em pleno acordo pelo amor mútuo, a pedir a mesma coisa, então será o próprio Jesus em nosso meio quem pedirá ao Pai; e, como Ele prometeu, obteremos o que pedirmos.
  21. 21. Certo dia, também nós pedimos, com essa fé na onipotência de Deus e no seu Amor, que o tumor diagnosticado em N., por meio de uma radiografia, “desaparecesse”, como se fosse um erro ou um fantasma. E, de fato, isso aconteceu.
  22. 22. Essa confiança ilimitada, que faz com que nos sintamos nos braços de um Pai ao qual tudo é possível, deve acompanhar sempre os acontecimentos da nossa vida. Isso não significa que toda vez obteremos aquilo que pedirmos.
  23. 23. A onipotência de Deus é a de um Pai, e Ele a usa tão somente para o bem de seus filhos, tenham eles consciência disso ou não. Oimportante é vivermos alimentando a certeza de que para Deus nada é impossível. E isso nos fará provar uma paz que nunca experimentamos antes.
  24. 24. "Nada é impossível a Deus" (Lc 1,37). “Palavra de Vida”, publicação mensal do Movimento dos Focolares. Texto de: Chiara Lubich, Publicada em Dezembro de 1999.Gráfica Anna Lollo em colaboração com padre Placido D’Omina (Sicília, Itália)Este comentário sobre a Palavra de Vida é traduzido em 96 línguas e idiomas, e chega a milhões de pessoas no mundo inteiro por meio da imprensa, rádio, TV e pela internet. Para informações www.focolare.org Este PPS, em várias línguas, é publicado em www.santuariosancalogero.org

×