Biociclo marinho
Próximos SlideShare
Carregando em...5
×

Curtiu isso? Compartilhe com sua rede

Compartilhar
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Tem certeza que quer?
    Sua mensagem vai aqui
    Seja o primeiro a comentar
    Be the first to like this
Sem downloads

Visualizações

Visualizações totais
5,073
No Slideshare
3,025
A partir de incorporações
2,048
Número de incorporações
7

Ações

Compartilhamentos
Downloads
63
Comentários
0
Curtidas
0

Incorporar 2,048

http://dicadoprofessoralpha.blogspot.com.br 1,900
http://www.dicadoprofessoralpha.blogspot.com.br 107
http://dicadoprofessoralpha.blogspot.com 33
http://dicadoprofessoralpha.blogspot.co.uk 3
http://www.blogger.com 2
http://dicadoprofessoralpha.blogspot.pt 2
http://dicadoprofessoralpha.blogspot.in 1

Conteúdo do relatório

Sinalizado como impróprio Sinalizar como impróprio
Sinalizar como impróprio

Selecione a razão para sinalizar essa apresentação como imprópria.

Cancelar
    No notes for slide

Transcript

  • 1. ECOSSISTEMAS AQUÁTICOS Cap. 2 (Pág. 27 a 35)Profª Lara Gonçalves Pessanha
  • 2. ¾ superfície da Terra é coberta por água. Dessa proporção, a maior parte corresponde a águas oceânicas. Menor percentual representado pelos ecossistemas de água doce.
  • 3. O TALASSOCICLO O ambiente marinho Maior biociclo da Terra
  • 4. FATORES ABIÓTICOS • PRESSÃO HIDROSTÁTICA • SALINIDADE • TEMPERATURA • MARÉS • CORRENTES MARINHAS • LUMINOSIDADE
  • 5. PRESSÃO HIDROSTÁTICA Aumenta 1 atm a cada 10 m de profundidade.SALINIDADE Concentração de sais minerais dissolvidos na água. 35 g/L, predominando NaCl. Favorece a perda de água por osmose. Peixes de água salgada: eliminação do excesso de sal pelas brânquias.TEMPERATURA A superficial varia de acordo com as estações do ano e a latitude. Tende a diminuir com a profundidade.
  • 6. MARÉSResulta da atração que a Lua exerce sobre a Terra. Ocorrem duas elevações a cada 24h.CORRENTESResponsáveis pela dispersão de nutrientes e de seres vivos.Efeito profundo sobre o clima mundial. Resultam do efeito combinado dos ventos (criados pela diferença de temperatura entre os pólos e o Equador); diferença de densidade (criada pela interação salinidade / temperatura) e a rotação da Terra .
  • 7. CORRENTES Têm origem pela diferença de densidade da água (maior, quanto mais fria e/ou salgada). Esta água mais densa tende a ir para regiões mais baixas do oceano, possibilitando a subida de águas mais quentes. Este movimento provoca a formação das correntes marinhas. Muito utilizadas por pescadores para localizar cardumes de peixes. Fundamentais para a reprodução e perpetuação de espécies marinhas. Ex.: tartarugas.
  • 8. AS CORRENTES OCEÂNICAS
  • 9. LUMINOSIDADEZONA EUFÓTICA: iluminação direta, abriga a vegetação marinha. O limite varia de acordo com a turbidez da água (até 100m de profundidade). Região de intensa produção (atividade fotossintética).ZONA DISFÓTICA: fracamente iluminada; luz difusa. Entre 100 e 300m de profundidade.ZONA AFÓTICA: ausência total de luz; possui apenas predadores e saprófagos; vai até os abismos oceânicos. Não há produção, apenas consumo de decomposição da matéria orgânica.
  • 10. CLASSIFICAÇÃO DO AMBIENTEMARINHO
  • 11. ZONA LITORÂNEA• Região entre as marés mais altas e as marés mais baixas.• Altos níveis de luminosidade.• Altos níveis de nutrientes.• Oxigênio abundante.• Elevada biodiversidade.• FLORA: macroalgas e fitoplâncton.• FAUNA: praias arenosas – crustáceos e moluscos• Costões rochosos – organismos sésseis (fixos) e filtradores.
  • 12. CrustáceosTatuí Maria farinha
  • 13. Camarão da areia Maria farinha Siri chitacorrupto Siri azul
  • 14. Moluscos
  • 15. Poliquetos
  • 16. Equinodermos
  • 17. ZONA PELÁGICA Subdividida em:• PROVÍNCIA NERÍTICA ou FÓTICA• PROVÍNCIA OCEÂNICA ou PELÁGICA PROPRIAMENTE DITA
  • 18. ZONA NERÍTICA (marraso)• Águas de mar aberto, que recobrem a plataforma continental, com 200 m de profundidade.• Local menos estressante.• Com altos níveis de luminosidade.• Nutrientes e oxigênio abundante.•FLORA: principalmente fitoplâncton.•FAUNA: zooplâncton, peixes planctófagos,Peixes nectônicos (até 60 m de profundidade) Região dos grandes cardumes.
  • 19. ZONA PELÁGICA (oceânica)• É o maior ambiente oceânico.• Contém 75% das águas salgadas.• REGIÃO FÓTICA OCEÂNICA : luminosidade variável e temperaturas variáveis (diariamente e anualmente)• FLORA: menor quantidade de organismos fotossintetizantes devido à menor quantidade de nutrientes.• FAUNA: diversidade menor. Peixe-lua, peixes voadores, bacalhaus, tubarões de grande porte...
  • 20. • REGIÃO AFÓTICA OCEÂNICA: águas frias, ausência de luz, altas pressões e condições estáveis durante o ano. Entre 300 e 2000 m de profundidade delimita-se a região batial.• Ausência de produtores fotossintetizantes.• Presença de bactérias quimiossintetizantes.• FAUNA: geralmente organismos de pequeno porte como camarões e peixes de profundidade. Muitos apresentam olhos muito sensíveis à luz; bioluminescência.
  • 21. ZONA BENTÔNICA• Corresponde ao assoalho oceânico.• Apresenta sedimentos de areia ou lodo.• Em regiões de pouca profundidade (até 60 m) encontram-se florestas de algas litorâneas e recifes de corais, onde há a maior diversidade de espécies entre todos os ecossistemas marinhos.
  • 22. • Em regiões com profundidade até 200 m há fitoplâncton em pequena quantidade ou ausente.• Entre 2000 e 5000 m delimita-se a região abissal e abaixo dessa região delimita-se a região hadal (fossas oceânicas) .• FLORA: ausência de produtores fotossintetizantes e presença de produtores quimiossintetizantes.• FAUNA: vermes, moluscos, peixes exóticos, crustáceos, medusas, ...
  • 23. 200 mAté 2000 m2000 a 5000 m
  • 24. CLASSIFICAÇÃO DOS ORGANISMOS QUANTO A SUA MOBILIDADE SERES PLANCTÔNICOS: microscópicos ou muito pequenos, flutuantes, com ou sem movimentação, cujo deslocamento depende das correntes e das ondas. Fitoplâncton Autótrofos, clorofilados, fotossintetizantes, constituem a base das cadeias alimentares nos ecossistemas aquáticos; principais produtores de O2. Ex.: algas unicelulares, bactérias fotossintetizantes.
  • 25. Zooplâncton Heterótrofos, não fotossintetizantes, maioriaatua como consumidores primários das cadeiasalimentares. Ex.: protozoários, microcrustáceos, larvasde animais aquáticos. SERES NECTÔNICOS: vivem imersos namassa líquida e são dotados de locomoção ativa,vencendo, inclusive, as correntes. Ex.: peixes,tartarugas, golfinhos, baleias, polvos, lulas... SERES BENTÔNICOS: são aqueles que vivemem contato com o substrato dos ambientesaquáticos. Podem ser fixos (sésseis) oudeslocarem-se no fundo (errantes ou vágeis). Ex.:corais, algas macroscópicas, ouriços, caranguejos,siris, estrelas do mar, pepinos do mar...