O MERCANTILISMO
O mercantilismo <ul><li>A expansão comercial que falamos antes coincide com as monarquias absolutas, que viram neste comér...
O que é o mercantilismo? <ul><li>A riqueza de um estado é medida pela quantidade de metais preciosos que este possui. Assi...
Medidas proteccionistas: <ul><li>Fomento da produção industrial, com o objectivo de se tornar auto-suficiente; </li></ul><...
Mercantilismo em França (doc6) <ul><li>Foi imposto pela mão de Colbert, que se preocupa com a entrada de mercadorias holan...
Continuação <ul><li>Estado regulamenta a actividade industrial, desde a matéria-prima até à qualidade; </li></ul><ul><li>D...
Mercantilismo em Inglaterra <ul><li>Tem um carácter mais flexível, as medidas iam-se adaptando à situação. Mercantilismo m...
Equilíbrio Europeu  <ul><li>No antigo regime a Europa vivia num equilíbrio de poder, ou seja, evitava-se que uma potência ...
Disputa das áreas coloniais <ul><li>O proteccionismo pôs entraves á circulação comercial na Europa, as potencias viram-se ...
continuação <ul><li>Esta disputa teve duas fases: </li></ul><ul><li>1ª - entre 1651 e 1689, entre a Holanda e a Inglaterra...
A HEGEMONIA ECONÓMICA BRITÂNICA Condições do sucesso Inglês
Os progressos agrícolas <ul><li>O mercantilismo dá pouca atenção à agricultura, por isso no século XVIII aparece uma nova ...
Medidas: <ul><li>Fazer rotação de culturas, de forma a evitar o pousio e a melhorar as condições dos campos; </li></ul><ul...
nota <ul><li>Este processo de fechar os campos, que parecia simples não o foi, já que até aqui os campos estavam abertos à...
Continuação <ul><li>As enclousers permitiram seleccionar sementes e animais, bem com as alfaias agrícolas. </li></ul><ul><...
Crescimento demográfico <ul><li>Este é um resultado e factor do desenvolvimento económico. </li></ul><ul><li>A prosperidad...
Urbanização  <ul><li>A mão-de-obra excedentária dos campos migra para as cidades, o que triplica a urbanização em Inglater...
A criação de um mercado nacional <ul><li>O aumento demográfico e a urbanização contribuíram para a expansão do mercado int...
continuação <ul><li>Solução:  </li></ul><ul><li>Melhoramento dos transportes, através de uma rede de canais por onde passa...
O alargamento do mercado externo <ul><li>Na Europa – os produtos Ingleses impuseram-se através da qualidade e preço, apesa...
Sistema financeiro <ul><li>Sistema financeiro avançado  Bolsa de comércio, local onde se fazem os grandes negócios. Aqui c...
continuação <ul><li>Em 1694 com a criação do Banco de Inglaterra, que tinha como função realizar operações necessárias ao ...
O arranque industrial  <ul><li>Inicia-se na segunda metade do século XVIII, impulsionado por todos os factores anteriormen...
Sector algodoeiro <ul><li>O aumento da procura e a abundância de matéria-prima, obriga a progressos no sector algodoeiro. ...
A metalurgia <ul><li>A metalurgia acompanha o sector têxtil, pois fornecia máquinas e outros equipamentos. (doc 23) </li><...
O vapor <ul><li>James Watt debruçou-se sobre uma máquina a vapor de Newcomen de forma a melhora-la, já que tinha alguns de...
Mudanças sociais da Revolução Industrial  <ul><li>Vagas de camponeses procuram as cidades; </li></ul><ul><li>Cidades cresc...
<ul><li>A Grã-Bretanha é a única a arrancar no século XVIII, levando a Europa para o Capitalismo Industrial. </li></ul>
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O mercantilismo

466 visualizações

Publicada em

muito fixe ya meu , mesmo da pinta .
cuidado , é melhor usares fralda antes de ver isto !

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
466
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O mercantilismo

  1. 1. O MERCANTILISMO
  2. 2. O mercantilismo <ul><li>A expansão comercial que falamos antes coincide com as monarquias absolutas, que viram neste comércio uma fonte de riqueza, para aumentar o seu poder, magnificência, reforçar o aparelho de estado e os exércitos. </li></ul><ul><li>Neste âmbito aparece a 1ª doutrina económica: </li></ul><ul><li>Mercantilismo (doc.3) </li></ul>
  3. 3. O que é o mercantilismo? <ul><li>A riqueza de um estado é medida pela quantidade de metais preciosos que este possui. Assim, tudo deveria ser feito para canalizar o dinheiro para o estado. </li></ul><ul><li>Como? (doc4) </li></ul><ul><li>Exportando mais que aquilo que importamos, tornando a balança comercial positiva, utilizando um apertado proteccionismo. (doc5) </li></ul>
  4. 4. Medidas proteccionistas: <ul><li>Fomento da produção industrial, com o objectivo de se tornar auto-suficiente; </li></ul><ul><li>Revisão das tarifas alfandegárias, de forma a tornar os seus produtos mais competitivos; </li></ul><ul><li>Incremento e reorganização do comércio externo; </li></ul><ul><li>Estas medidas foram diferentes de país para país. </li></ul>
  5. 5. Mercantilismo em França (doc6) <ul><li>Foi imposto pela mão de Colbert, que se preocupa com a entrada de mercadorias holandesas, dá importância ao sector manufactureiro e é dirigista. </li></ul><ul><li>Medidas : </li></ul><ul><li>Implementação de novas industrias (com técnicas e mão-de-obra estrangeira); </li></ul><ul><li>Criação de grandes manufacturas, concedendo monopólios de fabrico, privilégios e benefícios fiscais. </li></ul>
  6. 6. Continuação <ul><li>Estado regulamenta a actividade industrial, desde a matéria-prima até à qualidade; </li></ul><ul><li>Desenvolvimento da frota mercante e marinha de guerra, com a criação de companhias monopolistas que conseguiam reunir esforços do publico e do privado; </li></ul>
  7. 7. Mercantilismo em Inglaterra <ul><li>Tem um carácter mais flexível, as medidas iam-se adaptando à situação. Mercantilismo menos dirigista que o Francês. </li></ul><ul><li>Estas medidas também foram motivadas pelo poderio holandês. </li></ul><ul><li>Medidas: </li></ul><ul><li>Valorização da marinha através dos Actos de Navegação. (doc. 7 e questões) </li></ul><ul><li>Incrementação do sector comercial com a criação de Companhias Comerciais. (doc8 e questões) </li></ul>
  8. 8. Equilíbrio Europeu <ul><li>No antigo regime a Europa vivia num equilíbrio de poder, ou seja, evitava-se que uma potência fosse hegemónica. (doc 9) </li></ul><ul><li>Este equilíbrio frágil, que se traduz em imensos conflitos, agrava-se com o capitalismo comercial. Porquê? </li></ul><ul><li>O dinheiro facilmente se transforma em poderio militar, indispensável ao engrandecimento do estado. </li></ul>
  9. 9. Disputa das áreas coloniais <ul><li>O proteccionismo pôs entraves á circulação comercial na Europa, as potencias viram-se para as colónias. (doc 10) </li></ul><ul><li>Estas eram exploradas no sistema de exclusivo colonial, o que era muito importante para as potencias comerciais, pois constituía um meio de garantir comércio e dinheiro. </li></ul><ul><li>Esta luta travou-se entre a Holanda, Inglaterra e a França. </li></ul>
  10. 10. continuação <ul><li>Esta disputa teve duas fases: </li></ul><ul><li>1ª - entre 1651 e 1689, entre a Holanda e a Inglaterra, nas quais a Holanda perdeu possessões na América e Oriente e tiveram como motivo os Actos de Navegação; </li></ul><ul><li>2ª - entre 1689 e 1763, entre Inglaterra e França, com vários conflitos, que culminou com a Guerra dos Sete Anos, com a vitória de Inglaterra reconhecida no Tratado de Paris. </li></ul><ul><li>Desta forma a Inglaterra torna-se a maior potencia colonial e maritima. </li></ul>
  11. 11. A HEGEMONIA ECONÓMICA BRITÂNICA Condições do sucesso Inglês
  12. 12. Os progressos agrícolas <ul><li>O mercantilismo dá pouca atenção à agricultura, por isso no século XVIII aparece uma nova teoria o Fisiocratismo, que põe em relevo a agricultura, defendendo que esta é a base da economia. Esta teoria é influenciada pelos progressos Ingleses. (doc13) </li></ul><ul><li>Como forma de resolver o problema do esgotamento dos solos sem recorrer ao pousio um conjunto de grandes proprietários do Norfolk iniciou um processo de renovação das tradições agrícolas. </li></ul>
  13. 13. Medidas: <ul><li>Fazer rotação de culturas, de forma a evitar o pousio e a melhorar as condições dos campos; </li></ul><ul><li>Agricultura é articulada com a criação de gado, o gado come parte das plantações e produz o fertilizante para a terra. Para isso os agricultores optaram por fechar os campos com vedações (enclousers). (doc. 14) </li></ul>
  14. 14. nota <ul><li>Este processo de fechar os campos, que parecia simples não o foi, já que até aqui os campos estavam abertos à comunidade, após a colheita, o que era um direito tradicional, e só foi possível modifica-lo através do parlamento. </li></ul>
  15. 15. Continuação <ul><li>As enclousers permitiram seleccionar sementes e animais, bem com as alfaias agrícolas. </li></ul><ul><li>Sector agrícola produz mais, aumenta os recursos alimentares, deixa mão-de-obra livre para os outros sectores, fazendo o país crescer o demográfica e economicamente. </li></ul>
  16. 16. Crescimento demográfico <ul><li>Este é um resultado e factor do desenvolvimento económico. </li></ul><ul><li>A prosperidade económica do país resulta em mais postos de trabalho, que como consequencia faz aumentar os casamentos, os nascimentos e faz regredir a morte. </li></ul><ul><li>A população cresce o que estimula o consumo e fornece mão-de-obra. </li></ul>
  17. 17. Urbanização <ul><li>A mão-de-obra excedentária dos campos migra para as cidades, o que triplica a urbanização em Inglaterra. Principalmente em Londres que se torna a maior cidade da Europa. (doc 15) </li></ul>
  18. 18. A criação de um mercado nacional <ul><li>O aumento demográfico e a urbanização contribuíram para a expansão do mercado interno. A este aumento junta-se a falta de alfandegas internas, que baixavam os preços dos produtos. </li></ul><ul><li>Mercado nacional unificado, onde os produtos e mão-de-obra circulam livremente. </li></ul><ul><li>Como reduzir ainda mais estes custos, foi a questão sobre a qual trabalharam os governantes ingleses. </li></ul>
  19. 19. continuação <ul><li>Solução: </li></ul><ul><li>Melhoramento dos transportes, através de uma rede de canais por onde passavam as mercadorias pesadas; ampliaram a rede de estradas, com melhoria no piso até à macadamização. </li></ul><ul><li>Estas novas vias de comunicação permitiram criação de um mercado nacional, com ligação entre todas as regiões, articulando consumos e produções internas e externas. </li></ul>
  20. 20. O alargamento do mercado externo <ul><li>Na Europa – os produtos Ingleses impuseram-se através da qualidade e preço, apesar do mercantilismo; </li></ul><ul><li>No Atlântico – integram-se no comércio triangular, vendendo os produtos exóticos na Europa;(doc 17) </li></ul><ul><li>No Oriente – a exploração e direitos estão a cargo da Companhia das Índias Orientais, que dominam o território, controlando as produções e os preços. Ainda no Oriente conseguem também controlar os circuitos de troca locais(country trade). </li></ul>
  21. 21. Sistema financeiro <ul><li>Sistema financeiro avançado Bolsa de comércio, local onde se fazem os grandes negócios. Aqui contrata-se a divida publica e cotam-se as primeiras acções da Companhia das Índias Orientais. (doc 19) </li></ul><ul><li>Nasce assim a Bolsa de valores de Londres, esta actividade bolsista foi importante pois canalizou as poupanças particulares para o financiamento de empresas, alargando assim o mercado de capitais. </li></ul>
  22. 22. continuação <ul><li>Em 1694 com a criação do Banco de Inglaterra, que tinha como função realizar operações necessárias ao grande comércio, o sistema financeiro fica reforçado. Este banco também emitiu papel moeda que permitiu os meios de pagamento necessários ao incremento de pequenos negócios; </li></ul><ul><li>Esta estrutura financeira foi um importante suporte à maior de todas as mudanças económicas a Revolução Industrial . </li></ul>
  23. 23. O arranque industrial <ul><li>Inicia-se na segunda metade do século XVIII, impulsionado por todos os factores anteriormente referidos, bem como por avanços tecnológicos. </li></ul><ul><li>Uma sucessão de inovações revolucionam a industria(uma inovação obrigava a outra) </li></ul><ul><li>Este arranque industrial foi da responsabilidade do sector algodoeiro. </li></ul>
  24. 24. Sector algodoeiro <ul><li>O aumento da procura e a abundância de matéria-prima, obriga a progressos no sector algodoeiro. </li></ul><ul><li>A invenção da lançadeira volante permitiu gastar mais rápido o algodão e obrigou à invenção de uma máquina de fiar, e assim as invenções foram sucessivas… tendo como resultado o aumento da produtividade e da produção. </li></ul><ul><li>O baixo custo das primeiras máquinas e o elevado lucro, transformou os primeiros artesãos em grandes industriais. </li></ul>
  25. 25. A metalurgia <ul><li>A metalurgia acompanha o sector têxtil, pois fornecia máquinas e outros equipamentos. (doc 23) </li></ul><ul><li>Esta industria teve uma grande inovação, pois deixou de trabalhar só com carvão vegetal e passou a trabalhar com coque, que era abundante em Inglaterra. </li></ul><ul><li>Estas e outras inovações aumentam a produção e a qualidade do ferro, que fica mais barato e substitui outros materiais. Esta industria passa a ser a mais importante na década de 30 do século XIX. </li></ul>
  26. 26. O vapor <ul><li>James Watt debruçou-se sobre uma máquina a vapor de Newcomen de forma a melhora-la, já que tinha alguns defeitos. Em 1765 soluciona esses defeitos e inicia-se o trabalho com uma fonte de energia artificial que movia todo o tipo de máquinas. Máquina a Vapor </li></ul><ul><li>A manufactura dá lugar á maquinofactura, efectuando em Inglaterra o trabalho de 40milhões de pessoas. (doc 24) </li></ul>
  27. 27. Mudanças sociais da Revolução Industrial <ul><li>Vagas de camponeses procuram as cidades; </li></ul><ul><li>Cidades crescem muito, à volta das fábricas, com bairros operários. </li></ul><ul><li>Aparece uma nova classe social, a burguesia industrial que chega ao topo da sociedade e politica, impondo os seus valores e cultura; </li></ul><ul><li>Os transportes aceleram e encurtam distancias, fazendo circular tudo, desde mercadorias até às ideias. </li></ul>
  28. 28. <ul><li>A Grã-Bretanha é a única a arrancar no século XVIII, levando a Europa para o Capitalismo Industrial. </li></ul>

×