SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 84
Baixar para ler offline
REVOLUÇÃO INDUSTRIAL
1. Por que Revolução?
o Profundas mudanças estruturais:
 econômicas, sociais, políticas.
2. Revolução burguesa:
o A burguesia conduziu o processo
 e beneficiou – se dele.
o Iniciou – se na Inglaterra no séc.
 XVIII e continua nos dias atuais.
3. Conceito:
o Processo histórico marcado por
 profundas mudanças na produção,
 com a introdução de máquinas e
 da linha de montagem.
o Mudanças na sociedade rural que
 passou a ser urbana e no trabalho
 que passou a ser assalariado.
4. Símbolos e marcos:
o Máquinas.
o   Fábricas.
o   Linha de montagem.
o   Urbanização.
o   Burguesia industrial.
o   Proletariado.
5. Contexto:
o Capitalismo Comercial.
o A burguesia firmava – se como
 classe dominante graças aos seus
 empreendimentos marítimos e ao
 apoio do Estado absolutista.
o O mercado consumidor europeu
 cresceu em relação à produção.
6. Causas gerais:
o Expansão dos mercados.
o    Escassez de matérias – primas.
o    Burguesia cada vez mais rica.
o    Crise do mercantilismo.
o    Consolidação do Liberalismo.
o    Tecnologias fizeram aumentar:
    produção, mercados, lucros.
7. Etapas de produção:
A – Artesanato:
o Início: paleolítico.
o Uso de paus, pedras, ossos.
o Artesão domina todas as fases
 da fabricação do produto.
o Não há linha de montagem nem
 compromisso com tempo/lucros.
B – Manufatura:
o Produzir com as mãos.
o Com o renascimento comercial a
 burguesia pressionava por mais
 mercados e lucros.
o A especialização da produção e a
 divisão das tarefas proletarizaram
 o artesão e aumentaram os lucros.
C – Mecanização:
o Revolução Industrial.
o As máquinas na produção.
o Linha de montagem.
o Proletarização do artesão.
o Expansão: produção e mercados.
o Burguesia rica e poderosa.
9. Revoluções Industriais:
A – Primeira Revolução
o Meados do século XVIII.
o Primeiras máquinas na produção.
o Energia: muscular e vapor.
o Pioneirismo inglês.
o Primeiros centros industriais.
B – Segunda Revolução
o Meados do século XIX.
o Máquinas mais elaboradas.
o Energia: fósseis e eletricidade.
o Inovações tecnológicas: ácidos,
 sintéticos.
o Revolução tecnológica: barco a
 vapor, locomotiva a vapor, rádio,
 telefone, automóvel, avião, etc.
C – Terceira Revolução:
o Meados do séc. XX até hoje.
o Revolução tecnológica: robótica,
 informática, nanotecnologia e a
 biotecnologia.
    As tecnologias sempre fizeram parte da vida dos
   homens e mulheres. Se não imaginamos o mundo
  sem computadores, internet , celulares, automóveis
   e aviões devemos à Indústria que busca sempre o
        novo para seduzir os seus consumidores.
10. Pioneirismo inglês:
A– Acúmulo de capitais
o Lucros com a expansão marítima.
o Tráfico de escravos.
o Ação dos corsários.
o Manufaturas de tecidos.
o Burguesia comercial poderosa.
o Metais da América nos cofres.
B – Cercamentos (Enclosures):
Exército de mão – de – obra
o Pequenos agricultores lucravam
 com a agricultura e o pastoreio.
o Novas tecnologias melhoraram a
 vida e aumentaram a população.
o Acabou –se a vida comunal e a
 burguesia dominando os campos
 forçou o êxodo rural.
C – Geografia:
o Isolamento natural.
o Conflitos que abalaram a Europa
 pouco atingiram a Inglaterra.
o Abundância de minérios de ferro
 e carvão para as indústrias.
o Ferro para as máquinas.
o Carvão para o vapor.
D – Ato de Navegação:
o Oliver Cromwell – 1651.
o Proibia o transporte de produtos
 por navios estrangeiros.
o Objetivos: controlar o fluxo de
 mercadorias e baratear custos.
o Atingiu diretamente a Holanda.
o Obrigou a Inglaterra a possuir os
 próprios navios mercantes.
E – Liberalismo:
o Inglaterra: berço do Liberalismo.
o Oposição ao Mercantilismo.
o Defesa do livre mercado.
F – Burguesia Calvinista:
o Empreendedora e temente a Deus
 nas crenças da acumulação e no
 trabalho como sinais de salvação.
G – Parlamentarismo:
o Colocava o controle do governo
 nas mãos da burguesia.
o O Chefe de Estado reinando mas
 sem poderes.
o A burguesia no comando do
 Parlamento praticando políticas
 em benefício próprio.
11. Consequências:
o Mecanização intensiva.
o Especialização na produção.
o Linha de produção e divisão das
 tarefas.
o Expansão nos mercados e lucros.
o Consolidação da burguesia e do
 Capitalismo.
o Capitalismo atinge o “status” de
 industrial e financeiro.
o Artesãos foram à ruína por não
 conseguirem competir com as
 máquinas.
o Nasce o proletariado em situação
 de exploração, penúria, miséria.
o Alienação da mão – de – obra.
12. Opressão e resistência:
A – Trade Unions:
o Associações operárias.
o Embrião dos Sindicatos.
o Mobilizações e greves.
B – Ludismo (Ned Ludd):
o Movimento de protesto dos
 quebradores de máquinas.
C – Cartismo:
o Carta do Povo ( 1838 ).
o Operários se organizam e enviam
 um abaixo assinado ao Parlamento
 Inglês com reivindicações:
o Voto universal e secreto.
o Fim do censo eleitoral.
o Remuneração aos políticos.
Revolução industrial pdf
Revolução industrial pdf
Revolução industrial pdf
Revolução industrial pdf
Revolução industrial pdf
Revolução industrial pdf
Revolução industrial pdf
Revolução industrial pdf
Revolução industrial pdf
Revolução industrial pdf
Revolução industrial pdf
Revolução industrial pdf
Revolução industrial pdf
Revolução industrial pdf
Revolução industrial pdf
Revolução industrial pdf
Revolução industrial pdf
Revolução industrial pdf
Revolução industrial pdf

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Movimento operário do século XIX
Movimento operário do século XIXMovimento operário do século XIX
Movimento operário do século XIXEdvaldo S. Júnior
 
Primeira Guerra Mundial
Primeira Guerra MundialPrimeira Guerra Mundial
Primeira Guerra MundialAlan
 
Revolução Industrial
Revolução IndustrialRevolução Industrial
Revolução Industrialjoana71
 
Imperialismo e neocolonialismo
Imperialismo e neocolonialismoImperialismo e neocolonialismo
Imperialismo e neocolonialismoPaulo Alexandre
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundialFatima Freitas
 
2° ano - Brasil Império: Segundo Reinado
2° ano  - Brasil Império: Segundo Reinado2° ano  - Brasil Império: Segundo Reinado
2° ano - Brasil Império: Segundo ReinadoDaniel Alves Bronstrup
 
Segunda revolucao industrial
Segunda revolucao industrialSegunda revolucao industrial
Segunda revolucao industrialmonica10
 
Movimentos operários
Movimentos operáriosMovimentos operários
Movimentos operáriosJornal Ovale
 
9º ano história rafa - era vargas
9º ano   história   rafa  - era vargas9º ano   história   rafa  - era vargas
9º ano história rafa - era vargasRafael Noronha
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitáriosIsaquel Silva
 
Aula revolução industrial
Aula revolução industrialAula revolução industrial
Aula revolução industrialMarcos Azevedo
 

Mais procurados (20)

Crise de 1929
Crise de 1929Crise de 1929
Crise de 1929
 
O Estado Moderno
O Estado ModernoO Estado Moderno
O Estado Moderno
 
Movimento operário do século XIX
Movimento operário do século XIXMovimento operário do século XIX
Movimento operário do século XIX
 
Primeira Guerra Mundial
Primeira Guerra MundialPrimeira Guerra Mundial
Primeira Guerra Mundial
 
Revolução Industrial
Revolução IndustrialRevolução Industrial
Revolução Industrial
 
Ditadura militar
Ditadura militarDitadura militar
Ditadura militar
 
Imperialismo e neocolonialismo
Imperialismo e neocolonialismoImperialismo e neocolonialismo
Imperialismo e neocolonialismo
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
 
Fascismo e nazismo
Fascismo e nazismoFascismo e nazismo
Fascismo e nazismo
 
2° ano - Brasil Império: Segundo Reinado
2° ano  - Brasil Império: Segundo Reinado2° ano  - Brasil Império: Segundo Reinado
2° ano - Brasil Império: Segundo Reinado
 
Segunda revolucao industrial
Segunda revolucao industrialSegunda revolucao industrial
Segunda revolucao industrial
 
O império napoleônico
O império napoleônicoO império napoleônico
O império napoleônico
 
Movimentos operários
Movimentos operáriosMovimentos operários
Movimentos operários
 
Conjuração Baiana
Conjuração BaianaConjuração Baiana
Conjuração Baiana
 
República velha
República velhaRepública velha
República velha
 
9º ano história rafa - era vargas
9º ano   história   rafa  - era vargas9º ano   história   rafa  - era vargas
9º ano história rafa - era vargas
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
 
Mercantilismo
MercantilismoMercantilismo
Mercantilismo
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
 
Aula revolução industrial
Aula revolução industrialAula revolução industrial
Aula revolução industrial
 

Semelhante a Revolução industrial pdf

Semelhante a Revolução industrial pdf (20)

Revolução industrial 2016
Revolução industrial 2016Revolução industrial 2016
Revolução industrial 2016
 
Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020Revolução Industrial 2020
Revolução Industrial 2020
 
As Revoluções Industriais.pptx
As Revoluções Industriais.pptxAs Revoluções Industriais.pptx
As Revoluções Industriais.pptx
 
Industrialização
IndustrializaçãoIndustrialização
Industrialização
 
RevoluçAo Industrial
RevoluçAo IndustrialRevoluçAo Industrial
RevoluçAo Industrial
 
Md ind
Md indMd ind
Md ind
 
Revolução industrial
Revolução industrialRevolução industrial
Revolução industrial
 
Revolução Industrial
Revolução IndustrialRevolução Industrial
Revolução Industrial
 
A civilização industrial
A civilização industrialA civilização industrial
A civilização industrial
 
Capitalismo Industrial
Capitalismo IndustrialCapitalismo Industrial
Capitalismo Industrial
 
revolução agrícola
revolução agrícolarevolução agrícola
revolução agrícola
 
Expansão da revolução industrial
Expansão da revolução industrialExpansão da revolução industrial
Expansão da revolução industrial
 
Revolução industrial
Revolução industrialRevolução industrial
Revolução industrial
 
revolução industrial
revolução industrialrevolução industrial
revolução industrial
 
Heg 2010
Heg 2010Heg 2010
Heg 2010
 
A civilização industrial no séc XIX.ppt
A civilização industrial no séc XIX.pptA civilização industrial no séc XIX.ppt
A civilização industrial no séc XIX.ppt
 
Revolução industrial
Revolução industrialRevolução industrial
Revolução industrial
 
Revolução Industrial
Revolução IndustrialRevolução Industrial
Revolução Industrial
 
Trabalho de historia
Trabalho de historiaTrabalho de historia
Trabalho de historia
 
QUIZ - HISTÓRIA 8º ANO - REVOLUÇÕES INDUSTRIAIS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA  8º ANO - REVOLUÇÕES INDUSTRIAIS.pptxQUIZ - HISTÓRIA  8º ANO - REVOLUÇÕES INDUSTRIAIS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA 8º ANO - REVOLUÇÕES INDUSTRIAIS.pptx
 

Mais de Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia

Mais de Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia (20)

Iluminismo 2021
Iluminismo 2021Iluminismo 2021
Iluminismo 2021
 
GUERRA FRIA I, BASES, BIPOLARIDADE, MURO DE BERLIM, CORRIDAS ESPACIAL E ARMAM...
GUERRA FRIA I, BASES, BIPOLARIDADE, MURO DE BERLIM, CORRIDAS ESPACIAL E ARMAM...GUERRA FRIA I, BASES, BIPOLARIDADE, MURO DE BERLIM, CORRIDAS ESPACIAL E ARMAM...
GUERRA FRIA I, BASES, BIPOLARIDADE, MURO DE BERLIM, CORRIDAS ESPACIAL E ARMAM...
 
Brasil era vargas (1930 - 1945) 2021
Brasil era vargas (1930 - 1945) 2021Brasil era vargas (1930 - 1945) 2021
Brasil era vargas (1930 - 1945) 2021
 
Expansão marítima e comercial 2021
Expansão marítima e comercial 2021Expansão marítima e comercial 2021
Expansão marítima e comercial 2021
 
Brasil república velha (crise e queda do império república da espada) 2021
Brasil república velha (crise e queda do império república da espada) 2021Brasil república velha (crise e queda do império república da espada) 2021
Brasil república velha (crise e queda do império república da espada) 2021
 
Brasil: República Oligárquica (estruturas e questões sociais e políticas)
Brasil: República Oligárquica   (estruturas e questões sociais e políticas)Brasil: República Oligárquica   (estruturas e questões sociais e políticas)
Brasil: República Oligárquica (estruturas e questões sociais e políticas)
 
Cidadania e direitos humanos 2021
Cidadania e direitos humanos 2021Cidadania e direitos humanos 2021
Cidadania e direitos humanos 2021
 
Monarquias nacionais frança e inglaterra 2021
Monarquias nacionais frança e inglaterra 2021Monarquias nacionais frança e inglaterra 2021
Monarquias nacionais frança e inglaterra 2021
 
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
 
Brasil: crise do sistema colonial e movimentos emancipacipacionistas
Brasil: crise do sistema colonial e movimentos emancipacipacionistasBrasil: crise do sistema colonial e movimentos emancipacipacionistas
Brasil: crise do sistema colonial e movimentos emancipacipacionistas
 
Revolução Russa de 1917
Revolução Russa de 1917Revolução Russa de 1917
Revolução Russa de 1917
 
Crise de1929: Entreguerras (1918-1939)
Crise de1929: Entreguerras (1918-1939)Crise de1929: Entreguerras (1918-1939)
Crise de1929: Entreguerras (1918-1939)
 
Islamismo 2021
Islamismo 2021Islamismo 2021
Islamismo 2021
 
1ª Guerra Mundial (1914-1918)
1ª Guerra Mundial (1914-1918)1ª Guerra Mundial (1914-1918)
1ª Guerra Mundial (1914-1918)
 
Brasil Mineração (século XVIII)
Brasil  Mineração (século XVIII)Brasil  Mineração (século XVIII)
Brasil Mineração (século XVIII)
 
Neocolonialismo ou Imperialismo
Neocolonialismo ou ImperialismoNeocolonialismo ou Imperialismo
Neocolonialismo ou Imperialismo
 
Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.
Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.
Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.
 
Expansão Marítima e Comercial-2021
Expansão Marítima e Comercial-2021Expansão Marítima e Comercial-2021
Expansão Marítima e Comercial-2021
 
Estrutura social: conceitos básicos.
Estrutura social: conceitos básicos.Estrutura social: conceitos básicos.
Estrutura social: conceitos básicos.
 
Ideologias do século XIX
Ideologias do século XIXIdeologias do século XIX
Ideologias do século XIX
 

Último

Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São PauloCurrículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Pauloririg29454
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxKeslleyAFerreira
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leiteprofesfrancleite
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfKelly Mendes
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...WelitaDiaz1
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoVitor Vieira Vasconcelos
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024azulassessoria9
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja Mary Alvarenga
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialDouglasVasconcelosMa
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdfCarinaSofiaDiasBoteq
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...marioeugenio8
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...Eró Cunha
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguaKelly Mendes
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasBibliotecaViatodos
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSPedroMatos469278
 

Último (20)

Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São PauloCurrículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 

Revolução industrial pdf

  • 2.
  • 3. 1. Por que Revolução? o Profundas mudanças estruturais: econômicas, sociais, políticas. 2. Revolução burguesa: o A burguesia conduziu o processo e beneficiou – se dele. o Iniciou – se na Inglaterra no séc. XVIII e continua nos dias atuais.
  • 4. 3. Conceito: o Processo histórico marcado por profundas mudanças na produção, com a introdução de máquinas e da linha de montagem. o Mudanças na sociedade rural que passou a ser urbana e no trabalho que passou a ser assalariado.
  • 5. 4. Símbolos e marcos: o Máquinas. o Fábricas. o Linha de montagem. o Urbanização. o Burguesia industrial. o Proletariado.
  • 6. 5. Contexto: o Capitalismo Comercial. o A burguesia firmava – se como classe dominante graças aos seus empreendimentos marítimos e ao apoio do Estado absolutista. o O mercado consumidor europeu cresceu em relação à produção.
  • 7. 6. Causas gerais: o Expansão dos mercados. o Escassez de matérias – primas. o Burguesia cada vez mais rica. o Crise do mercantilismo. o Consolidação do Liberalismo. o Tecnologias fizeram aumentar: produção, mercados, lucros.
  • 8. 7. Etapas de produção: A – Artesanato: o Início: paleolítico. o Uso de paus, pedras, ossos. o Artesão domina todas as fases da fabricação do produto. o Não há linha de montagem nem compromisso com tempo/lucros.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12. B – Manufatura: o Produzir com as mãos. o Com o renascimento comercial a burguesia pressionava por mais mercados e lucros. o A especialização da produção e a divisão das tarefas proletarizaram o artesão e aumentaram os lucros.
  • 13.
  • 14.
  • 15. C – Mecanização: o Revolução Industrial. o As máquinas na produção. o Linha de montagem. o Proletarização do artesão. o Expansão: produção e mercados. o Burguesia rica e poderosa.
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 19.
  • 20. 9. Revoluções Industriais: A – Primeira Revolução o Meados do século XVIII. o Primeiras máquinas na produção. o Energia: muscular e vapor. o Pioneirismo inglês. o Primeiros centros industriais.
  • 21.
  • 22.
  • 23.
  • 24.
  • 25. B – Segunda Revolução o Meados do século XIX. o Máquinas mais elaboradas. o Energia: fósseis e eletricidade. o Inovações tecnológicas: ácidos, sintéticos. o Revolução tecnológica: barco a vapor, locomotiva a vapor, rádio, telefone, automóvel, avião, etc.
  • 26.
  • 27.
  • 28.
  • 29.
  • 30.
  • 31.
  • 32.
  • 33.
  • 34.
  • 35.
  • 36.
  • 37.
  • 38.
  • 39.
  • 40. C – Terceira Revolução: o Meados do séc. XX até hoje. o Revolução tecnológica: robótica, informática, nanotecnologia e a biotecnologia. As tecnologias sempre fizeram parte da vida dos homens e mulheres. Se não imaginamos o mundo sem computadores, internet , celulares, automóveis e aviões devemos à Indústria que busca sempre o novo para seduzir os seus consumidores.
  • 41.
  • 42.
  • 43.
  • 44.
  • 45.
  • 46.
  • 47.
  • 48.
  • 49. 10. Pioneirismo inglês: A– Acúmulo de capitais o Lucros com a expansão marítima. o Tráfico de escravos. o Ação dos corsários. o Manufaturas de tecidos. o Burguesia comercial poderosa. o Metais da América nos cofres.
  • 50. B – Cercamentos (Enclosures): Exército de mão – de – obra o Pequenos agricultores lucravam com a agricultura e o pastoreio. o Novas tecnologias melhoraram a vida e aumentaram a população. o Acabou –se a vida comunal e a burguesia dominando os campos forçou o êxodo rural.
  • 51. C – Geografia: o Isolamento natural. o Conflitos que abalaram a Europa pouco atingiram a Inglaterra. o Abundância de minérios de ferro e carvão para as indústrias. o Ferro para as máquinas. o Carvão para o vapor.
  • 52. D – Ato de Navegação: o Oliver Cromwell – 1651. o Proibia o transporte de produtos por navios estrangeiros. o Objetivos: controlar o fluxo de mercadorias e baratear custos. o Atingiu diretamente a Holanda. o Obrigou a Inglaterra a possuir os próprios navios mercantes.
  • 53. E – Liberalismo: o Inglaterra: berço do Liberalismo. o Oposição ao Mercantilismo. o Defesa do livre mercado. F – Burguesia Calvinista: o Empreendedora e temente a Deus nas crenças da acumulação e no trabalho como sinais de salvação.
  • 54. G – Parlamentarismo: o Colocava o controle do governo nas mãos da burguesia. o O Chefe de Estado reinando mas sem poderes. o A burguesia no comando do Parlamento praticando políticas em benefício próprio.
  • 55. 11. Consequências: o Mecanização intensiva. o Especialização na produção. o Linha de produção e divisão das tarefas. o Expansão nos mercados e lucros. o Consolidação da burguesia e do Capitalismo.
  • 56. o Capitalismo atinge o “status” de industrial e financeiro. o Artesãos foram à ruína por não conseguirem competir com as máquinas. o Nasce o proletariado em situação de exploração, penúria, miséria. o Alienação da mão – de – obra.
  • 57.
  • 58.
  • 59.
  • 60. 12. Opressão e resistência: A – Trade Unions: o Associações operárias. o Embrião dos Sindicatos. o Mobilizações e greves. B – Ludismo (Ned Ludd): o Movimento de protesto dos quebradores de máquinas.
  • 61.
  • 62.
  • 63.
  • 64.
  • 65. C – Cartismo: o Carta do Povo ( 1838 ). o Operários se organizam e enviam um abaixo assinado ao Parlamento Inglês com reivindicações: o Voto universal e secreto. o Fim do censo eleitoral. o Remuneração aos políticos.