T E M A: O P AP E L D A E N F E R M AG E M N A O R I E N T AÇ Ã O E N OI N C E N T I V O A A M A M E N T AÇ Ã OP R O B L E...
I N T R O D U Ç ÃOA amamentação além de ser biologicamente determinada esociocultural mente condicionada, tratando -se, po...
A prática de amamentar é uma experiência que implica noenvolvimento de uma série de fatores maternos e outrosrelacionados ...
Como o enfermeiro é o profissional que mais estreitamente serelaciona com a mulher durante oCiclo gravídico-puerperal e te...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Projeto monografia 1 parte

2.908 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.908
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
43
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto monografia 1 parte

  1. 1. T E M A: O P AP E L D A E N F E R M AG E M N A O R I E N T AÇ Ã O E N OI N C E N T I V O A A M A M E N T AÇ Ã OP R O B L E M A: Q U A L A C O N T R I B U I Ç ÃO D AS O R I E N T AÇ Õ E SD E E N F E R M AG E M N A V I D A E N O D E S E N V O L V I M E N T O D AM ÃE E D O B E B E E M AM A M E N T AÇ Ã O ? O B J E T I V O SObjetivo Geral:Mostrar a importância da atuação do enfermeiro no incentivo aamamentação exclusiva e na manutenção da saúde do bebe.Objetivos Específicos: Explicar os Benefícios advindos de uma amamentação correta Ensinar à mãe a forma correta de amamentação Esclarecer as dúvidas e mitos das mães em relação ao aleitamento materno
  2. 2. I N T R O D U Ç ÃOA amamentação além de ser biologicamente determinada esociocultural mente condicionada, tratando -se, portanto, deum ato impregnado de ideologias e determinantes queresultam das condições concretas de vida. A descoberta devantagens da amamentação, sob a égide da ciência,redesenhou ao compatibilizar as peculiaridades fisiológicas dometabolismo do lactente com as descobertas acerca daspropriedades biológicas ímpares do leite humano , contribuindopara dar ênfase a essa prática, que mais que conhecida,devem ser reconhecidas como fundamental para odesenvolvimento da criança, em todos os aspectos ( CORRÊA,2002)O leite humano é um alimento nutricional mente adequadopara o recém-nascido, adaptado ao metabolismo deste,desempenhando importante papel no desenvolvimento dacriança e proporcionando proteção imunológica contradoenças infecciosas, particularmente a diarréia; além disso,estimula a relação afetiva do bebê com a mãe ( MOTTA, 1990)O aleitamento materno é tão importante para odesenvolvimento e crescimento da criança, que com base emevidências científicas, a Organização mundial de saúde, OMSrecomenda a prática da amamentação exclusiva por seismeses e a manutenção do aleitamento materno acrescido dealimentos complementares até os dois anos de vida ou mais(VENANCIO, 2002)Tendo em vista o impacto social que o aleitamento podeproporcionar sua prática dentro de um percurso histórico e emmeio a muitos empecilhos, desde mitos até a propagação doleite em pó, faz-se necessário uma reflexão crítica sobre taisaspectos, dando ênfase aos benefícios do leite humano tantopara a mãe e o filho quanto para sociedade, vale ressaltarque tais reflexões também incluem o papel do enfermeiro naprática do aleitamento materno, desde suas ações comoprofissional de saúde até mesmo no cuidar no que se dizrespeito às mães que não podem amamentar devido àhospitalização e a existência do banco de leite humano(GOUVEIA, 2004)As questões relacionadas à prática da amamentação têm -seconfigurado objeto de interesse para diferentes atores egrupos sociais ao longo da história. Em todas as épocas, oser humano foi levado a construir rotas alternativas pararesponder à demanda das mulheres que, por opção o uimposição, trilharam o caminho do desmame precoce(ALMEIDA, 2004)
  3. 3. A prática de amamentar é uma experiência que implica noenvolvimento de uma série de fatores maternos e outrosrelacionados ao recém -nascido, a qual não está nadependência exclusiva de um a decisão prévia de amamentarou não. Também não depende de seus conhecimentos sobretécnicas de manejo da amamentação. ( VENANCIO, 2002)Desde a década de 80, as evidências favoráveis à prática daamamentação exclusiva aumentaram consideravelmente.Atualmente sabe-se que a administração de outros líquidosalém do leite materno nos primeiros quatro meses de vida dacriança pode interferir negativamente na absorção denutrientes e em sua biodisponibilidade, podendo diminuir aquantidade de leite materno inger ido e levar a menor ganhoponderal e a aumento do risco para diarréia, infecçõesrespiratórias e alergias ( CECCATO, 2001)O que determina a ação de amamentar, sua qualidade eduração é o significado que a mulher atribui a essaexperiência. Significado este , determinado pela relaçãopercebida pela mulher, do ato de amamentar com os símbolosrepresentados nos elementos de interação vivenciados por elaem seu contexto. Assim, é o reconhecimento dos benefíciosdo aleitamento materno tem levado à busca das causa s deseu insucesso freqüente e interrupção precoce (SILVA, 2000)A ciência da enfermagem está baseada em ampla estruturateórica e o processo de enfermagem é o método através doqual essa é aplicada à prática. O seu propósito é de oferecerestrutura na qual as necessidades individuais do cliente, sejaele indivíduo, família ou comunidade, possam ser satisfeitas.E no que diz respeito à amamentação, é iminente atentar àsnecessidades individuais de cada mulher, de forma apersonalizar o atendimento (PASSOS, 2000)Amamentação, não é apenas um evento ou resposta adeterminantes biológicos e sociais, antes, é um complexoprocesso de interação da mulher com os abjetos significantescontidos em seu meio. Todos os elementos com os Quais elainterage são percebidos, interpretados e revestido designificados, os quais determinam as Ações que definem otipo e duração da amamentação (SILVA, 1997).O aleitamento materno é sinônimo de sobrevivência para orecém-nascido, portanto um direito inato. É uma das man eirasmais eficientes de atender os aspectos nutricionais,imunológicos e psicológicos da criança em seu primeiro anode vida (ICHISATO & SHIMO, 2001).
  4. 4. Como o enfermeiro é o profissional que mais estreitamente serelaciona com a mulher durante oCiclo gravídico-puerperal e tem importante papel nosprogramas de educação em saúde, durante o pré -natal, eledeve preparar a gestante para o aleitamento, para que nopós-parto o processo de adaptação da puérpera aoaleitamento seja facilitado e tranqüilo, evitando assim,dúvidas, dificuldades e possíveis complicações (BRASIL,2002).O enfermeiro deverá estar próximo durante e após o parto,auxiliando as mães. É necessária uma comunicação simples eobjetiva durante a orientação, o incentivo e o apoio aoaleitamento materno, demonstrando diversas posições,promovendo relaxamento e posicionamentoConfortável, explicando a fonte dos reflexos da criança emostrando como isso pode ser usado para ajudar na sucçãodo recém-nascido (ALMEIDA & DO VALE, 2003).O aleitamento materno sob livre demanda deve ser encorajadoa fim de diminuir a perda de peso inicial do recém -nascido epromover o estímulo precoce da apojadura. Ele garante amanutenção do vínculo mãe e filho que se inicia na gestação,cresce e se fortifica, devendo, portanto ser incentivado a suacontinuidade para garantir bem -estar, segurança e saúde dacriança (BRASIL, 2001).

×